Elogio ao cabelo branco | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
56932 visitas/dia
1,5 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Michel Melamed fala sobre filme rodado em Nova York neste sábado (29) na TV Brasil
>>> Ética no cotidiano pauta debate no programa Café Filosófico deste sábado (29)
>>> DJ belga Marco Bailey é a atração da festa Non Stop
>>> Pssica, romance noir do Pará
>>> Festival difunde filmes de entidades que usam o cinema como ferramenta de inclusão
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Pantanal
>>> Por que a discussão política tem de evoluir
>>> Não olhe para trás (ou melhor, olhe sim)
>>> Fake-Fuck-Fotos do Face
>>> Silêncio
>>> Dando conta de Minas
>>> Em noite de lua azul
>>> O poeta, a pedra e o caminho
>>> O testemunho de Bernanos
>>> George Orwell e o alerta contra o totalitarismo
Colunistas
Últimos Posts
>>> 16 de Agosto
>>> Elvis 2015
>>> Eugênio Christi
>>> Nosso Primeiro Periscope
>>> Monica Cotrim
>>> Solange Rebuzzi
>>> Aden Leonardo Camargos
>>> Helena Seger
>>> Camila Oliveira Santos
>>> Cassionei Niches Petry
Últimos Posts
>>> A grandiosa máquina em busca do êxito
>>> Trilogia de um texto só
>>> PONTO DE FUGA
>>> O caminhar de cada dia - prosa poética
>>> Papel vencido é lixo
>>> A impaciência dos pacientes
>>> POMPEIA depois da erupcão do Vesúvio
>>> DIÁRIO
>>> Lições de vida - Crônica
>>> Duas crises: a nossa e a deles
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A literatura de Giacomo Casanova
>>> E depois, perder-se também é caminho
>>> Sobre a Umbanda e o Candomblé
>>> EUA, Ano Zero
>>> Parque de Diversão Brasil
>>> Escândalo na cidade cinzenta
>>> Lulu Santos versus Faustão
>>> Para tudo existe uma palavra
>>> Recordações da casa dos mortos
>>> Ave César
Mais Recentes
>>> PREPARE SEUS FILHOS PARA O FUTURO
>>> CARTAS DA ZONA DE GUERRA
>>> A RELIGIÃO DO TERCEIRO MILÊNIO
>>> OPERAÇÃO CAVALO DE TRÓIA 4
>>> OPERAÇÃO CAVALO DE TRÓIA 3
>>> OPERAÇÃO CAVALO DE TRÓIA 2
>>> STONEHENGE - O TEMPLO MISTERIOSODA PRÉ-HISTÓRIA
>>> O ENIGMA DE TEOTIHUACAN
>>> OS HITITAS
>>> A CIVLIZAÇÃO INCA
>>> HOLOCAUSTO ASTECA
>>> A DESCOBERTA DO HOMEM E DO MUNDO
>>> ALEXANDRE, O GRANDE - A ARTE DA ESTRATÉGIA
>>> A HISTÓRIA DO HOMEM - UMA INTRODUÇÃO A 150.000 ANOS DE HISTÓRIA DA HUMANIDADE
>>> ASCENÇÃO E QUEDA DAS GRANDES POTÊNCIAS
>>> DICIONÁRIO DO PENSAMENTO SOCIAL DO SÉCULO XX
>>> UMA BREVE HISTÓRIA DO FUTURO
>>> MEMÓRIAS DO MEDITERRÂNEO
>>> O PROBLEMA DA ESCRAVIDÃO NA CULTURA OCIDENTAL
>>> HISTÓRIA ILUSTRADA DA CIÊNCIA
>>> UMA HISTÓRIA DOS POVOS ÁRABES
>>> HIROSHIMA
>>> Cartas Xamânicas a Descoberta do Poder Através da Energia dos Animais
>>> Democracia?
>>> Lições de história do direito
>>> Capítulos de sentença
>>> O positivismo jurídico - lições de filosofia do direito
>>> Teoria dos princípios - da definição à aplicação dos princípios jurídicos
>>> coleção incompleta da revista Planeta ( editora três) 18 volumes ( 2, 5, 7, 8, 10, 11, 13, 15, 16, 17, 18, 21, 22, 26, 35, 38, 40, 55)
>>> Deus Existe?
>>> Pragmática da Comunicação Humana
>>> A invenção de uma vida
>>> Maigret e il Canne Giallo
>>> Por causa da noite
>>> O morro do suicídio
>>> Corpo de delito
>>> Post-Mortem
>>> Cemitério de indigentes
>>> Restos mortais
>>> MARX
>>> Desumano e degradante
>>> Alerta negro
>>> Perspectivas da Regra de São Bento
>>> A arte do AconselhamentoPsicológico
>>> Curando nossa imagem de Deus
>>> 6 mil em espécie
>>> O macaco de pedra
>>> A lágrima do diabo
>>> A cadeira vazia
>>> Brincando com fogo
COLUNAS

Sexta-feira, 16/8/2013
Elogio ao cabelo branco
Ana Elisa Ribeiro

+ de 4200 Acessos

Os cabelos brancos são incomuns em minha família. Quem os podia ter, mantinha-os pintados de um castanho claro bastante convincente. O avô mais velho ostentava, desde sempre, uns cabelos prateados que em nada se pareciam com algo deselegante. Jeitosos e frequentemente penteados - com um pequeno pente de bolso -, esses cabelos foram motivo, a vida toda, de comentários elogiosos. É daí que conheço o mito do "homem grisalho charmoso".

Entre os parentes ainda mais próximos, vi reproduzido o mesmo expediente: a mãe com um castanho calculado, uma mistura de duas tinturas, para obter um resultado menos artificial. O pai de cabelos eternamente pretos, naturais, com leves insinuações de fios brancos na barba e nas costeletas.

Não somos uma família em que os fios brancos são precoces. Nenhum tio, nenhum primo. Não posso afirmar sobre as mulheres justamente porque nem elas mesmas devem se lembrar da última vez em que viram seus cabelos como são. Fica, então, a história camuflada dos fios de cabelo e, talvez, do envelhecer dessas pessoas. E a mim? O que caberia?

Certa vez, diante de Angela Lago, autora de literatura infantil que admiro muito, tomei coragem e elogiei seus branquíssimos cabelos curtos. Ela, com aquele olhar sorridente, me respondeu dizendo que "depois de certa idade, o branco traz um semblante de paz". Achei bonito, mas a baliza da "certa idade" ainda me desconcertou. O mesmo talvez eu dissesse a Adélia Prado, aquela senhora poeta mineira, que também traz sobre si uma coroa de fios branquíssimos. Quantos conselhos sobre isso ela deve ter enfrentado na vida? E quantos ela solenemente desconsiderou?

É, então, algo em que ponho reparo, desde sempre. Mas nem sei se sempre achei bonito ou interessante. Na verdade, meu incômodo vem das questões com a liberdade e os moldes - não modelos - que configuram o comportamento estético de uma mulher, em nossa sociedade.

Não quero enveredar por um discurso feminista ou cansativo. Quero mesmo é me lembrar da minha trajetória até o momento em que decidi que meus fios brancos ficariam como estão. E já estão há algum tempo.

Minha amiga, professora da Universidade Federal de São Carlos, tem os cabelos médios extraordinariamente grisalhos. E eu disse isso a ela, certa vez, prevendo meu futuro. Mas eu também investigava, junto ao meu elogio, como ela suportava a vida sendo uma mulher grisalha. E, sim, ela tinha umas experiências a contar.

Quantas pessoas se admiraram, ao me ver de perto, com meus fios longamente brancos? Quantas, quase desconhecidas, me deram conselhos sobre desleixo, cuidados, estética, feminilidade e tinturas? Quantos já me disseram, em tom tão delicado quanto auxiliar, que o cabelo branco me envelhece? Ah, caros, é bem o contrário: o envelhecimento é que os traz. Mas afora as questões de cronologia e lógica, estou diante de um conflito entre o que sou e o que devo ser.

Até hoje, desobedeci, francamente, a todos os conselhos, de amigos ou não, sobre cabelos brancos. Também desprezei as indicações de cor e técnica. Balaiagem pode despistar. Não vem ao caso. Mesmo nos salões de beleza, onde minhas características saltam mais aos olhos, tenho me esquivado dos desejos alheios para dar vazão aos meus. E vamos ficando assim, enquanto dura a persistência.

É teimosia? Não creio. É apenas o que é. Simples como as unhas crescerem e as rugas surgirem são os cabelos embranquecerem. Ou não? Curiosamente, isso não me parece extraordinário. Nem nos outros, nem em mim mesma. Onde está minha beleza? Se há alguma, está num conjunto e talvez na pinta ao lado do olho.

Os fios brancos vêm do couro cabeludo e descem até as espáduas. São transgressores, vivazes, destacam-se dos outros fios, tão mais, que são pretos. Fogem do alinhamento de tudo, esvoaçam mais transparentes. Ao contrário dos velhos da cidade, os fios brancos são pouco penteáveis. Alguns, para minha surpresa, são degradê. Vão ficando brancos, numa trajetória que deve ter ocorrido junto com os fatos da vida. Vão ficando mais duros e menos conciliáveis.

Li, numa revista, que os homens andavam platinando os cabelos pretos. Oh, céus! Para homens, isso é platinar. Quantos discursos não temos para nos driblar. Apenas às muito velhas é permitido desistir de se parecerem jovens. Que xampu é esse que deixa seus cabelos de um cinza lindo?

E então, vivia eu, plenamente, meu conflito entre os outros e meu cabelo, quando um amigo, terrivelmente doce, ao falarmos sobre alguma foto em que meus fios alvos apareciam em destaque, disse: "Deixa assim. Isso te dá um charme". Não foi pequeno meu susto ao ouvir um homem dizer o que quase ninguém diz, especialmente a uma mulher. Uma mulher charmosa não costumava ser a grisalha. Não sou ainda isso, mas posso vir a ser. E alguém me acharia, então, charmosa? É isso o que me anima a sempre pensar que há gosto para tudo, neste mundo. O discurso da diversidade é uma brincadeira, eu sei. Ele, geralmente, não passa de meia dúzia de frases na boca da maioria das pessoas. É, ainda, necessário se "encaixar". Mas quando um homem diz que está tudo bem, é pra se comemorar. E quando uma mulher me disser isso - o que é mais difícil -, vou achar que ainda é tempo de a gente viver como quer, inclusive com os cabelos.


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 16/8/2013

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Viagem a 1968: Tropeços e Desventuras (3) de Marilia Mota Silva
02. Eu matei Marina Abramovic (Conto) de Jardel Dias Cavalcanti
03. Bibliotecários de Ricardo de Mattos
04. 50 tons de Anastasia, Ida e outras protagonistas de Elisa Andrade Buzzo
05. Alcorão de Ricardo de Mattos


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2013
01. Elogio ao cabelo branco - 16/8/2013
02. O fim e o café solúvel - 26/4/2013
03. A bibliotecária de plantão - 18/10/2013
04. Coisas que eu queria saber fazer - 18/1/2013
05. Se ele não me lê - 8/3/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS


O VERÃO E A CIDADE
CANDACE BUSHNELL

De R$ 45,00
Por R$ 22,50
50% off
+ frete grátis



RESSURREICAO
TOLSTOI, LIEV

De R$ 89,00
Por R$ 44,50
50% off
+ frete grátis



ARGUMENTAÇÃO E LINGUAGEM
INGEDORE G. VILLAÇA KOCH

De R$ 37,00
Por R$ 18,50
50% off
+ frete grátis



EDUCAÇÃO, ESCOLA E DOCÊNCIA - NOVOS TEMPOS, NOVAS ATITUDES
MARIO SÉRGIO CORTELLA

De R$ 32,00
Por R$ 16,00
50% off
+ frete grátis



E ENTÃO PAULETTE...
BARBARA CONSTANTINE

De R$ 24,90
Por R$ 12,45
50% off
+ frete grátis



MOZART 4 - O AMADO DE ISIS
CHRISTIAN JACQ

De R$ 52,00
Por R$ 26,00
50% off
+ frete grátis



AUTO-DE-FE - PROSA DO MUNDO
CANETTI, ELIAS

De R$ 82,00
Por R$ 41,00
50% off
+ frete grátis



MANUAL DE GENTILEZAS DO EXECUTIVO
STEVE HARRISON

De R$ 36,50
Por R$ 18,25
50% off
+ frete grátis



COMO DESENHAR QUADRINHOS NO ESTILO MARVEL
STAN LEE E JOHN BUSCEMA

De R$ 49,80
Por R$ 24,90
50% off
+ frete grátis



ISCAS VIVAS
FABIO GENOVESI

De R$ 49,00
Por R$ 24,50
50% off
+ frete grátis



busca | avançada
56932 visitas/dia
1,5 milhão/mês