Cartola | Ricardo de Mattos | Digestivo Cultural

busca | avançada
32489 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
Colunistas
Últimos Posts
>>> Estratégia Econômica Governo
>>> Brandenburg Concertos (1 - 6)
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
>>> Arte, cultura e democracia
>>> Mirage, um livro gratuito
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Felicidade: reflexões de Eduardo Giannetti
>>> Entrevista com Daniel Piza
>>> Aquarius, quebrando as expectativas
>>> Tin-tin!
>>> Cartas, de Antônio Vieira
>>> Malcolm, jornalismo em quadrinhos
>>> Cartas de Kafka a Felice Bauer, por Elias Canetti
>>> Outsiders, de Howard S. Becker
>>> A fila sempre anda
>>> Na praia
Mais Recentes
>>> Star Wars "Episódio V: O Império Contra-Ataca" de Disney/ Lucasfilm pela Panini Books (2018)
>>> Star Wars: Ascensão da Força Sombria; Trilogia Thrawn Livro 2 de Timothy Zahn pela Panini Books (2018)
>>> Superman "Universo DC Renascimento" Vol. 2 de K. Perkins pela Panini Books (2018)
>>> The Walking Dead: Segurança Atrás das Grades de Robert Kirkman pela Panini Books (2018)
>>> Direito e Relações Internacionais de Vicente Marotta Rangel pela Revista dos Tribunais (2002)
>>> O Cão: 1000 Perguntas, 1000 Respostas de Théo Gygas pela Discubra (1987)
>>> Follow Up do Recém-Nascido de Alto Risco de Sonia Maria B. Lopes e José Maria de A. Lopes pela Medsi (1999)
>>> The Walking Dead: Os mais íntimos desejos Vol. 4 de Robert Kirkman pela Panini Books (2018)
>>> Torneio de Campeões "Coleção Histórica" de Marvel pela Panini Books (2017)
>>> Escalpo "Edição de Luxo" Livro 2 de Jason; Aaron pela Panini Books/ Vertigo (2018)
>>> Batman "O príncipe encantado das Trevas" Livro 1 de Marini pela Panini Books (2018)
>>> Universo X de Marvel pela Panini Books (2018)
>>> Fábulas 1 - Edição de Luxo de Bill Willinghan pela Panini Books (2018)
>>> O Incrível Hulk - Planeta Hulk de Greg Pak pela Panini Books (2018)
>>> Outra Vez Heidi de Johanna Spyri pela Ediouro (1972)
>>> O Cachorrinho Samba na Floresta de Maria José Dupré pela Ática (1987)
>>> Criando Meninas de Gisela Preuschoff pela Fundamento (2003)
>>> Assistência Integrada ao Recém-Nascido de Cléa Rodrigues Leone e Daisy Maria Rizatto Tronchin pela Atheneu (1996)
>>> Centro Cirúrgico: Aspectos Fundamentais Para Enfermagem de Terezinha Ghellere pela Ufsc (1993)
>>> Técnicas de Pesquisa de Marina de Andrade Marconi e Eva Maria Lakatos pela Atlas (1999)
>>> O Pensamento Vivo de Maquiavel : Edição Ilustrada/ Inclui Poster de Eide M. Murta Carvalho (Pesquisa/Org. Tradução) pela Martin Claret (1986)
>>> O Pensamento Vivo de Maquiavel : Edição Ilustrada/ Inclui Poster de Eide M. Murta Carvalho (Pesquisa/Org. Tradução) pela Martin Claret (1986)
>>> Imensa Asa Sobre o Dia de Antônio Mariano pela Dinâmica (2005)
>>> Este Padre Escapou das Garras do Papa!!! de Aníbal Pereira Reis pela Edições Caminho de Damasco (1976)
>>> O Pensamento Vivo de Marx : Edição Ilustrada de José Geraldo Simões Jr.: Pesquisa/ Tradução pela Martin Claret (1985)
>>> Programado Para Aprender de H. Ronald Pulliam e Christopher Dunford pela Zahar (1982)
>>> O Pensamento Vivo de Marx : Edição Ilustrada de José Geraldo Simões Jr.: Pesquisa/ Tradução pela Martin Claret (1985)
>>> O Pensamento Vivo de Marx : Edição Ilustrada/ Inclui Poster de José Geraldo Simões Jr.: Pesquisa/ Tradução pela Martin Claret (1986)
>>> Didática e Psicologia: Crítica ao Psicologismo na Educação de Maria Mercedes Capelo Alvite pela Edições Loyola
>>> O Pensamento Vivo de Gandhi: Edição Ilustrada de Eide M. Murta Carvalho (Pesquisa/Org. Tradução) pela Martin Claret (1985)
>>> Da Sua Vida & dos Seus Negócios de Clóvis Mezzomo pela C. Mezzomo (1998)
>>> As Batalhas do Castelo de Domingos Pellegrini pela Moderna (1991)
>>> O Diário Roubado de Régine Deforges pela Klick (1998)
>>> James Dean por Ele Mesmo - Edição Ilustrada de James Dean/ Estudo: Edgar Morin (e Outros) pela Martin Claret (1994)
>>> Contato Imediato com Criação de Propaganda de Julieta de Godoy Ladeira pela Global (1997)
>>> Vida, Caminho & Destino - Missão Vórium de Edson Luiz Pocahi pela Novo Século (2016)
>>> Relaxe... e Viva Feliz de Núbia Maciel França e Haroldo J. Rahm pela Edições Loyola (1982)
>>> O Pensamento Vivo de Orson Welles : Edição Ilusttrada/ Inclui Poster de Rogério Sganzerla: Organização/ Notas pela Martin Claret (1986)
>>> O Pensamento Vivo de Orson Welles : Edição Ilusttrada/ Inclui Poster de Rogério Sganzerla: Organização/ Notas pela Martin Claret (1986)
>>> As Quatro Deusas da Babilônia de Maria Augusta F. Puhlmann pela Lake (1984)
>>> Socorro, Leitora!: O Primeiro Romance de Auto-Ajude-me de Gisela Rao pela Matrix (2006)
>>> O Pensamento Vivo de Rohden : Edição Ilustrada de Verdi Gonçalves dos Santos : Pesquisa- Tradução pela Martin Claret (1988)
>>> O Pensamento Vivo de Glauber Rocha : Edição Ilustrada de Cristina Fonseca : Pesquisa/ Org. Notas pela Martin Claret (1986)
>>> A Mensagem do Islam de Abdurrahman al-Shera pela Alsofara
>>> O Pensamento Vivo de Sartre : Edição Ilustrada (inclui Poster) de Pesquisa e Tradução: Marcelo Whately Paiva pela Martin Claret (1990)
>>> O Pensamento Vivo de Galileu : Edição Ilustrada (inclui Poster) de Pablo Rúben Maricon: Pesquisa e Organização/ Notas pela Martin Claret (1987)
>>> O Pensamento Vivo de John Lennon: Edição Ilustrada de Eide M. Murta Carvalho (Pesquisa/Org. Tradução) pela Martin Claret (1986)
>>> O Pensamento Vivo de John Lennon: Edição Ilustrada de Eide M. Murta Carvalho (Pesquisa/Org. Tradução) pela Martin Claret
>>> O Pensamento Vivo de Freud : Edição Ilustrada de José Geraldo Simões Jr.: Organização/ Pesquisa pela Martin Claret (1986)
>>> O Pensamento Vivo de Freud : Edição Ilustrada de José Geraldo Simões Jr.: Organização/ Pesquisa pela Martin Claret (1986)
COLUNAS

Segunda-feira, 24/5/2010
Cartola
Ricardo de Mattos

+ de 3700 Acessos
+ 1 Comentário(s)


LIANA TIMM© (http://timm.art.br/)

"Nascido no Catete, sua grande experiência humana se desenvolveu no Morro da Mangueira, mas hoje ele é aceito como valor cultural brasileiro, representativo do que há de melhor e mais autêntico na música popular." (Carlos Drummond de Andrade)

Partimos do princípio de que a boa música é universal e que a distinção em estilos tem apenas a função prática de agrupar os semelhantes. Quanto aos compositores, a providência salienta os melhores e justifica-lhes a proeminência, pois podemos avaliar o alcançado por eles em sua época e local, dispondo eles dos recursos que dispuseram. Aqui reforça-se a corrente antropológica que relativiza o gênio e realça a importância do meio. Por este ângulo, o temperamento de Beethoven talvez não se adequasse à New Orleans do século XX e por isso não frutificasse tal como frutificou no que constituía a Alemanha do século XIX. Ou, fosse igualmente bem-sucedido, daria um novo enfoque para a discussão sobre o que é ser gênio, assunto que já foi pauta especial do Digestivo Cultural. De qualquer forma, quer a genialidade dependa do meio para manifestar-se, quer a genialidade supere o meio ― conforme entendemos ―, o certo é que este predicado não pode ser negado a Angenor de Oliveira, o Cartola.

Angenor nasceu em meio simples, quando morar em favela significava morar em periferia, não em meio onde as pessoas precisam ser lembradas com urgência da dignidade humana que lhes é inerente. Pobre e mal instruído, sua carreira musical "torna feia" a situação dos atuais divulgadores de ruídos e de modismos flutuantes. Cartola compensou sua má formação escolar com a leitura de grandes nomes da poesia nacional e portuguesa: Castro Alves, Gonçalves Dias e Guerra Junqueiro. Suas composições provam que, si com eles compartilhou a inspiração, seu estro colheu na realidade próxima os elementos integrantes de sua poética. Enfim, a poesia já estava no olhar que lançou ao mundo. Olhar bonito, que transformou repreensão em peça clássica ― "O mundo é um moinho".

Compor, muito compôs, a ponto de esquecer de suas próprias músicas e surpreender-se com a atribuição da autoria. Cada uma, bem arranjada e interpretada, amacia a alma no preparo de melhores sentimentos. "Ah, mas Cartola sofre a barreira do idioma". Temos certeza que não. Inumeráveis pessoas sensibilizam-se com a Nona Sinfonia de Beethoven, sequer sabendo quem foi Schiller. Pessoalmente, colocamos "As rosas não falam", "Sing, sing, sing" ― de Benny Goodman ― e a Quinta Sinfonia de Beethoven no mesmo patamar junto com diversas outras que não teríamos coragem de organizar de forma hierárquica.

A leitura de Cartola ― Semente de amor sei que sou, desde nascença (SescSP, 2008, 118 págs.), de Arley Pereira, ajudou-nos a organizar nossas reflexões a respeito da música dita "popular" e aproveitamos a ocasião de lançamento gradual de uma coleção de CDs por um jornal para conhecer e reconhecer composições que deveriam retomar posição legítima tanto no rádio quanto no MP3, deslocando a escória invasora. "São pessoas de outra época e gosto", retrucam, "não teriam apelo junto ao público de hoje". Certa colega de classe, com a metade de nossa idade, explicou-nos mui propriamente porque Cartola fez-se moleiro. Enquanto escrevemos, um carro para no semáforo sob nossa janela e as caixas de som, próprias para sacudir um estádio, expelem uma batida acompanhada exclusivamente das seguintes palavras: "vai descendo, vai descendo, vai descendo...".

O livro de Arley Pereira é depoimento afetivo do amigo próximo. Traz alguma documentação, fotos, imagens das capas dos cinco discos de Cartola, amostra de letras de músicas escritas em papel timbrado do Ministério da Indústria e do Comércio, onde o músico trabalhou como contínuo. Observamos que, provavelmente, muitas das pessoas que foram servidas de café sequer dirigiram um "obrigado" ao contínuo de compleição de passarinho. O livro segue a linha cronológica, mas sem o porte e o alto grau de pesquisa e investigação que caracterizam obras de maior fôlego, como a excelente biografia que Celso Campos Júnior escreveu de Adoniran Barbosa.

Afastadas as polêmicas oriundas das avaliações pessoais, é no mínimo interessante notar o diálogo entre grandes expressões da música brasileira do século XX. Cartola e Noel Rosa foram companheiros de violão, de copo e de borracheira. Ambos precisaram ser levados do botequim para casa por Deolinda ― companheira do primeiro antes de Euzébia Silva, a conhecida Dona Zica ― banhados e asseados com talco "nas partes". Amizade estreita que levou Rosa a abrir mão em favor do amigo de direitos autorais pela música "Qual foi o mal que eu te fiz". Quem os adquiriu foi Francisco Alves, um dos grandes cantores da época. Encarregado de apresentar a nata de nossa música ao maestro Leopold Stokowski, no episódio do navio Uruguai, Heitor Villa-Lobos elegeu Cartola como notável representante da música popular. Encantado com a obra do sambista, o compositor erudito Radamés Gnatalli encarregou-se dos arranjos musicais na gravação do disco Autonomia, reservando para si o piano, instrumento para o qual deixou excelentes concertos.

Sérgio Porto e Carlos Drummond de Andrade usaram da palavra para expressar a admiração pelo poeta mangueirense. Agradável surpresa teve lugar quando o temido crítico José Ramos Tinhorão ― temido porque afirma e fundamenta ― publicou um texto elogioso por ocasião do lançamento do disco Cartola, em 1974, qualificando-o como "um dos poucos verdadeiros gênios da música popular brasileira". Os dados biográficos sobre Angenor de Oliveira são poucos e repetem-se nas fontes. Este fato, aliado ao seu reconhecimento tardio, desvia a atenção de sua vida particular e concentra-a na sua incomparável obra.

Para ir além






Ricardo de Mattos
Taubaté, 24/5/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A Dama Dourada, de Anne-Marie O'Connor de Ricardo de Mattos
02. Ossos, mulheres e lobos de Eugenia Zerbini
03. Mamãe cata-piolho de Marta Barcellos
04. Cisne Negro: por uma inversão na ditadura do gozar de Lucas Carvalho Peto
05. Hebreus e monstros, parte I de Guilherme Pontes Coelho


Mais Ricardo de Mattos
Mais Acessadas de Ricardo de Mattos em 2010
01. Introdução ao filosofar, de Gerd Bornheim - 30/8/2010
02. O cérebro espiritual, de Mario Beauregard - 27/12/2010
03. Confissões do homem invisível, de Alexandre Plosk - 15/11/2010
04. Meu Marido, de Livia Garcia-Roza - 7/6/2010
05. Duas escritoras contemporâneas - 26/7/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
31/5/2010
07h37min
Quando pensamos em Cartola, acreditamos que a poesia de suas músicas são como flores do campos, enfeitam a natureza, traz um quê de beleza pra encantar. A sua música nasce da simplicidade de um homem do morro lavador de carro, sorveteiro ambulante, pedreiro. Quando as suas músicas já eram executadas na Itália, por uma orquestra, ele passava necessidade no Brasil. E a elite brasileira, preconceituosa, com certeza, fazia de conta que ele não era ninguém. O seu samba de morro não era de desfile de escola de samba, mas da passarela do coração. Agenor de Oliveira. Foi um sonho que solidificou e as suas poesias teve o cherio das rosas. Disse tudo encantou o mundo.
[Leia outros Comentários de Manoel Messias Perei]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




AVENTURAS DE FILIPO
MÓNICA PALACIOS
SOUL
(2019)
R$ 35,00



A IMPOSTORA COLECÇÃO DOIS MUNDOS
MARGARET ATWOOD
LIVROS DO BRASIL
(1995)
R$ 61,70



ADOLESCÊNCIA E PROVAÇÃO
JUAN MOSQUERA
SULINA
(1977)
R$ 10,00



PACESETTER: STARTER - TEACHERS BOOK
LIZ AUSTIN, DEREK STRANGE E DIANE HALL
OXFORD
(2000)
R$ 23,82



POEMAS
WALLACE STEVENS
COMPANHIA DAS LETRAS
(1987)
R$ 50,00



QUANDO A VIDA ESCOLHE
ZIBIA GASPARETTO- PELO ESPÍRITO LUCIUS
VIDA & CONSCIÊNCIA
(2002)
R$ 35,00
+ frete grátis



OS BRASIS DE URUÇUMIRIN: UMA PROSA HISTÓRICA SOBRE OS NATIVOS TUP
EDSON MONTEIRO
TAUARI
(2000)
R$ 19,82



CRONICAS ESCOLHIDAS
MACHADO DE ASSIS
FOLHA
R$ 6,00



AVENTURAS E PERIGOS DE UM COPO D´ÁGUA - ERA OUTRA VEZ
JULIETA DE GODOY LADEIRA
ATUAL
R$ 14,50



VOCÊ: A ALMA DO NEGÓCIO
ROBERTO SHINYASHIKI
GENTE
(2001)
R$ 10,00





busca | avançada
32489 visitas/dia
1,0 milhão/mês