Somos todos consumidores | Marta Barcellos | Digestivo Cultural

busca | avançada
34284 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Show com grupo Tambora faz um mergulho na obra de compositoras de diversos países da América Latina
>>> Pianista revelação, Juliana D'agostini mostra seu talento no Natal Musical do VillaLobos
>>> Ana Marson lança livro de crônicas em São Paulo
>>> Música, dança e boa conversa na "Semana Preta" do Centro de Referência da Dança
>>> Vila Cultural Cora Coralina recebe exposição 'Tempos Líquidos'
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A poesia afiada de Thais Guimarães
>>> Manchester à beira-mar, um filme para se guardar
>>> Noel Rosa
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> Notas de leitura sobre Inácio, de Lúcio Cardoso
>>> O jornalismo cultural na era das mídias sociais
>>> Crítica/Cinema: entrevista com José Geraldo Couto
>>> O Wunderteam
>>> Fake news, passado e futuro
>>> Luz sob ossos e sucata: a poesia de Tarso de Melo
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
Últimos Posts
>>> Rios inversos
>>> Você pertence a um não lugar
>>> Olho d'água
>>> A música da corrida
>>> Retalhos da vida
>>> Limbo
>>> Transmutações invisíveis
>>> Quem te leu, quem te lê
>>> Bom dia e paz
>>> O que sei do tempo II
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A alma boa de Setsuan e a bondade
>>> Steve Jobs sobre o mundo
>>> O Presidente Negro, de Monteiro Lobato
>>> Sobre o gênio que é Harold Pinter
>>> Gente que corre
>>> Caso Richthofen: uma história de amor
>>> Sem lero-lero
>>> A droga da felicidade
>>> Hilda Hilst, o IPTU e a Chave da Cidade
>>> Símbolos e Identidade Nacional
Mais Recentes
>>> Pensamento Complexo: suas aplicações à liderança, à aprendizagem e ao desenvolvimento sustentável
>>> Dictionnaire D'Analyse du Discours (1ª ed.)
>>> Defenda seus direitos
>>> O momento da sua virada
>>> Uma Viagem Aos Reinos
>>> Trilha para os Jovens
>>> Titan - O mundo de aventuras fantásticas
>>> Sonhos Lúcidos
>>> Raiva. Seu Bem, Seu Mal
>>> O Shadowdale Vale Das Sombras
>>> O perdedor
>>> O livro secreto da maçonaria
>>> O livro da quituteira
>>> O caso Schreber
>>> O Caminho do mago
>>> Lobisomem O - Apocalipse - Rpg
>>> Livro do Mestre - Advanced Dungeons e Dragons
>>> Gurps. Modulo Básico
>>> Francisco de Assis e Francisco de Roma: Uma Nova Primavera na Igreja
>>> Forgotten Realms 3 Guia De Campanha Para Undermontain
>>> Cinema: O Divã e a Tela
>>> Até os Felizes Sofrem
>>> Assessoria de Imprensa
>>> As Virtudes da Casa
>>> Além do bem e do mal
>>> Aleister Crowley - A Biografia de um Mago
>>> A realização espontânea do desejo
>>> Belo Desastre
>>> Nao deixe para depois o que voce pode fazer agora
>>> Ecos Dos Mortos
>>> O pai sessenta minutos
>>> A Noite dos Quatro Furacões
>>> Caixa de Pássaros
>>> Qualidade em Serviços
>>> O Quarto Poder - Uma Outra História - 1ª Edição
>>> Sem Vestígios - Revelações de um Agente Secreto da Ditadura
>>> O Arroz de Palma - Edição Comemorativa
>>> Cisnes Selvagens - Três Filhas da China
>>> Sobre o Céu e a Terra - As Ideias do Papa Francisco
>>> Sobre Heróis e Tumbas - 2002
>>> O Homem de Beijing - 1ª Edição
>>> Compêndio de Análise Institucional e Outras Correntes - Teoria e Prática
>>> As Cartas Ácidas da Campanha de Lula de 1998 - 1ª Edição
>>> A Igreja Universal e Seus Demônios - Um Estudo Etnográfico
>>> Eugene H peterson ( o caminho de Jesus e os atalhos da igreja)
>>> Cadernos do nosso tempo Cinema Brasileiro
>>> Ciência Contemplativa
>>> O Absurdo e a Graça
>>> Farra no Formigueiro
>>> Picasso - Coleção Crianças Famosas
COLUNAS

Sexta-feira, 8/4/2011
Somos todos consumidores
Marta Barcellos

+ de 3300 Acessos
+ 1 Comentário(s)

― Obrigada, mas odeio promoção.

― A senhora nem gostaria de conhecer as vantagens?...

― Não gosto de levar vantagem. Prefiro pagar caro ― respondo. Não fosse o risco de prolongar a conversa, eu acrescentaria: Não acredito mais em almoço grátis.

Já acreditei, confesso. Penso mesmo ter almoçado de graça, algumas vezes, por conta da camaradagem de quem não contabilizava aquilo como investimento. Mas isso foi antes de todos fazermos parte de bancos de dados gerenciados por softwares de última geração, antes de os relacionamentos serem agrupados em redes de influência, antes de sermos primeiro consumidores e depois cidadãos.

É verdade que dá para ser um consumidor mais, ou menos, esperto. Veja o exemplo da internet. Se você souber usufruir da gratuidade sem entupir a sua caixa postal de spam, nem infectar o computador com o vírus que rouba a sua senha bancária, o almoço sai quase de graça.

Quase porque, de qualquer forma, terá que investir o seu tempo (dinheiro?) para manter a expertise de não desperdiçar o seu tempo (dinheiro?) com propaganda indesejada. Se você trabalha o dia inteiro no computador, e ainda por cima na área de tecnologia, não há desperdício nisso, mas se for um acrobata de circo ou cirurgião plástico, o almoço na internet pode sair caro e desagradável.

Mas deixemos a internet de lado, para não parecer implicância, pois já falei aqui da minha desconfiança de que ela não seja isso tudo. Passemos a uma situação de compra corriqueira, off-line, da qual você, uma vez nascido consumidor, numa sociedade eminentemente de consumo, não pode fugir, mesmo se fizer o estilo frugal ou consciente. Na hora de pagar por um produto ou serviço (até um corte de cabelo), lhe pedem o CPF. Um cadastro abre-se na tela do computador do lado de lá e a mocinha do caixa, como quem não quer nada (só quer você, o consumidor), começa a lhe pedir "alguns dados". Endereço. Ok, ninguém mais gasta dinheiro enviando papel pelo correio. Telefone da residência. Ok, a empregada está acostumada a despachar o telemarketing. E-mail. Juro que não tenho. Celular. Por acaso (?) está na minha mão. Preciso mesmo dar o número? Ok, cedo.

Sábado, 9h35 da madrugada, o telefone toca.

― Oi, Marta! Aqui é a Priscila, da Folic!

― Quem?

― Priscila, da Folic!

― Ahn.

― Estou ligando para avisar que a nossa liquidação continua!

Quem mandou fazer cadastro em butique para acumular pontos? Aliás, por que diabos as pessoas agora vivem para juntar pontos? Lembro da cena de O amor sem escalas em que George Clooney é saudado no avião por ter batido um recorde de milhas e atingido, assim, o objetivo de sua vida. O mesquinho que antes juntava dinheiro no colchão poderia ter sua imagem substituída pela do cliente que soma pontos no cartão fidelidade. Para continuarmos no cinema, Marilyn Monroe diria hoje que o cartão diamante é o melhor amigo de um homem.

Voltando à lição de sábado, mesmo quem não sonha com diamantes precisa aprender que o preço de ser um "cliente fidelidade" é acordar com o celular exigindo novas compras. Mas digamos que você não se considere cliente, muito menos fiel. Odeia shopping center. Não preenche cadastro de loja nem sob tortura. Afinal, não é uma mulherzinha consumista, repudia quem tem mais de três pares de sapatos e só corta o cabelo em casa. Não adianta. Também aqueles sem o tal poder aquisitivo, ou que abriram mão dele em busca de outro tipo de poder (o do conhecimento?), correm o risco de passar o dia recusando "ofertas" especialmente selecionadas para o seu CPF ou número de telefone. É como ser um vegetariano tentando apreciar saladas em churrascaria rodízio. Não, obrigado, não.

― Senhora Marta, esta ligação é para informar a senhora que a Vivo vai reduzir as suas tarifas nos fins de semana.

― Sei... E o que eu preciso fazer em troca? Não quero mudar de plano, não quero contratar nenhum "pacote" e já me aborreci com uns "pacotes" que vocês enfiaram na minha conta no ano passado.

― A senhora não precisa fazer nada. Apenas concordar na redução de tarifa nos fins de semana. Gostaria de informar a senhora que esta ligação está sendo gravada.

― Olha, não gosto de promoção, não gosto de levar vantagem...

― Mas a senhora não gostaria de estar reduzindo as tarifas nos fins de semana? É uma iniciativa da Vivo para clientes especiais como a senhora. Gostaria de lembrar à senhora que esta ligação está sendo gravada.

― Ok, tudo bem, pode reduzir a tarifa. Mas não inventa nada na minha conta, tá?

― A Vivo agradece a sua atenção, senhora, e uma boa tarde para a senhora.

Apesar da interrupção, consegui avançar no livro, e à noite comentei o quanto havia sido dura com a atendente da operadora. Estava com aquele peso na consciência que temos depois de explodir com uma ligação de telemarketing, esquecidos de que aqueles trabalhadores, afinal, são os operários dos novos "tempos modernos". Coitada da moça, retrucou o meu interlocutor, e para aumentar a minha culpa citou uma reportagem que lera sobre a redução de tarifas de telecomunicações, motivada pela concorrência entre as empresas. O almoço estava ficando mais barato.

Deixei a culpa pra lá, porque afinal culpa combina mais com a época em que éramos primeiro cidadãos e depois consumidores, e não o contrário. No dia seguinte, quando o torpedo apitou, levei alguns segundos antes de começar a espumar: "Parabéns. Você adquiriu o pcte fim de semana 50min no valor mensal de R$19,90" (sic).

Às vezes penso em virar hippie. Morar no meio do mato, abdicar dos bens materiais, ignorar os avanços da tecnologia, acender um incenso. Mas aí me lembro que a década de 70 acabou faz tempo. Melhor respirar fundo e repetir o mantra: não existe almoço grátis, não existe almoço grátis, não existe almoço grátis...

Nota do Editor
Marta Barcellos mantém o blog Espuminha


Marta Barcellos
Rio de Janeiro, 8/4/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Meu pé quebrado de Luís Fernando Amâncio
02. Um estranho chamado Joe Strummer de Celso A. Uequed Pitol
03. Memorial do deserto e das ruínas de Elisa Andrade Buzzo
04. Família de Marta Barcellos
05. Vai lavar uma pia de louça que passa de Adriana Baggio


Mais Marta Barcellos
Mais Acessadas de Marta Barcellos em 2011
01. A internet não é isso tudo - 14/1/2011
02. Entre livros e Moleskines - 11/2/2011
03. Somos todos consumidores - 8/4/2011
04. A novíssima arquitetura da solidão - 4/11/2011
05. Em busca da adrenalina perdida - 4/3/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
8/4/2011
16h41min
Com o tempo desenvolvi minhas táticas de afugentar estes telepentelhos da minha vida. Volta e meia me passo por um jardineiro ou pedreiro e digo que o patrão não está. Noutras digo que o atendente interrompeu uma atividade particular que estava fazendo, dando a entender várias coisas. E, por fim, repito várias vezes não quero, não me interessa, eu tenho 7 cartões de crédito e por aí afora. Estes dramas já me renderam até poesia.
[Leia outros Comentários de Ricardo Mainieri]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A PEDAGOGIA DO ESPECTADOR
FLÁVIO DESGRANGES
HUCITEC
(2003)
R$ 32,00



O AMANTE DE LADY CHATTERLEY
D H LAWRENCE
PUBLIFOLHA
(2010)
R$ 12,90



CAIM
JOSÉ SARAMAGO
COMPANIA DAS LETRAS
R$ 12,00



ANALISE DE CIRCUITOS--670 PROBLEMAS RESOLVIDOS.
JOHN O. MALLEY
MCGRAW-HILL
(1983)
R$ 60,00
+ frete grátis



TORNE-SE UMA CRISE PARA A CRISE
FERNANDO MOREIRA
REINO
(2012)
R$ 29,90



EVA MARIA LAKATOS - SOCIOLOGIA GERAL (6º EDIÇÃO)
EVA MARIA LAKATOS
ATLAS
(1995)
R$ 10,00



NOS QUE AMÁVAMOS TANTO A REVOLUÇÃO: DIÁLOGO GABEIRA - COHN BENDIT
FERNANDO GABEIRA
ROCCO
(1985)
R$ 3,00



O ANÚNCIO DE CRISTO NOS EVANGELHOS SINÓTICOS
W. TRILLING
PAULINAS
(1981)
R$ 65,20
+ frete grátis



ISTO ÉS TU - REDIMENSIONANDO A METÁFORA RELIGIOSA
JOSEPH CAMPBELL
LANDY
(2002)
R$ 39,90
+ frete grátis



III A LUZ DO TÚNEL
JORGE AMADO
LIVRARIA MARTINS S.A
R$ 15,00





busca | avançada
34284 visitas/dia
1,1 milhão/mês