Le rouge et le noir | Digestivo Cultural

busca | avançada
30533 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Show com grupo Tambora faz um mergulho na obra de compositoras de diversos países da América Latina
>>> Pianista revelação, Juliana D'agostini mostra seu talento no Natal Musical do VillaLobos
>>> Ana Marson lança livro de crônicas em São Paulo
>>> Música, dança e boa conversa na "Semana Preta" do Centro de Referência da Dança
>>> Vila Cultural Cora Coralina recebe exposição 'Tempos Líquidos'
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A poesia afiada de Thais Guimarães
>>> Manchester à beira-mar, um filme para se guardar
>>> Noel Rosa
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> Notas de leitura sobre Inácio, de Lúcio Cardoso
>>> O jornalismo cultural na era das mídias sociais
>>> Crítica/Cinema: entrevista com José Geraldo Couto
>>> O Wunderteam
>>> Fake news, passado e futuro
>>> Luz sob ossos e sucata: a poesia de Tarso de Melo
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
Últimos Posts
>>> Rios inversos
>>> Você pertence a um não lugar
>>> Olho d'água
>>> A música da corrida
>>> Retalhos da vida
>>> Limbo
>>> Transmutações invisíveis
>>> Quem te leu, quem te lê
>>> Bom dia e paz
>>> O que sei do tempo II
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O jornalismo cultural na era das mídias sociais
>>> Ária da Rainha da Noite
>>> Let us protect you in the labyrinth
>>> Um coral de 10 mil vozes
>>> A alma boa de Setsuan e a bondade
>>> Steve Jobs sobre o mundo
>>> O Presidente Negro, de Monteiro Lobato
>>> Sobre o gênio que é Harold Pinter
>>> Gente que corre
>>> Caso Richthofen: uma história de amor
Mais Recentes
>>> Pensamento Complexo: suas aplicações à liderança, à aprendizagem e ao desenvolvimento sustentável
>>> Dictionnaire D'Analyse du Discours (1ª ed.)
>>> Defenda seus direitos
>>> O momento da sua virada
>>> Uma Viagem Aos Reinos
>>> Trilha para os Jovens
>>> Titan - O mundo de aventuras fantásticas
>>> Sonhos Lúcidos
>>> Raiva. Seu Bem, Seu Mal
>>> O Shadowdale Vale Das Sombras
>>> O perdedor
>>> O livro secreto da maçonaria
>>> O livro da quituteira
>>> O caso Schreber
>>> O Caminho do mago
>>> Lobisomem O - Apocalipse - Rpg
>>> Livro do Mestre - Advanced Dungeons e Dragons
>>> Gurps. Modulo Básico
>>> Francisco de Assis e Francisco de Roma: Uma Nova Primavera na Igreja
>>> Forgotten Realms 3 Guia De Campanha Para Undermontain
>>> Cinema: O Divã e a Tela
>>> Até os Felizes Sofrem
>>> Assessoria de Imprensa
>>> As Virtudes da Casa
>>> Além do bem e do mal
>>> Aleister Crowley - A Biografia de um Mago
>>> A realização espontânea do desejo
>>> Belo Desastre
>>> Nao deixe para depois o que voce pode fazer agora
>>> Ecos Dos Mortos
>>> O pai sessenta minutos
>>> A Noite dos Quatro Furacões
>>> Caixa de Pássaros
>>> Qualidade em Serviços
>>> O Quarto Poder - Uma Outra História - 1ª Edição
>>> Sem Vestígios - Revelações de um Agente Secreto da Ditadura
>>> O Arroz de Palma - Edição Comemorativa
>>> Cisnes Selvagens - Três Filhas da China
>>> Sobre o Céu e a Terra - As Ideias do Papa Francisco
>>> Sobre Heróis e Tumbas - 2002
>>> O Homem de Beijing - 1ª Edição
>>> Compêndio de Análise Institucional e Outras Correntes - Teoria e Prática
>>> As Cartas Ácidas da Campanha de Lula de 1998 - 1ª Edição
>>> A Igreja Universal e Seus Demônios - Um Estudo Etnográfico
>>> Eugene H peterson ( o caminho de Jesus e os atalhos da igreja)
>>> Cadernos do nosso tempo Cinema Brasileiro
>>> Ciência Contemplativa
>>> O Absurdo e a Graça
>>> Farra no Formigueiro
>>> Picasso - Coleção Crianças Famosas
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Literatura

Segunda-feira, 3/2/2003
Le rouge et le noir
Julio Daio Borges

+ de 1500 Acessos




Digestivo nº 119 >>> Dostoievski era um escritor típico: vivia acossado por dívidas. Para completar, doente e viciado em jogos de azar. Pelo menos, na época em que compôs "O jogador", novela que por contrato devia a seu editor - e que, portanto, começou e acabou em 25 dias. O resultado não chegaria a agradá-lo mas, no século seguinte, conquistaria a admiração de Thomas Mann. De fato, não contém a riqueza psicológica da última fase do escritor, a mesma elogiada por Nietzsche - ainda assim, é envolvente e "O jogador" não consegue ser abandonado enquanto não termina (dentro e fora do livro). Mereceu reedição da Bertrand Brasil, embora a capa esteja um pouco equivocada: as agruras e estrepolias de Aleksei Ivanovitch acontecem em torno da roleta e não do jogo de cartas. A tradução é de Moacir Werneck de Castro e segue o preceito atual de que Dostoievski escrevia mal (por opção) e não deve ser remendado. Palavras repetidas e descuidos similares permanecem como sinais de respeito ao original. Abaixo os franceses que embelezam seu estilo e os brasileiros com intenções similares! Salvo prova em contrário, esses detalhes formais parecem de pouca monta em relação à obra dostoievskiana. Toda ação de "O jogador" transcorre em Roletemburgo (o editor queria algo mais russo), dentro de um hotel que abrigava um cassino. O protagonista ocupa-se como preceptor de uma família falida, à espera de uma herança. A avozinha - detentora da almejada fortuna -, no entanto, aparece em pessoa (para os hóspedes), depois de oscilar entre a vida e a morte, fascinando-se com a roleta e empenhando nela somas consideráveis. Para desespero dos herdeiros, que armavam planos mirabolantes para quando sobreviesse a sua morte, a avozinha ameaça colocar todo o seu patrimônio a perder. "O jogador" é quase um ensaio sobre a frivolidade que, nesses ambientes, reina - e sobre a submissão do destino humano ao vil metal. Enquanto isso, Aleksei se apaixona por Polina; que se apaixona por Des Grieux; que se apaixona por mademoiselle Blanche; que, casando-se com o filho da avozinha, o general, planeja um golpe do baú. Às vezes divertido, às vezes trágico, o livro segue uma estrutura esquemática e, segundo a definição de Scott Thurow, pode ser lido no metrô. Assombrosamente realista, ao retratar as vertigens por que passam os inveterados jogadores, prova como Dostoievski dominava seu ofício ainda que lhe fossem adversos o tempo e as condições.
>>> "O jogador" - Fiodor Dostoievski - 192 págs. - Bertrand Brasil
 
Julio Daio Borges
Editor

Quem leu esta, também leu essa(s):
01. Porta dos Fundos (Internet)
02. O sucateamento da Rádio Eldorado pelo Grupo Estado (Música)
03. E a Apple virou mainstream (e Steve Jobs, também)... (Além do Mais)
04. Cantos de Trabalho, Cia. Cabelo de Maria (Música)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CODIGO COMERCIAL
GISELE DE MELO BRAGA TAPI
REVISTA DOS TRIBUNAIS
(2004)
R$ 5,99



TRAVESSIAS DO PÓS TRÁGICO
ROBERTO VECCHI (ORG)
UNIMARCO
(2006)
R$ 10,00



TRACE
NORA ROBERTS
HARLEQUIN
(2014)
R$ 5,00



MUNDOS EM CONEXÃO
GEOFFREY D. FALK
CULTRIX
(2012)
R$ 18,90



AS MENTIRAS QUE OS HOMENS CONTAM
LUIS FERNANDO VERISSIMO
OBJETIVA
(2001)
R$ 10,58



ANTOLOGIA POÉTICA DE AUGUSTO DOS ANJOS
AUGUSTO DOS ANJOS
EDIOURO
(1997)
R$ 3,00



OS CEM MELHORES CONTOS BRASILEIROS DO SÉCULO
ITALO MORICONI
OBJETIVA
(2009)
R$ 16,00



INOCENTE, O
HARLAN COBEN
ARQUEIRO
(2013)
R$ 21,00



CHINA 25 ANOS,25 SÉCULOS.
FRANCIS AUDERY
PAZ E TERRA
(1976)
R$ 25,00
+ frete grátis



TEX Nº 209 - MENSAGEIRO DA MORTE 
SERGIO BONELLI
GLOBO
(1987)
R$ 5,00
+ frete grátis





busca | avançada
30533 visitas/dia
1,1 milhão/mês