A trilogia Qatsi | Guilherme Carvalhal | Digestivo Cultural

busca | avançada
38108 visitas/dia
862 mil/mês
Mais Recentes
>>> Punk 77: Tributo aos 40 anos do Punk com shows gratuitos em SP (29/7)
>>> Teatro do Incêndio promove oficina de teatro e artes integradas para jovens e crianças na Bela Vista
>>> A artista Claudia Malaguti participa de coletiva no Centro Cultural Light
>>> MAIOR EXPOSIÇÃO DE POESIA DO BRASIL PROMOVE SARAUS NA CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO
>>> 2º Festival Cine Inclusão abre inscrições para oficinas de capacitação em cinema para idosos
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Apontamentos de inverno
>>> Literatura, quatro de julho e pertencimento
>>> O Abismo e a Riqueza da Coadjuvância
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 4. Museu Paleológico
>>> Um caso de manipulação
>>> Brasil, o buraco é mais embaixo
>>> Nós que aqui estamos pela ópera esperamos
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 3. Um Jogo de Poker
>>> Retratos da ruína
>>> Notas confessionais de um angustiado (VI)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
>>> Ajudando um amigo
Últimos Posts
>>> Os opostos se atraem
>>> Coração de mãe
>>> Mascarando a dor
>>> Quanto às perdas II
>>> Pesquisa e blog discutem
>>> Náiades
>>> Equino
>>> Vágado
>>> Raízes II
>>> ITINERÁRIO (Poemeto kafkiano)
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O amor é um jogo que ganha quem se perde
>>> A revista Bizz
>>> Retratos da ruína
>>> A essência do sabor
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> A entranha aberta da literatura de Márcia Barbieri
>>> Amar la Trama, de Jorge Drexler
>>> Com intervalos de música séria
>>> Recordações da casa dos mortos
>>> Para ler o Pato Donald
Mais Recentes
>>> A Mãe ( Saúde e Cura no Yoga)
>>> O Progresso
>>> 1 Corintios 11 a 16
>>> Uma Introdução à Bíblia. (Coleção completa, 8 volumes)
>>> Uma Introdução à Bíblia. As comunidades cristãs a partir da segunda geração (Vol. VIII)
>>> Uma Introdução à Bíblia. As comunidades cristãs da primeira geração (Vol. VII)
>>> Uma Introdução à Bíblia. Período Grego e Vida de Jesus (Vol. VI)
>>> Uma Introdução à Bíblia. Exílio babilônico e dominação persa (Vol. V)
>>> Uma Introdução à Bíblia. Reino dividido (Vol. IV)
>>> Uma Introdução à Bíblia. Formação do Império de Davio e Salomão (Vol. III)
>>> Uma Introdução à Bíblia. Formação do Povo de Israel (Vol. II)
>>> Uma Introdução à Bíblia. Porta de entrada (Vol. I)
>>> O mercador de tapetes
>>> O Sári Vermelho
>>> Contos De Todos Os Cantos - Projeto Literário 2013
>>> Quem é Quem na Bíblia
>>> Bíblia Deus Conosco: Introdução à Bíblia
>>> Deus. Onde estás?. Uma introdução prática à Bíblia
>>> Jesus, O Maior Psicólogo Que Já Existiu
>>> O Que Toda Mulher Inteligente Deve Saber
>>> Quem Mexeu No Meu Queijo?
>>> Química - Volume Único - 7ª ed. reformulada
>>> Diário de um Banana
>>> O Arco Íris De Feynman
>>> Meios de Comunicão e Democracia: Além do Estado e do Mercado
>>> Diário de um Banana, Rodrick é o cara
>>> A Escada Dos Anos
>>> A Quinta Estação
>>> O Teorema Katherine
>>> Nenê Bonet
>>> Greenwich Village 1963
>>> A Elite
>>> Pós Modernismo: A Lógica Cultural do Capitalismo Tardio
>>> A Seleção
>>> Quando Nietzsche chorou
>>> Estudo da Filosofia Espírita
>>> Nietzsche para estressados
>>> O Degustador de Pamonhas
>>> Fronteiras do medo, quando Hollywood refilma o horror japonês
>>> O mundo de Sofia
>>> Casablanca, a criação de uma obra-prima involuntária do cinema
>>> Era Uma Vez no Spaghetti Western: o Estilo de Sergio Leone
>>> Maretenebrae: a queda de Sieghard
>>> O Menino que Perdeu a Magia
>>> Mundo de Fantas
>>> O Reino Dourado: Em Nome de Fanom
>>> Delírio, poesia e morte: a solidão de Álvares de Azevedo
>>> Livraria Limítrofe
>>> As HQs dos Trapalhões
>>> E Cuidado com o Sal
COLUNAS

Quinta-feira, 15/10/2015
A trilogia Qatsi
Guilherme Carvalhal

+ de 1500 Acessos



A trilogia Qatsi, idealizada pelo diretor Godfrey Reggio, foi uma das mais inovadoras formas de se realizar cinema e causar impacto nos espectadores já propostas. Composta pelos filmes Koyaanisqatsi (1983), Powaqqatsi (1988) e Naqoyqatsi (2002), essa série de documentários é umas das mais singelas maneiras de se observar o mundo moderno já executadas pela sétima arte.

O modelo estético é de um documentário mudo, regido apenas pela trilha sonora, porém sem uma narrativa textual. Seu estilo remete ao filme Um Homem com uma Câmera, de Dziga Vertov, em que apenas a imagem serve para contar uma história, dispensando palavras.

O nome dos filmes vem da língua hopi, um idioma indígena dos Estados Unidos. Qatsi significa vida e os filmes se chamam Vida em Desequilíbrio (Koyaanisqatsi), Vida em Transformação (Powaqqatsi) e Vida Como Guerra (Naqoyqatsi). Cada um representa um determinado contexto, tanto pela época em que foi produzido quanto pela evolução das ideias do diretor.

Koyaanisqatsi é expressivo com relação aos Estados Unidos moderno. O filme utiliza de imagens de natureza e de cidades, mostrando contrastes e realidades diferentes da nação. São os parques nacionais, cânions, o trânsito em constante movimento, tudo isso demonstrado através de beleza poética. É um primeiro passo na proposta de trabalho, em que o autor mostra seu país e sua realidade próxima.

No segundo filme, a proposta se torna mais ampla. Agora o foco das câmeras de Reggio não se limitam somente aos seu país, mas ao mundo inteiro. Powaqqatsi costuma ser considerado o melhor dos três e esse juízo é compreensível e facilmente aceito por quem assiste. O filme tem uma visão peculiar sobre diversos países, sendo uma expressão de sua cultura e de seu dia a dia.

Nessa segunda obra, são expressos o cotidiano e a cultura de diversos países, como o patrimônio cultural, natural e arquitetônico, além de registrar pequenos atos que mostram o funcionamento de diversos povos. É uma série de imagens marcantes que levam as pessoas a mergulhar em um imenso caldeirão cultural existente mundo afora. O Brasil tem destaque pela parte inicial, onde é mostrado o trabalho em Serra Pelada, em um retrato cru da vida dos mineradores.

Naqoyqatsi mostra o mundo moderno em uma ambientação diferente dos dois primeiros filmes. Essa visão sobre a modernidade que nos dois primeiros filmes se estabeleceu entre conflitos entre moderno e antigo, entre inovação e tradição, nas relações de trabalho e desigualdade social (um dos pontos principais de Koyaanisqatsi), aqui se foca no viés do mundo digital, uma realidade ainda não tão evidente quando no lançamento do primeiro filme da série.

Na terceira obra, as influências tanto de conteúdo quanto de estética estão ligadas às novas tecnologias que adentraram no cotidiano do mundo na década de 1990. É o visual ligado à biotecnologia, às artes digitais, à cibernética e toda inovação que se introduziu na humanidade nos anos antecessores ao seu lançamento.

Apesar de em determinados níveis os dois primeiros se interligarem mais esteticamente que o terceiro e do segundo filme ser claramente superior em relação aos demais, o conjunto dos três forma um panorama claro tanto do mundo atual quando da evolução do diretor na composição de sua obra. São filmes que mostram conflitos variados em realidades diversas, mas componentes de um único mundo. E, se muitas vezes o contato cultural é intermediado pelos relatos de um jornalista, aqui o modelo destituído de narrativa pode tornar o filtro menor, apenas mediado pela mão do cinegrafista e dos editores.

O próprio diretor afirmou não possuir nenhuma mensagem que desejasse passar através dos filmes, deixando em aberto a mensagem para que cada um chegasse às suas próprias conclusões. E, para tornar a experiência ainda mais fabulosa, os três filmes contam com trilha sonora assinado pelo grande Philip Glass.

A trilogia Qatsi é um filme que se faz cada vez mais necessário ser visto. Mesmo em um mundo globalizado, muitas barreiras culturais persistem. E obras como essa são essenciais para derrubá-las.

Koyaanisqatsi



Powaqqatsi



Guilherme Carvalhal
Itaperuna, 15/10/2015


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Aquarius, quebrando as expectativas de Guilherme Carvalhal
02. Mais espetáculo que arte de Guilherme Carvalhal
03. Essas moças de mil bocas de Elisa Andrade Buzzo
04. Píramo e Tisbe de Ricardo de Mattos
05. O Natal de Charles Dickens de Celso A. Uequed Pitol


Mais Guilherme Carvalhal
Mais Acessadas de Guilherme Carvalhal em 2015
01. Meio Sol Amarelo - 3/9/2015
02. Influências da década de 1980 - 30/7/2015
03. A trilogia Qatsi - 15/10/2015
04. A grande luta das pessoas comuns - 19/11/2015
05. O cinema de Weerasethakul - 2/7/2015


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CINCO NOVELAS EXEMPLARES - MIGUEL DE CERVANTES (LITERATURA ESPANHOLA)
MIGUEL DE CERVANTES
ARTE E LETRA
(2012)
R$ 18,00



RASTRO DA FÉ
MARTHA HUMBARD
BETÂNIA
(1980)
R$ 49,90
+ frete grátis



O TERRAÇO E A CAVERNA
MAURÍCIO LIMEIRA
FUNDAÇÃO CULTURAL DO ESTADO DO PARÁ
(2016)
R$ 27,00
+ frete grátis



MACHADO DE ASSIS - MELHORES CRÔNICAS
MACHADO DE ASSIS
GLOBAL
(2003)
R$ 20,00



DOUTRINA SOCIAL DA IGREJA E O VATICANO II
LUIZ GONZAGA SCUDELER
PAULUS
(2014)
R$ 17,00



REVELAÇÕES - ASSASSIN'S CREED
OLIVER BOWEN
GALERA
(2013)
R$ 12,00



A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL - OS 2174 DIAS QUE MUDARAM O MUNDO
MARTIN GILBERT
CASA DA PALAVRA
(2014)
R$ 35,00



TRABALHO CORPORAL INTUITIVO
LOIL NEIDHOEFER
SUMMUS
(1994)
R$ 14,00



O LIVRO DAS ATITUDES
SÔNIA CAFÉ
PENSAMENTO
(1992)
R$ 15,75
+ frete grátis



HAMLET - ADAPTAÇÃO DE LEONARDO CHIANCA
WILLIAM SHAKESPEARE
SCIPIONE
(2002)
R$ 27,90





busca | avançada
38108 visitas/dia
862 mil/mês