Zastrozzi | Rennata Airoldi | Digestivo Cultural

busca | avançada
56515 visitas/dia
1,5 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Shopping Bay Market realiza programação infantil aos domingos
>>> A ARTE DE SER FELIZ,
>>> O ARQUITETO,
>>> HISTÓRIA DA FILOSOFIA
>>> Observatório da Imprensa analisa os 30 anos de cinema do Grupo Estação
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Fui pra Cuba
>>> Agora o mundo perde cotidianamente os seus ídolos
>>> Proibir ou não proibir?
>>> Carles Camps Mundó e a poética da desolação
>>> A proposta libertária
>>> O regresso, a última viagem de Rimbaud
>>> E Foram Felizes Para Sempre
>>> O Olhar das Bruxas: Quatro Versões de 'Macbeth'
>>> Lira da resistência ao futebol gourmet
>>> Com quantos eventos literários se faz uma canoa?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Curso de projetos literários
>>> Patuá em festa
>>> Literatura: direito humano
>>> Geraldo Rufino no #MitA
>>> Portal dos Livreiros: 6 meses!
>>> Ryley Walker
>>> Leia Mulheres - BH
>>> Adagio ma non troppo
>>> Psiu Poético 30 anos
>>> Uma cidade se inventa
Últimos Posts
>>> Correndo por um banheiro
>>> Movimento
>>> Recicláveis
>>> Conto e romance
>>> Um muro para pichar
>>> Para que serve um violino?
>>> Qual é o seu nome?
>>> Entrevista Anti Crise -
>>> ARQUITETURA ONÍRICA
>>> Sem pesos de consciência
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Dois mil e cinco: o primeiro ano pós-esperança
>>> Dicas para você aparecer no Google
>>> Evolução e Adaptação da Imprensa Escrita
>>> 24 Horas: os medos e a fragilidade da América
>>> Os Jornais Podem Desaparecer?, de Philip Meyer
>>> FLIP 2006 I
>>> Os beijos de Tchekhov
>>> Encontros (e desencontros) com Daniel Piza
>>> 40
>>> Elvis 2015
Mais Recentes
>>> Ode ao Crepúsculo - Autografado
>>> Casa Dividida - Coleção Catavento
>>> No Verão, a Primavera
>>> Doutrina Militar Soviética (1º Volume)
>>> Capoeira: Pequeno Manual do Jogador - 4ª Edição Revista e Atualizada
>>> Ben-Hur
>>> Decamerão - Coleção Obras Primas - Grandes Autores - Suzano
>>> Boletim - Ano I - Nº 1 - Biblioteca de Cultura Militar
>>> Árvores Brasileiras - Volume 01 - 5ª Edição
>>> Contos - Coleção Obras Primas - Grandes Autores - Suzano
>>> Lacan e a Filosofia
>>> O Livro do Inexplicável
>>> Serviço em Campanha: Operações - Manual de Campanha
>>> Babbitt - Coleção Obras Primas - Grandes Autores - Suzano
>>> Flâmulas - 20 Sonetos de Estréia
>>> Die Kultur Der Antiken
>>> AS RELIGIÕES DO ANTIGO ORIENTE
>>> A REVELAÇÃO BÁSICA NAS ESCRITURAS SAGRADAS
>>> O PAPADO E O DOGMA DE MARIA à luz da Bíblia e da história
>>> BAKHTIN- DA TEORIA LITERÁRIA À CULTURA DE MASSA
>>> A CONCÓRDIA E A PAZ - textos de João Cassiano, Agostinho, João Crisóstomo, Cipriano, Ambrósio, Fulgêncio de Ruspe, Jerônimo
>>> HUMANISMO INTEGRAL-Uma visão nova da ordem cristã
>>> Arlequim, Servidor de Dois Amos
>>> O Grande Deflorador
>>> Mar de Histórias Volume 6
>>> O Conto da Ilha Desconhecida
>>> Cinco Munutos/A viuvinha
>>> A Revoada
>>> História da Literatura Brasileira Simbolismo
>>> História da Literatura Brasileira Realismo
>>> Um Capitão de Quinze Anos
>>> O Castelo
>>> Muito Barulho Para Nada e Bem Está o Que Bem Acaba
>>> Os Subterrâneos da Liberdade
>>> Os Ásperos Tempos
>>> Esquecer o Natal
>>> A GLÓRIA DE DEUS É O HOMEM VIVO- a profissão de fé de santo Irineu
>>> A VOLTA DO FILHO PRÓDIGO- A história de um retorno para casa
>>> A Bíblia- O FILHO DE DEUS
>>> Manual do Guerreiro da Luz
>>> Calabar
>>> História social da Literatura Portuguesa
>>> Teatro completo - Vol. 3
>>> Teatro completo - Vol. 6
>>> Cancioneiro da ajuda - Volumes I e II
>>> O CRISTO MARAVILHOSO
>>> Salmos 1-72,73-150
>>> O EU E O INCONSCIENTE
>>> A Casa Pintada
>>> A Paixão Segundo GH
COLUNAS

Quarta-feira, 2/7/2003
Zastrozzi
Rennata Airoldi

+ de 2900 Acessos
+ 1 Comentário(s)

O que pode dar ou tirar o sentido da vida de um homem? Não é algo fácil de enumerar ou descrever. É simplesmente uma questão de escolha. Cada um determina seu próprio destino, sendo ele louvável ou não, dependendo do ponto de vista. Zastrozzi, personagem título da peça, é um tipo peculiar. Um assassino frio e cruel. Como qualquer vilão que se preze. Não apenas um matador, mas o melhor! Cercado, obviamente, por fiéis escudeiros e seguidores, admirado por uns e temido por outros. Isso, aliás, não importa.

Acontece, porém, que, como qualquer pessoa, esse vilão passa por momentos de tédio e necessita descobrir um sentido para a sua própria vida. É desta forma que Verezzi, um artista de vários dons, um sonhador visionário, vira seu único alvo, sua eterna busca. A partir da desculpa de vingar a morte da própria mãe, a brincadeira de gato e rato transforma-se na única necessidade e no único objetivo de Zastrozzi. Perseguí-lo até o fim de seus dias! O bem contra o mal... ou seria o inverso? Aqui, na peça, fica claro o heroísmo direcionado ao assassino e o patético diluído na figura do bom moço.

A peça, escrita pelo autor canadense George Walker, tem sua primeira montagem no Brasil. A apropriação do texto é bem interessante, pois une um certo clima antigo (o texto sugere a ação no século XIX), com a presença de figuras bem conhecidas: a mocinha virgem, o vilão, o moço rico, o tutor, o vassalo, os criminosos. Também tabernas, parques e afins, sempre sob a ótica dos dias atuais. Enquanto o figurino e os adereços carregam o peso do tempo de maneira estilizada, temos igualmente projeções compondo com o cenário. Tudo isso traz à tona um universo lúdico de desenhos animados e das histórias em quadrinhos.

Na verdade, a luz e as projeções são determinantes para confirmar a proposta da direção. A coreografia cênica e a escolha do gestual dos atores são aqui determinantes. Outro ponto a ser levantado é que, em muitos momentos nas cenas da peça, quadros são formados, como se um slide gigante fosse projetado em três dimensões. Isso traz credibilidade até para as coisas mais farsescas que são abertamente realizadas em cena. O melodrama e todos os clichês são, inclusive, bem-vindos. Assim, há um sarcasmo e uma ironia permanentes.

É, aliás, uma escolha perigosa, se não for levada até o fim. Sendo necessário certo radicalismo, pois, no momento em que a "coreografia" aparece mais do que a "atuação" em si, não vemos o personagem que vivência determinada história, mas sim o ator que executa friamente uma tarefa, deixa uma "marca". Isto tudo ainda oscila muito no decorrer do espetáculo. Não estou falando de cenas de luta onde o principal é a coreografia. O risco é o da proposta funcionar como escudo da "não-atuação". Por mais que a "forma" seja determinante nessa escolha, o "conteúdo" deve prevalecer. Independentemente da linha seguida na peça.

Por outro lado, a encenação de Zastrozzi, além propor determinada pesquisa, é interessante por levar o gênero "ação" ao teatro. Talvez uma modernização do antigo "capa-espada". Nos momentos em que o foco principal é a "dança de movimentos" (nas mudanças de cena nas lutas), a precisão e o desenho são muito bem explorados. Tudo sugere lutas marciais, e a influência oriental está não só nos movimentos como também nas tatuagens que alguns personagens carregam na pele. Há, sem dúvida, a referência aos filmes de ação que estão por aí, hoje, em cartaz.

A peça é assim: uma divertida exploração de vários universos e tempos. Um "mix" que aproveita para zombar da própria ficção na obra. Os arquétipos das grandes histórias de crime e perseguição. O ponto de partida é a própria inquietação de Zastrozzi e, a partir dele (de seu ponto de vista), tudo se desenrola. Assim, justifica-se distorções e maniqueísmos. Outra novidade nesta produção é que o ator Selton Mello encara aqui um segundo papel, o de diretor (juntamente com Daniel Herz). Sem dúvida que é uma árdua tarefa dirigir e atuar ao mesmo tempo.

Em "Zastrozzi", o engraçado, o patético estão presentes o tempo todo. Mas, além disso, voltando à discussão inicial, fica claro que o branco só existe em contraste com o preto. Quero dizer, o bem é determinado pelo mal e vice-versa. Assim, um é alimento do outro, um dá sentido à existência do outro. A relação presa-caçador instala um ciclo interminável! Daí temos o átomo de toda essa história.

Para ir além
Zastrozzi está em cartaz no Teatro Folha, até o dia 27 de julho. Sextas às 21h30, sábados às 20 e 22 hrs., e domingos às 19 hrs. O Teatro Folha fica no Shopping Pátio Higienópolis (Av. Higienópolis, nº 618). Maiores pelo telefone: (0xx11) 3823-2737.


Rennata Airoldi
São Paulo, 2/7/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A trilogia Qatsi de Guilherme Carvalhal
02. Apresentação: Ficção e Sociedade de Heloisa Pait
03. Reunião de pais, ops, de mães de Ana Elisa Ribeiro
04. Almoços com C.S. Lewis de Celso A. Uequed Pitol
05. Saia curta, liberdade longa. de Adriane Pasa


Mais Rennata Airoldi
Mais Acessadas de Rennata Airoldi em 2003
01. Temporada de Gripe - 17/11/2003
02. As Nuvens e/ou um deus chamado dinheiro - 4/6/2003
03. O Belo Indiferente - 24/9/2003
04. A guerra do silêncio e da antidemocracia - 2/4/2003
05. Zastrozzi - 2/7/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
23/3/2004
15h31min
Bem, meu nome e Diego e moro nos Estados Unidos. Estive no Brasil o verao passado, quando tive a oportunidade de ver Zastrozzi. Fiquei apaixonado pelo texto e pelo elenco. Natalia Lage e Angelo Paes Leme, na minha opiniao foram uma escolha perfeita. Faco teatro musical aqui nos estates, e fiquei muito feliz com a qualidade do teatro brasileiro. Pude ver que o povo brasileiro tem muita cultura e talento. Tenho 18 anos de idade e amo teatro. Zastrozzi contribuiu muito com essa minha decisao de seguir carreira como ator. Um grande abraco ao elenco, e em especial a voce, Rennata. Adorei o texto.
[Leia outros Comentários de Diego Rocha]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MUNDO ANTIGO: O MUNDO DA ARTE ENCICLOPÉDIA DAS ARTES PLÁSTICAS EM TODOS OS TEMPOS
LIVRARIA JOSÉ OLYMPIO EDITORA
LIVRARIA JOSÉ OLYMPIO EDITORA
(1996)



O ZAHIR
PAULO COELHO
ROCCO
(2005)



A FELICIDADE É FÁCIL
EDNEY SILVESTRE
RECORD
(2011)



AYRTON SENNA: HERÓI DA MÍDIA
PAULO SCARDUELLI
BRASILIENSE
(1995)



A ARTE SECRETA DO ATOR
EUGENIO BARBA E NICOLA SAVARESE
HUCITEC/UNICAMP
(1995)
+ frete grátis



ASSIM FALAVA ZARATUSTRA
NIETZSCHE, FRIEDRICH
CENTAURO
(2010)
+ frete grátis



VOANDO BAIXO
PEDRO CAVALCANTI
CIA. DAS LETRAS
(2000)
+ frete grátis



O ESCRITOR E SEUS FANTASMAS
ERNESTO SÁBATO
FRANCISCO ALVES
(1982)
+ frete grátis



CASABLANCA: A CRIAÇÃO DE UMA OBRA-PRIMA INVOLUNTÁRIA DO CINEMA
RENZO MORA
ESTRONHO
(2015)
+ frete grátis



MEDICINA DA ALMA
ROBSON PINHEIRO SANTOS PELO ESPÍRITO JOSEPH GLEBER
CASA DOS ESPÍRITOS
(2004)
+ frete grátis





busca | avançada
56515 visitas/dia
1,5 milhão/mês