América Latina, ainda em construção | Heloisa Pait | Digestivo Cultural

busca | avançada
29464 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Música, dança e boa conversa na "Semana Preta" do Centro de Referência da Dança
>>> Vila Cultural Cora Coralina recebe exposição 'Tempos Líquidos'
>>> DAMA DE COPAS - O LIVRO É LANÇADO PELA SOUL EDITORA
>>> Pixel Show promove gratuitamente exibição do documentário "The Happy Film"
>>> Inédito no Brasil, espetáculo canadense SIRI estreia em novembro no Oi Futuro
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A poesia afiada de Thais Guimarães
>>> Manchester à beira-mar, um filme para se guardar
>>> Noel Rosa
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> Notas de leitura sobre Inácio, de Lúcio Cardoso
>>> O jornalismo cultural na era das mídias sociais
>>> Crítica/Cinema: entrevista com José Geraldo Couto
>>> O Wunderteam
>>> Fake news, passado e futuro
>>> Luz sob ossos e sucata: a poesia de Tarso de Melo
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
Últimos Posts
>>> Olho d'água
>>> A música da corrida
>>> Retalhos da vida
>>> Limbo
>>> Transmutações invisíveis
>>> Quem te leu, quem te lê
>>> Bom dia e paz
>>> O que sei do tempo II
>>> Quem é quem?
>>> Academia
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Símbolos e Identidade Nacional
>>> Animismo
>>> Um monstro que ri
>>> Lições literárias
>>> Fahrenheit 451, Oralidade e Memória
>>> História dos Estados Unidos
>>> Apresentação
>>> Modernismo e Modernidade
>>> Deus ex machina
>>> O assassinato de Herzog na arte
Mais Recentes
>>> Teilhard, Sim ou Não
>>> Polêmica Sobre Teilhard de Chardin
>>> Itinerário do Cosmo ao Ômega
>>> O Homem no Mundo
>>> A ilha Perdida
>>> O Outro Lado da Ilha
>>> Os Barcos de Papel
>>> No Princípio
>>> Uma Palavra de Amor
>>> Warren Buffett - Lições do Maior de Todos os Investidores
>>> Velhinho Entalado Na Chamine
>>> Subliminar
>>> Sao Paulo Em Guerra 1924
>>> Reencarnação ou Ressurreição Uma Decisão de Fé
>>> Palácio da Meia-Noite
>>> O Rei das Palavras
>>> O Quinze
>>> O Labirinto dos Ossos - The 39 Clues - Vol.1
>>> O Céu Está Caindo
>>> O Ato Conjugal
>>> Nunca Deixe de Tentar
>>> Mentes Brilhantes Mentes Treinadas
>>> Ligando os 1000 Pontos Cidades
>>> Leis Secretas da Economia
>>> Honoráveis Bandidos Um Retrato do Brasil na Era Sarney
>>> Gente como a gente: Como Deus muda a vida de pessoas comuns
>>> Fundamentos dos Mercados Futuros e de Opções - sem Manual
>>> Filho do Fogo: O Descortinar da Alta Magia - Vol. 2
>>> Filho do Fogo: O Descortinar da Alta Magia - Vol. 1
>>> Feras Futebol Clube - Félix o Furacão - Vol. 2
>>> Fazer Amor: Como Fazer do Sexo Um Ato de Amor
>>> Falcão - Meninos do Tráfico
>>> Equilibrio e Resultado
>>> Eficiente e Elegante
>>> Domine seu iPhone
>>> Cultura E Elegância
>>> Comprometida : Uma Historia de Amor
>>> Compras em Buenos Aires - Coleção Viagem de Bolso
>>> Como Ouvir a Voz De Deus
>>> Campo de Batalha da mente: Vencendo a batalha em sua mente
>>> Caixa de Desejos
>>> Bullying: vamos mudar de atitude!
>>> Buenos Aires Seu Guia Passo a Passo
>>> Boas Maneiras de A a Z
>>> Alucinado Som de Tuba - Coleção Sinal Aberto
>>> Alan Greenspan - A Era Da Turbulência
>>> Aero-Willys O carro que marcou época
>>> A Nova Dieta dos Pontos - Saúde é Vital
>>> A Hora do Desconto
>>> 75 Hábitos dos Casais Felizes
COLUNAS

Sexta-feira, 3/7/2015
América Latina, ainda em construção
Heloisa Pait

+ de 1500 Acessos

A mostra sobre a arquitetura modernista na América Latina em exibição no MoMA - Museu de Arte Moderna de Nova York - é parada obrigatória não apenas para os amantes da arquitetura, mas para todos os brasileiros que buscam compreender aqueles anos de promessas e tropeços na nossa rota em direção à justiça social e ao progresso econômico.

A mostra é de uma enorme riqueza, e os artífices da arquitetura moderna latino-americana são apresentados com grande respeito e delicadeza, como criadores de estatura igual à de seus parceiros pelo globo afora. O contexto social, político e urbano onde as grandes obras foram idealizadas ou executadas é apresentado, até onde pude ver, com precisão.

Estão lá os ícones da arquitetura nacional: o Masp, o Ibirapuera, Brasília, o Aterro do Flamengo. Mas o que mais chama a atenção do visitante brasileiro é a profunda semelhança entre estas obras e aquelas construídas em países vizinhos no mesmo momento. Pensei que era erro da legenda a menção a um Villanueva que projetou a Facultad de Arquitectura y Urbanismo, mas me inteirei de que se tratava do trabalho de Carlos Raúl Villanueva no campus da Universidade Central da Venezuela, em Caracas.

É como se em cada país houvesse um Vilanova Artigas em sua FAU, projetando espaços livres, democráticos e modernos que respondessem a demandas sociais crescentes. Retratados na exposição, com fotos, projetos e belas maquetes toda a gama da arquitetura modernista da região: campi universitários e prédios públicos, parques e hospitais, igrejas e clubes, residências familiares e projetos habitacionais. Não cheguei a ver outras Linas: seria interessante investigar o papel das arquitetas latinoamericanas nessa grande jornada para o futuro.

Logo na entrada, vídeos da época com imagens de obras e falas públicas dos vários países em foco se superpõem, jogando no colo do visitante a ideia de uma região com uma história comum que só pode ser entendida a partir de uma mirada conjunta. Na longa linha do tempo ao fundo da sala principal, entretanto, uma perspectiva mais sóbria: encaixamos as obras vistas no pendular movimento político latinoamericano, com seus golpes, exílios e laboriosas reinserções na vida democrática global.

Ausente, aliás, menção a Sérgio Bernardes, importante figura do movimento modernista brasileiro e vítima da polarização política da época que elegeu heróis e algozes, às vezes arbitrariamente. Talvez também entre nossos vizinhos haja Bernardes a serem resgatados, para que possamos ter uma idéia mais precisa de nossos erros, acertos e passos em falso.

Essa visão conjunta se torna possível a partir de uma pesquisa extensa pela arquitetura de toda a América Latina, incluindo o Caribe, que leigos não associam à arquitetura moderna. No catálogo da exposição, vemos a casa envidraçada de Rafael Obregón em Bogotá, uma espetacular casa de shows na Havana pré-revolucionária, a colaboração internacional num programa de casas populares em Lima e outras tantas obras que vão criando construindo a idéia de uma visão de mundo comum.

As linhas retas da Igreja de San Pedro, em Durazno, no Uruguai, nos fazem pensar em nossas próprias buscas de uma espiritualidade contemporânea. Em Santiago, o prédio da CEPAL remete não apenas aos prédios públicos modernistas onde trabalhamos, mas também às idéias gestadas e divulgadas desde ali. Familiar o amplo saguão da Escola Superior de Comércio de Córdoba. A cada momento somos convidados, como num jogo, a esse exercício de conexão e contraste.

No final da exposição, fica um orgulho pelo impressionate acervo arquitetônico moderno, que descobrimos compartilhar com Chile, Venezuela, México e outros. Mas ficam também muitas interrogações. Como é que deixamos o poder autoritário se apropriar daquele ideal de progresso e inclusão social tão belamente expresso em nosso concreto armado? Como é que, tendo tirado a farda do poder, ainda patinamos na democracia, dando margem a projetos autoritários de nação que se fincam de modo mais ou menos destrutivo em nossos governos?

Nesse sentido, a exposição do MoMA é um tapa na cara dos democratas brasileiros ou, como dizem os americanos, um wake-up call. Saímos de lá lembrando que a luta pela democracia, pelo progresso e pela justiça social é algo que não começamos nós, mas herdamos nós dos arquitetos de nosso país, os de prancheta e os outros também. Se a herança deles foi, nesse aspecto, incompleta, isso apenas nos lembra o quanto lhes temos que fazer jus.

Para ir além
Para quem pretende ir a Nova York, a exposição está em cartaz até o dia 19 de julho. Mais informação neste link. Um pouco salgado com o câmbio atual, o impressionante catálogo da exibição é vendido por 55 dólares no site do museu, ou menos, em livrarias on-line.


Heloisa Pait
São Paulo, 3/7/2015


Mais Heloisa Pait
Mais Acessadas de Heloisa Pait
01. A Garota do Livro: uma resenha - 16/6/2016
02. Os Doze Trabalhos de Mónika. 1. À Beira do Abismo - 13/4/2017
03. Simone Weil no palco: pergunta em forma de vida - 11/8/2016
04. Diálogos no Escuro - 4/8/2016
05. Os Doze Trabalhos de Mónika. 4. Museu Paleológico - 13/7/2017


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A DANÇA DOS DRAGÕES
GEORGE R. R. MARTIN
LEYA
(2012)
R$ 15,00



GURDJIEFF -O MESTRE DO ESPÍRITO E AS PARÁBOLAS DE BELZEBU
J.H. REYNER
EDIOURO
(1984)
R$ 34,50
+ frete grátis



ÉTICA E CIDADANIA PLANETÁRIAS NA ERA TECNOLÓGICA - 2009
MARIJANE LISBOA
CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
(2009)
R$ 10,00



BEBEL QUE A CIDADE COMEU
IGNÁCIO DE LOYOLA BRANDÃO
CÍRCULO DO LIVRO
(1968)
R$ 4,20



CH'I ENERGIA VITAL
MICHAEL PAGE
PENSAMENTO
(1995)
R$ 8,00



O SERTANEJO
JOSÉ DE ALENCAR
ÁTICA
(1982)
R$ 5,00



HARRY POTTER E AS RELÍQUIAS DA MORTE
J. K . ROWLING
ROCCO
(2007)
R$ 20,00



CONTOS PAULISTANOS - ANTÔNIO DE ALCÂNTARA MACHADO
ANTÔNIO DE ALCÂNTARA MACHADO
UNESP
(2012)
R$ 10,00



COMUNICAÇÃO: A CHAVE PARA SEU CASAMENTO - H. NORMAN WRIGHT
H. NORMAN WRIGHT
MUNDO CRISTÃO
(1986)
R$ 16,00



PASSES E CURAS ESPIRITUAIS
WENEFLEDO DE TOLEDO
PENSAMENTO
(1995)
R$ 14,50





busca | avançada
29464 visitas/dia
1,1 milhão/mês