O altar das montanhas de Minas | Rafael Rodrigues | Digestivo Cultural

busca | avançada
28405 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Documentário de Silvio Tendler resgata Jogos Olímpicos de 1980 em Moscou
>>> Estação Plural recebe a cantora Maria Alcina nesta sexta (29) na TV Brasil
>>> Mortos Sem Sepultura
>>> Caminhos da Reportagem investiga rotina de mães que criam filhos com microcefalia
>>> Ferreira Gullar reflete sobre a poesia no cotidiano em entrevista ao Estúdio Móvel
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O que vai ser das minhas fotos?
>>> Dheepan, uma busca por uma nova vida
>>> São Paulo e o medo no cinema
>>> Pokémon Go, você foi pego
>>> Notas confessionais de um angustiado (IV)
>>> A Imagem do Som
>>> A noite do meu bem, de Ruy Castro
>>> Quando (não) li Ana Cristina César
>>> Elon Musk
>>> Tempos de Olivia, romance de Patricia Maês
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lançamento e workshop em BH
>>> Reid Hoffman por Tim Ferriss
>>> Software Programs the World
>>> Daphne Koller do Coursera
>>> The Sharing Economy
>>> Kevin Kelly por Tim Ferriss
>>> Deepak Chopra Speaker Series
>>> Nick Denton sobre Peter Thiel
>>> Bill & Melinda Gates #Code2016
>>> Elon Musk Code Conference 2016
Últimos Posts
>>> Pororoca
>>> *Sátiros e Ninfas*, etapas da criação (GIF)
>>> Confissões
>>> A Mulher-mais-ou-menos
>>> Pensamento do dia
>>> *Sátiros e Ninfa*, etapas da criação
>>> Atrito amoroso
>>> Reverberações
>>> Preservativo para a inconveniência
>>> Se eterno fosse o amor
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Blue Jasmine, de Woody Allen, com Cate Blanchett
>>> Paladares alterados
>>> Sambas da Joyce
>>> 100 homens que mudaram a História do Mundo
>>> Livros do amanhã
>>> Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse
>>> Anti-Jô Soares
>>> Apresentação
>>> Paixão: dor e êxtase
>>> Os ossos do ofício
Mais Recentes
>>> Fallen
>>> Violetas na janela
>>> Entre dois mundos-relato autobiográfico da experiência psíquica de um médico
>>> A confraria
>>> A arte de fazer Milagres
>>> A casa pintada
>>> G.Bruno-ou O universo infinito como fundamento da filosofia moderna.
>>> Conceitos-chave da Bíblia
>>> Higiene Intestinal-Como ter mais saúde com um cólon livre de toxinas.
>>> Espaço Tempo E Além- A Nova Edição- Rumo a uma explicação do Inexplicável!
>>> A Revelação do Grande Mistério Divino-Em Cinco Tratados
>>> A câmara de gás
>>> O inocente: uma história real de crime e injustiça
>>> Os litigantes
>>> Produzir para Viver: os caminhos da produção não capitalista
>>> A firma
>>> A lista de Schindler
>>> Os vinhedos de Salomão
>>> Teia de segredo
>>> Desvio
>>> A última façanha do Major Pettigrew
>>> Pacto sinistro
>>> Hara- centro vital del hombre
>>> Crimes cruzados
>>> Até que a morte os separe
>>> Receita para a morte
>>> Vida roubada
>>> Emboscada no Forte Bragg
>>> Bíblia sagrada letra gigante Almeida Revista e Atualizada
>>> Bíblia sagrada letra gigante edição com letras vermelhas
>>> Bíblia de Estudo Plenitude
>>> Aonde quer que eu vá
>>> As Crônicas de Nárnia
>>> Jurema das Matas
>>> Hibrida / série Neblina e Escuridão
>>> O Poder dos Gatos na Cura das Doenças - Da Coleção Linguagem do Corpo
>>> Linguagem do Corpo vol. 3 A cura pelo Amor
>>> Linguagem do Corpo Beleza e Saúde Com Encarte Com Mapa do Corpo
>>> Linguagem do Corpo . vol. 1
>>> Quatro
>>> Time Riders
>>> A Queda Dos Cinco
>>> A Menina Que Roubava Livros
>>> Estranha Perfeição
>>> O Teatro Épico
>>> O grotesco
>>> O Dom de Curar
>>> As Parábolas de Jesus
>>> Filosofias em luta
>>> A Visão Celestina- Vivendo a nova consciência espiritual
COLUNAS

Sexta-feira, 21/5/2010
O altar das montanhas de Minas
Rafael Rodrigues

+ de 5700 Acessos


Ouro Preto

Não deixa de ser curioso o fato de, há cerca de quatro anos, os livros do jornalista e escritor mineiro Jaime Prado Gouvêa estarem disponíveis para aquisição apenas em sebos. Nascido na metade da década de 1940, Jaime Prado trabalhou no Jornal da Tarde e na sucursal de O Globo em Minas Gerais, além de ter integrado o Suplemento Literário de Minas Gerais em diversas fases do periódico, do qual é hoje superintendente.

A curiosidade reside no fato de, apesar de não ter sido um escritor inveterado, Jaime ser autor de uma obra portentosa, apesar de curta. No espaço de dezesseis anos, teve três livros de contos publicados: Areia tornando em pedra (1970), Dorinha Dorê (1975) e Fichas de vitrola (1986). Além desses, em 1991 publicou seu único romance, O altar das montanhas de Minas. Desde então, Jaime absteve-se de publicar ― e, a partir de certo ponto, escrever ― ficção.

Depois de dezesseis anos ― coincidência? ― sem nada publicar, em 2007 foi editada uma seleção do que de melhor havia nos seus livros de contos, segundo o autor, juntamente com mais (em suas palavras) "dois contos e meio" inéditos. Daí se originou o volume Fichas de vitrola & outros contos, uma obra "firme, forte, delicada", como diz o também jornalista e escritor Humberto Werneck, no prefácio do livro. Era o começo do retorno de Jaime Prado Gouvêa às livrarias.

Agora, neste início de ano, foi publicada uma nova edição de O altar das montanhas de Minas (Record, 2010, 208 págs.). Na orelha da primeira edição, reaproveitada nesta nova, Caio Fernando Abreu diz que o romance é "um dos livros mais fortes, belos e comoventes que li nos últimos tempos". Não é nenhuma surpresa, para aqueles que tiveram algum contato com a obra do escritor mineiro, que as palavras de Caio F. continuem de pé, mesmo passados quase vinte anos da publicação original da obra, que não perdeu seu vigor com o tempo.

Tal como a Divina Comédia de Dante Alighieri, O altar das montanhas de Minas é dividido em três partes, cujos títulos poderiam ser os mesmos da obra de Dante, com uma pequena inversão: a primeira seria o Paraíso; a segunda, o Inferno; e, a terceira, o Purgatório ― mas, como que para encerrar o ciclo, caminhando para o Paraíso.

O protagonista do romance é um jornalista, Dirceu Dumont. Logo nas primeiras páginas, fica-se sabendo que Dumont está começando a escrever um romance, cujo protagonista chama-se Álvaro Garreto, pseudônimo originado do cruzamento entre Almeida Garrett (escritor português), Antonio Barreto (poeta mineiro) e Álvaro de Campos (um dos heterônimos de Fernando Pessoa).

A ideia de escrever o livro vem depois que uma certa Marília (clara referência ao poema "Marília de Dirceu", de Tomás Antônio Gonzaga) lhe entrega vários escritos de Garreto, dizendo-lhe que ele e Dumont são parentes. Porém, Marília não revela a verdadeira identidade do escritor com quem, supostamente, teve um caso de amor. É para forçar-se a pesquisar sobre esse misterioso antepassado que Dumont decide escrever um livro sobre ele.

Ao tentar descobrir quem de fato era Álvaro Garreto, Dumont retoma contato com um ex-colega de redação, o Rezende, através do qual conhece Bárbara, uma mulher misteriosa que lhe levará ao inferno: na volta de uma viagem que fazem a Ouro Preto ― em parte para procurar pistas de Garreto, em parte para se lançarem em uma aventura amorosa ―, eles sofrem um grave acidente de carro. É o começo da derrocada de Dirceu Dumont.

Apenas ele escapa com vida, e para isso contou com uma boa dose de sorte. Somente depois de passar seis meses no hospital, entre cirurgias e tratamentos ― ele agora precisará de uma bengala para poder andar ―, é que Dirceu tem alta. Em seguida vê-se obrigado a abandonar Belo Horizonte e vai morar em Ouro Preto ― consequência de sua inconsequente relação com Bárbara, cujo passado é comprometedor. Já na cidade histórica, torna-se cliente assíduo de um bar na zona boêmia da cidade, cujo dono é um mineiro que se diz espanhol.

Aposentado por invalidez, sem parentes nem amigos, Dumont vive seus dias em Ouro Preto como se fosse um personagem de Beckett, à espera de um Godot que ele sequer sabe se existe e que talvez não apareça jamais.

Apesar das várias referências literárias ― sendo uma delas a Fichas de vitrola ― e do "romance dentro do romance" ― que, no fim das contas, não se concretiza ―, O altar das montanhas de Minas não chega a ser um "metalivro", porque a elas se sobrepõe a vida de Dirceu Dumont e seus revezes, muito menos uma daquelas obras repletas de citações e referências que muitas vezes mais atrapalham do que ajudam. Essas menções, na verdade, são artifícios utilizados pelo autor para, de certa forma, "brincar" com um gênero literário tão praticado na história da literatura, os livros dentro dos livros.

O que está em foco, em O altar das montanhas de Minas, é a história de um homem que, por causa de um movimento mal ensaiado, de uma decisão infeliz, perde o rumo de sua vida e é obrigado a reaprender a viver. Felizmente para Dumont, e também para o leitor que o acompanhar nesta jornada que começa paradisíaca, se torna cruel e termina de maneira terna, nem toda esperança está perdida. As montanhas de Minas lhe reservam um final que, se não é feliz, ao menos não é trágico.

Jaime Prado Gouvêa é um autor que, ainda segundo Caio F., "só peca por publicar tão pouco". Quem sabe agora, com o ressurgimento de seus livros para a nova geração de leitores, Jaime Prado volte a escrever e publicar. Mas, caso isso não aconteça, ao menos tem-se nova oportunidade de ler este escritor de grande talento cuja obra é pequena em quantidade, mas enorme em qualidade e abrangência.

Para ir além






Rafael Rodrigues
Feira de Santana, 21/5/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Notas sobre a Escola de Dança de São Paulo - I de Elisa Andrade Buzzo
02. Uma entrevista literária de Marta Barcellos
03. O Ouro do Brasil de Marilia Mota Silva
04. Memórias de um caçador, de Ivan Turguêniev de Ricardo de Mattos
05. Defensores da Amazônia de Marilia Mota Silva


Mais Rafael Rodrigues
Mais Acessadas de Rafael Rodrigues em 2010
01. Meus melhores livros de 2009 - 22/1/2010
02. O altar das montanhas de Minas - 21/5/2010
03. O grande jogo de Billy Phelan - 2/4/2010
04. Sobre o preço dos livros 1/2 - 20/8/2010
05. O petista relutante - 29/10/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CONCEITOS-CHAVE DA BÍBLIA
DAVID GOODING
A VERDADE
(2013)
+ frete grátis



A MORTE NA VISÃO DO ESPIRITISMO-UM LIVRO PARA QUEM QUER COMPREENDER O QUE ACONTECE NO MOMENTO EM QUE MORREMOS E DEPOIS
ALEXANDRE CALDINI NETO
BELALETRA
(2014)
+ frete grátis



OS GRANDES FILÓSOFOS QUE FRACASSARAM NO AMOR
ANDREW SHAFFER
LEYA
(2012)
+ frete grátis



BRINCANDO COM FOGO
PETER ROBINSON
RECORD
(2007)
+ frete grátis



A PSICOLOGIA DO AMOR ROMÂNTICO- O QUE É O AMOR,POR QUE NASCE O AMOR, POR QUE ELEÀS VEZES SE DESENVOLVE, POR QUE ELE ÀS VEZES MORRE.
NATHANIEL BRANDEN
IMAGO
(1982)
+ frete grátis



CORPO DO ATOR - METAMORFOSES, SIMULACROS
CAIO CÉSAR SOUZA CAMARGO PRÓCHNO
FAPESP/ANNABLUME
(1999)
+ frete grátis



O PRIMEIRO AMOR DE LAURINHA (LITERATURA JUVENIL)
PEDRO BANDEIRA E WALTER ONO
HAMBURG DONNLLEY
(1999)
+ frete grátis



A DITADURA ESCANCARADA
ELIO GASPARI
CIA. DAS LETRAS
(2002)
+ frete grátis



REENCARNAÇÃO OU RESSURREIÇÃO? UMA DECISÃO DE FÉ
RENOLD J. BLANK
PAULUS
(1995)
+ frete grátis



TELENOVELA BRASILEIRA - MEMÓRIA
ISMAEL FERNANDES
BRASILIENSE
(1994)
+ frete grátis





busca | avançada
28405 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Cannot connect to POP3 server