busca | avançada
78105 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Quinta-feira, 28/11/2002
Fatwa
Alexandre Soares Silva

Tendo descoberto agora que Camões chamou Maomé de "torpe" no Canto I dos "Lusíadas", as autoridades islâmicas da Nigéria ofereceram um prêmio de US$1.000.000 (um milhão de dólares) pela cabeça do poeta português, e US$300.000 (trezentos mil dólares) pelos dois olhos. "O Alcorão afirma claramente que quem quer que insulte o profeta do Islã, Maomé, deve ser morto", declarou Ali Alkali, líder muçulmano de Kaduna, Nigéria. "Todo muçulmano que encontre o poeta cristão renascentista deve matá-lo sem hesitação". O embaixador português em Londres, Octavio Pepetela, se declarou "chocado e vagamente intrigado".

(O trecho em questão aparece na estrofe 99, Canto I dos "Lusíadas":

O mesmo o falso Mouro determina
Que o seguro Cristão lhe manda e pede;
Que a Ilha é possuída da malina
Gente que segue o torpe Mahamede...
)

Alexandre Soares Silva
28/11/2002 às 22h24

 

busca | avançada
78105 visitas/dia
2,2 milhões/mês