Meu vizinho conversa com Deus | André Barcinski

busca | avançada
45922 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Anna Muylaert debate produções da sétima arte no Estação Plural
>>> FERNANDO MARTINS - Commedia dell´Arte
>>> Fórum ampliado do PMLLB.Rio
>>> São Caetano do Sul recebe a primeira ABC Comic-Con em 7 de maio
>>> Fernanda Magalhães apresenta nova performanceno Sesc Cadeião em Londrina
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Tricordiano, o futebol é cardíaco
>>> Ação Social
>>> Antes que seque
>>> Etapas em combustão
>>> Antonia, de Morena Nascimento
>>> O suicídio na literatura
>>> 'As vantagens do pessimismo', de Roger Scruton
>>> E+ ou: O Estadão tentando ser jovem, mais uma vez
>>> Literatura engajada
>>> O Novo Museu da Estação da Luz: uma Proposta
Colunistas
Últimos Posts
>>> Temporada 2016 do Mozarteum
>>> Curso de projetos literários
>>> Patuá em festa
>>> Literatura: direito humano
>>> Geraldo Rufino no #MitA
>>> Portal dos Livreiros: 6 meses!
>>> Ryley Walker
>>> Leia Mulheres - BH
>>> Adagio ma non troppo
>>> Psiu Poético 30 anos
Últimos Posts
>>> d'EUS
>>> 5 coisas que o escritor iniciante precisa saber
>>> Passando o Caixa
>>> Rito e mito, falando serio.
>>> A diferença entre um mestre e um doutor
>>> Blow up: depois daquele beijo
>>> Uma propina da mesma Orcrim quando apareceu
>>> Born To Be Wild
>>> O Autorretrato
>>> Mãos Sujas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Como tirar proveito de seus inimigos, de Plutarco
>>> Uma Srta. e um Blog
>>> @mores bizarros
>>> Para o Daniel Piza. De uma leitora
>>> Todo mundo quer informação
>>> O titânico Anselm Kiefer no Centre Pompidou
>>> Dalton Trevisan revisitado
>>> Django Unchained, de Quentin Tarantino
>>> Ryley Walker
>>> Daniel Piza me fez começar a escrever
Mais Recentes
>>> Acerca del Alma
>>> Las Formas Elementales de la Vida Religiosa
>>> UM BRASIL PARA CRIANÇAS-para conhecer a literatura infantli brasileira:histórias, autores e textos
>>> Abraçado ao meu rancor
>>> Rimbaud da América e Outras Iluminações
>>> Contos, Fábulas e Aforismos
>>> A Força da Palavra
>>> Lavoura Arcaica
>>> Os Contos de Belazarte
>>> À Margem da Linha
>>> O Avesso dos Dias
>>> O Estaleiro
>>> Divisão Hollywood
>>> A Morte de um Holandês
>>> Os Filhos da Noite
>>> A Lua É um Balão
>>> Cavalos de Raça e Mulheres de Classe
>>> As Moscas Azuis
>>> Os Demônios Morrem Duas Vezes
>>> O Livro Roubado
>>> O Poder do Ouro - A história de uma obssesão
>>> Também o Cisne Morre
>>> Desengano
>>> Pensadores da Liberdade - Em torno de um conceito V1
>>> 1.280 Almas
>>> Tudo Para Entrar no Guiness - A jornada de um homem para entrar no Livro dos Recordes
>>> O Aviso na Muralha - A China e o Ocidente no Século XXI
>>> Zoom - A Corrida Global para Abastecer o Carro do Futuro
>>> Dinheiro Fácil
>>> As Duas Faces de Janeiro
>>> Longe de Manaus
>>> Ascensão e Queda do Imperio X
>>> América Aracnídea
>>> Abel Sánchez - Uma história de paixão
>>> O Senhor Ventura
>>> Meu Marido
>>> Pelas Pedras do Caminho Mineral
>>> O Coração da Floresta
>>> O Petróleo e a Glória - A corrida pelo Império e a fortuna do Mar Cáspio
>>> O Bandido da Chacrete - Ascensão e Queda de um Fundador do Comando Vermelho
>>> Cupom Zero
>>> Descanse em Paz - Histórias Sobre os Últimos Dias de Poe, Dickinson, Twain, Jmaes e Hemingway
>>> Noites de Sábado e Outras Noites Cariocas
>>> Bilhar Indiscreto
>>> A Busca - Energia, Segurança e a Reconstrução do Mundo Moderno
>>> Desagregação - Por Dentro de Uma Nova América
>>> A Casa do Meu Avô
>>> Como Funciona a Ficção
>>> Um Riso em Decúbito
>>> Memória do Cotidiano Volume 6
ENSAIOS

Segunda-feira, 8/11/2010
Meu vizinho conversa com Deus
André Barcinski

+ de 3400 Acessos
+ 1 Comentário(s)


LIANA TIMM© (http://timm.art.br/)

Oito da manhã de sábado, e um lamento lúgubre invade nossa casa: "Espíritoooooooooooo..... espíritooooooooooo...".

É o terceiro fim de semana seguido em que isso acontece. É como um uivo alto e incômodo, acompanhado por um teclado meio progressivo. É o que se poderia chamar de música, mas que prefiro definir como trilha sonora de execução medieval.

O autor é meu vizinho. Mal amanhece o dia, ele liga seu possante soundsystem e põe a maldita canção. Sempre a mesma.

A janela do nosso quarto fica a uns 50 metros dos alto-falantes do sujeito, mas parece que a banda está tocando no pé da cama. A voz ecoa pelas paredes como um mantra do além. É apavorante.

Neste sábado, não aguentei e fui falar com ele.

Fui atendido por um senhor que recolhia folhas no quintal: "Ele não está, saiu para comprar pão". Ah, entendi, então ele deve ter calculado o volume do soundsystem para ser ouvido na padaria, que fica a uns 1600 metros da casa.

Depois de 15 minutos, chega o vizinho. Confesso que não era o que eu esperava: o sujeito era forte como um halterofilista, usava uma regata e tinha o corpo inteiro coberto de tatuagens. Parecia um roadie do Social Distortion.

Expliquei minha situação: minha filha de dois anos está em casa chorando, com medo dos espíritos. Será que eles não poderiam baixar lá em casa um pouco mais tarde? Precisava ser às 8 da manhã de sábado?

Ele foi surpreendentemente compreensivo. Pediu desculpas e baixou a potência do soundsystem para um volume mais adequado ao horário, algo no meio do caminho entre o trio elétrico da Daniela Mercury e a turbina de um 767.

Fui embora, satisfeito e otimista com a possibilidade de entendimento entre homens de boa vontade.

Aqui, vale um parêntese: não vou dizer a que igreja o vizinho pertence, mesmo porque não sei. Hoje em dia são tantas as denominações que corro o risco de me enganar. Além do mais, o tema deste texto não é religião, mas a falta de civilidade de quem acha normal impingir seus gostos ― musicais ou religiosos ― nos vizinhos.

De volta à nossa rua. Passamos um sábado tranquilo, ouvindo os espíritos ao longe. Mas, à noite, o bicho pegou.

Lá pelas 9 horas, outro som da pesada começou: "Welcome to the jungleeeeeeeeee!" Era Guns N' Roses. Axl Rose espantou todos os pássaros, cães, minhocas, enfim, todos os seres vivos que costumam buscar refúgio em nosso quarteirão.

Na sequência rolaram AC/DC, Legião Urbana, Nirvana, Ramones, Raimundos e até Sex Pistols ("Anarchy in the UK"), canção que, curiosamente, começa com o verso "eu sou um anticristo".

Foi duro. Mas deixou uma lição: falta de civilidade não tem religião e nem horário. É universal.

Alguns leitores lembraram, num outro texto meu, de uma grande frase de Chesterton sobre música ao vivo em restaurantes: "Música com jantar é um insulto tanto ao cozinheiro quanto ao violinista".

Chesterton morreu em 1936. Não teve tempo de experimentar o boom dos possantes soundsystems caseiros. Se tivesse, certamente teria escrito algo sobre meu vizinho.

Nota do Editor
Texto gentilmente cedido pelo autor. Originalmente publicado no blog de André Barcinski, hospedado no Folha Online.


André Barcinski
São, 8/11/2010

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Crítica literária ainda existe? de José Castello
02. Sermão ao cadáver de Amy de João Pereira Coutinho
03. Homenagem a Pilar del Río de Lélia Almeida
04. Obama ou Olama? de Marcelo Sant'Iago
05. 77 anos do Mercado Municipal de Eugenia Zerbini


Mais André Barcinski
Mais Acessados de André Barcinski
01. Joey e Johnny Ramone - 24/10/2011
02. Manifesto da culinária ogra - 28/2/2011
03. Amy e a hipocrisia coletiva - 8/8/2011
04. Manual do Publicitário - 6/6/2011
05. Meu vizinho conversa com Deus - 8/11/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
8/11/2010
00h52min
É incrível a falta de percepção das pessoas. Todos os dias uso transporte coletivo e sempre tenho que escutar esses "soundsystems" portáteis que esses cidadãos possuem, como se não bastasse o ônibus lotado ainda sou obrigada que aguentar aquelas músicas.
[Leia outros Comentários de Aline M. de Lima]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




TEXTOS BÁSICOS DE FILOSOFIA- DOS PRÉ-SOCRÁTICOS A WITTGENSTEIN
DANILO MARCONDES
JORGE ZAHAR
(1999)



A MORTE DE VIRGÍLIO
HERMANN BROCH
BENVIRÁ
(2013)



O LIVRO DE SALADINO
TARIQ ALI
RECORD
(1999)



INDEPENDÊNCIA: REVOLUÇÃO E CONTRA-REVOLUÇÃO 5 - A POLÍTICA INTERNACIONAL
JOSÉ HONÓRIO RODRIGUES
FRANCISCO ALVES
(1975)



A GLÓRIA DE DEUS É O HOMEM VIVO- A PROFISSÃO DE FÉ DE SANTO IRINEU
DONNA SINGLES
PAULUS
(2010)



MASS EFFECT - REVELAÇÃO
DREW KARPYSHYN
GALERA RECORD
(2013)



GAROTO ENCONTRA GAROTA
MEG CABOT
GALERA RECORD
(2006)



INDÍCIOS INCRIMINADORES
SHELDON SIEGEL
RECORD
(2003)



O LADRÃO QUE ACHAVA QUE ERA BOGART
LAWRENCE BLOCK
COMPANHIA DAS LETRAS
(1998)



RENDA, CONSUMO E CRESCIMENTO - BIBLIOTECA VALOR
GILBERTO DUPAS
PUBLIFOLHA
(2004)





busca | avançada
45922 visitas/dia
1,3 milhão/mês