Por que a discussão política tem de evoluir | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
23155 visitas/dia
708 mil/mês
Mais Recentes
>>> Dois solos compõem a Terça Aberta no Kasulo
>>> Mídia em Foco debate as novas perspectivas do mercado da música
>>> "A PALAVRA FORA DO LUGAR: ESCRITORES REFUGIADOS E EM RISCO no CCBB RJ
>>> Escritora Regina Zappa fala sobre maio de 1968 no Sem Censura
>>> Roberta Sá e Gilberto Gil lançam single
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A Fera na Selva, filme de Paulo Betti
>>> Raio-X do imperialismo
>>> Cães, a fúria da pintura de Egas Francisco
>>> O Vendedor de Passados
>>> A confissão de Lúcio: as noites cariocas de Rangel
>>> Primavera para iniciantes
>>> Nobel, novo romance de Jacques Fux
>>> De Middangeard à Terra Média
>>> Dos sentidos secretos de cada coisa
>>> O pai da menina morta, romance de Tiago Ferro
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
>>> Psiu Poético em BH esta semana
Últimos Posts
>>> Entre a esperança e a fé
>>> Tom Wolfe
>>> Terra e sonhos
>>> Que comece o espetáculo!
>>> A alforja de minha mãe
>>> Filosofia no colégio
>>> ZERO ABSOLUTO
>>> Go é um jogo mais simples do que imaginávamos
>>> Wild Wild Country
>>> Um velho adolescente
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Diálogos no Escuro
>>> As cartas de Dostoiévski
>>> Sobre caramujos e Omolu
>>> Três filmes sobre juventude no novo século
>>> A idolatria do século XXI
>>> Poesia e Guerra: mundo sitiado (parte II)
>>> Vida ou arte em Zuzu Angel
>>> Mainardi e o jornal do futuro
>>> O lilás da avenida sou eu
>>> O Anvil e o amor à música
Mais Recentes
>>> Asterix na Córsega
>>> Lutando pela Vida
>>> Sociedade -O Espelho partido
>>> Tu és Isso (Tat Tvam Asi)
>>> Orfandades
>>> Muitas Vozes - Autobiografia de Uma Médium
>>> Como Fazer Uma Monografia
>>> Love, Rosie
>>> A Dieta do Yin e do Yang - Para Gordos, Magros e Instáveis
>>> Olhos Azuis, Coração Vermelho
>>> Marcas da Vida
>>> Corações de Pedra
>>> Corações de Pedra
>>> Por uma Semente de Paz
>>> Voz e Fala da Criança (No lar e na Escola)
>>> Com a Pré-Escola nas Mãos - Uma alternativa curricular para a educação
>>> Novo Mundo - Cartas de Viagens e Descobertas - A Visão do Paraíso
>>> Ouvidos Dourados - A arte de ouvir as histórias
>>> Enigma na Televisão
>>> Tokyo Summer of Dead (O verão dos mortos-vivos)
>>> Curação a arte de bem cuidar-se
>>> Abaixo a Lição de Casa!
>>> O Matrimônio e o Amor
>>> Aventura no Império do Sol
>>> Manu - A Menina que Sabia Ouvir
>>> A Fonte da Juventude
>>> Nó Cego - Inferno e Paraíso numa Fábrica de Loucos
>>> As Portas da Percepção/ Céu e Inferno
>>> Edward Schillebeeckx - Coleção Teólogos do Século XX
>>> Tratado de Psicologia Revolucionária
>>> Novo Endereço
>>> Lei das S.A.
>>> Grimble
>>> A Senda da Iniciação
>>> Por Acaso
>>> Matthew Lipman e a Filosofia Para Crianças. Três Polemicas
>>> Esperanto: O Novo Latim Da Igreja e do Ecumenismo
>>> Dicionário Judaico de Lendas e Tradições
>>> Amar de Novo
>>> Ética e Marketing Social - Editora Futura 2002
>>> Ética e Marketing Social - Editora Futura 2002
>>> Ética e Marketing Social - Editora Futura 2002
>>> Ética e Marketing Social - Editora Futura 2002
>>> Ética e Marketing Social - Editora Futura 2002
>>> Negocie, Influencie e Convença
>>> Gestão de Negócios uma Abordagem Brasileira
>>> Tudo o Que Aprendi Sobre o Mundo dos Negócios
>>> A Empresa Ágil
>>> Tudo Sobre Cheques
>>> Créditos Problemáticos e Inadimplência
COLUNAS

Segunda-feira, 24/8/2015
Por que a discussão política tem de evoluir
Julio Daio Borges

+ de 2100 Acessos

Ontem, no meio de comentários no Facebook, me vi tirando uma conclusão óbvia - que talvez sirva para você, que tenta, como eu, dividir suas opiniões políticas na internet.

Eu virei para dois militantes eletrônicos e falei: "A diferença é que nós [eu e mais alguns outros] estamos tentando discutir ideias aqui. E vocês estão fazendo militância. Assim não dá para discutir. Boa sorte na sua militância."

Eu realmente cansei de discutir com gente maliciosa, que, deliberadamente, não quer prestar atenção no que você fala, mas só quer te atacar, pessoalmente, para você desistir do debate. Assim, acham que impõem sua visão de mundo. Ainda acham...

Vou reproduzir, aqui, muitos dos cacoetes, que eu percebi, e que podem te ajudar a se defender, igualmente, de ataques infundados:

* Não é porque eu votei no Aécio, na última eleição, que eu seja "aecista". Não tenho de defender o Aécio Neves em todas as situações - e nem quero. Aliás, *crítico*. Mas, para os militantes, se você critica a Dilma, ou o Lula, eles atacam o Aécio de volta - como se você tivesse alguma coisa a ver com isso (ou como se isso desculpasse o Lula e a Dilma)...

* Não é porque eu votei no PSDB, nas últimas eleições, que eu voto PSDB pro resto da vida. Isso não me transforma em "militante" do PSDB e nem num "quadro" do partido. Aliás, eu tenho muitas críticas ao papel do PSDB como oposição. E votei no PSDB, muitas vezes, sim - mas, em muitas delas, por falta de alternativa! Contudo, para a militância eletrônica, ter votado no PSDB te transforma, automaticamente, em "tucano" - e você não pode apontar os erros do PT sem ter de ouvir que "o governo do PSDB fez igual ou pior". Alô, alô: eu não sou nem filiado ao partido. Eu não tenho de defendê-lo. E o fato de eu ter votado no PSDB não me desautoriza a criticar os demais partidos.

* Não é porque eu votei "contra" o PT na última eleição que eu sou de "extrema direita". Que eu defendo a intervenção militar etc. Eu não defendo! Só que eu não sou "de esquerda". E eu posso criticar a esquerda, sim, mesmo não sendo "extrema direita".

* Não é porque eu me sinto mais "de direita" agora que eu não posso criticar a direita brasileira, qualquer que seja. Eu posso, sim! E eu crítico. Porque não acho que essa "direita" me representa. Aliás, nem existe direita, de fato, no Brasil. Não acho que existam ideologias, de fato, no Brasil (mas, sim, conveniências políticas).

* E não é porque eu me sinto mais à direita agora que eu não posso elogiar alguma medida "de esquerda", algum político mais à esquerda etc.

Resumindo: eu votei no Aécio mas não sou aecista. Eu votei no PSDB, mas não sou tucano. Eu votei contra a esquerda, mas não sou extrema direita. Eu me sinto direita hoje, mas posso elogiar a esquerda, eventualmente, também!

Ao contrário da militância eletrônica, eu não raciocínio por "categorias" fixas. Até porque isso, em política, não é raciocinar. Eu me considero um aprendiz no assunto. E eu posso mudar de opinião, sim. "Eu evoluo", como disse o Paulo Francis ao Caio Blinder (que o criticou, uma vez, por ter mudado de ideia).

Eu acho, por exemplo, que o senador Ronaldo Caiado é o maior político de oposição neste momento (e não o Aécio Neves e nem ninguém do PSDB). O FHC está aposentado e eu não acho que ele esteja sempre certo. Acho a postura do Alckmin em relação à Dilma, no mínimo, incoerente - para quem concentrou os votos "anti-PT" em nosso estado. E eu não queria o José Serra como ministro da fazenda. Não acho que ele seja melhor economista do que, por exemplo, o Joaquim Levy.

Eu acho, também, que um dos melhores cronistas deste momento político é o Fernando Gabeira. (Atenção: ele *não é* de direita.) Outro, que está brilhando, é o Merval Pereira. Mas isso não me faz concordar com as Organizações Globo. Aliás, sempre achei a postura "governista" da TV Globo nefanda (ainda mais agora)...

Eu gosto da TVeja. Acho o historiador Marco Antonio Villa, na televisão, brilhante. Talvez o nosso maior comentarista político, em TV, hoje. Gosto do Augusto Nunes, também. Mas isso não me faz concordar com a revista Veja. Acho que ela exagera - principalmente por querer antecipar notícias que, depois, não se confirmam. Por causa do Diego Escosteguy, que é uma estrela em ascensão - e não se diz nem de direita, nem de esquerda -, eu tenho preferido a Época.

E mesmo me considerando de direita, não sou fã do Olavo de Carvalho, nem do Jair Bolsonaro, nem do Silas Malafaia e nem do Eduardo Cunha. Tive uma briga enorme com os seguidores do Olavo há mais de dez anos. E considero a hegemonia do PMDB - de Sarney e de Renan - uma tragédia para o Brasil.

Como se vê, o mundo é muito mais complicado do que "esquerda" e "direita". Existem tons de cinza, como dizia o Daniel Piza. Infelizmente, é típico da militância eletrônica eleger "gurus", dividir o mundo em duas metades estanques e ficar repetindo palavras de ordem...

Acredito que faz parte da nossa imaturidade política - e da imaturidade da nossa *discussão política* - reduzir tudo a uma briga de torcidas. A realidade é muito mais complexa do que isso. Ocorre que dá mais trabalho lidar com todas as nuances. E um número razoável de pessoas (de direita, também) prefere "escolher um lado" e ficar demonizando o outro.

Deveríamos aproveitar este momento - onde a visão polarizada causou tantos estragos e já se esgotou - para tentar superar esta fase, em que, se você não concorda comigo, você é meu inimigo - e eu tenho de acabar com você. Não vamos construir um país assim. Não vamos avançar, politicamente, assim.

Para ir além
Compartilhar


Julio Daio Borges
São Paulo, 24/8/2015


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Odiou-se minuciosamente de Vicente Escudero


Mais Julio Daio Borges
Mais Acessadas de Julio Daio Borges em 2015
01. Lendo Virgílio, ou: tentando ler os clássicos - 25/5/2015
02. Regras de civilidade (ou de civilização) - 21/9/2015
03. Por que a discussão política tem de evoluir - 24/8/2015
04. 10 coisas que a Mamãe me ensinou - 10/5/2015
05. Mais uma crise no jornalismo brasileiro - 3/9/2015


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




REFLEXIONES DEL ACTOR - LOUIS JOUVET
LOUIS JOUVET
EDITORIAL PSIQUE
(1956)
R$ 45,00



TURMA DA MÔNICA JOVEM - Nº 80
MAURÍCIO DE SOUSA
PANINI
(2015)
R$ 3,00



ASSASSINATO NO CAMPO DE GOLFE
AGATHA CHRISTIE
CÍRCULO DO LIVRO
(1985)
R$ 8,08



ALÔ, CHICS!
GLÓRIA KALIL
EDIOURO
(2007)
R$ 11,90



ALMANAQUE DO SAMBA
ANDRÉ DINIZ
ZAHAR
(2006)
R$ 29,90



NA PRAIA
IAN MCEWAN
COMPANHIA DAS LETRAS
(2018)
R$ 20,00



THE HARPERCOLLINS CONCISE ATLAS OF THE BIBLE
JAMES B. PRITCHARD
HARPERONE
(2000)
R$ 90,00



MINHAS HISTORIAS DOS OUTROS
ZUENIR VENTURA
PLANETA
(2005)
R$ 7,00



BARBARA
JULIO CESAR MONTEIRO MARTINS
CODECRI (PASQUIM)
(1979)
R$ 7,50



VIDAS DE ESTADISTAS AMERICANOS - 1º VOLUME - 2ª EDIÇÃO
HENRY THOMAS; DANA LEE THOMAS
GLOBO
(1957)
R$ 10,00





busca | avançada
23155 visitas/dia
708 mil/mês