busca | avançada
36458 visitas/dia
993 mil/mês
Quinta-feira, 6/4/2017
Minha finada TV analógica
Elisa Andrade Buzzo

“Quem não trocar de TV vai ficar sem novela e futebol”, recebi esta e muitas outras ameaças pela televisão de tubo de raios catódicos.

“Você me assiste na TV digital? Porque o canal analógico vai ser desligado muito em breve”, disse o apresentador Ronnie Von em chamada de seu programa Todo Seu. “Nada de pânico! A TV digital é nossa aliada”. “Imagens sem chuviscos, sem ruído, bacana, né?”

Minha TV Panacolor 14 polegadas, com sua barulhenta roleta de girar canais, responde com um chiado.

E também na internet, nos anúncios do metrô, por SMS, por todos os meios possíveis, analógicos e digitais, a notícia do desligamento do sinal analógico marcado para as 23h59 do dia 29 de março de 2017 assombrava.

“O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação informa que a transmissão analógica desse canal será desligada em 29 de março (...)”

“Só tem direito ao kit gratuito quem é, assim, de baixa renda”, me fala baixinho um dos seguranças que ficam no posto de entrega dos kits, que vêm com uma antena, um conversor e um controle remoto, no térreo do prédio da agência Central dos Correios.

É naquele espaço que se forma uma fila, cada dia maior. Há cadeiras forradas com o desenho da mascote da TV digital. Em seu corpinho azul-escuro encimado por uma cabeça em forma de tela, um conversor digital e bolinhas coloridas borbulhando, ela sorri, marota, e dá uma piscadela.

Resigno-me no limbo daqueles que não têm eletrodomésticos, daqueles que não ganham bolsa família, e que estão à margem, no subemprego. Enquanto isso, milhares de brasileiros natos saem dos Correios com suas sacolinhas sacolejantes ao vento do vale do Anhangabaú.

Chega a madrugada do dia 30 de março, e minha TV estaca em todos os seus canais numa tela branca com um aviso fantasmagórico. Adeus, sinal analógico. Meus sentimentos a um espectro que foi tão útil em vida.

Toda uma época se esfumaça num repente. Uma peça de museu acaba de nascer. Sou oficialmente empurrada para o futuro, que se anuncia em outros formatos.

Até que o recebimento de um SMS me lança uma lufada de dignidade:

“Você foi habilitado p/ retirar imediatamente kit gratuito da TV digital. Acesse sejadigital.com.br/kit e use ***** para agendar"

Elisa Andrade Buzzo
São Paulo, 6/4/2017

 

busca | avançada
36458 visitas/dia
993 mil/mês