Editor-assistente | Digestivo Cultural

busca | avançada
37091 visitas/dia
862 mil/mês
Mais Recentes
>>> Banda Matatag lança seu primeiro single '101'
>>> Affonso Romano de Sant'Anna lança série de reflexões sobre o universo artístico e a história da arte
>>> MIRACULOUS: AS AVENTURAS DE LADYBUG ESTREIA TEMPORADA NO TEATRO PROCÓPIO FERREIRA EM SÃO PAULO
>>> Exposição | Tão diferentes, tão atraentes
>>> O Humor na Intimidade: Manual - O que os homens jamais devem fazer na hora do sexo
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A noite iluminada da literatura de Pedro Maciel
>>> Apontamentos de inverno
>>> Literatura, quatro de julho e pertencimento
>>> O Abismo e a Riqueza da Coadjuvância
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 4. Museu Paleológico
>>> Um caso de manipulação
>>> Brasil, o buraco é mais embaixo
>>> Nós que aqui estamos pela ópera esperamos
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 3. Um Jogo de Poker
>>> Retratos da ruína
Colunistas
Últimos Posts
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
>>> Ajudando um amigo
Últimos Posts
>>> Maturidade
>>> Ponto cruz
>>> Elevador divino
>>> Na hora do rush
>>> Cubica(mente)
>>> Adentrando o mundo humano - Pensamento
>>> Modelar(mente)
>>> Trans(corrente)
>>> Quanto às perdas III
>>> O pão nosso de cada dia
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Pagando promessas na terra do sol
>>> As Sobras do Banquete
>>> Intolerância
>>> A Lógica do Cisne Negro, de Nassim Nicholas Taleb
>>> A Lógica do Cisne Negro, de Nassim Nicholas Taleb
>>> Ter e Não Ter, de Hemingway
>>> Não contem com o fim do livro, uma conversa com Umberto Eco
>>> Metallica e nostalgia
>>> O País da Fila
>>> Edvaldo Pereira Lima
Mais Recentes
>>> A Latin Dictionary for High-School Students
>>> Fênix e Harpia - Faces míticas da poesia e da poética de Ivan Junqueira
>>> João do Rio
>>> Retórica do Silêncio - teoria e prática do texto literário - 2ª ed.
>>> Ascensão e Declínio do Estado
>>> O Rei dos Jagunços
>>> Equador
>>> Estudos de Filosofia do Direito
>>> Pé de guerra - memórias de uma menina na guerra da Bahia
>>> A dama e o unicórnio
>>> O atlas proibido
>>> Economia e Sociedade na Grécia Antiga
>>> O último Judeu uma Historia de Terror na Inquisição
>>> O declínio da URSS. Um estudo das causas
>>> A bruxa de Kepler
>>> Guia de alimentos da dieta de South Beach
>>> Novembro de 63
>>> Boca de Luar
>>> 1789-1808 O Império Luso-brasileiro e os Brasis
>>> Desabrigo 2ª tiragem
>>> O Direito na História - Lições Introdutórias
>>> O despertar da Irlanda
>>> Os príncipes da Irlanda
>>> Manual de teoria geral do direito civil
>>> A Vida do Barão do Rio Branco - 3ª ed.
>>> Princípios Básicos de Direito Penal
>>> Coleção Os Pensadores: Malinowski
>>> Coleção Os Pensadores: Adam Smith, Ricardo
>>> Coleção Os Pensadores: Jeremy Bentham, John Stuart Mill
>>> Coleção Os Pensadores: Saussure, Jakobson, Hjelmslev, Chomsky
>>> Coleção Os Pensadores: Wittgenstein
>>> Coleção Os Pensadores: Comte
>>> Coleção Os Pensadores: Kierkegaard
>>> Coleção Os Pensadores: Bachelard
>>> Coleção Os Pensadores: Bergson
>>> Coleção Os Pensadores: Rousseau
>>> Coleção Os Pensadores: Nietzsche
>>> Coleção Os Pensadores: Keynes, Kalecki
>>> Coleção Os Pensadores: Heidegger
>>> Coleção Os Pensadores: Jefferson, Federalistas, Paine, Toqueville
>>> Coleção Os Pensadores: Russel
>>> Coleção Os Pensadores: Durkheim
>>> Coleção Os Pensadores: Piaget
>>> Coleção Os Pensadores: Sartre
>>> Coleção Os Pensadores: Vico
>>> Coleção Os Pensadores: Montesquieu
>>> Coleção Os Pensadores: Benjamim, Habermas, Horkheimer, Adorno
>>> Hotel Atlântico
>>> Primos entre si- Temas em Proust e Machado de Assis
>>> Orson Welles
EDITORIAIS >>> Editor & Editor-assistente

Segunda-feira, 5/12/2005
Editor-assistente
Fabio Silvestre Cardoso

+ de 4900 Acessos

Fabio, como você começou nessa história de jornalismo?
Há uns onze anos, mais ou menos. No colégio, em 1994, eu editei um suplemento para a Copa do Mundo de 1994. Ninguém levou aquele trabalho a sério, mas eu me dediquei a valer nesse meu primeiro trabalho jornalístico. Desde então, eu já sabia que queria ser jornalista, mas não na área de cultura. O jornalismo cultural só veio depois.

Você escreve bem, é organizado, respeita os deadlines, as pautas... Já havia pensado antes em “editar”?
Na Universidade, fui um editor “precoce” de uma publicação laboratório. Naquela época, muita gente desprezava a atividade, mas eu achava fundamental porque me trazia disciplina e a importância de respeitar os prazos.

Como você vê os editores por aí? Alguém em especial (não vale me citar, tá)? Como anda a edição no jornalismo brasileiro como um todo?
De um modo geral, não vejo mais grandes editores no jornalismo brasileiro. Há, sim, burocratas, que servem como controladores das hierarquias organizacionais. Em relação aos nomes, e já que eu não posso te citar, vamos lá: Fernando Barros e Silva (da Folha de S.Paulo); Reinaldo Azevedo (da Primeira Leitura); e Mino Carta (da CartaCapital). Creio que eles conseguem imprimir uma assinatura particular às coberturas dos respectivos veículos, o que não acontece na maioria dos jornais, revistas e programas de TV porque o turn over nas redações é muito grande.

Para não perder o hábito, vamos falar mal do jornalismo cultural? Você acha que ainda tem salvação? Se não, por quê? Se sim, como?
Bom, o jornalismo cultural segue a mesma sina do jornalismo em geral. Falta um trabalho coerente, mas que seja menos automático e menos previsível. Fica fácil até listar os problemas: pautas repetitivas, o celebridismo em torno dos mesmos nomes, a ausência da crítica. Ainda assim, encontramos alguns ótimos exemplos de resistência. Na internet, e eu não falo apenas do Digestivo, há sempre a possibilidade de renovação. E mesmo no meio impresso, alguns suplementos, como o Rascunho, permanecem com a árdua intenção de discutir cultura no Brasil.

Você pensa em praticar outras modalidades de jornalismo (além do cultural)? Se sim, quais?
Jornalismo internacional é uma modalidade que me parece muito interessante porque lida com um material mais rico que o jornalismo em geral. Além do mais, essa modalidade também permite textos mais reflexivos.

Falando agora da sua breve – mas já significativa – experiência no Digestivo... Como vê as diferenças, em matéria de edição, entre a Web e o impresso?
Na internet, há sempre a vantagem de realizar a edição em tempo real, mas não acredito, como muitos pensam, que se trata de um trabalho mais fácil por isso. É uma atividade que demanda o mesmo esforço tanto com a qualidade do texto quanto com a coerência das informações, porque, ao contrário do impresso, o que está na internet fica por lá, acessível a todos, por muito mais tempo.

Acha que os Colaboradores do Digestivo pretendem esse “salto” em direção ao jornalismo (tradicional)? Ou acha que todo mundo quer, no fundo, virar literatura?
Acredito que os objetivos estejam divididos, com uma leve vantagem para os que desejam a literatura, como a Ana Elisa Ribeiro, o Luis Eduardo Matta e a Andréa Trompcynski, para citar alguns nomes. Nesse sentido, o jornalismo, para muitos dos colaboradores (falo inclusive dos que já deixaram de escrever aqui), funciona como uma espécie de “treino”, muito embora o Marcelo Miranda e a Adriana Baggio mantenham colunas mais jornalísticas e, a meu ver, sem pretensões literárias.

O que mudou desde que você começou? Como você via o trabalho antes e como o vê agora, quase seis meses depois? Tinha muitas ilusões? Teve boas surpresas?
Sinceramente, eu achava que era mais simples do que de fato é. Mas passei a me organizar melhor desde que comecei minhas tarefas. Achava que teria muitas reclamações por parte dos colaboradores, mas isso não aconteceu, felizmente.

O que é reconfortante e o que é frustante no trabalho de editor? (Pode falar, os Colunistas não vão ficar bravos...)
Ter de esperar pelas colunas depois dos deadlines é, sem dúvida, a mais ingrata das tarefas. Além do mais, ver que algumas pessoas que desejam colaborar com o site muitas vezes não observam que o Digestivo busca manter um padrão editorial, é uma publicação, e que por isso possui alguns parâmetros. De qualquer forma, é reconfortante ver que isso também está mudando.

Que conselho daria para quem quer Colaborar com o Digestivo Cultural? E para quem quer ser editor (não necessariamente editor do site ou de sites)?
Para colaborar com o Digestivo, tem de escrever bem sobre um determinado assunto a ponto de fazer com que o leitor sinta-se à vontade com o texto. Como editor, mais até do que jornalista cultural, é fundamental ler sobre todos os assuntos porque, ao contrário do que se propaga por aí, os temas estão muito relacionados.


Fabio Silvestre Cardoso
Segunda-feira, 5/12/2005


Mais Editor & Editor-assistente
Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




GEISY ARRUDA - VESTIDA PARA CAUSAR
RAMPAZZO FABIANO
MATRIX
(2010)
R$ 9,90



A CASA DO MORTOS - DOSTOIÉVSKI (LITERATURA RUSSA)
DOSTOIÉVSKI
EDIBOLSO
(2016)
R$ 12,00



CIDADES BRASILEIRAS - O PASSADO E O PRESENTE
ROSICLER MARTINS RODRIGUES
MODERNA
(1992)
R$ 10,00



SAÚDE - ENTENDENDO AS DOENÇAS, A ENCICLOPÉDIA MÉDICA DA FAMÍLIA
ALFREDO SALIM HELITO E PAULO KAUFFMAN
NOBEL
R$ 37,00



LINHA DÁGUA - ENTRE ESTALEIROS E HOMENS DO MAR
AMYR KLINK
COMPANHIA DAS LETRAS
(2006)
R$ 12,00



MADAME BOVARY - EDIÇÃO DE BOLSO
GUSTAVE FLAUBERT
MARTIN CLARET
(2013)
R$ 14,00



APRENDA A INVESTIR EM AÇÕES E A OPERAR NA BOLSA VIA INTERNET
CARLOS A H BRUM
CIÊNCIA MODERNA
(2007)
R$ 15,00



A FILOSOFIA DO MUNDO NOVO- SÉCULOS XVI E XVII- VOLUME 3
FRANÇOIS CHÂTELET ( ORG)
ZAHAR
(1974)
R$ 59,90
+ frete grátis



C. T. STUDD CRICKETER PIONEER
NORMAN P. GRUBB
MOODY PRESS
(1962)
R$ 40,00
+ frete grátis



ABRAÇO DE URSO
CLÁUDIA COTES
MELHORAMENTOS
(2013)
R$ 4,90





busca | avançada
37091 visitas/dia
862 mil/mês