busca | avançada
32662 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Sexta-feira, 21/10/2011
Trechos da biografia de Jobs
Julio Daio Borges

Sobre terapias alternativas contra o câncer
"'Eu não queria que eles [os médicos] me operassem, então tentei ver se outras coisas funcionavam', disse a seu biógrafo, anos depois, com um certo de arrependimento."

Sobre o Android ter "se inspirado" no iPhone
"Vou gastar meu último fôlego se for preciso, e vou gastar cada centavo dos 40 bilhões que a Apple tem em caixa, para corrigir isso", disse Jobs. "Vou destruir o Android, porque é um produto roubado. E estou disposto a declarar uma guerra nuclear."

A Eric Schmidt (e ao Google)
"Eu não quero seu dinheiro. Se vocês me oferecerem 5 bilhões, eu não quero. Eu tenho bastante dinheiro já. Que vocês parem de usar as nossas ideias no Android, é isso que eu quero."

Sobre a HP ter desistido de competir com o iPad
"Hewlett e Packard construíram uma grande empresa, e eles pensaram que a haviam deixado em boas mãos", Jobs disse a seu biógrafo. "Mas agora está sendo desmembrada e destruída."

"Espero que o meu legado seja mais forte [que o deles] e que isso nunca venha a acontecer à Apple".

Sobre drogas e contracultura
"O LSD reforçou meu senso do que era importante ― criar grandes produtos em vez de só ganhar dinheiro, colocando as coisas numa linha evolutiva e dentro do escopo da história humana o máximo que eu pude".

Trechos publicados pela Associated Press (que teve acesso a um exemplar do livro que sai na segunda...)

Julio Daio Borges
21/10/2011 às 09h18

 

busca | avançada
32662 visitas/dia
1,1 milhão/mês