A entranha aberta da literatura de Márcia Barbieri | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
31663 visitas/dia
896 mil/mês
Mais Recentes
>>> Biblioteca Central da UnB recebe exposição artística 'Quem sou Eu, Quem somos nós'
>>> Feambra traz convidados para discutirem o tema "Museus e Sociedade"
>>> A Cultura do Subúrbio é tema do segundo debate #Colabora com Ideias
>>> Núcleo Viver estreia "Coração Supliciado...", no CRDSP
>>> Jikulumessu é a nova novela angolana que a TV Brasil estreia nesta quinta (25)
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O dia que nada prometia
>>> Super-heróis ou vilões?
>>> Seis meses em 1945
>>> Senhor Amadeu
>>> Correio
>>> A entranha aberta da literatura de Márcia Barbieri
>>> On the Road, 60 anos
>>> Viena expõe obra radical de Egon Schiele
>>> Dilapidare
>>> A imaginação do escritor
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
>>> Ajudando um amigo
>>> Ebook gratuito
>>> Poesia para jovens
Últimos Posts
>>> Jano
>>> Diário
>>> Infinitamente infinito
>>> Encantarias da palavra, de Paes Loureiro
>>> Animus mundi
>>> A partilha
>>> Dobraduras e origames
>>> Andamento
>>> Branco (série: Sonetos)
>>> Coroa, só de flores
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser escritor ou estar escritor?
>>> Nouvelle Vague: os jovens turcos
>>> O Oscar e a reencarnação
>>> Tunturi, de António Vieira
>>> Sexteto da Filarmônica de Berlim, no Teatro Alfa
>>> Wittgenstein, o fazedor de símiles
>>> Blogo, logo existo
>>> Antes da filosofia
>>> La Guerra del Fin del Mundo
>>> O humor no divã de Freud
Mais Recentes
>>> O Monge e o Executivo - Uma História sobre a Essência da Liderança
>>> O Beijo Infame
>>> Antes da Coisa Toda Começar
>>> Estruturas da Mente - A Teoria das Inteligências Múltiplas
>>> Guia Politicamente Incorreto da América Latina
>>> O Contrato Social
>>> Tess of the D´Urbervilles
>>> O Grande Conflito
>>> Ágape
>>> Dicionário Enciclopédico Ilustrado Veja Larousse - Volume 1
>>> O Cantor De Tango
>>> 1.000 Lugares Para Conhecer Antes De Morrer
>>> Nietzsche para Estressados
>>> Estorvo
>>> Cozinheiros Demais
>>> A Outra Face Da Doença - A Saúde Revelada Por Deus
>>> L'approche par compétences dans l'enseignement des langues
>>> Pensar Por Conta Própria
>>> O Evangelho Da Meninada
>>> Sinal De Contradição
>>> Limites Sem Trauma
>>> Desta Vez Eu Emagreço!
>>> Alucinado Som De Tuba
>>> Cidade Partida
>>> A Dama Do Lago
>>> Meditação Ocidental
>>> O X Da Questão - Trajetória Do Maior Empreendedor Do Brasil
>>> Carne Trêmula
>>> Frankeinstien
>>> Uma Garrafa No Mar De Gaza
>>> Três Mulheres De Três Pppês
>>> A linha de sombra
>>> Dublinenses
>>> Angústia
>>> A Bíblia e os discos voadores
>>> A consciência de Zeno
>>> No caminho de Swann
>>> Trópico de Câncer
>>> O Ensino de Lacan Volumes 1 e 2
>>> Curso Completo de Tarô (não acompanha as cartas)
>>> Casa de pedra
>>> O fim sem resposta
>>> Eu fico Loko
>>> História Econômica do Brasil
>>> O Tesouro dos Alquimistas
>>> Tao da Física
>>> Forma e Design
>>> A Aprendizagem do Ator
>>> Senhor das Sombras- Ele é Destruição...
>>> Le Guide Pratique des Nouvelles Thérapies
COLUNAS

Terça-feira, 9/5/2017
A entranha aberta da literatura de Márcia Barbieri
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 900 Acessos



Acaba de ser publicado pela editora Patuá, de São Paulo, o terceiro romance de Márcia Barbieri: O Enterro do Lobo Branco. Entre 2013 e 2014 a autora publicou, respectivamente, Mosaico de Rancores e A Puta, ambos pela editora Terracota. Mosaico de Rancores foi publicado também em edição alemã, pela Clandestino Publikationen.

Em todos os seus livros, Barbieri está pondo à prova os limites da linguagem, usando para isso o corpo, o desejo, a perversão, as relações humanas desnorteadas. Trata-se, pode-se dizer, de um romance erótico-existencial, talvez até pornográfico (segundo Alain Robert-Grillet, “pornografia é o erotismo dos outros”). No entanto, o erotismo, esse lugar fora do lugar, é quem, por força da descrição de sua prática na literatura de Barbieri, tem uma função mais do que de produzir prazer no leitor, é ele que obriga a linguagem a romper com o discurso tradicional, levando-a a lugares inesperados.

Servir-se de uma prática “que não tem juízo nem nunca terá”, o sexo livre e perverso, faz a literatura perder também suas estribeiras produzindo um discurso molhado na libido da linguagem (Barthes). A narrativa tradicional não suportaria as descrições sensuais, brutais e libidinosas da literatura de Barbieri. É preciso abolir pontos, vírgulas, deslizando-se por zonas obscuras de descrições que vão além do simples agrupamento de fatos. É preciso estar no caldeirão das forças irracionais do pesadelo, dos sonhos, dos desejos sofridos, para que a literatura se liberte das descrições prosaicas e alcance o reino da poesia.

Essa literatura não produz no crítico o desejo de resumo da obra. Seria trair o projeto da autora, trair sua poética aterradora, que fornece deleite no terror sobre-humano do desejo livre e na linguagem contemporânea do desvio. Não é à toa o aviso do editor de que em algumas passagens há desacordo com as normas padrão do português brasileiro. Não há língua que suporte a poesia e a “escritura fora do poder”.

A epígrafe de Nietzsche sobre o Eterno Retorno no romance é a pista mais clara para entender O Enterro do Lobo Branco.

Parafraseando o pensador alemão, a literatura de Barbieri produz “a existência em sua forma mais aterradora, a existência como ela é, sem objetivo nem significado, mas sempre repetida, sem um final no nada”. A literatura mais dura possível começou a existir, resta-nos criar a criatura que a aceitará alegre e felizmente.

Vale, nesse sentido, indicar a seguinte passagem do romance: “Haverá um tempo em que todo pensamento será tola pretensão as aranhas não tecerão mais suas teias não precisarão mais engolir insetos as opiniões cairão por terra e as sílabas bailarão libertas na saliva dos loucos e dos ladrões as letras seguirão aleatórias cartografia inusitadas a solidão reinará na cabeça dos poetas os escritores não procurarão nenhum vocábulo os discursos serão escritos sem discórdia sorriremos felizes porque nenhuma cabeça precisará ser arrancada para que as palavras encontrem a envergadura da linha reta.”

“Cadáveres não se arrepiam”, dirá Barbieri em outra passagem do livro. Talvez a sua literatura os faça tremer, descobrindo, como disse Kafka, “a alegria de imaginar uma faca dando voltas em meu coração”.


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 9/5/2017


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Senhor Amadeu de Ana Elisa Ribeiro
02. A imaginação do escritor de Renato Alessandro dos Santos
03. Os Doze Trabalhos de Mónika. 1. À Beira do Abismo de Heloisa Pait
04. Seis meses em 1945 de Celso A. Uequed Pitol
05. Aquarius, quebrando as expectativas de Guilherme Carvalhal


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2017
01. Meshugá, a loucura judaica, de Jacques Fux - 17/1/2017
02. Um Cântico para Rimbaud, de Lúcia Bettencourt - 21/2/2017
03. Amy Winehouse: uma pintura - 28/3/2017
04. A entranha aberta da literatura de Márcia Barbieri - 9/5/2017
05. Viena expõe obra radical de Egon Schiele - 2/5/2017


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




DOMINANDO SUA CÂMERA DIGITAL - COMO OBTER O MÁXIMO DA SUA DSLR
CHRIS WESTON
BOOKMAN
(2011)
R$ 88,00



ANÁLISE ESTRUTURAL DA NARRATIVA
VÁRIOS
VOZES
(1976)
R$ 21,90
+ frete grátis



HOMO SACER - O PODER SOBERANO E A VIDA NUA I
GIORGIO AGAMBEN
UFMG
(2010)
R$ 100,00



BATALHAS ELEITORAIS
CHICO SANTA RITA
GERAÇÃO EDITORIAL
(2002)
R$ 8,00



A SANTÍSSIMA TRINOSOFIA
CONDE DE SAINT GERMAIN
THOT
R$ 36,10
+ frete grátis



ATRAVÉS DO UNIVERSO
REVIS, BETH
NOVO SÉCULO
(2012)
R$ 30,00



ACORDE, MULHER!
FIORÂNGELA M. DESIDÉRIO
EDIÇÕES PAULINA
(1989)
R$ 7,00



CASA DE MARIANA
JOSÉ CARLOS IMPARATO
ZAGODONNI
(2015)
R$ 5,00



OS ÚLTIMOS DIAS DE POMPÉIA
BULWER LYTTON
EDIOURO
(2002)
R$ 6,90



TEATRO DE ANCHIETA - JOEL PONTES
JOEL PONTES
SNT/FUNARTE
(1978)
R$ 18,00





busca | avançada
31663 visitas/dia
896 mil/mês