Amor não é coração acelerado | Débora Carvalho

busca | avançada
56515 visitas/dia
1,5 milhão/mês
Mais Recentes
>>> HISTÓRIA DA FILOSOFIA
>>> Observatório da Imprensa analisa os 30 anos de cinema do Grupo Estação
>>> Caminhos da Reportagem recorda os 140 anos da imigração italiana para o Brasil
>>> AS FONTES DO PRAZER,
>>> COLAGENS E RECEITAS
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Fui pra Cuba
>>> Agora o mundo perde cotidianamente os seus ídolos
>>> Proibir ou não proibir?
>>> Carles Camps Mundó e a poética da desolação
>>> A proposta libertária
>>> O regresso, a última viagem de Rimbaud
>>> E Foram Felizes Para Sempre
>>> O Olhar das Bruxas: Quatro Versões de 'Macbeth'
>>> Lira da resistência ao futebol gourmet
>>> Com quantos eventos literários se faz uma canoa?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Curso de projetos literários
>>> Patuá em festa
>>> Literatura: direito humano
>>> Geraldo Rufino no #MitA
>>> Portal dos Livreiros: 6 meses!
>>> Ryley Walker
>>> Leia Mulheres - BH
>>> Adagio ma non troppo
>>> Psiu Poético 30 anos
>>> Uma cidade se inventa
Últimos Posts
>>> Movimento
>>> Recicláveis
>>> Conto e romance
>>> Um muro para pichar
>>> Para que serve um violino?
>>> Qual é o seu nome?
>>> Entrevista Anti Crise -
>>> ARQUITETURA ONÍRICA
>>> Sem pesos de consciência
>>> Falando das flores
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Dois mil e cinco: o primeiro ano pós-esperança
>>> Dicas para você aparecer no Google
>>> Evolução e Adaptação da Imprensa Escrita
>>> 24 Horas: os medos e a fragilidade da América
>>> Os Jornais Podem Desaparecer?, de Philip Meyer
>>> FLIP 2006 I
>>> Os beijos de Tchekhov
>>> Encontros (e desencontros) com Daniel Piza
>>> 40
>>> Elvis 2015
Mais Recentes
>>> Arlequim, Servidor de Dois Amos
>>> O Grande Deflorador
>>> Mar de Histórias Volume 6
>>> O Conto da Ilha Desconhecida
>>> Cinco Munutos/A viuvinha
>>> A Revoada
>>> História da Literatura Brasileira Simbolismo
>>> História da Literatura Brasileira Realismo
>>> Um Capitão de Quinze Anos
>>> O Castelo
>>> Muito Barulho Para Nada e Bem Está o Que Bem Acaba
>>> Os Subterrâneos da Liberdade
>>> Os Ásperos Tempos
>>> Esquecer o Natal
>>> A GLÓRIA DE DEUS É O HOMEM VIVO- a profissão de fé de santo Irineu
>>> A VOLTA DO FILHO PRÓDIGO- A história de um retorno para casa
>>> A Bíblia- O FILHO DE DEUS
>>> Manual do Guerreiro da Luz
>>> Calabar
>>> História social da Literatura Portuguesa
>>> Teatro completo - Vol. 3
>>> Teatro completo - Vol. 6
>>> Cancioneiro da ajuda - Volumes I e II
>>> O CRISTO MARAVILHOSO
>>> Salmos 1-72,73-150
>>> O EU E O INCONSCIENTE
>>> A Casa Pintada
>>> A Paixão Segundo GH
>>> Diálogos
>>> A Paixão
>>> O self essencial
>>> Lenin: capitalismo de estado e burocracia
>>> Jericoacoara sonhada
>>> História geral das civilizações - Vol. 7
>>> O Sócio
>>> O Júri
>>> O Caibalion
>>> Drive
>>> Conexões
>>> A Identidade Bourne
>>> Como Desenhar 101 Mangás Irados - Com Ilustrações Passo a Passo
>>> O Monstro do Esgoto
>>> Livro de pré-coisas
>>> Contos populares de Angola
>>> Paris: a festa continuou
>>> Os melhores jornais do mundo
>>> A linguística hoje - n. 32
>>> Será Que A Gente Combina?
>>> The Useless Mouths
>>> EXPERIMENTAR CRISTO como as OFERTAS PARA APRESENTÁ-LO NAS REUNIÕES DA IGREJA
COMENTÁRIOS

Terça-feira, 20/4/2010
Comentários
Leitores


Amor não é coração acelerado
Marcelo, vejo os amores antigos exatamente como seu amigo. Não é porque não deu certo que aquela pessoa não tem importância qualquer em nossa vida presente. Querendo ou não, a gente sempre leva um pouco da pessoa e deixa um pouco da gente. "Foi bom enquanto durou"... rs. É sempre ruim quando acaba, mas se quando acaba é ruim é porque era bom antes de acabar. Enfim... às vezes a gente vive muitos "amores possíveis", mas não está pronto para que ele dure muito. Então, dá um jeito de sabotar a relação. O interessante é que mesmo isso pode nos ajudar a amadurecer e nos preparar para finalmente estarmos prontos para algum amor verdadeiro. E, acredite: amor não é coração acelerado, não é friozinho na barriga, não é sentir tesão em cada beijo e abraço. Amor é muito mais do que isso... e só quem descobre o que está além pode-se dizer pronto para o amor verdadeiro. Quem já passou por todas essas fases sabe o que estou dizendo. Boa sorte em sua busca! (Lindo texto).

[Sobre "Dos amores possíveis"]

por Débora Carvalho
http://www.debcaroli.wordpress.com
20/4/2010 às
14h32 189.110.200.217
(+) Débora Carvalho no Digestivo...
 
Assino embaixo desse texto!
Assino embaixo desse texto! E acrescento que, na transição do "cristianismo" para "ICAR", ou melhor, nesse processo de "corrupção" a Igreja deixou de ser Cristã. Sendo assim, tudo o que fez em nome do cristianismo não foi cristão. Vejo isso como "falsidade ideológica", mentira, dizer que é o que não é; que age em nome de alguém que é totalmente contra o que está sendo feito. E, por incrível que pareça, tudo isso já estava profetizado na própria Bíblia... "cuidará em mudar os tempos e a Lei", "derramará sangue", "perseguirá os fiéis". Esse cristianismo falso, com certeza foi e é uma maldição para a humanidade, com todas as suas mentiras e práticas abomináveis.

[Sobre "O cristianismo para Nietzsche"]

por Débora Carvalho
http://www.debcaroli.wordpress.com
20/4/2010 às
14h17 189.110.200.217
(+) Débora Carvalho no Digestivo...
 
Nemo me impune lacessi
A família pode, se quiser justiça, adotar o lema de Poe - desde o antigo Reino da Escócia - (O barril de Amontillado): "Nemo me impune lacessit".

[Sobre "Glauco: culpado ou inocente?"]

por Joseph Shafan
http://www.shafan.prosaeverso.net/
20/4/2010 às
10h49 201.68.15.68
(+) Joseph Shafan no Digestivo...
 
Sinal de loucura?
Belo artigo, mas você forçou um pouco. Desde quando "Gritar e gargalhar sozinho enquanto tece suas frases diabólicas" é sinal de loucura?

[Sobre "Uma vida para James Joyce"]

por Amâncio Siqueira
http://amanciosiqueira.wordpress.com
20/4/2010 às
10h28 200.196.168.40
(+) Amâncio Siqueira no Digestivo...
 
Clapton is God!
Genial! Concordo em gênero, número e grau... Clapton is (definitly) God!!!

[Sobre "Eric Clapton ― envelhecendo como um bluesman"]

por Daniela
19/4/2010 às
14h00 187.65.202.147
(+) Daniela no Digestivo...
 
Não convence
Abordagem correta, com uma única imprecisão: há drogas que permanecem por longo tempo no corpo, como o LSD. Quanto ao preconceito referente ao chá do Santo Daime, é provável exista, e não duvido de que haja uma nefasta influência do Tio Sam, já que a maconha, no começo do século XX, era de uso livre nos EUA, mas utilizada principalmente por negros. Quando resolveram proibir, o móvel principal foi o preconceito, e a campanha foi recheada de mentiras. Nada posso afirmar acerca do assassino, porém milhares de pessoas fazem uso do chá do Santo Daime, e esta foi a primeira relação do mesmo com um crime. Com efeito, não convence.

[Sobre "Glauco: culpado ou inocente?"]

por Gil Cleber
http://www.gilcleber.com.br
19/4/2010 às
12h02 189.25.80.55
(+) Gil Cleber no Digestivo...
 
Veja saiu ilesa
Acho que Veja foi uma das que saíram ilesas dessa estatísticas.

[Sobre "Anúncios em revistas caindo"]

por Antoine
19/4/2010 às
10h32 200.160.20.205
(+) Antoine no Digestivo...
 
Vida que parece ficção
Abomino Paulo Coelho por minha própria opinião e gosto (li-o em si, não a crítica). A biografia, entretanto, comprei-a e é fantástica, ótima leitura, parece ficção em suas internações em hospício e degolação de cabrito.

[Sobre "O mago"]

por Antoine
http://novosescritos.wordpress.com
19/4/2010 às
10h31 200.160.20.205
(+) Antoine no Digestivo...
 
Novas formas literárias
Excelente o artigo de Marcelo Spalding "O hiperconto e a Literatura Digital". O formato, cabe, sem dúvida, para o texto curto e as experiências com novas formas de prosa que possam ser criadas. Isso acontece com a poesia há pelo menos 50 anos. No caso, com a poesia eletrônica e digital. Recomendo aos leitores o livro de Jorge Luiz Antonio "Poesia Eletrônica: negociações com os processos digitais".

[Sobre "O hiperconto e a literatura digital"]

por Hugo Pontes
19/4/2010 às
07h01 200.150.58.60
(+) Hugo Pontes no Digestivo...
 
Glória após a morte
Gostei muito desse texto. Não escrevo muito bem, mas consigo admirar algo bem escrito. Sobre a trajetória de grandes escritores, o texto relata uma verdade. Muitos obtiveram a glória após a morte, e isso me soa um tanto triste. Pois, lutaram muito pelo que buscavam, até morreram com esse empenho, sem ao menos ver ou obter a tão sonhada glória. Parabéns...

[Sobre "Poesia para os ouvidos e futebol de perebas"]

por Ronaldo Bernardes
http://www.tonaboa.net
19/4/2010 à
00h22 189.15.46.21
(+) Ronaldo Bernardes no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O CÍRCULO VERMELHO
EDGAR WALLACE
FRANCISCO ALVES
(1983)



MARLON BRANDO
RENÉ JORDAN
ARTENOVA
(1974)



A CRIISE DE 2008 E A ECONOMIA DA DEPRESSAO
PAUL KRUGMAN
CAMPUS
(2009)
+ frete grátis



A BIBLIOTECÁRIA
LOGAN BELLE
RECORD
(2013)
+ frete grátis



CONTOS POPULARES PORTUGUESES
ADOLFO COELHO
DOM QUIXOTE
(1999)
+ frete grátis



REALIDAD Y JUEGO
WINNICOT,D.W.
GRANICA
(1972)
+ frete grátis



CORAÇÃO DE PEDRA
PHILLIP MARGOLIN
ROCCO
(1999)
+ frete grátis



GREEK ART
JOHN BOARDMAN
THAMES AND HUDSON
(1965)
+ frete grátis



ELE ESTÁ DE VOLTA
TIMUR VERMES
INTRINSECA
(2014)
+ frete grátis



AS SANDÁLIAS DO PESCADOR
MORRIS WEST
RECORD
(1963)
+ frete grátis





busca | avançada
56515 visitas/dia
1,5 milhão/mês