Amor não é coração acelerado | Débora Carvalho

busca | avançada
30430 visitas/dia
586 mil/mês
Mais Recentes
>>> Encontro de Improvisação Livre BRA - NOR _SESC POMPEIA
>>> Cia de Danças de Diadema apresenta-se na CAIXA Cultural Rio de Janeiro
>>> Confraria do Vinil chega ao Cachaça Social Club na Lapa
>>> Windsor Marapendi apresenta Companhia Estadual de Jazz
>>> CarnaRock KISS FOR KIDS
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Imprimam - e repensem - suas fotografias
>>> Um Cântico para Rimbaud, de Lúcia Bettencourt
>>> Longa vida à fotografia
>>> Oswald de Andrade e o
>>> Nuvem Negra*
>>> Em defesa da arte urbana nos muros
>>> Vocês, que não os verei mais
>>> Em nome dos filhos
>>> O Que Podemos Desejar; ou: 'Hope'
>>> Píramo e Tisbe
Colunistas
Últimos Posts
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
>>> Ajudando um amigo
>>> Ebook gratuito
>>> Poesia para jovens
>>> Nirvana pra todos os gostos
>>> Diego Reeberg, do Catarse
>>> Ed Catmull por Jason Calacanis
>>> Lançamento e workshop em BH
Últimos Posts
>>> Humanidade, dúvidas constantes
>>> Sonho de carnaval
>>> Como nascer em vulcões inventados
>>> Fotógrafa da Amazônia é destaque na Europa
>>> Matiz carmim (série: Sonetos)
>>> Gente que corre
>>> Inventário de provas
>>> Escrever, escrever, escrever...
>>> Políticos e suas politicagens
>>> Marceneiro
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Melhores Podcasts
>>> Festa da Cerejeira
>>> Plantar bananeira, assoviar e chupar cana
>>> Star Wars
>>> Macworld San Francisco 2006
>>> Aula de Violão com Lenine
>>> Allegremente
>>> Reflexões a respeito de uma poça d´água
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> Há vida inteligente fora da internet?
Mais Recentes
>>> Há Poder em Suas Palavras
>>> O Filho do Homem
>>> Homemade Gifts
>>> A Ciência Econômica e o Método Austríaco
>>> Lições do texto: leitura e redação
>>> Estudo-Vida Romanos 1
>>> Contos de arrepiar
>>> O caso do filho do encanador ´romance da vida de um romancista
>>> O universo do indistinto
>>> Machado de Assis desconhecido
>>> A Rússia dos Sovietes - Impasses de um projeto socialista
>>> Negócios e ócios - Histórias da imigração
>>> A Filosofia no Ensino Médio - limites, avanços e possibilidades
>>> As profecias de Tutankhamon
>>> O livro do amor- o legado de Maria Madalena
>>> A Biblioteca de Machado de Assis
>>> Bim-Bom- A contradição sem conflitos de João Gilberto
>>> Grafias que geram dúvidas
>>> Manual de Redação
>>> Técnicas de Redação
>>> Laboratório de Redação ( Manual do Professor para o)
>>> Anjos e Demônios
>>> 111 Poemas para crianças
>>> O Senhor dos Ladrões
>>> O menino narigudo
>>> Os miseráveis
>>> Otelo
>>> Inverno na Manhã
>>> A outra face - História de uma garota afegã
>>> A nuvem
>>> Buracos
>>> O fazedor de velhos
>>> Vida de droga
>>> O ingles sem auxílio do professor - vol.2
>>> Amazônia Reino da Fantasia
>>> É fácil matar
>>> Assassinato na casa do pastor - Miss Marple
>>> Por que não pediram a Evans?
>>> Ouse Dançar com Deus
>>> Exposição sintética da Filosofia Teosófica- a Sabedoria Antiga
>>> 20 Poemas de Amor e uma canção desesperada
>>> Cartas de Amor a LIlja Brik
>>> A droga da obediência
>>> A droga do amor
>>> Anjo da morte
>>> Anjo da morte
>>> Robin Hood
>>> A marca de uma lágrima
>>> Rick e a girafa
>>> Julinho, o sapo
COMENTÁRIOS

Terça-feira, 20/4/2010
Comentários
Leitores


Amor não é coração acelerado
Marcelo, vejo os amores antigos exatamente como seu amigo. Não é porque não deu certo que aquela pessoa não tem importância qualquer em nossa vida presente. Querendo ou não, a gente sempre leva um pouco da pessoa e deixa um pouco da gente. "Foi bom enquanto durou"... rs. É sempre ruim quando acaba, mas se quando acaba é ruim é porque era bom antes de acabar. Enfim... às vezes a gente vive muitos "amores possíveis", mas não está pronto para que ele dure muito. Então, dá um jeito de sabotar a relação. O interessante é que mesmo isso pode nos ajudar a amadurecer e nos preparar para finalmente estarmos prontos para algum amor verdadeiro. E, acredite: amor não é coração acelerado, não é friozinho na barriga, não é sentir tesão em cada beijo e abraço. Amor é muito mais do que isso... e só quem descobre o que está além pode-se dizer pronto para o amor verdadeiro. Quem já passou por todas essas fases sabe o que estou dizendo. Boa sorte em sua busca! (Lindo texto).

[Sobre "Dos amores possíveis"]

por Débora Carvalho
http://www.debcaroli.wordpress.com
20/4/2010 às
14h32 189.110.200.217
(+) Débora Carvalho no Digestivo...
 
Assino embaixo desse texto!
Assino embaixo desse texto! E acrescento que, na transição do "cristianismo" para "ICAR", ou melhor, nesse processo de "corrupção" a Igreja deixou de ser Cristã. Sendo assim, tudo o que fez em nome do cristianismo não foi cristão. Vejo isso como "falsidade ideológica", mentira, dizer que é o que não é; que age em nome de alguém que é totalmente contra o que está sendo feito. E, por incrível que pareça, tudo isso já estava profetizado na própria Bíblia... "cuidará em mudar os tempos e a Lei", "derramará sangue", "perseguirá os fiéis". Esse cristianismo falso, com certeza foi e é uma maldição para a humanidade, com todas as suas mentiras e práticas abomináveis.

[Sobre "O cristianismo para Nietzsche"]

por Débora Carvalho
http://www.debcaroli.wordpress.com
20/4/2010 às
14h17 189.110.200.217
(+) Débora Carvalho no Digestivo...
 
Nemo me impune lacessi
A família pode, se quiser justiça, adotar o lema de Poe - desde o antigo Reino da Escócia - (O barril de Amontillado): "Nemo me impune lacessit".

[Sobre "Glauco: culpado ou inocente?"]

por Joseph Shafan
http://www.shafan.prosaeverso.net/
20/4/2010 às
10h49 201.68.15.68
(+) Joseph Shafan no Digestivo...
 
Sinal de loucura?
Belo artigo, mas você forçou um pouco. Desde quando "Gritar e gargalhar sozinho enquanto tece suas frases diabólicas" é sinal de loucura?

[Sobre "Uma vida para James Joyce"]

por Amâncio Siqueira
http://amanciosiqueira.wordpress.com
20/4/2010 às
10h28 200.196.168.40
(+) Amâncio Siqueira no Digestivo...
 
Clapton is God!
Genial! Concordo em gênero, número e grau... Clapton is (definitly) God!!!

[Sobre "Eric Clapton ― envelhecendo como um bluesman"]

por Daniela
19/4/2010 às
14h00 187.65.202.147
(+) Daniela no Digestivo...
 
Não convence
Abordagem correta, com uma única imprecisão: há drogas que permanecem por longo tempo no corpo, como o LSD. Quanto ao preconceito referente ao chá do Santo Daime, é provável exista, e não duvido de que haja uma nefasta influência do Tio Sam, já que a maconha, no começo do século XX, era de uso livre nos EUA, mas utilizada principalmente por negros. Quando resolveram proibir, o móvel principal foi o preconceito, e a campanha foi recheada de mentiras. Nada posso afirmar acerca do assassino, porém milhares de pessoas fazem uso do chá do Santo Daime, e esta foi a primeira relação do mesmo com um crime. Com efeito, não convence.

[Sobre "Glauco: culpado ou inocente?"]

por Gil Cleber
http://www.gilcleber.com.br
19/4/2010 às
12h02 189.25.80.55
(+) Gil Cleber no Digestivo...
 
Veja saiu ilesa
Acho que Veja foi uma das que saíram ilesas dessa estatísticas.

[Sobre "Anúncios em revistas caindo"]

por Antoine
19/4/2010 às
10h32 200.160.20.205
(+) Antoine no Digestivo...
 
Vida que parece ficção
Abomino Paulo Coelho por minha própria opinião e gosto (li-o em si, não a crítica). A biografia, entretanto, comprei-a e é fantástica, ótima leitura, parece ficção em suas internações em hospício e degolação de cabrito.

[Sobre "O mago"]

por Antoine
http://novosescritos.wordpress.com
19/4/2010 às
10h31 200.160.20.205
(+) Antoine no Digestivo...
 
Novas formas literárias
Excelente o artigo de Marcelo Spalding "O hiperconto e a Literatura Digital". O formato, cabe, sem dúvida, para o texto curto e as experiências com novas formas de prosa que possam ser criadas. Isso acontece com a poesia há pelo menos 50 anos. No caso, com a poesia eletrônica e digital. Recomendo aos leitores o livro de Jorge Luiz Antonio "Poesia Eletrônica: negociações com os processos digitais".

[Sobre "O hiperconto e a literatura digital"]

por Hugo Pontes
19/4/2010 às
07h01 200.150.58.60
(+) Hugo Pontes no Digestivo...
 
Glória após a morte
Gostei muito desse texto. Não escrevo muito bem, mas consigo admirar algo bem escrito. Sobre a trajetória de grandes escritores, o texto relata uma verdade. Muitos obtiveram a glória após a morte, e isso me soa um tanto triste. Pois, lutaram muito pelo que buscavam, até morreram com esse empenho, sem ao menos ver ou obter a tão sonhada glória. Parabéns...

[Sobre "Poesia para os ouvidos e futebol de perebas"]

por Ronaldo Bernardes
http://www.tonaboa.net
19/4/2010 à
00h22 189.15.46.21
(+) Ronaldo Bernardes no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




VIDA ROUBADA
NERO BLANC
EDIOURO
(2004)
R$ 9,90



NA DOR E NA ALEGRIA
JIM E SALLY CONWAY
CULTURA CRISTÃ
(2003)
R$ 20,00



O LIVRO DE OURO DA MITOLOGIA
THOMAS BULFINCH
EDIOURO
(2011)
R$ 18,00



A ÚLTIMA ESPERANÇAA
FRANK G. SLAUGHTER
CIRCULO DO LIVRO
R$ 3,00



A EXPERIÊNCIA VIVA DO TEATRO (TEORIA DA DRAMATURGIA)
ERIC BENTLEY
ZAHAR
(1967)
R$ 48,00



CONFISSÕES
SANTO AGOSTINHO
APOSTOLADO DA IMPRENSA
(1958)
R$ 9,40



COMPROMISSOS ILUMINATIVOS
DIVALDO PEREIRA FRANCO
LEAL
(1998)
R$ 7,00



TURMINHA DA FÉ BIA E A MANSIDÃO
VÁRIOS AUTORES
VALE DAS LETRAS
R$ 5,00



O PROFETA
GIBRAN KHALIL GIBRAN
ACIGI
(1972)
R$ 9,90



MICROECONOMICS AN INTUITIVE APPROACH WITH CALCULUS
THOMAS J NECHYBA
SOUTH-WESTERN
(2011)
R$ 90,00
+ frete grátis





busca | avançada
30430 visitas/dia
586 mil/mês