busca | avançada
51198 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Quinta-feira, 10/3/2011
Camuflagem para e-readers
Yuri Vieira

Enquanto as pessoas que não leem de jeito nenhum ficam dizendo que não leem e-books porque preferem livros com cheirinho de papel ― ideia para um empreendedor qualquer: vender perfumes com cheiro de papel velho para e-readers ―, fui lá e comprei meu lindo, maravilhoso e funcional e-reader. E estou adorando! Andar com uma biblioteca no bolso ― adquiri um Sony Pocket Reader PRS-350 ― dá uma sensação de poder dos diabos. (Pode comprar um Kindle, um Nook ou um Positivo Alfa, isto aqui não é jabá.) Enfim, comprei o aparelho, mas não a capa, que achei muito cara. (Precisa de capa, pois, apesar de poderoso, a gente não quer que my precious caia no chão e se quebre.)

Então, olhei alguns sites chineses e encontrei capas baratíssimas ― mas com um frete que as deixaria com um preço de quase 60 dólares! Não, não tinha no DealExtreme, aquele site do frete grátis mundial, já que usam galerias subterrâneas espalhadas por todo o planeta ― não sabe? a Terra é oca ― e por isso conseguem lhe enviar um dedal do outro lado do planeta a troco de nada. (Na verdade, cada coisa que você compra ali equivale a mais um cartucho nas armas do exército chinês...) Acabei comprando uma capa no eBay, de couro, bacaninha, de uma loja inglesa das mais eficientes. (No Mercado Livre, a única capa à venda custa 199 reais!!! Ficaram loucos?)

O problema é que a capa é tão bacaninha... que até parece uma carteira! E o Brasil é tão fueda... já fui assaltado cinco vezes e tal... Logo, acabei criando também, graças à ideia de uma ex-namorada, uma capa, ou melhor, um estojo super prático para um e-reader no Brasil: peguei um livro do Pedro Calderón de la Barca (El Gran Teatro del Mundo), colei as páginas e cavei um espaço para o e-reader, que se encaixou perfeitamente! Camufladíssimo! Agora posso me colocar no meio de um arrastão que ninguém irá roubar meu e-reader, afinal, ¿que ladrão costuma roubar livros? E pior: livros em espanhol. ¿Conhece algum? Eu não conheço.

Veja meu livro aí abaixo. Parece velho, feio e frágil, mas não é: ficou rígido, sólido, o e-reader se encaixa perfeitamente, não cai do nicho, ou seja, um trabalho excelente! ― modéstia à parte... (E adivinhe: meu e-reader agora tem cheirinho de livro antigo!)


Yuri Vieira
10/3/2011 às 17h16

 

busca | avançada
51198 visitas/dia
1,4 milhão/mês