busca | avançada
29464 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Quinta-feira, 9/3/2017
Essas moças de mil bocas
Elisa Andrade Buzzo

Suas imagens supersimpáticas por vezes aparecem em uma busca na rede ou em reprises de programas na televisão. Como elas parecem lindas, articuladas; fazem caras e bocas para falar de seu cotidiano reluzente, cada passo, cada balanço de cabelo tem suma importância para essas meninas que vivem e vendem de imagens.

Ah, como elas falam, e tudo sobre seu ritual de beleza lançam como superimportante: a sombra usada, o batom escolhido, o primer testado, o BB Cream suado, os cremes potentes para os cabelos. O que até poderia ser interessante. Mas há um quê de sacrilégio em tornar público esse mesmo ritual privado, em forma de pequenas dicas autênticas ou propaganda obscura.

E essa esfera doméstica, daquilo que é feito em frente ao espelho, no banheiro, no chuveiro, ganha o mundo na forma de fotos, de vídeos e de muita conversa para que não fique um segundo sequer de silêncio. Porque essas moças são produtivas; e não param quietas; não podem, e não é delas a culpa, é do movimento frenético que nosso tempo impõe e propaga; é do nosso querer diário e da acintosa fome nossa.

Assim, em seu largo dicionário de palavras, estão fora de questão a inatividade e a passividade. Dentro do caleidoscópio vertiginoso de suas vaidades está o convencimento e uma tentativa vã de abraçar todos os assuntos. Suas vozes são finas, o gestual é dócil, o sorriso uma constante.

E, saltando da tela para o mundo das realidades, em uma roda louca algumas dessas meninas se reúnem, tomando um chá da tarde com docinhos cenográficos. Não há tempo a perder com comida na boca, e ai daquele que tentar se intrometer com uma pergunta ou fala. Elas continuam sozinhas, tagarelando com seu próprio espelho e suas consumidoras virtuais. Isso é um caldeirão quente com espetos atravessando quem quer que se oponha. Eh, essas mil bocas com cílios vorazes que por vezes espocam e atormentam.

Elisa Andrade Buzzo
São Paulo, 9/3/2017

 

busca | avançada
29464 visitas/dia
1,1 milhão/mês