Caindo as fichas do machismo | Marta Barcellos | Digestivo Cultural

busca | avançada
19881 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Alexandre Grooves comemora Troféu Cata-vento, pré-indicação ao Grammy e lançamento no Japão
>>> Estreia de Pelas Ordens do Rei Que Pede Socorro comemora 20 anos do grupo O Buraco d'Oráculo
>>> Espetáculo 'As Filhas da Mãe' completa 35 anos.
>>> Bloco Fogo e Paixão faz a festa na Zona Portuária
>>> Papo Astral: guia astrológico para o leitor se conhecer melhor
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 9. Um Cacho de Banana
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 8.Heroes of the World
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 7. Um Senador
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 6. Nas Asas da Panair
>>> Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 5. Um Certo Batitsky
>>> A vida dos pardais e outros esquisitos pássaros
>>> Blockchain Revolution, o livro - ou: blockchain(s)
>>> Bates Motel, o fim do princípio
>>> Bruta manutenção urbana
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
Últimos Posts
>>> Nei Lopes e Mirian de Carvalho: poesia e samba
>>> Feliz 2018
>>> Boa Vista
>>> O preço
>>> Você já atualizou sua história hoje?
>>> Sorvedouro
>>> Reter ou não reter
>>> O Peregrino
>>> Sismógrafos
>>> La ansiedad
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Pela estrada afora
>>> O que aprendi
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 6. Nas Asas da Panair
>>> A poesia concreto-multimídia de Paulo Aquarone
>>> Elogio Discreto: Lorena Calábria e Roland Barthes
>>> O que vai ser das minhas fotos?
>>> A reforma agrária das idéias: os blogs
>>> E eu mais ainda!
>>> Os sem-celular
>>> Freud segundo Zweig
Mais Recentes
>>> A Verdadeira Vida em Deus Encontros com Jesus volume IX
>>> O Evangelho de João - A Vida estava Nele
>>> Deus Caritas Est
>>> Aspirai aos Dons espirituais
>>> Um dia na Dieta Budwig- O Livro
>>> Bohr e a Interpretação Quântica da Natureza
>>> Quatro Estágios importantes na Jornada da Vida
>>> Manual Semeando Igrejas Multiplicadoras
>>> A Bíblia Para Colorir - Livro 3
>>> A Bíblia Para Colorir - Livro 4
>>> Estamos Vivendo nos Últimos Dias?
>>> A Última Porta a Caminho do Arrebatamento
>>> Cristianismo ao Gosto do Freguês
>>> Os Fatos Sobre a Vida Após a Morte
>>> A Verdade sobre o Ano 2000
>>> Feras Futebol Clube - Ioiô o Que Dança Com a Bola Autor (a): Joachim Masannek
>>> T. l. osborn ( curai enfermos e expulsai demonios )
>>> A Dança
>>> Jessie Penn-Lewis ( Guerra contra os santos tomo 2 )
>>> Jessie Penn-Lewis ( Guerra contra os santos tomo 1 )
>>> A Educação pela Dança
>>> 101 Idéias Criativas Para Professores
>>> 21 Dias de Oração e Jejum Pelo Sertão
>>> Os Insondáveis Propósitos de Deus
>>> Natália Lessa
>>> Parceiros na Missão
>>> Um General Perto de Deus
>>> A Oração de Moisés
>>> Dulce Beltrão
>>> Adolescentes, pesquisa sobre uma idade de risco
>>> Turismo e Planejamento Sustentavel
>>> Turismo e Legado Cultural
>>> Vidas cruzadas
>>> Disney´s Pocahontas
>>> The world is made of Glass
>>> Medo da Vida
>>> Biologia Celular e Molecular
>>> Viagem a Inglaterra e Escocia
>>> Aventuras de Tom Sawyer
>>> Proyecto Lazaro
>>> O primo basilio
>>> Noticia de un secuestro
>>> GONE - Desaparecer - Livro 3
>>> A fraude do Efeito - Estufa
>>> Saga O Vampiro Rei - Bento - Livro 1
>>> Sapphique
>>> Freud
>>> Fallen Angels - Desejo
>>> O Cavalo Amarelo
>>> Conecte Filosofar Terceira Parte
COLUNAS

Sexta-feira, 9/9/2016
Caindo as fichas do machismo
Marta Barcellos

+ de 1700 Acessos

“Quer dar uma olhadinha na frente?” Não!, respondo, sem disfarçar a expressão de pânico. O céu azul-olimpíada resplandece no inverno carioca, eu já tinha cantado aos berros três músicas seguidas (uma delas de Tim Maia), a orla sem trânsito, a paradinha rápida no posto, e, de repente, aquela ameaça. Não! Por favor, não encoste no capô do meu carro, não diga que o nível de óleo está baixo, que o radiador precisa de aditivo nem me ameace com alguma daquelas mentiras que você jamais diria a um homem.

Eu, distraída, ousando me divertir sozinha e à toa, mas...Ora, aparento, sou, não posso (nem quero) deixar de ser: mulher. Era o de sempre – só que dei pra pensar nessas coisas

Quando comprei meu primeiro carro, depois de economizar microssalários por cinco anos, minha mãe achou prudente ter “a conversa” comigo. Era hora de enfrentar as coisas da vida: Filha, você precisa saber como lidar com mecânicos, borracheiros, frentistas de postos de gasolina. É preciso sair do carro, ficar séria, mostrar autoridade, demonstrar algum conhecimento do assunto. Seja o mais homem possível.

Pra ela nem era tão difícil, porque de fato entendia de mecânica. Naquela época, vale lembrar, os carros eram sempre usados, muito usados. Enguiçavam, furavam pneu, tinham sempre problema na vela ou no carburador. Fiquei com trauma da situação, de ir pro borracheiro, fingir interesse em ver o rasgo na câmara do pneu, eu que não entendia nada, tentando entender, mais ou menos, menos.

De volta ao posto de gasolina, sinto a ficha cair. Plim!, caiu mais uma ficha do quanto já fui vítima do machismo sem perceber. Ou melhor, acreditando ser tudo natural da condição feminina. Quem mandou seguir os conselhos maternos e ser uma “mulher emancipada”? Agora aguenta. Seja homem. Seja grata de ter conquistado tantos direitos, o de trabalhar, o de comprar um carro com o próprio dinheiro, o de fazer dupla jornada. Não vá ficar de mimimi, só porque sempre querem enganar as mulheres no posto de gasolina.

A minha geração de mulheres era essa, a geração grata pela dupla (tripla) jornada, grata quando o marido “ajudava”, grata por se tornar chefe na empresa (sem reparar que os chefes homens sempre ganham mais). Comecei a ser despertada, pelas novas feministas, quando senti algum espanto atordoado com as marchas das vadias. No entanto, a primeira ficha, de verdade, caiu (plim!) quando minha filha entrava na adolescência e consegui “desnaturalizar” as cantadas na rua. Tomada pela raiva, e pelas terríveis lembranças vividas nesta fase, decidi: minha filha não precisa passar por isso! Não precisa! É uma covardia, e não é "normal"!

Outro dia, pela enésima vez, me flagrei me justificando (para um homem) por andar tão "distraída" na rua, e não reconhecer os conhecidos (são sempre eles que me acham). Foi quando outra dessas fichas caiu. Plim! Um homem pode andar pelas calçadas encarando, procurando curioso por fisionomias conhecidas. Uma mulher, não. Quer dizer, pode, deveria poder, mas depois de meia dúzia de situações constrangedoras, em que acharam que estávamos “dando mole”, aprendemos a não olhar mais para o “psiu”. Ou seja, eu não sou uma bocó andando na rua – foi tudo um treinamento de "sobrevivência" ao machismo.

Quanto mais bem sucedidas, mais as mulheres da minha geração tendem a minimizar o machismo. Ora, se elas conseguiram... Aí você começa aquele trabalho básico do feminismo: se fosse homem, nessas situações de clube do bolinha que se repetem nas esferas de poder, não teria sido mais fácil? Ou menos constrangedor? Às vezes consigo que uma amiga se surpreenda – e finalmente se sinta no direito de reconhecer em si uma vítima. Plim!

Agora dei para imaginar quando será que as fichas vão cair para o machismo e a misoginia (de homens e mulheres, é bom lembrar) por trás do impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Presidenta??? Quanto há de machismo e misoginia no estranhamento a essa palavra, corretíssima pela norma culta? Plim!



Marta Barcellos
Rio de Janeiro, 9/9/2016


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Por que HQ não é literatura? de Cassionei Niches Petry
02. O Wunderteam de Celso A. Uequed Pitol
03. Senhor Amadeu de Ana Elisa Ribeiro
04. Casa Arrumada de Ricardo de Mattos
05. Nuvem Negra* de Marilia Mota Silva


Mais Marta Barcellos
Mais Acessadas de Marta Barcellos em 2016
01. A selfie e a obsolescência do humano - 7/10/2016
02. Wanda Louca Liberal - 10/6/2016
03. A melhor Flip - 1/7/2016
04. Na hora do batismo - 12/8/2016
05. Literatura engajada - 8/4/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PROMETEU ACORRENTADO, ÉDIPO REI, MEDÉIA
ÉSQUILO, SÓFOCLES, EURÍPIDES
ABRIL
(2016)
R$ 8,20



DO PORTAL AOS SONHOS
RONALDO VIEIRA
SCORTECCI
(2001)
R$ 15,00



PROSPERIDADE FAZENDO AMIZADE COM DINHEIRO
LAIR RIBEIRO
OBJETIVA
(1992)
R$ 10,00



SOCIOLOGIA INDUSTRIAL
EUGENE V SCHNEIDER
ZAHAR
(1983)
R$ 7,99



FOGO MORTO
JOSÉ LINS DO REGO
KLICK
(1997)
R$ 9,00



ESTUDOS COMPARADOS E EDUCAÇÃO NA AMÉRICA LATINA
MARIA A. CIAVATTA FRANCO (ORG.)
CORTEZ
(1992)
R$ 13,90



FALSAS DOUTRINAS- SEITAS E RELIGIÕES
PROF. FELIPE AQUINO
CLÉOFAS
(2006)
R$ 16,10



DIREITO ADMINISTRATIVO DESCOMPLICADO + CADERNO DE QUESTÕES
VICENTE PAULO; MARCELO ALEXANDRINO
METODO
(2011)
R$ 40,00
+ frete grátis



DICIONÁRIO ESCOLAR DAS DIFICULDADES DA LÍNGUA PORTUGUESA
CÂNDIDO JUCÁ
FENAME
(1982)
R$ 6,00



SIM OU A PARANÓIA - SALVADOR DALI
SALVADOR DALI
ARTENOVA
(1974)
R$ 30,00





busca | avançada
19881 visitas/dia
1,0 milhão/mês