Editor-assistente | Digestivo Cultural

busca | avançada
37760 visitas/dia
947 mil/mês
Mais Recentes
>>> Companhia de Danças de Diadema leva "por+vir" ao palco do Teatro Clara Nunes
>>> 38ª Edição da Feira da Comunidade acontece no domingo, 29 de outubro, na A Hebraica
>>> Alex Flemming inaugura intervenção "Anaconda" na Casa-Museu Ema Klabin
>>> Fundação Ema Klabin abre Festival Internacional de Música Judaica
>>> Projeto Jardim Imaginário inaugura a instalação "Penetra" de Marcius Galan
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A poesia afiada de Thais Guimarães
>>> Manchester à beira-mar, um filme para se guardar
>>> Noel Rosa
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> Notas de leitura sobre Inácio, de Lúcio Cardoso
>>> O jornalismo cultural na era das mídias sociais
>>> Crítica/Cinema: entrevista com José Geraldo Couto
>>> O Wunderteam
>>> Fake news, passado e futuro
>>> Luz sob ossos e sucata: a poesia de Tarso de Melo
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
Últimos Posts
>>> A máquina de escrever.
>>> Vegetativo
>>> Açaí com granola
>>> Em suspenso
>>> Nesse mundo de anjos e demônios
>>> A lâmpada
>>> Irredentismo
>>> Tabela periódica
>>> Insone
>>> Entre Súcubos e Íncubos
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Você vai ser grande
>>> Qual é a alma da cidade?
>>> Hellbox
>>> Sexo e luxúria na antiguidade
>>> A mitologia original de Prometheus
>>> Bio de Paulo Francis em vídeo
>>> Literatura engajada
>>> Entre o sertão e a biblioteca
>>> Prevendo o previsível
>>> O do contra
Mais Recentes
>>> Moral Cristã em tempos de relativismos e fundamentalismos
>>> Otávio Mangabeira e sua Circunstância
>>> Guia para amar a si mesma e viver melhor a adolescência
>>> Ela disse, ele disse
>>> Controvérsias em Periodontologia-º1 - Periodontologia 2000
>>> Os Lusíadas - Reprodução paralela das duas edições de 1572
>>> Manual da Série Branca
>>> Saudades da Guanabara & O campo político da cidade do Rio de Janeiro (1960-1975)
>>> Step By Step Minimally Invasive Glaucoma Surgery
>>> O fiador dos brasileiros & Cidadania, escravidão e direito civil no tempo de Antônio Pereira Rebouças
>>> Mulato: negro-não negro, branco não-branco
>>> Tropeços da medicina bandeirante + Medicina paulista entre 1892-1920
>>> Apontamentos para a História da Revolução Riograndense de 1893
>>> A criação de periquitos e seus cuidados
>>> Gripe: história da pandemia de 1918
>>> Bilhões e bilhões & Reflexões sobre vida e morte na virada do milênio
>>> O mundo assombrado pelos demônios & A ciência vista como uma vela no escuro
>>> A Escravidão Reabilitada
>>> A Lógica do Mercado de Ações
>>> Emergencias em Edodontia-Diagnostico e Conduta Clinica
>>> O Ponto de Mutação
>>> Perspectivas na Clinica das Afasias:O Sujeito e o Discurso
>>> Sociologia do Negro Brasileiro
>>> lElite da Tropa
>>> Hospedagem - Front Office e Governança
>>> O Afegão
>>> Mulheres Boazinhas não Enriquecem
>>> Abusado
>>> Ventilação Pulmonar Mecânica em Neonatologia e Pediatria
>>> Ilícito
>>> Odontologia Hospitalar
>>> O Códugo da Biblia
>>> Dialogando com o Coletivo-Dimensões da Saude em Fonoaudiologia
>>> Eletrofisioterapia
>>> Ponto de Impacto
>>> Home Care - Cuidados Domiciliares
>>> Falcão Mulheres e o Tafico
>>> Nomenclatura Poética do Culto Afro-Brasileiro
>>> Manual de Redação - 3ª ed. revista e aumentada
>>> Bases da Terapia Intensiva Neurologica
>>> Odontopediatria nas Fissuras Labiopalatais
>>> Uma Introdução aos Invertebrados
>>> Ortopedia Maxilofacial-Clinica e Aparelhos vol 3
>>> Cirurgia da Obesidade: Um Enfoque Psicologico
>>> O Contexto Social da Arte
>>> Histoire de Peinture en Italie I (1929)
>>> As Aventuras de Robín Hood
>>> A Ilha do Tesouro
>>> Como manipular Pessoas para uso exclusivo de pessoas de bem
>>> Sinopse dos Quatro Evangelhos
EDITORIAIS >>> Editor & Editor-assistente

Segunda-feira, 5/12/2005
Editor-assistente
Fabio Silvestre Cardoso

+ de 4900 Acessos

Fabio, como você começou nessa história de jornalismo?
Há uns onze anos, mais ou menos. No colégio, em 1994, eu editei um suplemento para a Copa do Mundo de 1994. Ninguém levou aquele trabalho a sério, mas eu me dediquei a valer nesse meu primeiro trabalho jornalístico. Desde então, eu já sabia que queria ser jornalista, mas não na área de cultura. O jornalismo cultural só veio depois.

Você escreve bem, é organizado, respeita os deadlines, as pautas... Já havia pensado antes em “editar”?
Na Universidade, fui um editor “precoce” de uma publicação laboratório. Naquela época, muita gente desprezava a atividade, mas eu achava fundamental porque me trazia disciplina e a importância de respeitar os prazos.

Como você vê os editores por aí? Alguém em especial (não vale me citar, tá)? Como anda a edição no jornalismo brasileiro como um todo?
De um modo geral, não vejo mais grandes editores no jornalismo brasileiro. Há, sim, burocratas, que servem como controladores das hierarquias organizacionais. Em relação aos nomes, e já que eu não posso te citar, vamos lá: Fernando Barros e Silva (da Folha de S.Paulo); Reinaldo Azevedo (da Primeira Leitura); e Mino Carta (da CartaCapital). Creio que eles conseguem imprimir uma assinatura particular às coberturas dos respectivos veículos, o que não acontece na maioria dos jornais, revistas e programas de TV porque o turn over nas redações é muito grande.

Para não perder o hábito, vamos falar mal do jornalismo cultural? Você acha que ainda tem salvação? Se não, por quê? Se sim, como?
Bom, o jornalismo cultural segue a mesma sina do jornalismo em geral. Falta um trabalho coerente, mas que seja menos automático e menos previsível. Fica fácil até listar os problemas: pautas repetitivas, o celebridismo em torno dos mesmos nomes, a ausência da crítica. Ainda assim, encontramos alguns ótimos exemplos de resistência. Na internet, e eu não falo apenas do Digestivo, há sempre a possibilidade de renovação. E mesmo no meio impresso, alguns suplementos, como o Rascunho, permanecem com a árdua intenção de discutir cultura no Brasil.

Você pensa em praticar outras modalidades de jornalismo (além do cultural)? Se sim, quais?
Jornalismo internacional é uma modalidade que me parece muito interessante porque lida com um material mais rico que o jornalismo em geral. Além do mais, essa modalidade também permite textos mais reflexivos.

Falando agora da sua breve – mas já significativa – experiência no Digestivo... Como vê as diferenças, em matéria de edição, entre a Web e o impresso?
Na internet, há sempre a vantagem de realizar a edição em tempo real, mas não acredito, como muitos pensam, que se trata de um trabalho mais fácil por isso. É uma atividade que demanda o mesmo esforço tanto com a qualidade do texto quanto com a coerência das informações, porque, ao contrário do impresso, o que está na internet fica por lá, acessível a todos, por muito mais tempo.

Acha que os Colaboradores do Digestivo pretendem esse “salto” em direção ao jornalismo (tradicional)? Ou acha que todo mundo quer, no fundo, virar literatura?
Acredito que os objetivos estejam divididos, com uma leve vantagem para os que desejam a literatura, como a Ana Elisa Ribeiro, o Luis Eduardo Matta e a Andréa Trompcynski, para citar alguns nomes. Nesse sentido, o jornalismo, para muitos dos colaboradores (falo inclusive dos que já deixaram de escrever aqui), funciona como uma espécie de “treino”, muito embora o Marcelo Miranda e a Adriana Baggio mantenham colunas mais jornalísticas e, a meu ver, sem pretensões literárias.

O que mudou desde que você começou? Como você via o trabalho antes e como o vê agora, quase seis meses depois? Tinha muitas ilusões? Teve boas surpresas?
Sinceramente, eu achava que era mais simples do que de fato é. Mas passei a me organizar melhor desde que comecei minhas tarefas. Achava que teria muitas reclamações por parte dos colaboradores, mas isso não aconteceu, felizmente.

O que é reconfortante e o que é frustante no trabalho de editor? (Pode falar, os Colunistas não vão ficar bravos...)
Ter de esperar pelas colunas depois dos deadlines é, sem dúvida, a mais ingrata das tarefas. Além do mais, ver que algumas pessoas que desejam colaborar com o site muitas vezes não observam que o Digestivo busca manter um padrão editorial, é uma publicação, e que por isso possui alguns parâmetros. De qualquer forma, é reconfortante ver que isso também está mudando.

Que conselho daria para quem quer Colaborar com o Digestivo Cultural? E para quem quer ser editor (não necessariamente editor do site ou de sites)?
Para colaborar com o Digestivo, tem de escrever bem sobre um determinado assunto a ponto de fazer com que o leitor sinta-se à vontade com o texto. Como editor, mais até do que jornalista cultural, é fundamental ler sobre todos os assuntos porque, ao contrário do que se propaga por aí, os temas estão muito relacionados.


Fabio Silvestre Cardoso
Segunda-feira, 5/12/2005


Mais Editor & Editor-assistente
Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PÓS-MODERNIDADE ÉTICA E EDUCAÇÃO
PEDRO GOERGEN
AUTORES ASSOCIADOS
(2001)
R$ 17,00



TESTEMUNHOS DE AMOR
MARIA SALVADOR - ESPÍRITO AMARAL ORNELLAS
LACHATRE
(2004)
R$ 24,15



A MULHER É UM SHOW
EDSON DE PAULA
SER MAIS
R$ 14,95
+ frete grátis



A CONFRARIA
JOHN GRISHAM
ROCCO
(2000)
R$ 4,60



OS FATOS SOBRE O CATOLICISMO ROMANO
JOHN ANKERBER E JOHN WELDON
CHAMADA DA MEIA NOITE
(1997)
R$ 11,90



VIVÊNCIA E ACONTECÊNCIAS DE UM MATEMÁTICO
ANTÔNIO MOREIRA CALAES
EDITORIAL LEMOS
(2004)
R$ 9,90



RECURSO ESPECIAL PARA O STJ - TEORIA GERAL E ADMISSIBILIDADE
NELSON LUIZ PINTO
MALHEIROS
(1996)
R$ 12,00



CÁLCULO , VOLUME 1
GEORGE B. THOMAS
PEARSON
(2012)
R$ 65,00



CENÁRIOS DA IGREJA
JOÃO BATISTA LIBÂNIO
LOYOLA
(1999)
R$ 20,00



O SOBRINHO DE RAMEAU - DIDEROT
DIDEROT
ESCALA
(2006)
R$ 4,00





busca | avançada
37760 visitas/dia
947 mil/mês