Quando morre uma paixão | Adriane Pasa | Digestivo Cultural

busca | avançada
20716 visitas/dia
829 mil/mês
Mais Recentes
>>> TV Brasil exibe especial 'Sonho Meu' em homenagem a Dona Ivone Lara nesta sexta (20)
>>> Alexandre Hallais, um dos escritores mais evidentes da atualidade fecha parceria com a Soul Editora
>>> Juiz federal estreia na literatura com contos sobre heróis históricos
>>> Alessandro Ferrari Jacinto e Marisa Folgato lançam 'Alzheimer' na Livraria Martins Fontes
>>> Programa de Edição de Textos de Docentes da Unesp 2018
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Nobel, novo romance de Jacques Fux
>>> De Middangeard à Terra Média
>>> Dos sentidos secretos de cada coisa
>>> O pai da menina morta, romance de Tiago Ferro
>>> Joan Brossa, inéditos em tradução
>>> Sebastião Rodrigues Maia, ou Maia, Tim Maia
>>> 40 anos sem Carpeaux
>>> Minha plantinha de estimação
>>> Corot em exposição
>>> Existem vários modos de vencer
Colunistas
Últimos Posts
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
>>> Psiu Poético em BH esta semana
>>> Existem vários modos de vencer
>>> Lauro Machado Coelho
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
Últimos Posts
>>> Pierrô
>>> Lugar comum
>>> Os galos
>>> Cenas do bar - Wilsinho, o feio.
>>> Desenhos a lápis na poesia de Oleg Almeida
>>> Eloquência
>>> Cenas do bar - Vladimir, o solteiro.
>>> Deu na primeira página...
>>> Palavra vício
>>> Premissas para reflexão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Parangolé: anti-obra de Hélio Oiticica
>>> Adagio ma non troppo
>>> E Benício criou a mulher...
>>> As 48 Leis do Poder, por Robert Greene
>>> Gramado e a ausência de favoritismo
>>> Na Campus Party 2009 II
>>> Mecanismos Internos: Ensaios sobre Literatura, de J.M. Coetzee
>>> A verdadeira resistência
>>> Dicas para a criação de personagens na ficção
>>> Joan Brossa, inéditos em tradução
Mais Recentes
>>> Pai Rico Pai Pobre
>>> Como Fazer Amigos
>>> Go Pro
>>> Filha das Trevas
>>> A Revolução das Mulheres
>>> Nevernight - A Sombra Do Corvo 01 - Crônicas Da Quasinoite
>>> Casa Das Fúrias
>>> Quase 1000 Absurdos De Todos Os Tempos
>>> 1000 Curiosidades Olímpicas Que Todo Recordista Deveria Saber
>>> Quase 1000 Dados Nojentos Para Saber Que Este Mundo É Imundo
>>> 1000 Curiosidades Do Mundo Da Bola - Que Todo Craque Deveria Saber
>>> 1000 Curiosidades Insólitas
>>> 1000 Coisas Inúteis Que Um Garoto Deveria Saber Antes De Crescer
>>> Tríade Deutsch Perfekt - revistas
>>> Os Terceiros 2000 anos
>>> João Ternura
>>> Fauna de Venezuela
>>> El Libro De La Salsa
>>> Criando filhos ( o modo de Deus )
>>> Uma sustentável revolução na floresta
>>> il Riso in Tasca
>>> Trilogia Deutsch Perfekt- cidades da Alemanha- Hamburg-Koln, Dusseldorf ( 28 Seiten Spezial Nordrhein-Westfalen
>>> Ele viu os Céus abertos
>>> Curso de Estradas
>>> Mecânica dos Solos e suas Aplicações
>>> Construções de Concreto - Vol. 4
>>> Construções de Concreto - Vol. 3
>>> Construções de Concreto - Vol. 1
>>> Construções de Concreto - Vol. 5
>>> El Engaño Populista
>>> Los Brujos de Chávez
>>> Venezuela Energética
>>> Bumerán Chavez
>>> Estado Delincuente
>>> Boves El Urogallo
>>> Cuco
>>> A Bolsa e a Vida - 1ª Edição
>>> Função ceo a descoberta do prazer
>>> Função ceo a descoberta do amor
>>> As cores do amor
>>> Pecaminoso
>>> Coleção Beltranianas - Comunicação e Problemas Luiz Beltrão Parte III
>>> Silicone XXI
>>> Casas Junto Al Mar
>>> Minha Experiência em Brasília
>>> Meu pé de laranja lima
>>> Desenho de Paisagem Urbana
>>> Canaa
>>> Curso de Propriedade Intelectual Para Designers
>>> O Brasil Não Existe!
COLUNAS

Segunda-feira, 22/9/2014
Quando morre uma paixão
Adriane Pasa

+ de 6900 Acessos

Quando morre uma paixão morre a taquicardia. Morrem os batimentos cardíacos acima de cem por minuto. Morre a sensação de ser assaltado de repente por uma série de pensamentos idiotas.


Morre uma coisa que fazia a ligação entre o real e o imaginário. Morre a saudade. E depois morre a saudade da saudade. Morre o mito da perfeição. E vem a feiura.

Morre o teto da Capela Sistina. Morre a Vênus de Milo. Morre o ideal. Morre aquilo que faz a gente brigar com todos os nossos piores defeitos para se adaptar a algo que amamos. Morre a pompa. Morre a sabedoria.

Vem uma sensação de estar indo para o nada. A gente fica meio falso, duvidoso, frágil, mas crente que sabe tudo e mais um pouco. Crente que saiu de uma experiência de vida sem precedentes e que não podia ser melhor. A gente se sente forte e novo. Batimento cardíaco normal. Os pés no asfalto. Pescoço ereto como uma gárgula olhando a cidade de cima da catedral, dona de si, achando que assusta alguém.

Mas quando morre uma paixão, a gente não passa de um personagem perdido. Não como um Humbert de Nabokov, que mesmo diante de sua Lolita decadente, busca na memória a risada viva de uma garota que ainda ama. Mas como um andarilho sem destino. Sem obsessão. No lugar da taquicardia vem a calma e o equilíbrio de um corpo sadio. E uma mente limpa. Mas não asséptica. Sempre haverá uma sujeirinha, um vírus, uma bactéria escondida.

A gente acaba ficando atento às coisas mais delicadas, que ninguém repara, pra ver se encontra alguma coisa dentro delas. Algo que traga de volta aquela pessoa tolerante e louca, aérea e fantasiosa que a gente era quando a paixão ainda estava viva. O interesse pelos problemas do outro, que um dia amamos, fica pequeno e faz a gente pensar que não somos assim pessoas tão boas, mas pelo menos somos sãs, porque a loucura, apesar de atraente, também machuca. Somos todos inseguros e cheios de confusões no campo amoroso e sexual, ao mesmo tempo em que queremos levar nossas vidas e projetos adiante. Como no filme A Dangerous Method (O Método Perigoso, 2011), de David Cronenberg, que mostra um episódio importante na vida do jovem psicólogo Carl Jung (Michael Fassbender) quando do início de um tratamento inovador da histérica Sabina Spielrein (Keira Knigthley), sob influência de seu mestre e colega, Sigmund Freud (Viggo Mortensen). Esse episódio viria a definir os rumos da psicanálise e também mexer nas bases da vida "certinha" do genial Jung, que tinha uma vida abastada com sua rica esposa.

O nome do filme refere-se a um artigo de Freud intitulado "Observações Sobre o Amor Transferencial", publicado em 1915. No texto, o psicanalista fala sobre a delicada questão do envolvimento amoroso entre analistas e pacientes, fazendo uma provocação direta a Jung, devido a sua relação com Sabina. Este seria o "método perigoso", segundo Freud.

Jung e Freud começam um debate de teorias ao mesmo tempo em que Jung vive um romance intenso com Sabina. Uma paixão daquelas que fazem a gente sentir interesse por tudo o que existe na pessoa, que faz a gente entender o lado mais louco e sombrio que possa existir nela, porque queremos mergulhar nisso, nesse jogo de dominação e submissão que certos amores proporcionam, causando um tipo de cumplicidade profunda e aparentemente indestrutível. O que me fez lembrar também de um filme chamado Secretária (2002), de Steven Shainberg, com os excelentes James Spader e Maggie Gyllenhaal como protagonistas de uma relação nada convencional, com comportamentos sadomasoquistas. No fundo, paixão é e sempre foi cumplicidade.

Em A Dangerous Method, Keira Knigthley está fantástica no papel, pois além de conseguir demonstrar fisicamente os sintomas de seu transtorno mental, mistura-os com sensualidade à grande paixão por Jung, que precisa de um jeito ou outro, acabar.

Não precisa ser um psicanalista famoso para querer entrar na mente do objeto da nossa paixão porque é uma condição dominante. Isso, misturado aos nossos conflitos interiores, pode ser uma bomba. Acho que Jung tinha um problema ainda maior, porque eram duas obsessões em uma: a mulher amada dentro do objeto de seu importante estudo.

Mas como na vida de gente comum, um dia, tudo morre. E quando morre a paixão morre também o espaço entre a razão e a loucura. Morre o gênio. Morre a paixão pela insanidade do outro. Morre a linha torta, morre o branco da folha e o caderno pautado aparece de novo, junto com a escuta atenta e o olhar para os detalhes do cotidiano que havia sido abandonado.

E depois de um tempinho tentando se adaptar a isso tudo, como um jogador de futebol que acaba de entrar em campo, ou um escritor que acaba de sair de uma sessão de autógrafos, a gente volta pra nossa vidinha ordinária. Que passa a ser um museu que não tarda a nos mostrar novas obras de arte.

Em uma das mais belas cenas do filme A Dangerous Method, Jung diz para Sabina: "(...) o meu amor por você me fez entender quem eu sou". Acho que é isso que uma paixão faz de melhor, não importa o quanto ela dure.



Adriane Pasa
Curitiba, 22/9/2014


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Voto em qualquer um! de Marilia Mota Silva
02. Paulo César Saraceni (1933-2012) de Humberto Pereira da Silva
03. Sideways Rain: Pausa, Choque, Fluxo e Corpo de Duanne Ribeiro
04. Gargólios, nova peça de Gerald Thomas de Jardel Dias Cavalcanti
05. Iniciantes, de Raymond Carver de Alysson Oliveira


Mais Adriane Pasa
Mais Acessadas de Adriane Pasa em 2014
01. Quando morre uma paixão - 22/9/2014
02. Casamento atrás da porta - 3/2/2014
03. Eu podia estar matando, podia estar roubando - 7/4/2014
04. A firma como ela é - 7/7/2014
05. Mamilos - 10/3/2014


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




THE OLD MAN WITH LONG BEARD
CHEEWAN WISASA
SHINSEKEN
(1994)
R$ 30,00



MÃO E MEMÓRIA POEMAS
WALDEMAR CARLOS DE SOUZA
NÃO INFORMADA
R$ 200,00



MAY I PLEASE HAVE A COOKIE?
JENNIFER E. MORRIS
SCHOLASTIC
(2005)
R$ 15,00



ROBIN HOOD
JOEL RUFINO DOS SANTOS
SCIPIONE
(2014)
R$ 14,50



ECLIPSE
STEPHENIE MEYER
INTRÍNSECA
(2009)
R$ 12,00



MANGÁ HITMAN - MATADOR POR ACASO 3
HIROSHI MUTO
SAMPA ARTE / LAZER
(2012)
R$ 8,99



O ARTISTA INCONFESSÁVEL
JOÃO CABRAL DE MELO NETO
ALFHAGUARA
(2018)
R$ 30,00



BRECHT: DOS MALES, O MENOR
MARTIN ESSLIN
ZAHAR
(1979)
R$ 38,00



Y SU PANDILLA - MÓNICA Nº 13 EM ESPANHOL
MAURÍCIO DE SOUSA
PANINI
R$ 7,00



POEMAS COM SONS E SOL: POESIA LATINO-AMERICANA PARA MENINAS E MENINOS (POESIA INFANTIL)
MABEL MORVILHO (ED.)
EDIÇÕES MELHORAMENTOS
(2000)
R$ 15,00





busca | avançada
20716 visitas/dia
829 mil/mês