It's evolution, baby | Luís Fernando Amâncio | Digestivo Cultural

busca | avançada
40417 visitas/dia
862 mil/mês
Mais Recentes
>>> Em agosto, o Largo do Machado receberá a segunda edição do Hoje é dia de comer na rua
>>> ÀTMA - De que tamanho é o teu deserto?
>>> Vivo EnCena traz Paulo Betti a São Paulo com Autobiografia Autorizada
>>> EAS, novo filme de ação brasileiro tem toque de Hollywood
>>> Memória da Eletricidade realiza a terceira edição do Preserva.ME
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Apontamentos de inverno
>>> Literatura, quatro de julho e pertencimento
>>> O Abismo e a Riqueza da Coadjuvância
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 4. Museu Paleológico
>>> Um caso de manipulação
>>> Brasil, o buraco é mais embaixo
>>> Nós que aqui estamos pela ópera esperamos
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 3. Um Jogo de Poker
>>> Retratos da ruína
>>> Notas confessionais de um angustiado (VI)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
>>> Ajudando um amigo
Últimos Posts
>>> Ponto cruz
>>> Elevador divino
>>> Na hora do rush
>>> Cubica(mente)
>>> Adentrando o mundo humano - Pensamento
>>> Modelar(mente)
>>> Trans(corrente)
>>> Quanto às perdas III
>>> O pão nosso de cada dia
>>> Os opostos se atraem
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Leitura, curadoria e imbecilização
>>> Legião Urbana 1994
>>> Um menino à solta na Odisseia
>>> Gratitude
>>> Ajudando um amigo
>>> O Conselheiro também cozinha (e come)
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 3. Um Jogo de Poker
>>> Asno que me leve, quero, e não cavalo folião
>>> O rei nu do vestibular
>>> Telemarketing, o anti-marketing dos idiotas
Mais Recentes
>>> O Desafio de nosso Tempo ( Change and Habit)
>>> Hobbes e a Moral Política
>>> Hobbes Leviathan. Uma Visão Teológica
>>> Brevilóquio Sobre o Principado Tirânico
>>> De Cive. Elementos Filosóficos a respeito do cidadão
>>> O Problema do Ser e outros ensaios
>>> Antropologia Filosófica
>>> Merleau-Ponty na Sorbonne. Resumo de Cursos Filosofia e Linguagem
>>> Merleau-Ponty na Sorbonne. Resumo de Cursos Psicossociologia e Filosofia
>>> O Muro
>>> A Anarquia dos Valores. Será o Relativismo Fatal?
>>> Ética & Direito, Moral e Religião no Mundo Moderno
>>> Um Lugar para os Excluídos
>>> Chico Buarque
>>> Literatura comentada Oswald de Andrade
>>> Pensamentos de Freud
>>> Compreder a história da vida. Do átomo ao pesamento humano
>>> O Homem à procura de si mesmo
>>> Matrizes do Pensamento Psicológico
>>> A Natureza da inteligência
>>> O que é Vida? 50 anos depois. Especulações sobre o futuro da Biologia
>>> O que é Vida? O aspecto físico da célula viva. Seguido de Mente e Matéria e Fragmentos Autobiográficos
>>> Os Métodos De Administração De Jesus
>>> Manhã, Tarde E Noite
>>> Conte-me Seus Sonhos
>>> Cultura Pós-Moderna - Introdução às teorias do contemporâneo
>>> A Anatomia da Destrutividade humana
>>> Ter ou Ser
>>> O Espírito de Liberdade
>>> O Dogma de Cristo
>>> O mistério do homem na obra de Drummond
>>> Revista Super Interessante edição 201 - junho 2004
>>> A propriedade intelectual e as novas leis autorais - 2ª ed. revista e ampliada
>>> Vivenciando Erickson
>>> Teoria da Cultura de Massa
>>> O morro dos ventos uivantes
>>> Pecado Original
>>> História das teorias da comunicação
>>> Sobre a televisão
>>> Chatô, o rei do Brasil
>>> Estrela Solitária - um brasileiro chamado Garrincha
>>> Feira de Versos - para Gostar de Ler (vol. 36)
>>> Sementes de sol
>>> O homem que matou Getúlio Vargas
>>> Dona Benta - Comer Bem
>>> A questão judaica
>>> AION - Estudos sobre o simbolismo do Si-Mesmo
>>> Psicologia e Religião Oriental
>>> Psicologia e Religião
>>> Resposta a Jó
COLUNAS

Terça-feira, 22/12/2015
It's evolution, baby
Luís Fernando Amâncio

+ de 1500 Acessos

Novembro terminou com o frisson da Black Friday. Milhares de pessoas se acotovelaram em shoppings, sedentos por produtos em promoção. Outros tantos deixaram um pouco de lado seus hobbies prediletos, como trocar insultos na internet, para buscar pechinchas em sites de venda. O canto da sereia para o ser humano moderno é um anúncio de desconto. Mesmo que seja a metade do dobro.

Não há crise que segure a impulsão às compras com a proximidade do Natal. Se tiver panetone nas prateleiras, se o hit da Simone já está tocando nas lojas, então é preciso abrir a carteira. Nem que seja para digitar os números do cartão de crédito.

Mas chega a ser engraçado este novembro terminar com a frivolidade do consumo como a principal notícia. Porque, convenhamos, o mês foi, ele todo, um "Black November". Em 5 de novembro, houve o rompimento das barragens da Samarco, em Mariana (MG). Vidas, memórias, distritos e um rio foram engolidos pela lama tóxica dos dejetos da mineração. Uma tragédia ambiental provocada por negligência e irresponsabilidade dos que empreendem e controlam uma atividade predatória de alto risco.

Na semana seguinte, em Paris, um novo atentado terrorista ocorreu, o segundo neste ano na capital francesa. 129 mortos e centenas de feridos pela guerra da intolerância.

A mais recente turnê da banda Pearl Jam pelo Brasil aconteceu durante esse nebuloso mês. Os eventos trágicos foram abordados pelo grupo em seus concertos, em discursos e músicas. Fui ao show de Belo Horizonte, no Mineirão, e uma das canções dedicadas ao atentado de Paris foi "Imagine", de John Lennon. A música do ex-beatle é, talvez, o maior hino pela paz, com letra otimista, que emana o sonho de uma geração que realmente acreditou que poderia enfrentar armas com flores.

Em outro momento da apresentação em Belo Horizonte, após o vocalista Eddie Vedder discursar contra os responsáveis pela maior tragédia ambiental brasileira ("esperamos que eles sejam punidos, duramente punidos e cada vez mais punidos, para que nunca esqueçam o triste desastre causado por eles"), o grupo tocou "Do the Evolution". Esta música do Pearl Jam, lançada no disco Yeld, de 1998, é uma das críticas mais certeiras à "evolução humana". Com ironia, sua letra representa o discurso de um homem que se vangloria por "ser o primeiro mamífero a vestir calças" e "a fazer planos"; se orgulha de "destruir colinas" e "viver numa terra livre, onde se faz o que quer, embora irresponsavelmente"; e, o que serve para os atentados de Paris, afirma "poder matar, pois acredita em Deus". Convido-os a ler a letra na íntegra. A música ainda contou com um bom videoclipe animado por Todd McFarlane, o criador de Spawn.



Há uma grande diferença entre as duas canções. "Imagine", construída basicamente com piano e voz, é serena, quase monótona. Ela aponta para uma utopia: a de um mundo sem conflitos, países ou religiões, vivendo como um só. Já "Do the Evolution" é um rock clássico, com bons riffs, letra ácida e urros viscerais. Enquanto a primeira é esperançosa, a segunda é uma autocrítica que não dá margem para maiores ilusões sobre a humanidade.

Em novembro jorrou, junto com a lama poluída da Samarco e com o sangue dos inocentes na França, uma inevitável desesperança. O que nos faz concluir que, salvo toda a representatividade de "Imagine", parece indiscutível que "Do the Evolution" nos define melhor. Nossa paz de espírito é com a luxúria e a ganância. Nossos deuses, aparentemente, justificam a violência contra quem não crê nele - esteja sua Terra Santa em Jerusalém, Meca ou Miami.

Sobre "Imagine", bem... Mesmo no que deveria ser banal, como na corrida consumista da Black Friday, conseguimos implantar a barbárie - numa busca rápida no YouTube você encontrará compilações de pancadaria por promoções. Logo, sentimos muito, John Lennon, mas o mundo não está preparado para viver como um só.


Luís Fernando Amâncio
Belo Horizonte, 22/12/2015


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Um parque de diversões na cabeça de Renato Alessandro dos Santos
02. Sobre mais duas novelas de Lúcio Cardoso de Cassionei Niches Petry
03. O túmulo do pássaro de Elisa Andrade Buzzo
04. Lançamento de Viktor Frankl de Celso A. Uequed Pitol
05. Que tal fingir-se de céu? de Ana Elisa Ribeiro


Mais Luís Fernando Amâncio
Mais Acessadas de Luís Fernando Amâncio
01. Tricordiano, o futebol é cardíaco - 26/4/2016
02. Nos tempos de Street Fighter II - 31/5/2016
03. Radiohead e sua piscina em forma de lua - 28/6/2016
04. Em nome dos filhos - 31/1/2017
05. Desbloqueie seu cartão, aumente seu pênis - 15/9/2015


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CINQUENTA TONS DE CINZA
E. L. JAMES
INTRÍNSECA
(2012)
R$ 9,99



CONTOS FANTÁSTICOS DO SÉCULO XIX ESCOLHIDOS POR ITALO CALVINO
ITALO CALVINO
COMPANHIA DAS LETRAS
(2011)
R$ 10,00



UM SONHO DENTRO DE MIM
JULIO EMILIO BRAZ
MODERNA
(2005)
R$ 3,00



MURDER IN THE CIA
MARGARET TRUMAN
FAWCETT
(1988)
R$ 10,00



A MÁGICA
MARTYN BEDFORD
RECORD
(2002)
R$ 25,00



THE GREEKS
JEAN-PIERRE VERNANT
THE UNIVERSITY OF CHICAGO PRESS
(1995)
R$ 49,00



NA ESPERANÇA DE UMA NOVA VIDA
IRENE PACHECO MACHADO PELO ESPIRTO LUIZ SÉRGIO
NÃO CONSTA
R$ 3,00



A CONFRARIA
JOHN GRISHAM
ROCCO
(2000)
R$ 10,00



CORDÉIS DE NATAL (CAIXINHA COM 5 CORDÉIS) - LITERATURA DE CORDEL
LUIZ DE ASSIS MONTEIRO
CONFRARIA DA PAIXÃO
(2015)
R$ 18,00



QORPO SANTO - AS RELAÇÕES NATURAIS E OUTRAS COMÉDIAS
QORPO SANTO
MOVIMENTO
(1976)
R$ 15,00





busca | avançada
40417 visitas/dia
862 mil/mês