Do que se deseja | Carina Destempero | Digestivo Cultural

busca | avançada
29464 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Pixel Show promove gratuitamente exibição do documentário "The Happy Film"
>>> Inédito no Brasil, espetáculo canadense SIRI estreia em novembro no Oi Futuro
>>> Antonio Nóbrega apresenta show comemorativo pela passagem dos 25 anos do Instituto Brincante
>>> Visita Temática : Os Múltiplos Tempos da Coleção de Ema Klabin
>>> Chagall é tema de palestra na Casa Museu Ema Klabin
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A poesia afiada de Thais Guimarães
>>> Manchester à beira-mar, um filme para se guardar
>>> Noel Rosa
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> Notas de leitura sobre Inácio, de Lúcio Cardoso
>>> O jornalismo cultural na era das mídias sociais
>>> Crítica/Cinema: entrevista com José Geraldo Couto
>>> O Wunderteam
>>> Fake news, passado e futuro
>>> Luz sob ossos e sucata: a poesia de Tarso de Melo
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
Últimos Posts
>>> Olho d'água
>>> A música da corrida
>>> Retalhos da vida
>>> Limbo
>>> Transmutações invisíveis
>>> Quem te leu, quem te lê
>>> Bom dia e paz
>>> O que sei do tempo II
>>> Quem é quem?
>>> Academia
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Um monstro que ri
>>> Lições literárias
>>> Fahrenheit 451, Oralidade e Memória
>>> História dos Estados Unidos
>>> Apresentação
>>> Modernismo e Modernidade
>>> Deus ex machina
>>> O assassinato de Herzog na arte
>>> Homenagem a Orestes Barbosa
>>> O lado A e o lado B de Durval Discos
Mais Recentes
>>> O Complexo de Bode Expiatório
>>> O príncipe e o mendigo
>>> Dicionário de Ciências Ocultas 1 e 2
>>> Jonas
>>> O desafio historiográfico
>>> Decifrando o Genoma
>>> O Baudolino
>>> O Império do Sol
>>> Encanto Mortal
>>> A Ilha do Dia Anterior
>>> Ciência Política
>>> O Trabalho Infantil na Cidade de São Paulo
>>> Controlando a Osteoporose
>>> Controlando a Osteoporose
>>> Controlando a Osteoporose
>>> Controlando a Osteoporose
>>> Controlando a Osteoporose
>>> Controlando a Osteoporose
>>> Controlando a Osteoporose
>>> Encantando Totalmente o Cliente
>>> As Vinhas da Ira _ Volume II
>>> Ser Mãe
>>> Sonetos Escolhidos
>>> Sonetos Escolhidos
>>> Nada Dura Para Sempre
>>> Dioniso & Cia. na moqueca do dendê: desejo, revolução e prazer na obra de Jorge Amado
>>> Ciência & Realidade 6ª série
>>> Redação Curso Básico Vol 1
>>> Redação Curso Básico Vol 2
>>> A Conquista da Matemática 7ª Série
>>> Redação Curso Básico Vol 3
>>> Português Através de Textos 5
>>> Português Através de Textos 7
>>> Ciência & Realidade 7ª série
>>> Ciência & Realidade 5ª série
>>> A Conquista da Matemática 6ª Série
>>> Caderno de Português Fundamental 5ª série
>>> Bom Tempo Estudos Sociais Ciências 4
>>> Língua Portuguêsa Vol 4
>>> Descobrindo a Gramática
>>> Português Através de Textos 6
>>> Verdades Fundamentais da Parábola do Rico e de Lázaro
>>> Dificuldades Bíblicas e Outros Estudos Vol. 1 (2ª ed.)
>>> Um rabino conversa com Jesus- um diálogo entre milênios e confissões
>>> Conceitos de crítica
>>> Conceitos fundamentais da poética- (2ª ed.)
>>> Marketing Digital Novas tecnologias & Novos Modelos de Negócio
>>> Excel 2007
>>> Project para Profissionais
>>> O crime do padre Amaro (15ª ed.)
COLUNAS

Terça-feira, 30/7/2013
Do que se deseja
Carina Destempero

+ de 2100 Acessos

Sabe o que é o pior? É que eu nem queria nada com ele, você lembra. Pra mim era uma brincadeira, diversão. Mas ele insistia, ia fazendo tudo certinho, bonitinho, flores, palavras de amor. Aí quando vi eu já estava achando que tudo era um sonho lindo e ele o amor da minha vida. Tudo pra ele agora fazer isso.

Ela abria e fechava a boca repetidas vezes, como se quisesse falar e calar ao mesmo tempo. Até que perguntei o que ele tinha feito.

Ele tem outra. Ou outras, na verdade. A Paula veio me falar toda cheia de dedos que tinha visto ele com uma mulher na rua, e que pareciam mais do que amigos. Quando perguntei, ele nem negou! Disse que gostava de mim, mas que ficar só comigo não o satisfazia mais. Comecei a perguntar sobre as vezes em que ele dizia sair com amigos do trabalho, e ele riu, dizendo que é claro que eu sabia que ele estava com outra! Ele RIU!

E ela chorou. Chorava com raiva e não parava de falar, de contar detalhes e relatar as frases dele palavra por palavra.

Você acredita que ele ainda teve a coragem de dizer que esperava que nós pudessemos ser amigos? Que queria que eu me encontrasse e fosse feliz? Quando ouvi ele falando essas coisas tive vontade de morrer, ou de matá-lo, sei lá. Mas, tudo acabou, e continuamos vivos.

Acabou como, você ainda não contou nada do que você disse.

Ah, não sei o que disse, acho que não falei nada. É estranho, não lembro direito das minhas frases, mas as dele parecem grudadas nos meus ouvidos. Da minha parte só lembro da raiva. Muita, muita raiva.

Raiva do quê?

Do que ele disse. Dele. De mim. De mim, muita raiva de mim, como eu pude não ver o que estava acontecendo?

Nesse momento ela calou, e as lágrimas ruidosas também calaram, um choro silencioso agora escorria para a almofada que já tinha uma enorme mancha d´água. Até que percebi que ela tinha parado de chorar, e olhava fixamente pro quadro em frente ao divã, que mostra uma construção em andamento. Perguntei suavemente no que ela pensava.

Em mil coisas, não sei dizer.

É importante que você tente, mesmo que não saiba organizar, mesmo que ache que é besteira.

Não acho que é besteira, é que é muita coisa. Estou pensando em como eu não percebi, em como acho agora que me esforcei pra não ver que as coisas não iam bem. Em como fingia não me importar com o que me importa, em como vivia no passado, ou no futuro, sempre em um momento da relação que não era o presente. E olhei pra esse quadro e pensei em como uma relação está sempre em construção, e em como abandonamos a nossa, não só ele, eu também, por preguiça, falta de vontade, sei lá o porquê, mas o fato é que abandonamos. Acho que minha maior raiva é disso, fiquei irritada com ele, com o que ele disse, com o que ele fez, mas no fundo o usei como desculpa pra não admitir que eu não falei muita coisa, não fiz muita coisa, e agora é tarde demais.

Pra voltar no tempo e fazer diferente é sempre tarde demais, falei, mas pra viver, enquanto ainda se está vivo, não. É sempre tempo de dar um passo pro lado, de retomar a construção, talvez não a dessa relação, mas a sua. O preço é alto, mudar, assumir responsabilidades, é algo muito custoso. Mas, como você já percebeu, não fazer nada pode custar ainda mais.

Eu venho aqui esperando que você concorde comigo, que diga que ele é um canalha, que a culpa é toda dele, e aí quando vejo estou falando da minha responsabilidade, e você não só não a ameniza como ainda aumenta! Você nunca vai me dar o que eu espero?

Tomara que não. Mas, se tivermos sorte, vou te ajudar a descobrir o que você deseja.

Nota do Editor:
Texto gentilmente cedido pela autora. Originalmente publicado no blog Confraria dos Trouxas.


Carina Destempero
Rio de Janeiro, 30/7/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Luz sob ossos e sucata: a poesia de Tarso de Melo de Jardel Dias Cavalcanti
02. Nós que aqui estamos pela ópera esperamos de Renato Alessandro dos Santos
03. O dia que nada prometia de Luís Fernando Amâncio
04. Omissão de Ricardo de Mattos
05. Três filmes sobre juventude no novo século de Guilherme Carvalhal


Mais Carina Destempero
Mais Acessadas de Carina Destempero em 2013
01. Senhorita K - 16/12/2013
02. O amor é um jogo que ganha quem se perde - 18/11/2013
03. Canção de som e fúria - 14/10/2013
04. Garanto que você não vai gostar - 6/5/2013
05. Não era pra ser assim - 11/7/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




BRUMAS DE AVALON VOL.4
MARION ZIMMER BRADLEY
IMAGO
(1990)
R$ 20,00



MITOS GREGOS - OBJETIVO
PAULO SERGIO DE VASCONCELLOS
OBJETIVO
R$ 3,00



ANTON TCHEKHOV - SEIS PEÇAS EM UM ATO (TEATRO RUSSO)
ANTON TCHEKHOV
LIVRARIA DIVULGAÇÃO
R$ 25,00



INVESTIMENTOS INTELIGENTES
GUSTAVO CERBASI
THOMAS NELSON
(2008)
R$ 9,99



TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DAS ESCRITURAS SAGRADAS
SOC. TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS
TORRE DE VIGIA
(1986)
R$ 18,00



TRÊS ESCOTEIROS EM FÉRIAS NO RIO PARAGUAI
FRANCISCO DE BARROS JUNIOR
MELHORAMENTOS
(1968)
R$ 40,00



AS RELAÇOES DIPLOMÁTICAS DA ÁSIA
PAULO VISENTINI
FINO TRAÇO
R$ 13,00



CARPE DIEM O CRIME BATE À PORTA
SAMIR THOMAZ
ATUAL
(2000)
R$ 23,00



PEDOFILIA - IDENTIFICAR E PREVENIR 1ª ED.
LÚCIA CAVALCANTI DE ALBUQUERQUE WILLIAMS
BRASILIENSE
(2012)
R$ 16,90



GRANDE ENCICLOPÉDIA LAROUSSE CULTURAL VOL. 19
VÁRIOS AUTORES
NOVA CULTURAL
(1999)
R$ 2,70





busca | avançada
29464 visitas/dia
1,1 milhão/mês