De olho em você | Marilia Mota Silva | Digestivo Cultural

busca | avançada
22864 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Alexandre Grooves comemora Troféu Cata-vento, pré-indicação ao Grammy e lançamento no Japão
>>> Estreia de Pelas Ordens do Rei Que Pede Socorro comemora 20 anos do grupo O Buraco d'Oráculo
>>> Espetáculo 'As Filhas da Mãe' completa 35 anos.
>>> Bloco Fogo e Paixão faz a festa na Zona Portuária
>>> Papo Astral: guia astrológico para o leitor se conhecer melhor
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 9. Um Cacho de Banana
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 8.Heroes of the World
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 7. Um Senador
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 6. Nas Asas da Panair
>>> Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 5. Um Certo Batitsky
>>> A vida dos pardais e outros esquisitos pássaros
>>> Blockchain Revolution, o livro - ou: blockchain(s)
>>> Bates Motel, o fim do princípio
>>> Bruta manutenção urbana
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
Últimos Posts
>>> Feliz 2018
>>> Boa Vista
>>> O preço
>>> Você já atualizou sua história hoje?
>>> Sorvedouro
>>> Reter ou não reter
>>> O Peregrino
>>> Sismógrafos
>>> La ansiedad
>>> Barrados no baile
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A poesia concreto-multimídia de Paulo Aquarone
>>> Elogio Discreto: Lorena Calábria e Roland Barthes
>>> O que vai ser das minhas fotos?
>>> A reforma agrária das idéias: os blogs
>>> E eu mais ainda!
>>> Os sem-celular
>>> Freud segundo Zweig
>>> Olímpica
>>> Metade da laranja ou tampa da panela?
>>> Preparar Para o Impacto
Mais Recentes
>>> Feras Futebol Clube - Ioiô o Que Dança Com a Bola Autor (a): Joachim Masannek
>>> T. l. osborn ( curai enfermos e expulsai demonios )
>>> A Dança
>>> Jessie Penn-Lewis ( Guerra contra os santos tomo 2 )
>>> Jessie Penn-Lewis ( Guerra contra os santos tomo 1 )
>>> A Educação pela Dança
>>> 101 Idéias Criativas Para Professores
>>> 21 Dias de Oração e Jejum Pelo Sertão
>>> Os Insondáveis Propósitos de Deus
>>> Natália Lessa
>>> Parceiros na Missão
>>> Um General Perto de Deus
>>> A Oração de Moisés
>>> Dulce Beltrão
>>> Adolescentes, pesquisa sobre uma idade de risco
>>> Turismo e Planejamento Sustentavel
>>> Turismo e Legado Cultural
>>> Vidas cruzadas
>>> Disney´s Pocahontas
>>> The world is made of Glass
>>> Medo da Vida
>>> Biologia Celular e Molecular
>>> Viagem a Inglaterra e Escocia
>>> Aventuras de Tom Sawyer
>>> Proyecto Lazaro
>>> O primo basilio
>>> Noticia de un secuestro
>>> GONE - Desaparecer - Livro 3
>>> A fraude do Efeito - Estufa
>>> Saga O Vampiro Rei - Bento - Livro 1
>>> Sapphique
>>> Freud
>>> Fallen Angels - Desejo
>>> O Cavalo Amarelo
>>> Conecte Filosofar Terceira Parte
>>> Tratamento de Concreto Armado: em 6 volumes
>>> A mansão Hollow
>>> Encontro com a morte
>>> E não sobrou nenhum - Edição de Bolso
>>> Tentada
>>> Conecte Filosofar-segunda Parte
>>> Os elefantes não esqueçem
>>> Veneno-Saga Encantadas
>>> Conecte Filosofia - Caderno de Competências
>>> A Princesa Apaixonada
>>> Como ser um pirata
>>> A Princesa sob os refletores
>>> Conecte Filosofia - Caderno de Revisão
>>> Vida Roubada
>>> Natal de Poirot
COLUNAS

Quarta-feira, 1/5/2013
De olho em você
Marilia Mota Silva

+ de 3800 Acessos

Com a chave na mão quer abrir a porta, não existe porta; quer morrer no mar, mas o mar secou; quer ir para Minas, Minas não há mais. (C. Drummond de Andrade, E agora, José?)


O tempo passa lento em cidade pequena. A vida é sossegada. As portas das casas ficam fechadas só no trinco. Vizinho bate palma e vai entrando na sala, cozinha, até mesmo quarto adentro. As crianças vão sozinhas para a escola. Brincam na rua. Crime, violência, bandalheiras do governo ficam longe, não lhes dizem respeito. Na cidade pequena todos se protegem. Ninguém sofre sozinho uma dor ou um segredo. Na cidade pequena a vida é mais suave.

Mas há quem sufoque em cidade pequena. Quem se sinta enjaulado. Os que recusam a trilha que lhes foi prevista, que anseiam por solidão e anonimato. Os que não se ajustam. E por mais que doa e assuste, essas pessoas vão embora, não porque gostem do caminho mais difícil, mas porque não tem escolha: se não forem, sufocam. A cidade grande os acolhe em seu deserto, sua indiferença, e eles se rejubilam! Ser ninguém na multidão, esquecer-se de si na multidão. Oh, liberdade!

Há uns 50 anos quando o mundo nem sonhava com internet, Marshall McLuhan, sociólogo canadense, falando sobre os meios de comunicação de massa - jornais, rádio, televisão - disse que habitávamos uma aldeia global. A expressão tornou-se popular. Se ele visse agora a aldeia que, de fato, nos tornamos! E o que diria das nuvens que se avolumam no horizonte, ameaçando o céu claro e infinito dos primeiros anos. Nuvens que não passam nem se desmancham.

O Google, com esse par de olhos no nome, saberia desde sua fundação o que ambicionava ser quando crescesse? O que tudo vê, tudo pode, tudo controla, ou terá se dado conta das estonteantes possibilidades do caminho ao percorrê-lo?

Aquele carro deles que anda sem restrições pelas cidades, fotografando casas, comércio, ruas para nos oferecer graciosamente imagens exatas dos endereços mais distantes, aquele carro não tira apenas fotografias. Ele está equipado para colher todos os dados, senhas, emails, documentos pessoais de milhares de pessoas desavisadas. Fizeram isso nos EUA. Quem sabe o que fizeram nos outros países, Brasil inclusive? Pegos com a mão na cumbuca, pediram desculpa, disseram que foi um acaso, erro de um funcionário. Erro repetido em 38 estados, só nos EUA! Me engana que eu gosto. Uma multa de sete milhões de dólares encerrou o assunto. Sete milhões para eles deve pesar tanto como cinco centavos para qualquer um, mas não é o valor simbólico da multa que causa desconforto. Nem o fato de que as pessoas prejudicadas, a quem desculpas e indenização seriam devidas, não tem como saber se estão na lista.

As pessoas entendem (vê-se pelos blogues e comentários) que tamanha voracidade por informação é motivada apenas por questões de mercado; interessam-se por nós como consumidores, querem antecipar nossas vontades, realizar nossos sonhos. Seria menos mal se fosse isso porque sempre nos restaria a decisão de comprar ou não, usar um serviço ou não.

Os que nos conduzem nessa era digital certamente contemplam com entusiasmo a profunda transformação social que eles tornaram possível: o acesso à informação, à educação, a transferência do poder para os indivíduos, mudanças que trazem em si o germe da destruição de toda forma de totalitarismo, e sem guerra, sem sacrificar nenhuma vida. Razões de júbilo e motivação de sobra para os corações mais generosos.

Mas o passeio do Google pelo mundo toca um alarme. Assusta perceber o quanto estamos expostos, ignorantes e indefesos - não só como indivíduos, mas como sociedade. Um carro para tirar fotografias dispõe de equipamento (e usa) para, de passagem pela rua, revistar seu computador, contas bancárias, imposto de renda, exames médicos, contatos, amigos, emails, quebrando leis fundamentais e princípios sagrados que tornam possível nossa vida em comunidade.

Google, Apple, Facebook, redes de conunicação global intrincam-se, naturalmente, com segurança nacional. Há interesses mútuos. O aparato para um Estado Policial existe e, ao que parece, anda em fase de testes. A novidade é que o cidadão nem precisa saber. Inevitável lembrar de George Orwell, grande visionário, que imaginou esse futuro, ainda em 1949, em seu livro que se tornou emblemático:"1984": O Grande Irmão, um poder esmagador, sem rosto, onipresente, que invade e controla cada minuto da vida de seus súditos, que sequer sabem quem é seu opressor.

Muita gente não se perturba com essa perspectiva. Tudo o que querem é uma vida protegida, a bolha de paz e liberdade dos subúrbios e seus gramados impecáveis. E prometem ser bem comportados. Mas há sempre os que sufocam no subúrbio, nas cidades pequenas. E dessa vez, não há cidade grande para onde escapar.



Marilia Mota Silva
Washington, 1/5/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Como uma Resenha de 'Como um Romance' de Duanne Ribeiro
02. Gerald Thomas: Cidadão do Mundo (parte IV) de Jardel Dias Cavalcanti
03. Quero ser Marina Abramović de Elisa Andrade Buzzo
04. Buenos Aires: guia de viagem de Gian Danton
05. A maldição da internet no celular de Gian Danton


Mais Marilia Mota Silva
Mais Acessadas de Marilia Mota Silva em 2013
01. Amor (in)Condicional - 5/6/2013
02. O Precioso Livro da Miriam - 20/2/2013
03. Quatro autores e um sentimento do mundo - 10/4/2013
04. De olho em você - 1/5/2013
05. Mulher-Flamingo - 16/10/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A CATEDRAL DO MAR
ILDEFONSO FALCONES
ROCCO
(2006)
R$ 50,00



THE DREAMING O REINO DOS SONHOS ESPECIAL O JULGAMENTO DE CAIM
LEN WEM BRIAN APTHORP
VERTIGO
(1999)
R$ 20,00



O TEATRO DE ANTONIO ROCCO (TEATRO BRASILEIRO)
ANTONIO ROCCO
IMPRENSA OFICIAL
(2009)
R$ 7,00



DIA DE CONFISSÃO
ALLAN FOLSOM
ROCCO
(2004)
R$ 23,10



HERMANDAD DE BORDADORAS Y TEJEDORAS DE BELÉN Y GIGANTERÍA - EM ESPANHOL (BONECOS E CULTURA POPULAR EM CUBA)
SILVANA GARRIGA (ORG.)
EDICIONES BOLOÑA - CUBA
(2009)
R$ 25,00



NO CAMINHO DE SWANN
MARCEL PROUST
ABRIL
(1979)
R$ 15,00



UM LIVRO FORJADO NO INFERNO- O TRATADO ESCANDALOSO DE ESPINOSA E O NASCIMENTO DA ERA SECULAR.
STEVEN NADLER
TRÊS ESTRELAS
(2013)
R$ 29,99



OS ORIXÁS - OMOLU/OBALUAIÊ
CARLOS LOMBARDI
TRÊS
R$ 12,00



PANGERMANISMO E NAZISMO. A TRAJETÓRIA ALEMÃ RUMO AO BRASIL
MARIONILDE BREPOHL DE MAGALHÃES
UNICAMP
(1988)
R$ 45,00
+ frete grátis



A LÓGICA DOS ORIENTAIS- HENRY CORBIN E A CIÊNCIA DAS FORMAS
CHRISTIAN JAMBERT
GLOBO
(2006)
R$ 17,60





busca | avançada
22864 visitas/dia
1,0 milhão/mês