Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
39165 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> O Sertão na Canção rememora Guimarães Rosa
>>> Atrações de sertanejo e música eletrônica participam de Carnaval no Maracanã
>>> Alexandre Grooves comemora Troféu Cata-vento, pré-indicação ao Grammy e lançamento no Japão
>>> Estreia de Pelas Ordens do Rei Que Pede Socorro comemora 20 anos do grupo O Buraco d'Oráculo
>>> Espetáculo 'As Filhas da Mãe' completa 35 anos.
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 9. Um Cacho de Banana
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 8.Heroes of the World
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 7. Um Senador
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 6. Nas Asas da Panair
>>> Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 5. Um Certo Batitsky
>>> A vida dos pardais e outros esquisitos pássaros
>>> Blockchain Revolution, o livro - ou: blockchain(s)
>>> Bates Motel, o fim do princípio
>>> Bruta manutenção urbana
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
Últimos Posts
>>> Sens(ações)
>>> Diamonds
>>> Anotações
>>> Nei Lopes e Mirian de Carvalho: poesia e samba
>>> Feliz 2018
>>> Boa Vista
>>> O preço
>>> Você já atualizou sua história hoje?
>>> Sorvedouro
>>> Reter ou não reter
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Novos autores na poesia brasileira
>>> Alguém para correr comigo, de David Grossman
>>> O centenário de Contos Gauchescos
>>> O que fiz com Tom Jobim
>>> Hugo Cabret exuma Georges Méliès
>>> Dois palmos de céu
>>> Dois palmos de céu
>>> Dois palmos de céu
>>> ¿que buscas con esto?
>>> O mago
Mais Recentes
>>> Tartarugas Até Lá Embaixo
>>> Diferentes Somos Todos
>>> Estudo-Vida de João Vol Um
>>> A Hora do Desconto - Fábulas Recontadas Em Versos e Comentadas
>>> Duna
>>> História da civilização vol. 2
>>> A única coisa que importa
>>> Vademecum de Clínica Médica
>>> Manual de direito penal 1
>>> Através da Barreira do Tempo- Um Estudo sobre a Precognição e a Física Moderna
>>> O Circo da Lua
>>> A Menina Que Roubava Livros
>>> Existe Sexo Após À Morte?
>>> O Réu Dos Sonhos
>>> 177 Maneiras De Enlouquecer Uma Muher Na Cama
>>> 1001 Discos para ouvir antes de morrer
>>> 1001 Discos para ouvir antes de morrer
>>> O Coelho Quincas e o Pote de Ouro
>>> Quer uma mãozinha?
>>> Vale dos Dragões
>>> Fundamentos Matemáticos Para a Ciência da Computação
>>> Introdução à organização de computadores
>>> Modelagem conceitual e projeto de banco de dados
>>> Hardware. O Guia Definitivo - Volume 2
>>> A Garota Silenciosa
>>> Kit de Treinamento MCTS. Exame 70-680. Configuração do Windows 7
>>> A Coleira do Cão
>>> UML Essencial. Um Breve Guia Para a Linguagem-Padrão de Modelagem Para Objetos
>>> SQL. O Guia Essencial. Manual De Referência Profissional
>>> O Poder dos Cristais
>>> Estruturas de dados e seus algoritmos
>>> Game over
>>> No Vai e Vem da Vida
>>> Curso de Direito Processual Civil Volume II
>>> Curso de Direito Processual Civil Volume III
>>> Vade Mecum Acadêmico de Direiro
>>> Scooby Doo O Chalé Mal Assombrado
>>> Os Fantasminhas Backyardigans
>>> Resgate no Trem Backyardigans
>>> O Pequeno Príncipe Pidão
>>> Encontro e Desencontros na Clínica da Psicose Uma Reflexão Psicanalítica LACRADO
>>> Ter ou Não Ter, eis a Questão!
>>> Atuação Parlamentar Principais Discursos 1999 a 2006
>>> Como Administrar com a Sabedoria do Amor
>>> Vicente de Carvalho Vivo
>>> Santos Dumont Genial Brasileiro sua Personalidade e seus Feito
>>> Você está Louco!
>>> Pense rápido Crise
>>> Como Prevenir e Controloar o Estresse Síndrome do Século XXI
>>> Rotinas Trabalhistas e Previdenciárias
COLUNAS

Terça-feira, 26/12/2017
Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 1600 Acessos



À beira do precipício que é o fim do romance Como se me fumasse, de Marcelo Mirisola, publicado pela Editora 34, aparece uma espécie de vaticínio: “Você precisa ter fé, tenha fé no mal”.

É dessa fé no mal que é feita a literatura de Mirisola. E quem aparece para abençoar o círculo infernal de sua última obra romanesca autobiográfica é nada menos que duas pestes sempre invocadas: Freud e Nelson Rodrigues (que prescindem de apresentação). Essa autopsicanálise profunda e imunda que só os grandes escritores conseguem fazer e transcender, pois que a transformam em literatura, é o que o leitor engolirá goela abaixo e com prazer em Como se me fumasse.

Os personagens de Mirisola estão longe de se apresentarem apenas como seres humanos em carne e osso. Sua autobiografia é movida, a cada momento do relato de suas peripécias, por três grupos endemoniados de conceitos que são dados pelo próprio escritor: “Memória e alucinação. Idealização e desejo. Obsessão e Ruína.”

Ruína é uma personagem central e é uma condição existencial dentro do romance. Pode ser uma alegoria da vida do artista, de sua busca constante, débil e alucinatória pelo sublime, inalcançável, mas sendo, ao mesmo tempo, o que lhe permite criar a obra desejada. Se o fracasso é a condição para que se erga o edifício trágico da existência artística, Mirisola aceitou essa vocação/danação (Van Gogh dizia que, quanto mais velho, feio e pobre ficava, mais criava obras de arte como contraposição a essa iniquidade). Ela alimenta os intercursos afetivos das suas narrativas, passando pelos amores, amizades e laços familiares - cortados pela navalha suja e contaminada da alucinação e do desejo sempre insatisfeito.

Que sua vocação artística seja o centro da trama “desordenada” do romance, pois que criada por uma memória alucinada, é o que amarra todos os personagens em laços impuros de idealização e fracassos. Seu pai vê as folhas datilografadas como lixo, seus familiares veem sua vocação como vagabundagem, seus amigos o veem como um ego ambulante e prepotente, suas amantes como uma escada para algum lugar ou lugar nenhum.

A resposta do personagem autor é o desterro social, a vida solitária, luxuriante e acabrunhada, por vezes, impiedosa com quem lhe atravessasse o caminho (haja desafetos!). Daí que de Freud se salte para Nelson Rodrigues, exibindo a cada página do romance o zoológico das falsas convenções sociais e seu resultado grotesco por todos os pastos onde o ser humano transita.

O livro trata do interesse que o autor tem pela própria vida, por seu trajeto incerto, mas demarcado por uma reflexão posterior sobre os fatos vivenciados a partir de uma avaliação crua, impiedosa, sarcástica ou até, por vezes, revendo a sua existência como uma espécie de “comédia de erros”.

Não sobra o ataque à crítica literária que o esnoba, com suas panelas de mocinhos comprometidos incestuosamente com grupos de escritores medianos que com eles vivem uma relação que permite a coexistência de lugares comuns entre a crítica e o literatos.

Como se me fumasse de Marcelo Mirisola faz da autobiografia literária um ponto alto da criação artística brasileira, engendrando uma escrita pulsante e rigorosa, que retira o fôlego do leitor numa construção narrativa destinada a nos dar a medida da existência como apenas o prenúncio de uma futura Ruína.

E há uma tese dentro do próprio livro que confirma o que se disse acima: “Escrever é espanto. E espanto é sinônimo de ignorância e selvageria, espanto é o sentimento que inaugura todos os outros, é o homem pela primeira vez diante do conhecimento e condenado à morte, espantar-se é apontar o dedo para a realidade absurda que nos envolve, e a literatura é a forma pela qual aprendi a praticar o espanto, podia ter comprado uma arma e resolvido as coisas com mais praticidade e eficiência, mas, como sou covarde, escrevo livros”.

Covarde, o autor? Não. Talvez covarde seja o leitor que vier a correr da literatura de Mirisola, dando-lhe razão sobre o poder da Ruína sobre todos nós.



Como se me fumasse

Autor: Marcelo Mirisola

Editora 34

Quanto: 41 R$ (170 págs.)


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 26/12/2017


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2017
01. A entranha aberta da literatura de Márcia Barbieri - 9/5/2017
02. A poesia afiada de Thais Guimarães - 3/10/2017
03. Meshugá, a loucura judaica, de Jacques Fux - 17/1/2017
04. Amy Winehouse: uma pintura - 28/3/2017
05. Um Cântico para Rimbaud, de Lúcia Bettencourt - 21/2/2017


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




TRANSGRESSÃO E MUDANÇA NA EDUCAÇÃO
FERNANDO HERNANDEZ
ARTMED
(1998)
R$ 25,00



UM ASSASSINO PARA O PAPA
TAD SZULC
RECORD
(2001)
R$ 15,00



NOVELAS EXEMPLARES
MIGUEL DE CERVANTES
ABRIL CULTURAL
(1971)
R$ 7,20



HISTÓRIA DA MAGIA II
KURT SELIGMANN
SETENTA
(1974)
R$ 49,99



LA CURACIÓN NATURAL
MAHATMA GANDHI
EDITORIAL CENTRAL - BUENOS AIRES
(1976)
R$ 8,90



PLEXUS - A CRUCIFICAÇÃO ENCARNADA 2 - HENRY MILLER (LITERATURA NORTE-AMERICANA)
HENRY MILLER
CIRCULO DO LIVRO
R$ 12,00



DISSERTAÇÃO SOBRE O DIREITO DE CAÇOAR & CARTA A SALVADOR RODRIGUES DO COUTO
FILIPE ALBERTO PATRONI MARTINS MACIEL PARENTE
LOYOLA
(1992)
R$ 10,00



MORTE E ASSUNÇÃO DE MARIA. TRÂNSITO DE MARIA. LIVRO DO DESCANSO
LINCOLN RAMOS
VOZES
(1991)
R$ 12,00



LUKE THE HISTORIAN IN RECENT STUDY
C.K.BARRETT
FB
(1969)
R$ 17,10



O NARIZ & A TERRÍVEL VINGANÇA/A MAGIA DAS MÁSCARAS (LITERATURA RUSSA)
ARLETRE CAVALIERE
EDUSP
(1990)
R$ 10,00





busca | avançada
39165 visitas/dia
1,0 milhão/mês