O que não fazer em época de crise | Fabio Gomes | Digestivo Cultural

busca | avançada
38108 visitas/dia
862 mil/mês
Mais Recentes
>>> Punk 77: Tributo aos 40 anos do Punk com shows gratuitos em SP (29/7)
>>> Teatro do Incêndio promove oficina de teatro e artes integradas para jovens e crianças na Bela Vista
>>> A artista Claudia Malaguti participa de coletiva no Centro Cultural Light
>>> MAIOR EXPOSIÇÃO DE POESIA DO BRASIL PROMOVE SARAUS NA CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO
>>> 2º Festival Cine Inclusão abre inscrições para oficinas de capacitação em cinema para idosos
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Apontamentos de inverno
>>> Literatura, quatro de julho e pertencimento
>>> O Abismo e a Riqueza da Coadjuvância
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 4. Museu Paleológico
>>> Um caso de manipulação
>>> Brasil, o buraco é mais embaixo
>>> Nós que aqui estamos pela ópera esperamos
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 3. Um Jogo de Poker
>>> Retratos da ruína
>>> Notas confessionais de um angustiado (VI)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
>>> Ajudando um amigo
Últimos Posts
>>> Os opostos se atraem
>>> Coração de mãe
>>> Mascarando a dor
>>> Quanto às perdas II
>>> Pesquisa e blog discutem
>>> Náiades
>>> Equino
>>> Vágado
>>> Raízes II
>>> ITINERÁRIO (Poemeto kafkiano)
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O amor é um jogo que ganha quem se perde
>>> A revista Bizz
>>> Retratos da ruína
>>> A essência do sabor
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> A entranha aberta da literatura de Márcia Barbieri
>>> Amar la Trama, de Jorge Drexler
>>> Com intervalos de música séria
>>> Recordações da casa dos mortos
>>> Para ler o Pato Donald
Mais Recentes
>>> A Mãe ( Saúde e Cura no Yoga)
>>> O Progresso
>>> 1 Corintios 11 a 16
>>> Uma Introdução à Bíblia. (Coleção completa, 8 volumes)
>>> Uma Introdução à Bíblia. As comunidades cristãs a partir da segunda geração (Vol. VIII)
>>> Uma Introdução à Bíblia. As comunidades cristãs da primeira geração (Vol. VII)
>>> Uma Introdução à Bíblia. Período Grego e Vida de Jesus (Vol. VI)
>>> Uma Introdução à Bíblia. Exílio babilônico e dominação persa (Vol. V)
>>> Uma Introdução à Bíblia. Reino dividido (Vol. IV)
>>> Uma Introdução à Bíblia. Formação do Império de Davio e Salomão (Vol. III)
>>> Uma Introdução à Bíblia. Formação do Povo de Israel (Vol. II)
>>> Uma Introdução à Bíblia. Porta de entrada (Vol. I)
>>> O mercador de tapetes
>>> O Sári Vermelho
>>> Contos De Todos Os Cantos - Projeto Literário 2013
>>> Quem é Quem na Bíblia
>>> Bíblia Deus Conosco: Introdução à Bíblia
>>> Deus. Onde estás?. Uma introdução prática à Bíblia
>>> Jesus, O Maior Psicólogo Que Já Existiu
>>> O Que Toda Mulher Inteligente Deve Saber
>>> Quem Mexeu No Meu Queijo?
>>> Química - Volume Único - 7ª ed. reformulada
>>> Diário de um Banana
>>> O Arco Íris De Feynman
>>> Meios de Comunicão e Democracia: Além do Estado e do Mercado
>>> Diário de um Banana, Rodrick é o cara
>>> A Escada Dos Anos
>>> A Quinta Estação
>>> O Teorema Katherine
>>> Nenê Bonet
>>> Greenwich Village 1963
>>> A Elite
>>> Pós Modernismo: A Lógica Cultural do Capitalismo Tardio
>>> A Seleção
>>> Quando Nietzsche chorou
>>> Estudo da Filosofia Espírita
>>> Nietzsche para estressados
>>> O Degustador de Pamonhas
>>> Fronteiras do medo, quando Hollywood refilma o horror japonês
>>> O mundo de Sofia
>>> Casablanca, a criação de uma obra-prima involuntária do cinema
>>> Era Uma Vez no Spaghetti Western: o Estilo de Sergio Leone
>>> Maretenebrae: a queda de Sieghard
>>> O Menino que Perdeu a Magia
>>> Mundo de Fantas
>>> O Reino Dourado: Em Nome de Fanom
>>> Delírio, poesia e morte: a solidão de Álvares de Azevedo
>>> Livraria Limítrofe
>>> As HQs dos Trapalhões
>>> E Cuidado com o Sal
COLUNAS

Segunda-feira, 7/12/2015
O que não fazer em época de crise
Fabio Gomes

+ de 1300 Acessos

Que o Brasil atravessa uma profunda crise econômica, não é novidade alguma, já há meses os noticiários deixam isto bem claro. Inclusive me surpreendi ao escutar, em pleno mês de setembro, um jingle de Natal tocando no som de uma grande loja de departamentos, em Salvador (ouvi certa vez que, quanto piores as vendas ao longo do ano, mais cedo as lojas canalizam a atenção do consumidor para as compras natalinas, consideradas o ápice do movimento anual). Se o momento é de crise, seria de imaginar as empresas buscassem aproveitar todas as oportunidades para faturarem, certo? Bem, a julgar por uma recente experiência que tive, talvez a resposta a esta pergunta seja "errado".

Vamos aos fatos: no começo de novembro, entrei em contato com diversas gráficas, de vários estados do Brasil, no intuito de solicitar orçamento para impressão de um livro (a obra, prevista para lançamento no primeiro semestre de 2016, dará continuidade a meu projeto As Tias do Marabaixo). Ainda em outubro, sondei alguns profissionais de design para fazerem a diagramação da obra, e imaginei que as pessoas contatadas pudessem me indicar gráficas para eu consultar, o que não se confirmou. O jeito foi eu reservar uma tarde para ir a uma livraria e procurar livros semelhantes ao que eu pretendo fazer, anotando então os nomes das gráficas onde eles foram impressos. Juntando essas informações com mais algumas indicações recebidas de amigos, cheguei então a uma lista de 11 empresas, cujo nome fui jogando no Google visando encontrar o site de cada uma.

Nessa etapa, a lista já reduziu um pouco, seja porque algumas empresas já haviam saído do mercado (o que pode ser considerado natural, afinal uma livraria não é uma banca de revistas, onde só há publicações do mês atual; os livros que encontrei foram publicados em diversos momentos ao longo dos últimos 10 anos), seja porque algumas delas não tinham site ou mesmo algum contato localizável, fosse e-mail, fosse telefone.

Enviei e-mail para todas as 8 empresas que sobraram na lista. Apenas 4 me responderam. Uma somente para informar que só trabalha com tiragens superiores a 20 mil exemplares. Outra indicou uma página em seu site onde eu poderia fazer a cotação e o pedido e até mesmo enviar o arquivo com a arte do livro - um tanto quanto impessoal, é verdade, mas bem fácil de operar, salvo a questão de excesso de termos técnicos que quem não é da área não domina (afinal, ninguém é obrigado a saber o que significa uma capa 4/0 ou um acabamento PUR). A mesma questão aparecia nas mensagens das outras duas gráficas, a quem então solicitei a 'tradução' dos termos, consultando ainda a designer que fará a arte e cheguei então ao seguinte impasse: as duas empresas ofereciam, no geral, condições, prazos e valores semelhantes; a distância entre a cidade onde cada uma delas está situada e Macapá (informação fundamental para o cálculo do frete) também era quase idêntica, de modo que o desempate se deu por um detalhe, justamente o já citado acabamento PUR (que nada mais é que uma cola resistente para evitar que as folhas do livro se soltem); uma das gráficas não aceita fazer o acabamento PUR para a tiragem que eu pretendo (1.000 exemplares), trabalhando apenas com costura de linha. Como a designer me assegurou que o PUR é melhor, escrevi então para as duas empresas que ainda estavam no páreo: à que oferece o acabamento PUR, informei que ela foi a escolhida por mim; à outra, agradeci a atenção dispensada e informei o motivo de ter escolhido a outra empresa.

Qual não foi minha surpresa em receber, no dia seguinte, uma resposta da empresa preterida, agradecendo minha informação, não sem também dar uma alfinetada na minha designer, dizendo que ela "parece não entender nada de gráfica", pois na concepção de quem respondeu, costura de linha é melhor que PUR.

Creio não ser necessário dizer que, em situação de crise ou não, tal manifestação é completamente equivocada - ou alguém pode acreditar que desqualificar a profissional que eu selecionei irá fazer com que eu resolva mudar o local onde irei imprimir meu livro, optando justamente por quem assim se posicionou?

Mas enfim, afora esta postura indefensável, duas coisas me preocupam no conjunto dos fatos relatados, ainda mais se considerarmos que vivemos um momento de crise:

1) a insistência em usar termos técnicos que só quem trabalha na área conhece. Por que criar essa barreira com um possível cliente? Por que já não explicar logo ao que a gráfica está se referindo?

2) mas, muito pior, é a pura e simples ausência de resposta. Enquanto quatro empresas contatadas responderam, nem que fosse para dizer que não poderiam me atender, outras quatro ignoraram solenemente uma mensagem na qual eu solicitava um orçamento; ou seja, em última análise eu estava oferecendo dinheiro a estas empresas, em troca de um serviço que elas poderiam me prestar - caso, claro, ao menos respondessem a mensagem.

Atitudes como ignorar um contato do consumidor, não facilitar a comunicação com ele ou mesmo desqualificar seus parceiros evidentemente não são recomendáveis em qualquer conjuntura, mas em período de crise me parecem se assemelhar a um tiro no pé.



Fabio Gomes
Macapá, 7/12/2015


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Dilapidare de Elisa Andrade Buzzo
02. Os Doze Trabalhos de Mónika. 1. À Beira do Abismo de Heloisa Pait
03. Omissão de Ricardo de Mattos
04. O bom e velho formato site de Fabio Gomes
05. Aqui sempre alguém morou de Elisa Andrade Buzzo


Mais Fabio Gomes
Mais Acessadas de Fabio Gomes
01. Etapas em combustão - 18/4/2016
02. Longa vida à fotografia - 20/2/2017
03. Eu blogo, tu blogas? - 4/7/2016
04. Em 2016, pare de dizer que você tem problemas - 11/1/2016
05. Você sabe quem escreveu seu show preferido? - 21/3/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CINCO NOVELAS EXEMPLARES - MIGUEL DE CERVANTES (LITERATURA ESPANHOLA)
MIGUEL DE CERVANTES
ARTE E LETRA
(2012)
R$ 18,00



RASTRO DA FÉ
MARTHA HUMBARD
BETÂNIA
(1980)
R$ 49,90
+ frete grátis



O TERRAÇO E A CAVERNA
MAURÍCIO LIMEIRA
FUNDAÇÃO CULTURAL DO ESTADO DO PARÁ
(2016)
R$ 27,00
+ frete grátis



MACHADO DE ASSIS - MELHORES CRÔNICAS
MACHADO DE ASSIS
GLOBAL
(2003)
R$ 20,00



DOUTRINA SOCIAL DA IGREJA E O VATICANO II
LUIZ GONZAGA SCUDELER
PAULUS
(2014)
R$ 17,00



REVELAÇÕES - ASSASSIN'S CREED
OLIVER BOWEN
GALERA
(2013)
R$ 12,00



A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL - OS 2174 DIAS QUE MUDARAM O MUNDO
MARTIN GILBERT
CASA DA PALAVRA
(2014)
R$ 35,00



TRABALHO CORPORAL INTUITIVO
LOIL NEIDHOEFER
SUMMUS
(1994)
R$ 14,00



O LIVRO DAS ATITUDES
SÔNIA CAFÉ
PENSAMENTO
(1992)
R$ 15,75
+ frete grátis



HAMLET - ADAPTAÇÃO DE LEONARDO CHIANCA
WILLIAM SHAKESPEARE
SCIPIONE
(2002)
R$ 27,90





busca | avançada
38108 visitas/dia
862 mil/mês