Meu vizinho conversa com Deus | André Barcinski

busca | avançada
31576 visitas/dia
586 mil/mês
Mais Recentes
>>> Cia de Danças de Diadema apresenta-se na CAIXA Cultural Rio de Janeiro
>>> Confraria do Vinil chega ao Cachaça Social Club na Lapa
>>> Windsor Marapendi apresenta Companhia Estadual de Jazz
>>> CarnaRock KISS FOR KIDS
>>> Para compreender a filosofia de Schopenhauer
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Imprimam - e repensem - suas fotografias
>>> Um Cântico para Rimbaud, de Lúcia Bettencourt
>>> Longa vida à fotografia
>>> Oswald de Andrade e o
>>> Nuvem Negra*
>>> Em defesa da arte urbana nos muros
>>> Vocês, que não os verei mais
>>> Em nome dos filhos
>>> O Que Podemos Desejar; ou: 'Hope'
>>> Píramo e Tisbe
Colunistas
Últimos Posts
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
>>> Ajudando um amigo
>>> Ebook gratuito
>>> Poesia para jovens
>>> Nirvana pra todos os gostos
>>> Diego Reeberg, do Catarse
>>> Ed Catmull por Jason Calacanis
>>> Lançamento e workshop em BH
Últimos Posts
>>> Fotógrafa da Amazônia é destaque na Europa
>>> Matiz carmim (série: Sonetos)
>>> Gente que corre
>>> Inventário de provas
>>> Escrever, escrever, escrever...
>>> Políticos e suas politicas
>>> Marceneiro
>>> Hércules e seu doutorado sanduíche com Aristóteles
>>> Caminhos
>>> Eroti(cidade)
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Há vida inteligente fora da internet?
>>> As melhores capas de 2008
>>> Por uma lógica no estudo da ortografia
>>> Píramo e Tisbe
>>> A letargia crítica na feira do vale-tudo da arte
>>> A vida se elabora no Ano Novo
>>> Pais e filhos, maridos e esposas II
>>> Surviving IPO Fever
>>> Publicar em papel? Pra quê?
>>> Como uma criança
Mais Recentes
>>> A droga da obediência
>>> A droga do amor
>>> Anjo da morte
>>> Anjo da morte
>>> Robin Hood
>>> A marca de uma lágrima
>>> Rick e a girafa
>>> Julinho, o sapo
>>> Como se fosse dinheiro
>>> O homem que sabia javanês
>>> O reizinho mandão
>>> O catador de papel II
>>> O código polinômio
>>> História de sinais
>>> Judy Moody Salva o Mundo!
>>> História econômica Agricultura, indústria e populações
>>> A Questão Pneumatológica em Yves Marie-Joseph Congar- O Espírito e o Verbo- As duas Mãos do Pai
>>> A testemunha ocular do crime
>>> Morte na Mesopotâmia
>>> O mistério do trem azul
>>> Spharion
>>> Os crimes A B C
>>> Uma Exposição das Sete Eras da Igreja
>>> Vovó tem Alzha... o quê?
>>> Física - Volume Único - Curso Completo
>>> A menina que roubava livros
>>> Sonhos de Volúpia
>>> Ciprestre Triste
>>> CLT - Consolidação das Leis do Trabalho
>>> Autobiografia de um Iogue
>>> Lazarillo de Tormes + Cd - Nível 3 - Colección Leer En Español
>>> O manual da fotografia digital
>>> Gabriela, cravo e canela
>>> O Morro dos Ventos Uivantes
>>> Calendário do Poder
>>> Uma Longa Jornada
>>> O Futuro da Democracia - 7ª Edição Revista e Ampliada
>>> O espírito de empresa
>>> Sucesso sem Stress
>>> O Agente Infiitrado
>>> A arte da seduçaõ
>>> Reengenharia da informaçaõ
>>> Bases Fisiológicas da Educaçao Física e dos Desportos
>>> Reprodução Humana
>>> Enciclopédia do Patrimonio da Humidade
>>> O caminho para a paz interior
>>> Famílias feitas para vencer
>>> Um võo lendário na rota da Aéropostale
>>> Nações do Mundo
>>> Nações do Mundo
ENSAIOS

Segunda-feira, 8/11/2010
Meu vizinho conversa com Deus
André Barcinski

+ de 3600 Acessos
+ 1 Comentário(s)


LIANA TIMM© (http://timm.art.br/)

Oito da manhã de sábado, e um lamento lúgubre invade nossa casa: "Espíritoooooooooooo..... espíritooooooooooo...".

É o terceiro fim de semana seguido em que isso acontece. É como um uivo alto e incômodo, acompanhado por um teclado meio progressivo. É o que se poderia chamar de música, mas que prefiro definir como trilha sonora de execução medieval.

O autor é meu vizinho. Mal amanhece o dia, ele liga seu possante soundsystem e põe a maldita canção. Sempre a mesma.

A janela do nosso quarto fica a uns 50 metros dos alto-falantes do sujeito, mas parece que a banda está tocando no pé da cama. A voz ecoa pelas paredes como um mantra do além. É apavorante.

Neste sábado, não aguentei e fui falar com ele.

Fui atendido por um senhor que recolhia folhas no quintal: "Ele não está, saiu para comprar pão". Ah, entendi, então ele deve ter calculado o volume do soundsystem para ser ouvido na padaria, que fica a uns 1600 metros da casa.

Depois de 15 minutos, chega o vizinho. Confesso que não era o que eu esperava: o sujeito era forte como um halterofilista, usava uma regata e tinha o corpo inteiro coberto de tatuagens. Parecia um roadie do Social Distortion.

Expliquei minha situação: minha filha de dois anos está em casa chorando, com medo dos espíritos. Será que eles não poderiam baixar lá em casa um pouco mais tarde? Precisava ser às 8 da manhã de sábado?

Ele foi surpreendentemente compreensivo. Pediu desculpas e baixou a potência do soundsystem para um volume mais adequado ao horário, algo no meio do caminho entre o trio elétrico da Daniela Mercury e a turbina de um 767.

Fui embora, satisfeito e otimista com a possibilidade de entendimento entre homens de boa vontade.

Aqui, vale um parêntese: não vou dizer a que igreja o vizinho pertence, mesmo porque não sei. Hoje em dia são tantas as denominações que corro o risco de me enganar. Além do mais, o tema deste texto não é religião, mas a falta de civilidade de quem acha normal impingir seus gostos ― musicais ou religiosos ― nos vizinhos.

De volta à nossa rua. Passamos um sábado tranquilo, ouvindo os espíritos ao longe. Mas, à noite, o bicho pegou.

Lá pelas 9 horas, outro som da pesada começou: "Welcome to the jungleeeeeeeeee!" Era Guns N' Roses. Axl Rose espantou todos os pássaros, cães, minhocas, enfim, todos os seres vivos que costumam buscar refúgio em nosso quarteirão.

Na sequência rolaram AC/DC, Legião Urbana, Nirvana, Ramones, Raimundos e até Sex Pistols ("Anarchy in the UK"), canção que, curiosamente, começa com o verso "eu sou um anticristo".

Foi duro. Mas deixou uma lição: falta de civilidade não tem religião e nem horário. É universal.

Alguns leitores lembraram, num outro texto meu, de uma grande frase de Chesterton sobre música ao vivo em restaurantes: "Música com jantar é um insulto tanto ao cozinheiro quanto ao violinista".

Chesterton morreu em 1936. Não teve tempo de experimentar o boom dos possantes soundsystems caseiros. Se tivesse, certamente teria escrito algo sobre meu vizinho.

Nota do Editor
Texto gentilmente cedido pelo autor. Originalmente publicado no blog de André Barcinski, hospedado no Folha Online.


André Barcinski
São, 8/11/2010

Mais André Barcinski
Mais Acessados de André Barcinski
01. Joey e Johnny Ramone - 24/10/2011
02. Manifesto da culinária ogra - 28/2/2011
03. Amy e a hipocrisia coletiva - 8/8/2011
04. Manual do Publicitário - 6/6/2011
05. Meu vizinho conversa com Deus - 8/11/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
8/11/2010
00h52min
É incrível a falta de percepção das pessoas. Todos os dias uso transporte coletivo e sempre tenho que escutar esses "soundsystems" portáteis que esses cidadãos possuem, como se não bastasse o ônibus lotado ainda sou obrigada que aguentar aquelas músicas.
[Leia outros Comentários de Aline M. de Lima]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




HISTÓRIA DA CULTURA TEATRAL
MAX GEISENHEYNER
HERDER
(1961)
R$ 32,00



O RETRATO DE DORIAN GRAY
OSCAR WILDE
ABRIL COLEÇÕES
(2010)
R$ 20,00



PRÉ-ESCOLA É NÃO É ESCOLA
MARIA LUCIA A. MACHADO
PAZ E TERRA
(1991)
R$ 10,00



NIETZSCHE- O FILÓSOFO DO NIILISMO E DO ETERNO RETORNO
SNTÔNIO C. BRAGA
ESCALA
(2011)
R$ 15,50



ECCE HOMO
FRIEDRICH NIETZSCHE
SARAIVA DE BOLSO
(2010)
R$ 10,00



MAPA DA VIDA
EDSON DE PAULA E MAURÍCIO SITA
SER MAIS
R$ 29,45
+ frete grátis



ANTOLOGIA DA CARIDADE UMA REFLEXAO TEOLOGICO PASTORAL
MARCIO ANATOLE DE SOUSA ROMEIRO
LOYOLA
(2002)
R$ 7,00



HQ A TURMA DO PERERÊ + ALMANAQUE 1
ZIRALDO
ABRIL JOVEM
(1991)
R$ 7,00



FESTA DE CRIANCA
LUIS FERNANDO VERISSIMO
ATICA
(2011)
R$ 8,00



ESAÚ E JACÓ / MEMORIAL DE AIRES
MACHADO DE ASSIS
NOVA CULTURAL
(2003)
R$ 15,00





busca | avançada
31576 visitas/dia
586 mil/mês