busca | avançada
37543 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Quinta-feira, 7/4/2005
Estrondo
Julio Daio Borges

Naquele entrecho
mais lento dos
dias, aqui, onde,

não importa o
modo como os pés
pisem as folhas

ao caminhar, o
barulho quebradiço
da sombra deles

(espraiada entre
a calçada e as
pedras-escombros

da casa) bem poderia,
se ouvido por
uma detalhista

como você, ser
chamado de troar,
estouro, estrondo.

Ricardo Aleixo, na Máquina do Mundo, uma nova revista de poesia, comandada por Fabrício Carpinejar (indicação do Pedro Maciel).

Julio Daio Borges
7/4/2005 às 14h39

 

busca | avançada
37543 visitas/dia
1,2 milhão/mês