Alexandre, o Delicioso | Adriana Carvalho | Digestivo Cultural

busca | avançada
39165 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> O Sertão na Canção rememora Guimarães Rosa
>>> Atrações de sertanejo e música eletrônica participam de Carnaval no Maracanã
>>> Alexandre Grooves comemora Troféu Cata-vento, pré-indicação ao Grammy e lançamento no Japão
>>> Estreia de Pelas Ordens do Rei Que Pede Socorro comemora 20 anos do grupo O Buraco d'Oráculo
>>> Espetáculo 'As Filhas da Mãe' completa 35 anos.
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 9. Um Cacho de Banana
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 8.Heroes of the World
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 7. Um Senador
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 6. Nas Asas da Panair
>>> Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 5. Um Certo Batitsky
>>> A vida dos pardais e outros esquisitos pássaros
>>> Blockchain Revolution, o livro - ou: blockchain(s)
>>> Bates Motel, o fim do princípio
>>> Bruta manutenção urbana
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
Últimos Posts
>>> Sens(ações)
>>> Diamonds
>>> Anotações
>>> Nei Lopes e Mirian de Carvalho: poesia e samba
>>> Feliz 2018
>>> Boa Vista
>>> O preço
>>> Você já atualizou sua história hoje?
>>> Sorvedouro
>>> Reter ou não reter
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Novos autores na poesia brasileira
>>> Alguém para correr comigo, de David Grossman
>>> O centenário de Contos Gauchescos
>>> O que fiz com Tom Jobim
>>> Hugo Cabret exuma Georges Méliès
>>> Dois palmos de céu
>>> Dois palmos de céu
>>> Dois palmos de céu
>>> ¿que buscas con esto?
>>> O mago
Mais Recentes
>>> Tartarugas Até Lá Embaixo
>>> Diferentes Somos Todos
>>> Estudo-Vida de João Vol Um
>>> A Hora do Desconto - Fábulas Recontadas Em Versos e Comentadas
>>> Duna
>>> História da civilização vol. 2
>>> A única coisa que importa
>>> Vademecum de Clínica Médica
>>> Manual de direito penal 1
>>> Através da Barreira do Tempo- Um Estudo sobre a Precognição e a Física Moderna
>>> O Circo da Lua
>>> A Menina Que Roubava Livros
>>> Existe Sexo Após À Morte?
>>> O Réu Dos Sonhos
>>> 177 Maneiras De Enlouquecer Uma Muher Na Cama
>>> 1001 Discos para ouvir antes de morrer
>>> 1001 Discos para ouvir antes de morrer
>>> O Coelho Quincas e o Pote de Ouro
>>> Quer uma mãozinha?
>>> Vale dos Dragões
>>> Fundamentos Matemáticos Para a Ciência da Computação
>>> Introdução à organização de computadores
>>> Modelagem conceitual e projeto de banco de dados
>>> Hardware. O Guia Definitivo - Volume 2
>>> A Garota Silenciosa
>>> Kit de Treinamento MCTS. Exame 70-680. Configuração do Windows 7
>>> A Coleira do Cão
>>> UML Essencial. Um Breve Guia Para a Linguagem-Padrão de Modelagem Para Objetos
>>> SQL. O Guia Essencial. Manual De Referência Profissional
>>> O Poder dos Cristais
>>> Estruturas de dados e seus algoritmos
>>> Game over
>>> No Vai e Vem da Vida
>>> Curso de Direito Processual Civil Volume II
>>> Curso de Direito Processual Civil Volume III
>>> Vade Mecum Acadêmico de Direiro
>>> Scooby Doo O Chalé Mal Assombrado
>>> Os Fantasminhas Backyardigans
>>> Resgate no Trem Backyardigans
>>> O Pequeno Príncipe Pidão
>>> Encontro e Desencontros na Clínica da Psicose Uma Reflexão Psicanalítica LACRADO
>>> Ter ou Não Ter, eis a Questão!
>>> Atuação Parlamentar Principais Discursos 1999 a 2006
>>> Como Administrar com a Sabedoria do Amor
>>> Vicente de Carvalho Vivo
>>> Santos Dumont Genial Brasileiro sua Personalidade e seus Feito
>>> Você está Louco!
>>> Pense rápido Crise
>>> Como Prevenir e Controloar o Estresse Síndrome do Século XXI
>>> Rotinas Trabalhistas e Previdenciárias
COLUNAS

Quinta-feira, 17/5/2007
Alexandre, o Delicioso
Adriana Carvalho

+ de 4100 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Estou apaixonada pelo Alexandre. Dumas. Meu marido sabe. Mas não liga. Também é fascinado por ele. Leu os clássicos romances de capa e espada pelos quais Dumas se tornou famoso. Quanto a mim, descobri Alexandre pela obra com a qual ele achava que se consagraria na posteridade: o Grande dicionário de culinária (Jorge Zahar, 2006, 340 págs.). Na gastronomia, para alguns, o livro é considerado um ícone, colocado ao lado de A fisiologia do gosto de Brillat-Savarin. Outros dizem que não passa de uma compilação de obras e receitas da época, resultado das horas de ócio de Dumas. Na literatura, não conseguiu superar a fama dos Três Mosqueteiros ou do Conde de Monte Cristo.

Discussões à parte, o que eu posso dizer é que uma pessoa precisa ser mesmo muito mal humorada para não se deliciar com a leitura da obra, recém-traduzida e lançada no Brasil, ainda que com mais de cem anos de atraso em relação à sua primeira edição, e imperdoavelmente não editada na íntegra para tornar o livro comercialmente viável (há que se frizar que não fomos originais nesse quesito: na França também há versões da obra que subvertem seu formato original).

A editora Jorge Zahar decidiu separar a obra em dois livros: um com verbetes que compõem propriamente o dicionário e outro, que ganhou o nome de Memórias gastronômicas de todos os tempos (seguido de Pequena história da culinária) (Jorge Zahar, 2005, 148 págs.). Novamente, apesar da indignação com o fato de pegar a obra original de um medalhão da literatura universal e dar a ela nova ordem, títulos e intertítulos que sabe-se lá se não causaram alguma azia ao autor em seu descanso eterno, ainda assim as Memórias gastronômicas... foram, para mim, uma leiga em Dumas, um delicioso aperitivo, degustado com voracidade.

Esse pequeno volume é um relato dos hábitos à mesa (os bons e os maus) dos séculos XVIII e XIX, incluindo os de famosos como: Napoleão Bonaparte, que segundo Dumas só não era um gourmand porque temia ficar gordo; seu antecessor Luis XVI, que vivia para comer (sem modos) e não perdeu a fome nem sob a iminência da morte na guilhotina (ao contrário, devorou sem cerimônia um frango inteiro, com as mãos); e de Luis XVIII, sucessor de Bonaparte, para quem um cardápio magro (sem carne vermelha, para os dias de abstinência do calendário católico) significava uma ceia que só de entrada servia 32 receitas diferentes! Luis XVIII, aliás, tinha todo um séquito para atender seus caprichos gastronômicos (como a figura de um degustador oficial de pêssegos) e só não demitiu o mordomo-chefe de Napoleão, depois de sua queda, porque soube que ele havia sido o criador da maravilhosa mistura de morangos, creme e champagne.

É muita pretensão minha querer analisar o texto de Alexandre, o Delicioso, mas eu tenho que me conter para não cutucar a velhinha sentada do meu lado no metrô e dizer: "A senhora sabia que o Alexandre Dumas é incrivelmente espirituoso, divertido e engraçado?". Chega a transbordar o hedonismo do autor. Como quando ele lamenta o fato de algumas aldeias da Bretanha por onde passou não possuírem nenhum "vinho potável" para servir aos visitantes. Em Pequena história da culinária, que se segue às Memórias gastronômicas... o bom é se deixar levar pelo texto, sem se importar se todos os fatos descritos são rigorosamente históricos ou não, principalmente considerando que o relato começa na maçã de Eva. A graça da prosa é mais importante do que sua veracidade.

Tanto em Memórias... quanto no Grande dicionário... é incrível notar a quantidade de comida e a variedade de bichos que o velho mundo e países de outros continentes pesquisados por Dumas (incluindo os sul-americanos, como o Brasil) costumavam devorar.

"Cardápios magros" como o de Luis XVIII impressionavam até mesmo Dumas, mas as longas ceias, que em algumas residências começava às cinco da tarde e se estendiam por muitas horas, eram comuns. O próprio Alexandre lamentava o fato de que à beira do século XX esse costume estivesse se extinguindo. Começava-se com as entradas, depois partindo para os primeiros, segundos e assim-por-diante-pratos e, para dar uma pausa no meio de tamanha orgia alimentar, serviam-se os entremets, que vinham a ser... mais comida! Depois arrematava-se a refeição com algumas dezenas de sobremesas, frutas e muito vinho. Obviamente isso se dava nas casas da nobreza, antes e depois da queda da Bastilha. Não pense que porque a Maria Antonieta mandou os pobres comerem brioches e perdeu a cabeça alguém (com dinheiro) deixou de comer.

Com relação aos bichos, basta folhear aleatoriamente os 615 verbetes e 400 receitas da edição brasileira do Grande dicionário... para encontrar relacionados como ingredientes culinários: elefante, tatu-bola, burro, grou (um pássaro - aliás, qualquer coisa com penas não escapava da panela naquela época), pantera e cachorro. Dá a impressão de que os comensais da época sairiam salivando se visitassem um zoológico. Porém, mais do que inusitado, o que torna mais divertido o Grande dicionário... é que ele não é um dicionário de verdade. Alguns verbetes são descrições do item em questão, outros são lembranças, passagens curiosas, anedotas envolvendo o ingrediente. Alguns são mais curtos, outros mais extensos. Apesar de Dumas dizer no verbete água que durante 50 anos de sua vida só bebeu esse líquido, o verbete vinho é o que ocupa mais espaço (21 páginas) na edição nacional.

P.S.: Quem quiser ler o e-book do Grande dicionário..., em francês, pode acessar este link, da Pitbook.com. Quem fizer questão da edição original, de 1873, também em francês, e tiver uns muitos euros para gastar, clica aqui.

Para ir além











Adriana Carvalho
São Paulo, 17/5/2007


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Os Doze Trabalhos de Mónika. 1. À Beira do Abismo de Heloisa Pait
02. Abdominal terceirizado - a fronteira de Marta Barcellos
03. Morrer, na literatura de Marta Barcellos
04. E não sobrou nenhum (o caso dos dez negrinhos) de Gian Danton
05. Um menino à solta na Odisseia de Carla Ceres


Mais Adriana Carvalho
Mais Acessadas de Adriana Carvalho em 2007
01. Minhas caixas de bombons - 14/6/2007
02. Meta-universo - 16/8/2007
03. Esses romanos são loucos! - 22/3/2007
04. Práticas inconfessáveis de jornalismo - 12/7/2007
05. Meus discos, meus livros, e nada mais - 11/10/2007


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
19/5/2007
12h20min
Quer dizer que Alexandre Dumas era chegado nos prazeres de uma boa mesa... é uma boa saída para as angústias da criação literária, sem dúvida. Que os jovens escritores, em vias de publicar, aprendam a extrair de seus saquinhos de cheetos alguma inspiração extra. Mas o que está realmente delicioso aqui é o texto da Adriana, uma fina iguaria. Abraços!
[Leia outros Comentários de Guga Schultze]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




TRANSGRESSÃO E MUDANÇA NA EDUCAÇÃO
FERNANDO HERNANDEZ
ARTMED
(1998)
R$ 25,00



UM ASSASSINO PARA O PAPA
TAD SZULC
RECORD
(2001)
R$ 15,00



NOVELAS EXEMPLARES
MIGUEL DE CERVANTES
ABRIL CULTURAL
(1971)
R$ 7,20



HISTÓRIA DA MAGIA II
KURT SELIGMANN
SETENTA
(1974)
R$ 49,99



LA CURACIÓN NATURAL
MAHATMA GANDHI
EDITORIAL CENTRAL - BUENOS AIRES
(1976)
R$ 8,90



PLEXUS - A CRUCIFICAÇÃO ENCARNADA 2 - HENRY MILLER (LITERATURA NORTE-AMERICANA)
HENRY MILLER
CIRCULO DO LIVRO
R$ 12,00



DISSERTAÇÃO SOBRE O DIREITO DE CAÇOAR & CARTA A SALVADOR RODRIGUES DO COUTO
FILIPE ALBERTO PATRONI MARTINS MACIEL PARENTE
LOYOLA
(1992)
R$ 10,00



MORTE E ASSUNÇÃO DE MARIA. TRÂNSITO DE MARIA. LIVRO DO DESCANSO
LINCOLN RAMOS
VOZES
(1991)
R$ 12,00



LUKE THE HISTORIAN IN RECENT STUDY
C.K.BARRETT
FB
(1969)
R$ 17,10



O NARIZ & A TERRÍVEL VINGANÇA/A MAGIA DAS MÁSCARAS (LITERATURA RUSSA)
ARLETRE CAVALIERE
EDUSP
(1990)
R$ 10,00





busca | avançada
39165 visitas/dia
1,0 milhão/mês