busca | avançada
74581 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Segunda-feira, 1/10/2007
Cada um, cada um
Daniel Bushatsky

Antes da dissertação, uma pequena história:

Estava eu no Tuca, teatro da Puc, discutindo sobre dívida da instituição, de mais de 80 milhões de reais, com o banco Bradesco e com o banco Real, com meus colegas, quando uma menina (maior e capaz), da minha classe, ou seja, que estuda Direito comigo, pega o microfone e diz: "a culpa da Puc estar neste buraco é do FMI e do BIRD".

Metade da platéia aplaudiu, a outra metade consentiu! Me senti um idiota! Como é que a culpa poderia ser do FMI e do BIRD? Em primeiro lugar, eles sabem que a Puc existe? Eles ajudaram no desvio de dinheiro da universidade? Já sei, houve a formação de uma quadrilha: o Reitor, o Bird e FMI bolaram juntos o plano. Até porque 80 milhões de reais é muito dinheiro para FMI!

No ventre desta história está o que eu vou levar da faculdade. Você entra na faculdade achando que o mundo é pequeno: seu colégio, o clube e quiçá o cursinho, mas não é! As pessoas têm histórias de vida diferentes. Acreditam em coisas diferentes, mas principalmente possuem medo de crescer!

Digo isto, porque a garota ao repetir o discurso de que a culpa é do FMI faz o mesmo que a criança que não vai ao banheiro à noite porque tem medo do monstro embaixo da cama: não enfrenta a realidade.

Não sejamos ingênuos: o FMI não está nem aí com a Puc. Esta precisa de seriedade no ensino, transparência na prestação de contas e, principalmente, moralidade administrativa em todos os atos! Se você acha que não é só a Puc que precisa disto, não é mera coincidência.

A Puc é um retrato do Brasil em pequena escala! Pessoas querendo levar vantagem, pessoas levando vantagem e, óbvio, esquemas de corrupção. Mas nem tudo está perdido: há bons professores e cursos reconhecidos. Como em qualquer lugar, há pessoas que defendem idéias retrógradas porque não querem enfrentar a realidade.

A redoma da infância ainda não desapareceu.

Se há pessoas que acham que o Lula não sabia da corrupção em seu governo, qual é o problema de estudantes acharem que a Puc está falida porque o FMI quer?

Na verdade este é o problema do Brasil: desculpas tangentes, de pessoas intelectualizadas, que em vez de enfrentarem os problemas, se escondem embaixo da saia da mamãe.

Ora, estudem, entendam de economia e administração de empresas para ver como tanto a Puc, quanto o Brasil podem desenvolver políticas econômicas ou sociais sustentáveis com a realidade fática!

Criticar é fácil. Criticar citando frases dos anos 60, mais ainda! Nem criatividade, você teve!

Por outro lado, a diversidade cultural tem seu lado extremamente positivo. As pessoas têm idéias diferentes de sucesso, status e o contraste sócio-econômico pode te ajudar a perceber que determinados comportamentos tidos como normais para você não o são em outras famílias.

O choque da realidade pode te fazer acordar para a dificuldade de atingir seus sonhos ou te fazer sair do conto de fadas que você vivia! Enfim, amadurecer.

No mesmo sentido, o grande aprendizado será aprender de uma vez por todas a respeitar o diferente. As idéias contrastantes das suas não são necessariamente incorretas! Mas cuidado, conforme colocado no início deste artigo, há muita gente defendendo frustrações de décadas passadas.

Mas, o mais importante, é notar que cada um, é cada um. Respeite e tire o seu melhor.

Daniel Bushatsky
1/10/2007 às 12h49

 

busca | avançada
74581 visitas/dia
2,6 milhões/mês