A arte do romance, por Milan Kundera | Digestivo Cultural

busca | avançada
28449 visitas/dia
949 mil/mês
Mais Recentes
>>> Estação Plural entrevista VJ e blogueira Titi Müller em novo dia na TV Brasil
>>> Samba na Gamboa celebra a obra de Lupicínio Rodrigues nesta segunda (29/8)
>>> Escritora Conceição Evaristo conversa com Aderbal Freire-Filho no Arte do Artista
>>> TV Brasil estreia premiada série O Tempo entre Costuras nesta sexta (26)
>>> Baile da Melhor Idade no Pátio Alcântara
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão
>>> A noite em que Usain Bolt ignorou nosso Vinicius
>>> Sobre os três primeiros romances de Lúcio Cardoso
>>> Meu querido mendigo
>>> Na hora do batismo
>>> Simone Weil no palco: pergunta em forma de vida
>>> Existe na cidade alguém, assim como você...
>>> Eleições nos Estados Unidos
>>> Os dinossauros resistem, poesia de André L Pinto
>>> A que ponto chegamos, EUA!
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lançamento e workshop em BH
>>> Reid Hoffman por Tim Ferriss
>>> Software Programs the World
>>> Daphne Koller do Coursera
>>> The Sharing Economy
>>> Kevin Kelly por Tim Ferriss
>>> Deepak Chopra Speaker Series
>>> Nick Denton sobre Peter Thiel
>>> Bill & Melinda Gates #Code2016
>>> Elon Musk Code Conference 2016
Últimos Posts
>>> Bel Pesce, empreendedorismo e crowdfunding
>>> Todos à USP!
>>> O acumulador
>>> A ABSTRATA MARGEM
>>> Rua da infância
>>> Nada disso estaria acontecendo...
>>> 180°
>>> Espírito Olímpico
>>> O homem nu
>>> Casulo de névoas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Parangolé: anti-obra de Hélio Oiticica
>>> Na hora do batismo
>>> A soprano insaciável
>>> A Paris de Chico Buarque
>>> Livro (e filme) sobre Facebook
>>> Essa São Paulo que ri, essa São Paulo que chora
>>> Entrevista com Marici Salomão
>>> Vestibular, Dois Irmãos e Milton Hatoum
>>> Leitura, segundo Eça
>>> A volta do quadrinho nacional
Mais Recentes
>>> Memória de Elefante
>>> Respiração Artificial
>>> Planeta 23
>>> Prolegômenos a toda Metafísica Futura, que Possa Apresentar-se como Ciência
>>> Bibliografia de Antônio Cândido e Textos de Intervenção
>>> Eneagrama- Um Caminho para o seu Sucesso Individual e Profissional
>>> Apocalipse II
>>> A cartilha da nova mãe
>>> Vila dos Confins
>>> Showrnalismo- A notícia como espetáculo
>>> Arte de Ser Mulher- Manual de Consciência Corporal
>>> Freud- Estudo Crítico da Psicanálise.
>>> Revolução da Esperança
>>> Espírito de Miséria
>>> Jornada Xamânica ( Inclui CD para Meditação)
>>> O Simbolo da Transformação na Missa
>>> Planeta 15
>>> Angústia
>>> O Graal- Arthur e Seus Cavaleiros- Leitura Simbólica
>>> Tavares Bastos (Aureliano Cândido 1839-1875)
>>> Epitecto e a Sabedoria Estoica
>>> Ensaios de antropologia brasiliana
>>> Do Brasil Filipino ao Brasil de 1640
>>> Cenas Noturnas na Bíblia- Tardes e Manhãs, que conduzem ao dia perfeito
>>> Assuma o Controle de Sua Vida-Como dizer Não à Manipulação Emocional
>>> A conquista do deserto ocidental
>>> Individuação Junguiana
>>> Mar Morto
>>> Viagem ao centro da Terra
>>> Cordel para Crianças (Caixinha com 10 Títulos)
>>> 40 Anos de Teatro (Volume 3) - Mario Nunes
>>> 40 Anos de Teatro (Volume 2) Mário Nunes
>>> Curso de Cenografia - Di Cavalcanti
>>> Apolonia Pinto e o seu tempo - Coleção DIONYSOS
>>> Revista DIONYSOS - nº 5 (Fevereiro de 1955)
>>> Revista DIONYSOS - nº 26 (Especial: Teatro Oficina)
>>> Revista DIONYSOS - nº 24 (Especial: Teatro de Arena)
>>> Revista DIONYSOS - nº 22 (Os Comediantes)
>>> Revista DIONYSOS nº 16 (Teatro)
>>> Revista DIONYSOS - nº 25 (TBC - Teatro Brasilerio de Comédia)
>>> Revista DIONYSOS nº 23 (Teatro)
>>> Janeiro de Grandes Espetáculos - Origem e Perspectivas - 2ª Edição Revista e Ampliada
>>> Janeiro de Grandes Espetáculos - Origem e Perspectivas
>>> Incidentes em Antares - Érico Veríssimo
>>> Sabedoria Persa
>>> O Barão nas Árvores - Italo Calvino
>>> Solano Trindade - Poemas Antológicos
>>> A invenção de Hugo Cabret
>>> As Cem Melhores Crônicas Brasileiras
>>> Cidades Brasileiras - O passado e o presente
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Literatura

Quarta-feira, 4/11/2009
A arte do romance, por Milan Kundera
Julio Daio Borges

+ de 4500 Acessos




Digestivo nº 439 >>> Philip Roth tira sarro de Milan Kundera, em A marca humana (2003), criando uma personagem que é uma típica acadêmica norte-americana, e que, entre leituras sufocantes de Hegel, idolatra o autor de A insustentável leveza do ser (como se esse livro, em seu sucesso de best-seller, transmitisse uma impressão diluída do que é a literatura). Mas Roth, igualmente, presta sua homenagem a Kundera, entrevistando-o em Entre Nós (2008), onde reúne outros escritores que obviamente respeita. A arte do romance, agora em versão de bolso, talvez sirva para mostrar que Kundera, apesar da dubiedade de Roth, entende, sim, de literatura, abrindo logo com um excelente ensaio sobre o autor do Quixote, intitulado "A herança depreciada de Cervantes". Só por esse texto, a obra já valeria a pena — na realidade, uma apaixonada defesa do gênero romance, refazendo sua trajetória desde o mestre espanhol até o século XIX, até a produção contemporânea. Kundera, por exemplo, coloca que o romance deixou de ser uma "aventura", como a do Dom Quixote que saiu pelo mundo, para se tornar um mergulho na psicologia, na intimidade, nas nossas miudezas mais profundas, a partir de Flaubert. Do épico, de quem abrangeria um império, como o espanhol, chegaríamos à atomicidade de um único dia, com o Ulisses, de Joyce, no século XX. Esse ensaio poderoso, de menos de 20 páginas, poderia ser, inclusive, desdobrado num curso, que deveria ser oferecido aos nossos romancistas pátrios, que escrevem, infelizmente, mais por intuição, e que, na maioria dos casos, não têm a menor ideia da tradição do romance nos últimos séculos. Além disso, A arte do romance reúne entrevistas de Kundera à lendária Paris Review, um discurso feito em Jerusalém, mais um ensaio sobre Os sonâmbulos, de Hermann Broch, e outro sobre Kafka, com quem divide a origem tcheca. Num tempo em que a maior defesa do romance que se pode encontrar é a de Mario Vargas Llosa, sente-se um alívio quando a evocação de velhos mestres ainda dialoga conosco...
>>> A arte do romance
 
Julio Daio Borges
Editor

Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ENY E O GRANDE BORDEL BRASILEIRO
LUCIUS DE MELLO
OBJETIVA
(2002)
+ frete grátis



TEATRO: A CENA DIVIDIDA
GERD A. BORNHEIM
L&PM
(1983)
+ frete grátis



CULTURA POPULAR NA IDADE MODERNA
PETER BURKE
COMPANHIA DAS LETRAS
(2010)
+ frete grátis



ASSUNTOS DE FAMÍLIA
HAIM GRÜNSPUN E FEIGA GRÜNSPUN
KAIRÓS
(1984)
+ frete grátis



REVISTAS PLANETA NÚMEROS 39 E 40
LOUIS PAWELS E OUTROS
TRÊS
(1975)
+ frete grátis



A FRAGILIDADE DA BONDADE - FORTUNA E ÉTICA NA TRAGÉDIA E NA FILOSOFIA GREGA
MARTHA C. NUSSBAUM
WMF MARTINS FONTES
(2009)
+ frete grátis



INFECTION - THE UNINVITED UNIVERSE
GERALD N. CALLAHAN, PH.D
ST. MARTINS PRESS
(2006)
+ frete grátis



O DIÁRIO DE ZLATA - A VIDA DE UMA MENINA NA GUERRA
ZLATA FILIPOVIC´
COMPANHIA DAS LETRAS
(1994)
+ frete grátis



TELENOVELA BRASILEIRA - MEMÓRIA
ISMAEL FERNANDES
BRASILIENSE
(1994)
+ frete grátis



A RELÍQUIA
EÇA DE QUEIROZ
LELLO & IRMÃO - CIDADE DE PORTO, PORTUGAL
(1966)
+ frete grátis





busca | avançada
28449 visitas/dia
949 mil/mês