A importância de ser prudente e outras peças, de Oscar Wilde | Digestivo Cultural

busca | avançada
51984 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> BELIZARIO 365 e GOROROBAS no aniversário da Belizario Galeria
>>> As Batalhas de Maria Auxiliadora da Silva
>>> Pará recebe projeto itinerante e gratuito que traz cultura a bordo de um caminhão
>>> Condecorada em Paris, brasileira é co-autora da maior coletânea de livros escrita por mulheres
>>> Cirandança tem inspiração na Semana de Arte Moderna e em coleção de Di Cavalcanti
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Desapega, só um pouquinho.
>>> Menos, Redentor. Menos
>>> Sou grato a Deus
>>> Água das águas
>>> Súplica
>>> Por que me abandonastes
>>> Política na corda bamba
>>> Aonde anda a liberdade
>>> Calar não é consentir
>>> Eu já morri, de Edyr Augusto
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Cabelo, cabeleira
>>> Viagens e viajantes
>>> Terminar o ano correndo
>>> A imprensa dos ruivos que usam aparelho
>>> O futuro do ritual do cinema
>>> Corpo é matéria, corpo é sociedade, corpo é ideia
>>> Abelhas afogadas em mel
>>> Desconstruindo o Russo
>>> Ode a Pablo Neruda
Mais Recentes
>>> A Arte da Guerra de Sun Tzu pela Principis (2019)
>>> Ricardinho, o Pequeno Grande Sonhador de Ricardo Cabello pela Literare Books (2018)
>>> A História de Dani-boy de Alberto Alecrim pela Rocco Jovens Leitores (2015)
>>> Voltando no Tempo de Eudoxia Ribeiro Dantas pela 7l (1998)
>>> Teatro Em Bar: um Diálogo Com o Criador de Elisete Teixeira pela Thesaurus (2011)
>>> Casseta e Planeta Apresenta as Melhores Piadas do Planeta de Beto Silva e Outros pela Objetiva (2001)
>>> A Dinâmica do Sagrado (novo) de Renata de Castro Menezes pela Relume Dumará (2004)
>>> Meditações para a Noite de Osho pela Verus (2006)
>>> Mentes Perigosas: O Psicopata Mora Ao Lado de Ana Beatriz Barbosa Silva pela Principium (2022)
>>> Entrega Especial de Danielle Steel pela Record (2009)
>>> Hathor de Markus Thayer pela Novos Talentos (2010)
>>> Cinema Transcendental: um Guia de Filmes Sobre a Vida Após a Morte de Lyn e Tom Davis Genelli pela Pensamento (2014)
>>> Renoir An Investigation Into His Films and Philosophy de Pierre Leprohon pela Crown Publishers (1967)
>>> Como Cuidar do Seu Meio Ambiente de Desconhecido pela Bei (2002)
>>> Gran Cabaret Demenzial de Veronica Stigger pela Cosac & Naify (2018)
>>> Mas será que nasceria a macieira? de Alê Abreu. Priscilla Kellen pela FTD (2010)
>>> Guia de Proteção Respiratória Industrial de Cleber Corrêa Vieira pela All Print (2006)
>>> O Cavaleiro Preso na Armadura de Robert Fisher pela Record (2020)
>>> Curso de Direito Penal - Volume 2 de Guilherme de Souza Nucci pela Forense (2017)
>>> O Adeus a Glorytown de Eduardo F. Calcines pela Nossa Cultura (2011)
>>> Curso de Direito Penal - Volume 2 de Guilherme de Souza Nucci pela Forense (2017)
>>> Zodíaco do Amor de Coleção Zodíaco pela Mediafashion (2008)
>>> A Maldição do Tigre de Colleen Houck pela Arqueiro (2011)
>>> Tudo Isso e Mais Aquilo as Comunicaçoes na Perspectiva do Jornalismo de Carlos Eduardo Zanatta pela Vz (2008)
>>> Seca no Nordeste Desafios e Soluções de Edith Oliveira de Menezes pela Atual (2019)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Literatura

Segunda-feira, 28/4/2014
A importância de ser prudente e outras peças, de Oscar Wilde
Julio Daio Borges

+ de 6400 Acessos




Digestivo nº 499 >>> Quase como Clarice Lispector, que tem frase pra tudo, Oscar Wilde é mais conhecido, hoje, pelas citações do que por qualquer obra sua. Tirando uma frase ou outra que Wilde, efetivamente, declarou, a maior parte das citações vêm de suas obras. Reza a lenda que, na alfândega, em sua viagem aos Estados Unidos, ele teria dito: "Nada tenho a declarar, a não ser o meu gênio". E dizem que, em seu leito de morte, teriam sido estas as suas últimas palavras: "Morro como sempre vivi, além de minhas posses". Wilde era teatral. A ponto de sua confissão, De Profundis, ser considerada, por alguns estudiosos, como mais uma de suas poses. Até quando era sincero, Wilde podia estar encenando. "Mentiras sinceras me interessam", cantou o nosso bardo contemporâneo. Porém, mais do que teatral, Oscar Wilde foi dramaturgo, e homem de teatro. A receita do plebeu irlandês para ascender às altas rodas da elite do império britânico incluiu, além de polêmica, e escândalo, aparições públicas e sucessos de bilheteria no teatro. O Retrato de Dorian Gray, seu romance, talvez permaneça como a principal porta de entrada para sua obra, mas as peças são, como dizem, o filet mignon, e é preciso lê-las para conhecer Wilde. Nesse sentido, A importância de ser prudente e outras peças, pela Penguin Companhia, é um ótimo aperitivo para o universo do dramaturgo irlandês. O volume abre com Uma mulher sem importância, que Paulo Francis definiu como um dos textos mais hilariantes do teatro em inglês, e é mesmo. Nesta peça, encontramos, por exemplo: "Os homens se casam porque estão cansados; as mulheres, porque estão curiosas. Ambos se decepcionam". E: "Nós sempre devemos estar apaixonados. É por isso que nunca devemos nos casar". Feminista, Wilde coloca as mulheres no centro da trama, comandando a ação. Tinha uma sensibilidade profética para captar o Zeitgeist: "A única coisa que vale a pena ser hoje em dia é moderno". Chegando até a nossa época: "Nada faz mais sucesso que o excesso". Ou, ainda: "Adoro os prazeres simples. Eles são o último refúgio do complexo". Se ao lado das mulheres, fazia pouco dos maridos, Wilde converteu o dândi em seu herói preferido. As melhores declarações coloca na boca de Lorde Illingworth, em Uma mulher sem importância; depois, em Lorde Goring, em Um marido ideal (onde esse dândi, aliás, resgata o mesmo "marido ideal" do iminente fracasso); e em Algernon, em A importância de ser prudente, cujo subtítulo é: "Uma comédia frívola para pessoas sérias". Wilde jogava com o contraditório. Era seu charme. Em O marido ideal, por exemplo, diz que "verdadeiras personalidades", raramente, "são populares". Ou que "quando os deuses querem nos punir"... "eles atendem nossas preces". Antecipou o individualismo: "Amar a si próprio é o início de um romance para a vida toda". E o eterno culto à juventude: "A juventude não é uma afetação. É uma arte". Pressentiu que a forma subjugaria o conteúdo: "Ele não tem nada, mas aparenta tudo". E mostrou o segredo de seu sucesso: "Em assuntos de grande importância, o estilo é vital, não a sinceridade". Wilde não brincava em serviço: quando fazia piada, estava falando muito sério. Era o seu gênio. Era a sua assinatura.
>>> A importância de ser prudente e outras peças
 
Julio Daio Borges
Editor

Quem leu esta, também leu essa(s):
01. Euclidiana, por Walnice Nogueira Galvão (Literatura)
02. Mandela por Dennis 'David Palmer' Haysbert (Cinema)
03. Sangue Negro, com Daniel Day-Lewis (Cinema)
04. Último Romance (Música)
05. O Conselheiro também come (e bebe) (Gastronomia)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Jesus Viveu na Índia
Holger Kersten
Best Seller
(1988)



Livro - Sangue Estranho - Coleção Negra
Lindssay Ashford
Record
(2009)



Ideologia Terceiro-mundista e a Realidade Ocidental
Carlos Rangel
Nordica
(1989)



O Preço da Inocencia
David Ignatius
Record
(1987)



Livro Orange
Osho
Cultrix
(1994)



Eu e Voce, Voce e Eu
Martha Mendonça & Nelito Fernandes
Record
(2009)



Livro - A Nova Ordem Ecológica - a Árvore, o Animal, o Homem
Luc Ferry
Ensaio
(1994)



Sua Mala Está Pronta ?
Admir Serrano
petit
(2009)



Pescando Almas Em Águas Turbulentas (2000)
Carlos Roberto David
Hosana
(2000)



Quatre Cours de Mathématiques
A. Markouchévitch
Mir
(1973)





busca | avançada
51984 visitas/dia
2,0 milhão/mês