O inverno de Fante | Fabio Silvestre Cardoso | Digestivo Cultural

busca | avançada
37091 visitas/dia
862 mil/mês
Mais Recentes
>>> Bangalafumenga recebe amigos e ex batuqueiros para um encontro de felicidade no Carioca Club, dia 25
>>> SISEM-SP disponibiliza vídeos com conteúdo do 9º Encontro Paulista de Museus
>>> Em agosto, o Largo do Machado receberá a segunda edição do Hoje é dia de comer na rua
>>> ÀTMA - De que tamanho é o teu deserto?
>>> Vivo EnCena traz Paulo Betti a São Paulo com Autobiografia Autorizada
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A noite iluminada da literatura de Pedro Maciel
>>> Apontamentos de inverno
>>> Literatura, quatro de julho e pertencimento
>>> O Abismo e a Riqueza da Coadjuvância
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 4. Museu Paleológico
>>> Um caso de manipulação
>>> Brasil, o buraco é mais embaixo
>>> Nós que aqui estamos pela ópera esperamos
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 3. Um Jogo de Poker
>>> Retratos da ruína
Colunistas
Últimos Posts
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
>>> Ajudando um amigo
Últimos Posts
>>> Maturidade
>>> Ponto cruz
>>> Elevador divino
>>> Na hora do rush
>>> Cubica(mente)
>>> Adentrando o mundo humano - Pensamento
>>> Modelar(mente)
>>> Trans(corrente)
>>> Quanto às perdas III
>>> O pão nosso de cada dia
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O País da Fila
>>> Edvaldo Pereira Lima
>>> Editar bem, com Matinas Suzuki Jr.
>>> Palhaço
>>> Ópera fora do circuito
>>> Muito barulho por nada
>>> Leitura, curadoria e imbecilização
>>> Legião Urbana 1994
>>> Um menino à solta na Odisseia
>>> Gratitude
Mais Recentes
>>> A crítica de arte: como entender o contemporâneo
>>> Autoridade Espiritual
>>> Os botões de Napoleão
>>> O mestre das iluminuras
>>> Mensagem - 2ª ed. Texto Integral
>>> A catedral do mar
>>> Amanhecer
>>> Lua Nova
>>> Crepúsculo
>>> Fundamentos da Logoterapia. Na clínica psiquiátrica e psicoteraêutica (Vol. I)
>>> A história do conceito de "Latin America" nos Estados Unidos
>>> Os Lusíadas
>>> O faroeste (1860-1890)
>>> O herege
>>> A Moreninha (Clássicos Saraiva)
>>> Rio das flores
>>> Edição em Jornalismo - Ensino, Teoria e Prática -1ª ed.
>>> Comentários à lei sobre Desportos 2ª ed.
>>> Dicionário Descartes
>>> Dicionário Rousseau
>>> Discurso do Método. Comentários: Denis Huisman
>>> Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens. Comentários: Jean Francois Braunstein
>>> Cadernos do nosso tempo Fascínio e Repulsa
>>> Apresentação do mundo. Considerações sobre o pensamento de Ludwig Wittgenstein
>>> Condições da Liberdade. A Sociedade Civil e Seus Rivais
>>> Destinação Antropológica
>>> Antropologia. Ousar para reinventar a humanidade
>>> Tempus Fugit
>>> Abençoai o suborno!
>>> O Pós Guerra Fria No Mundo
>>> Os Iguais Sob O Arco-Íris
>>> Quem Mexeu No Meu Queijo?
>>> Estratégia Para O Sucesso
>>> Faz Escuro Mas Eu Canto
>>> Pai Rico Pai Pobre
>>> Bases Para Sua Conduta
>>> O Apanhador no Campo de Centeio
>>> Busca do Campo Espiritual pela Ciência
>>> O Pensamento de Assis Chateaubriand
>>> A História Íntima do Beijo (Sociologia/Antropologia Cultural)
>>> Noites Agradáveis - Straparola (Contos Renascentistas Italianos)
>>> Haverá uma ciência da Alma?
>>> Dias Melhores Virão
>>> O Desafio de nosso Tempo ( Change and Habit)
>>> Hobbes e a Moral Política
>>> Hobbes Leviathan. Uma Visão Teológica
>>> Brevilóquio Sobre o Principado Tirânico
>>> De Cive. Elementos Filosóficos a respeito do cidadão
>>> O Problema do Ser e outros ensaios
>>> Antropologia Filosófica
COLUNAS

Terça-feira, 30/9/2003
O inverno de Fante
Fabio Silvestre Cardoso

+ de 4200 Acessos

Citado por muitos, lido por tantos outros, mais comentado do que nunca de uns tempos para cá. Trata-se de John Fante (1909 - 1983), autor celebrado pela beat generation, cujo romance Espere a primavera, Bandini é agora relançado pela editora José Olympio.

Logo no prefácio, há uma advertência necessária e igualmente inusitada: "[...]Estou seguro de que nunca lerei este livro de novo. Mas uma coisa é certa: todas as pessoas em minha vida de escritor, todos os meus personagens encontram-se neste trabalho inicial. Nada de mim está lá mais, apenas a memória de velhos quartos de dormir e o som dos chinelos de minha mãe caminhando até a cozinha".

Ao leitor mais incauto, pode parecer que a história, à primeira vista, traça apenas uma série de infortúnios da vida de um adolescente ítalo-americano em Colorado, nos Estados Unidos. A esse mesmo leitor, também pode ser natural a percepção de que o narrador conta a desoladora saga da família Bandini para, no fim, contrapor este cenário com uma redenção emocionante, com direito a final feliz e tudo mais. Para o bem e para o mal, esse roteiro previsível não acontece no romance de John Fante. Os motivos são claros, porém ficam ofuscados com o lugar-comum das leituras apressadas que ora tentam exaltar, ora visam deturpar as características dos escritos do autor.

Assim, um elogio fácil ao livro seria dizer que o texto de Fante, por ser ácido e incisivo, aponta para as fissuras da sociedade norte-americana, como o consumismo e a impessoalidade nas relações entre as personagens, em especial na família Bandini. Entretanto, perder-se-ia toda uma amplitude das cenas e dos relatos construídos pelo autor, pois, além desse estilo que cativa onze de cada dez blogueiros-escritores, Fante possui uma densidade que encanta ao mesmo tempo em que assombra. Por isso, na descrição dos momentos em que Maria Bandini se encontra em situação aterradora por, mais uma vez, não ter dinheiro, nota-se que não apenas o momento é exposto, mas também é mostrada a condição humana no fundo do poço; no desespero da falta de perspectiva, lassidão essa que provoca suicídios e tende a levar as pessoas aos vícios e aos escapes fáceis, como acontece com a própria Maria que sempre busca alívio nas revistas femininas.

Seria injusto, por outro lado, esquecer que as outras personagens compõem um mosaico das impressões e dos sentimentos do ser humano. Arturo, August, Frederico e, claro, Svevo Bandini. Homens ou quase-homens. Afetados por algum tipo de fragilidade de espírito, são incapazes de se livrar dos estigmas que os perseguem - a bebida, a opressão religiosa, a insegurança. Dessa maneira, culpam, ainda que indiretamente, uns aos outros pelos fracassos e pela falta de iniciativa que os preenche.

É crucial observar o ambiente que cerca o romance. "Svevo também aguarda a Primavera", diz a esperançosa Maria sobre a atual situação de seu esposo. De alguma forma, tanto os leitores como as personagens sabem que o porvir não guarda grandes esperanças, porém torna-se aceitável acompanhar a narrativa dessa forma. É o inverno de Fante. A espera da estação seguinte se revela como a última esperança para os corações apaixonados, absortos pelo fastio, pelo mal do século que tanto assola como desola Arturo Bandini.

No romance, o adolescente Arturo Bandini é o alter-ego de John Fante. Esse elemento é subestimado na obra do autor, visto que se tornou um recurso da literatura contar os acontecimentos de um cotidiano degradado (Muitos autores menores, aliás, começaram a provocar esse histórico sexo-drogas-rock n´roll em suas próprias vidas). Entretanto, poucos conseguem, com efeito, transformar o tecido fino que envolve as narrativas num pomposo veludo textual. E é aqui que Fante se destaca dos demais: ao lidar com as frustrações, com os temores e com o amor não correspondido, ele descobre que o final nem sempre é feliz; aprende, então, a esperar a primavera, pois, como preconiza o título do romance, pode-se aguardar pela incerteza, que, por vezes, traz mais esperança do que a frieza dos fatos.

A arte da escrita

Grandes romancistas e escritores contam com um elemento que os diferencia dos escribas cotidianos, como jornalistas e redatores em geral. Trata-se do tempo interior, partícula que torna envolvente a narração dos fatos e a descrição da atmosfera. Ainda que evidenciado pelo naturalismo, é um recurso que se destaca nos autores de qualquer estilo e de qualquer época. Seja com Hobsbawn, um historiador, seja com Flaubert, um romancista - embora a articulação ocorra de maneira diversa nesses dois exemplos.

Correspondência

Henry Louis Mencken, mais conhecido no Brasil pelo Livro dos Insultos, foi um dos grandes incentivadores da obra de John Fante. Há, inclusive, um livro, lançado nos EUA em 1989, que traz a correspondência entre Mencken e Fante, de 1930 a 1952. Nesse sentido, é mais do que justo aguardar que as missivas também sejam publicadas por aqui. Pelo bem da literatura em geral.

Bibliografia

"Estes romances cederão lugar, pouco a pouco, a diários ou autobiografias - livros cativantes, desde que um homem saiba escolher, entre o que chama de suas experiências, aquilo que é realmente sua experiência e saiba registrar, de fato, a verdade" (Ralph Waldo Emerson, trecho extraído da epígrafe de Trópico de Câncer, de Henry Miller).

Para ir além





Fabio Silvestre Cardoso
São Paulo, 30/9/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O dia que nada prometia de Luís Fernando Amâncio
02. Super-heróis ou vilões? de Cassionei Niches Petry
03. A entranha aberta da literatura de Márcia Barbieri de Jardel Dias Cavalcanti
04. Inquietações de Ana Lira de Fabio Gomes
05. Um Cântico para Rimbaud, de Lúcia Bettencourt de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Fabio Silvestre Cardoso
Mais Acessadas de Fabio Silvestre Cardoso em 2003
01. Notas sobre Jornalismo Cultural - 11/9/2003
02. Mário Faustino e a poesia - 11/11/2003
03. Civilização Brasileira - 28/10/2003
04. Mongólia: terra estrangeira - 23/12/2003
05. Minha Formação - 14/10/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




DESAFIANDO O DESTINO
ROSE ELIZABETH MELLO
VIDA E CONSCIÊNCIA
R$ 28,00



STANISLAVSKI EM LA ÓPERA - G. KRISTI
G. KRISTI
ARTE Y LITERATURA - CUBA
(1988)
R$ 120,00



A AUTOESTRADA DO SUL
JULIO CORTÁZAR
L&PM
(2014)
R$ 20,00



31 POETAS 214 POEMAS
DÉCIO PIGNATARI (TRADUÇÃO, NOTAS E COMENTÁRIOS)
COMPANHIA DAS LETRAS
(1996)
R$ 40,00
+ frete grátis



UMA INTRODUÇÃO À BÍBLIA. FORMAÇÃO DO POVO DE ISRAEL (VOL. II)
ILDO BOHN GASS *ORG.)
CEB/PAULUS
(2012)
R$ 12,00



TEMPO - O PROFUNDO MISTÉRIO DO UNIVERSO
JOHN GRIBBIN
FRANCISCO ALVES
(1981)
R$ 19,50



FREUD - CONFLITO E CULTURA
MICHAEL S. ROTH
ZAHAR
(2000)
R$ 67,10



REVISTA DIONYSOS - Nº 24 (ESPECIAL: TEATRO DE ARENA)
ORLANDO MIRANDA (ORG.)
MEC/SEAC/FUNARTE/SNT
(1978)
R$ 70,00



O MÁGICO DE OZ
L. FRANK BAUM
LEYA
(2011)
R$ 15,00



CRÔNICAS ESCOLHIDAS MACHADO DE ASSIS
MACHADO DE ASSIS
ÁTICA / PUBLIFOLHA
(1994)
R$ 3,00





busca | avançada
37091 visitas/dia
862 mil/mês