O altar das montanhas de Minas | Rafael Rodrigues | Digestivo Cultural

busca | avançada
29895 visitas/dia
846 mil/mês
Mais Recentes
>>> O Brasil Visto do Céu faz um passeio pela costa do Sudeste
>>> REVISTA D+ CONQUISTA ABRANGÊNCIA NACIONAL
>>> Nicole Borger apresenta o CD "Raízes/Roots" na Casa-Museu Ema Klabin
>>> TV Brasil apresenta o premiado curta 'Meu amigo Nietzsche' nesta sexta (23/9)
>>> Língua de Gato: nasce um grupo que canta histórias e encanta as crianças
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Quixote de Will Eisner
>>> Era uma vez um inverno
>>> Caindo as fichas do machismo
>>> Uma livrada na cara
>>> YouTube, lá vou eu
>>> Srta Peregrine e suas crianças peculiares
>>> Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão
>>> A noite em que Usain Bolt ignorou nosso Vinicius
>>> Sobre os três primeiros romances de Lúcio Cardoso
>>> Meu querido mendigo
Colunistas
Últimos Posts
>>> Ed Catmull por Jason Calacanis
>>> Lançamento e workshop em BH
>>> Reid Hoffman por Tim Ferriss
>>> Software Programs the World
>>> Daphne Koller do Coursera
>>> The Sharing Economy
>>> Kevin Kelly por Tim Ferriss
>>> Deepak Chopra Speaker Series
>>> Nick Denton sobre Peter Thiel
>>> Bill & Melinda Gates #Code2016
Últimos Posts
>>> Natureza do som
>>> Insone
>>> Sobre a Filosofia (obrigatória) no ensino médio
>>> Estátuas de areia
>>> Diário de um niilista
>>> 10.049 km pelo Brasil
>>> Como responder a pergunta: você não trabalha?
>>> Poesia
>>> Yo no quiero más
>>> Quando o real copia a ficção
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O desafio de publicar
>>> Web 2.0 no Brasil
>>> Método
>>> Lamartine Babo e futebol, uma simbiose
>>> Tempo vida poesia 3/5
>>> A diferença entre baixa cultura e alta cultura
>>> Eleições Americanas - fatos e versões
>>> Eleições Americanas - fatos e versões
>>> Mamãe Natureza
>>> Sonia Regina Rocha Rodrigues
Mais Recentes
>>> Fábulas Divertidas
>>> Bolt - O Livro do Filme
>>> O Sapo com Medo Dágua
>>> As Férias de Terezinha
>>> Proibido para Maiores (continua) - Mais piadas para Crianças
>>> Vamos ao Aguário - Imãs Divertidos
>>> Rabito O Rato
>>> João e o Pé de Feijão - Contos Clássicos em Quadrinhos
>>> Tuca e Dedé Descobrem o Cerrado
>>> João e o Pé de Feijão
>>> Orando Antes de Levantar
>>> Responsabilidade - Turma do João
>>> Beleléu
>>> Luísa e Samira brigam
>>> Conquistando o inimigo- Nelson Mandela e o jogo que uniu a África do Sul
>>> A magia existe?
>>> Uma questão de amor - Romance entre mulheres
>>> As cinco tentações de um executivo
>>> Dando a volta por baixo - Manual para Separações
>>> Um marido ideal
>>> Como empreender sem capital
>>> Terapia del Estrés, Fobias y Adicciones-Com Terapia del Campo Mental y Espiritualidad
>>> Peregrinação - volume ll
>>> Peregrinação - volume l
>>> Autobiografia de Henrique VIII - volume III
>>> Bóxer
>>> Batman - O Cavaleiro das Trevas (Edição Definitiva)
>>> Le grand Livre de la Vierge
>>> Historia Geral Da Africa - Vol. 6
>>> Bellini - O Primeiro Capitão Campeão
>>> Sobre Educação e Juventude
>>> Fluminense Tetracampeão - Livro Oficial da Conquista
>>> História do Brasil V.1. Período Colonial
>>> Avenida Dropsie: A Vizinhança
>>> Max Perkins - Um Editor de Gênios
>>> Notas sobre Caso Neurose Obsessiva - O Homem Rato
>>> Superexposição
>>> O Poder das Imagens
>>> Edu Lobo - São Bonitas As Canções
>>> História das lágrimas
>>> A Realidade Oculta
>>> Roland Barthes - Uma Biografia Intelectual
>>> Surdez & Educação - 2ª ed. Revista e Ampliada
>>> Moderna Cozinha Japonesa
>>> O Caldeirão do Diabo
>>> A escrava Isaura
>>> O Teatro da Memória de Giulio Camillo
>>> Na Trilha das Ferrovias
>>> Kafka: Pró e Contra - Os Autos do Processo
>>> O Terceiro Reich
COLUNAS

Sexta-feira, 21/5/2010
O altar das montanhas de Minas
Rafael Rodrigues

+ de 5800 Acessos


Ouro Preto

Não deixa de ser curioso o fato de, há cerca de quatro anos, os livros do jornalista e escritor mineiro Jaime Prado Gouvêa estarem disponíveis para aquisição apenas em sebos. Nascido na metade da década de 1940, Jaime Prado trabalhou no Jornal da Tarde e na sucursal de O Globo em Minas Gerais, além de ter integrado o Suplemento Literário de Minas Gerais em diversas fases do periódico, do qual é hoje superintendente.

A curiosidade reside no fato de, apesar de não ter sido um escritor inveterado, Jaime ser autor de uma obra portentosa, apesar de curta. No espaço de dezesseis anos, teve três livros de contos publicados: Areia tornando em pedra (1970), Dorinha Dorê (1975) e Fichas de vitrola (1986). Além desses, em 1991 publicou seu único romance, O altar das montanhas de Minas. Desde então, Jaime absteve-se de publicar ― e, a partir de certo ponto, escrever ― ficção.

Depois de dezesseis anos ― coincidência? ― sem nada publicar, em 2007 foi editada uma seleção do que de melhor havia nos seus livros de contos, segundo o autor, juntamente com mais (em suas palavras) "dois contos e meio" inéditos. Daí se originou o volume Fichas de vitrola & outros contos, uma obra "firme, forte, delicada", como diz o também jornalista e escritor Humberto Werneck, no prefácio do livro. Era o começo do retorno de Jaime Prado Gouvêa às livrarias.

Agora, neste início de ano, foi publicada uma nova edição de O altar das montanhas de Minas (Record, 2010, 208 págs.). Na orelha da primeira edição, reaproveitada nesta nova, Caio Fernando Abreu diz que o romance é "um dos livros mais fortes, belos e comoventes que li nos últimos tempos". Não é nenhuma surpresa, para aqueles que tiveram algum contato com a obra do escritor mineiro, que as palavras de Caio F. continuem de pé, mesmo passados quase vinte anos da publicação original da obra, que não perdeu seu vigor com o tempo.

Tal como a Divina Comédia de Dante Alighieri, O altar das montanhas de Minas é dividido em três partes, cujos títulos poderiam ser os mesmos da obra de Dante, com uma pequena inversão: a primeira seria o Paraíso; a segunda, o Inferno; e, a terceira, o Purgatório ― mas, como que para encerrar o ciclo, caminhando para o Paraíso.

O protagonista do romance é um jornalista, Dirceu Dumont. Logo nas primeiras páginas, fica-se sabendo que Dumont está começando a escrever um romance, cujo protagonista chama-se Álvaro Garreto, pseudônimo originado do cruzamento entre Almeida Garrett (escritor português), Antonio Barreto (poeta mineiro) e Álvaro de Campos (um dos heterônimos de Fernando Pessoa).

A ideia de escrever o livro vem depois que uma certa Marília (clara referência ao poema "Marília de Dirceu", de Tomás Antônio Gonzaga) lhe entrega vários escritos de Garreto, dizendo-lhe que ele e Dumont são parentes. Porém, Marília não revela a verdadeira identidade do escritor com quem, supostamente, teve um caso de amor. É para forçar-se a pesquisar sobre esse misterioso antepassado que Dumont decide escrever um livro sobre ele.

Ao tentar descobrir quem de fato era Álvaro Garreto, Dumont retoma contato com um ex-colega de redação, o Rezende, através do qual conhece Bárbara, uma mulher misteriosa que lhe levará ao inferno: na volta de uma viagem que fazem a Ouro Preto ― em parte para procurar pistas de Garreto, em parte para se lançarem em uma aventura amorosa ―, eles sofrem um grave acidente de carro. É o começo da derrocada de Dirceu Dumont.

Apenas ele escapa com vida, e para isso contou com uma boa dose de sorte. Somente depois de passar seis meses no hospital, entre cirurgias e tratamentos ― ele agora precisará de uma bengala para poder andar ―, é que Dirceu tem alta. Em seguida vê-se obrigado a abandonar Belo Horizonte e vai morar em Ouro Preto ― consequência de sua inconsequente relação com Bárbara, cujo passado é comprometedor. Já na cidade histórica, torna-se cliente assíduo de um bar na zona boêmia da cidade, cujo dono é um mineiro que se diz espanhol.

Aposentado por invalidez, sem parentes nem amigos, Dumont vive seus dias em Ouro Preto como se fosse um personagem de Beckett, à espera de um Godot que ele sequer sabe se existe e que talvez não apareça jamais.

Apesar das várias referências literárias ― sendo uma delas a Fichas de vitrola ― e do "romance dentro do romance" ― que, no fim das contas, não se concretiza ―, O altar das montanhas de Minas não chega a ser um "metalivro", porque a elas se sobrepõe a vida de Dirceu Dumont e seus revezes, muito menos uma daquelas obras repletas de citações e referências que muitas vezes mais atrapalham do que ajudam. Essas menções, na verdade, são artifícios utilizados pelo autor para, de certa forma, "brincar" com um gênero literário tão praticado na história da literatura, os livros dentro dos livros.

O que está em foco, em O altar das montanhas de Minas, é a história de um homem que, por causa de um movimento mal ensaiado, de uma decisão infeliz, perde o rumo de sua vida e é obrigado a reaprender a viver. Felizmente para Dumont, e também para o leitor que o acompanhar nesta jornada que começa paradisíaca, se torna cruel e termina de maneira terna, nem toda esperança está perdida. As montanhas de Minas lhe reservam um final que, se não é feliz, ao menos não é trágico.

Jaime Prado Gouvêa é um autor que, ainda segundo Caio F., "só peca por publicar tão pouco". Quem sabe agora, com o ressurgimento de seus livros para a nova geração de leitores, Jaime Prado volte a escrever e publicar. Mas, caso isso não aconteça, ao menos tem-se nova oportunidade de ler este escritor de grande talento cuja obra é pequena em quantidade, mas enorme em qualidade e abrangência.

Para ir além






Rafael Rodrigues
Feira de Santana, 21/5/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Notas confessionais de um angustiado (IV) de Cassionei Niches Petry
02. Quando (não) li Ana Cristina César de Ana Elisa Ribeiro
03. Sarkozy e o privilégio de ser francês de Celso A. Uequed Pitol
04. Nunca fomos tão vulgares de Julio Daio Borges
05. O que você vai ser quando crescer? de Fabio Gomes


Mais Rafael Rodrigues
Mais Acessadas de Rafael Rodrigues em 2010
01. Meus melhores livros de 2009 - 22/1/2010
02. O altar das montanhas de Minas - 21/5/2010
03. O grande jogo de Billy Phelan - 2/4/2010
04. Sobre o preço dos livros 1/2 - 20/8/2010
05. O petista relutante - 29/10/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A NOVA ALIANÇA
WATCHMAN NEE E WITNESS LEE
ÁRVORE DA VIDA
(2000)
+ frete grátis



DIREITO AMBIENTAL - EDIÇÃO REVISTA, AMPLIADA E ATUALIZADA
PAULO DE BESSA ANTUNES
LÚMEN JURIS
(2002)
+ frete grátis



ARTE RETÓRICA E ARTE POÉTICA
ARISTÓTELES
DIFEL
(1964)
+ frete grátis



SHERLOCK HOLMES OF BAKER STREET
WILLIAM S. BARING-GOULD
WINGS BOOKS
(1995)
+ frete grátis



QUEM CORTOU O QUEIJO?
MASON BROWN
BEST SELLER
(2003)
+ frete grátis



A PATA DA GAZELA
JOSÉ DE ALENCAR
ÁTICA
(2002)
+ frete grátis



O PROFETA
GIBRAN KHALIL GIBRAN
ACIGI
(1972)
+ frete grátis



HISTORIA DEL TEATRO ESPAÑOL
FRANCISCO RUIZ RAMÓN
ALIANZA EDITORIAL
(1967)
+ frete grátis



O I CHING E OS MISTÉRIOS DA VIDA -AS CHAVES OCULTAS DA VIDA
MARTIN SCHÖNBERGER- INTRODUÇÃO DO LAMA ANAGARIKA GOVINDA
PENSAMENTO
(1995)
+ frete grátis



O PALCO DOS OUTROS - CADERNOS DE VIAGENS
SÉRGIO BRITTO
ROCCO
(1993)
+ frete grátis





busca | avançada
29895 visitas/dia
846 mil/mês