Editor-assistente | Digestivo Cultural

busca | avançada
27136 visitas/dia
757 mil/mês
Mais Recentes
>>> Últimas vagas para oficinas gratuitas de música e ballet em Horizontina
>>> Piscina gigante de bolinhas e brincadeiras no Shopping Cidade São Paulo
>>> Cinecão- A Má educação:uma obra aberta
>>> Espetáculo musical cultura caipira para crianças na Fundação Ema Klabin
>>> De um Velho Amigo ao "Velho Amigo"
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Revolusséries
>>> Mais espetáculo que arte
>>> Thoreau, Mariátegui e a experiência americana
>>> Meu querido aeroporto #sqn
>>> Essas moças de mil bocas
>>> Como uma Resenha de 'Como um Romance'
>>> Quem é mesmo massa de manobra?
>>> Imprimam - e repensem - suas fotografias
>>> Um Cântico para Rimbaud, de Lúcia Bettencourt
>>> Longa vida à fotografia
Colunistas
Últimos Posts
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
>>> Ajudando um amigo
>>> Ebook gratuito
>>> Poesia para jovens
>>> Nirvana pra todos os gostos
>>> Diego Reeberg, do Catarse
>>> Ed Catmull por Jason Calacanis
>>> Lançamento e workshop em BH
Últimos Posts
>>> Convite para as coisas que não aconteceram
>>> Faca de estrelas
>>> Estalactites
>>> A economia que a politicagem comeu
>>> "Duas Ninfas", processo de criação da pintura
>>> Se correr o bicho pega. Se ficar o bicho come...
>>> Suores
>>> DOIS POEMETOS E UM SONETO INÉDITO
>>> O encontro improvavel
>>> Trêmulo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O holismo conformado
>>> A literatura, a internet e um papo com Alex Castro
>>> Entrevista com Catarse
>>> Vida virtual, vida real
>>> Eu amo jornalismo
>>> Direto do show do Chickenfoot
>>> Suzana Andres
>>> Ficção Brasileira Contemporânea, por Karl Erik Schøllhammer
>>> Romaria e prece em Guatapará
>>> A internet e as comunidades virtuais
Mais Recentes
>>> Parapsicologia Hoje e Amanhã
>>> Conversas no Adro da Igreja
>>> A Palavra e o Espírito
>>> O Profeta
>>> As Brumas de Avalon- A grande rainha - Livro 2
>>> Unidos para sempre
>>> A Revolução de 30 & Da República Velha ao Estado Novo
>>> Ícones do Século XX
>>> Canaviais e engenhos na vida política do Brasil
>>> No ar, PRK-30 & O mais famoso programa de humor da era do rádio
>>> História de um país inexistente & O Pantanal entre os séculos 16 e 18
>>> Cidade do Fogo Celestial
>>> Cidade das Almas Perdidas
>>> Cidade dos Anjos Caídos
>>> Cidade de Vidro
>>> Cidade dos Ossos
>>> Cidade das Cinzas
>>> Sussurro. Hush,Hush
>>> Crescendo Hush Hush
>>> Silêncio Hush, Hush
>>> Gestão de Marketing e Branding
>>> Revelações - Assassin's Creed
>>> Renegado - Assassin's Creed
>>> Árvore e folha
>>> Hobbitt
>>> Jornada para casa
>>> Dieta de Academia: 120 receitas para malhar, secar e definir
>>> Vida!
>>> Historias de vida
>>> Limpeza do fígado e da vesícula
>>> Cavaleiros de Jesus
>>> Bruxaria natural
>>> Iniciação, elevação e exaltação maçônicas
>>> Aumento da potência do toque quântico
>>> A grande volta de Elvis Presley
>>> Magia na cozinha: tempero da bruxA
>>> Kirael: os dez princípios da criação consciente
>>> Energia de cura, oração e relaxamento
>>> Uma vida entre o céu e a terra
>>> Umbanda sagrada
>>> Lei da atração
>>> Como é bom ser gremista
>>> Hello Kitty: um dia com papai
>>> Hello Kitty: hello dia das bruxas
>>> O Autêntico Evangelho de Jesus
>>> Matrix- Bem-vindo ao deserto do Real
>>> Meninos de ouro
>>> A bioética e a Questão de Deus-Caminho secular de interioridade e de espiritualidade
>>> Animismo ou Espiritismo?
>>> Trilogia Miriam Bandeira( Nós, Cortes e Entreatos)
EDITORIAIS >>> Editor & Editor-assistente

Segunda-feira, 5/12/2005
Editor-assistente
Fabio Silvestre Cardoso

+ de 4800 Acessos

Fabio, como você começou nessa história de jornalismo?
Há uns onze anos, mais ou menos. No colégio, em 1994, eu editei um suplemento para a Copa do Mundo de 1994. Ninguém levou aquele trabalho a sério, mas eu me dediquei a valer nesse meu primeiro trabalho jornalístico. Desde então, eu já sabia que queria ser jornalista, mas não na área de cultura. O jornalismo cultural só veio depois.

Você escreve bem, é organizado, respeita os deadlines, as pautas... Já havia pensado antes em “editar”?
Na Universidade, fui um editor “precoce” de uma publicação laboratório. Naquela época, muita gente desprezava a atividade, mas eu achava fundamental porque me trazia disciplina e a importância de respeitar os prazos.

Como você vê os editores por aí? Alguém em especial (não vale me citar, tá)? Como anda a edição no jornalismo brasileiro como um todo?
De um modo geral, não vejo mais grandes editores no jornalismo brasileiro. Há, sim, burocratas, que servem como controladores das hierarquias organizacionais. Em relação aos nomes, e já que eu não posso te citar, vamos lá: Fernando Barros e Silva (da Folha de S.Paulo); Reinaldo Azevedo (da Primeira Leitura); e Mino Carta (da CartaCapital). Creio que eles conseguem imprimir uma assinatura particular às coberturas dos respectivos veículos, o que não acontece na maioria dos jornais, revistas e programas de TV porque o turn over nas redações é muito grande.

Para não perder o hábito, vamos falar mal do jornalismo cultural? Você acha que ainda tem salvação? Se não, por quê? Se sim, como?
Bom, o jornalismo cultural segue a mesma sina do jornalismo em geral. Falta um trabalho coerente, mas que seja menos automático e menos previsível. Fica fácil até listar os problemas: pautas repetitivas, o celebridismo em torno dos mesmos nomes, a ausência da crítica. Ainda assim, encontramos alguns ótimos exemplos de resistência. Na internet, e eu não falo apenas do Digestivo, há sempre a possibilidade de renovação. E mesmo no meio impresso, alguns suplementos, como o Rascunho, permanecem com a árdua intenção de discutir cultura no Brasil.

Você pensa em praticar outras modalidades de jornalismo (além do cultural)? Se sim, quais?
Jornalismo internacional é uma modalidade que me parece muito interessante porque lida com um material mais rico que o jornalismo em geral. Além do mais, essa modalidade também permite textos mais reflexivos.

Falando agora da sua breve – mas já significativa – experiência no Digestivo... Como vê as diferenças, em matéria de edição, entre a Web e o impresso?
Na internet, há sempre a vantagem de realizar a edição em tempo real, mas não acredito, como muitos pensam, que se trata de um trabalho mais fácil por isso. É uma atividade que demanda o mesmo esforço tanto com a qualidade do texto quanto com a coerência das informações, porque, ao contrário do impresso, o que está na internet fica por lá, acessível a todos, por muito mais tempo.

Acha que os Colaboradores do Digestivo pretendem esse “salto” em direção ao jornalismo (tradicional)? Ou acha que todo mundo quer, no fundo, virar literatura?
Acredito que os objetivos estejam divididos, com uma leve vantagem para os que desejam a literatura, como a Ana Elisa Ribeiro, o Luis Eduardo Matta e a Andréa Trompcynski, para citar alguns nomes. Nesse sentido, o jornalismo, para muitos dos colaboradores (falo inclusive dos que já deixaram de escrever aqui), funciona como uma espécie de “treino”, muito embora o Marcelo Miranda e a Adriana Baggio mantenham colunas mais jornalísticas e, a meu ver, sem pretensões literárias.

O que mudou desde que você começou? Como você via o trabalho antes e como o vê agora, quase seis meses depois? Tinha muitas ilusões? Teve boas surpresas?
Sinceramente, eu achava que era mais simples do que de fato é. Mas passei a me organizar melhor desde que comecei minhas tarefas. Achava que teria muitas reclamações por parte dos colaboradores, mas isso não aconteceu, felizmente.

O que é reconfortante e o que é frustante no trabalho de editor? (Pode falar, os Colunistas não vão ficar bravos...)
Ter de esperar pelas colunas depois dos deadlines é, sem dúvida, a mais ingrata das tarefas. Além do mais, ver que algumas pessoas que desejam colaborar com o site muitas vezes não observam que o Digestivo busca manter um padrão editorial, é uma publicação, e que por isso possui alguns parâmetros. De qualquer forma, é reconfortante ver que isso também está mudando.

Que conselho daria para quem quer Colaborar com o Digestivo Cultural? E para quem quer ser editor (não necessariamente editor do site ou de sites)?
Para colaborar com o Digestivo, tem de escrever bem sobre um determinado assunto a ponto de fazer com que o leitor sinta-se à vontade com o texto. Como editor, mais até do que jornalista cultural, é fundamental ler sobre todos os assuntos porque, ao contrário do que se propaga por aí, os temas estão muito relacionados.


Fabio Silvestre Cardoso
Segunda-feira, 5/12/2005


Mais Editor & Editor-assistente
Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




DO GATO AO GATINHO
VÁRIOS
LAROUSSE
(2012)
R$ 77,00



A CRISE FINAL
ERVIN LASLO
FRANCISCO ALVES
(1986)
R$ 39,00



O ENGENHOSO FIDALGO D. QUIXOTE DA MANCHA - VOL 1 E 2
MIGUEL DE CERVANTES
ABRIL
(2010)
R$ 30,00



VIAGEM AO CENTRO DA TERRA
JÚLIO VERNE
MARTIN CLARET
(2011)
R$ 18,32



PARA O AMOR DAR CERTO
CHRISTIANE BLANK , RENOLD BLANK
PAULUS
(2010)
R$ 17,00



O NOME
FRANKLIN GRAHAM COM BRUCE NYGREN
CPAD
(2003)
R$ 17,90



MANUAL DE MANIPULACIÓN Y CONSTRUCCIÓN DE TÍTERES (TEATRO DE BONECOS)
JOSEFINA DÍAZ
EDITORIAL PUEBLO Y EDUCACIÓN
(1981)
R$ 8,00



UMA HISTÓRIA DA MÚSICA POPULAR BRASILEIRA DAS ORIGENS Á MODERNIDADE
JAIRO SEVERIANO
34
(2008)
R$ 50,00



CODIGO DE PROCESSO CIVIL E LEGISLAÇAO PROCESSUAL EM VIGOR
THEOTONIO NEGRAO
SARAIVA
(1996)
R$ 12,00



ARISTÓFANES/MENANDRO (A PAZ E O MISANTROPO) - TEATRO GREGO
ARISTÓFANES/MENANDRO
EDIOURO
R$ 12,00





busca | avançada
27136 visitas/dia
757 mil/mês