busca | avançada
37504 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Terça-feira, 26/9/2000
O filme é uma merda, mas o diretor é genial

Julio Daio Borges




Digestivo nº 2 >>> Matheus Natchergaele. Esse é o nome. Suassuna parece que escreveu o Auto da Compadecida para ele. Matheus dá um baile em Selton Mello, Diogo Vilela, Paulo Goulart, Marco Nanini e, creiam, Fernanda Montenegro. Rouba a cena dos grandes e dos pequenos. É um gigante. Mais um diretor de nome estranho, Guel Arraes. Mais uma vez a droga do som, prejudicando o entendimento de várias passagens. O consolo é assistir de novo. E de novo. E de novo.
>>> Estadão
 
>>> Julio Daio Borges
Editor
 

busca | avançada
37504 visitas/dia
1,3 milhão/mês