busca | avançada
44715 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Sexta-feira, 19/4/2013
Desgraças muito grandes
Julio Daio Borges


Javier Marías

O ruim das desgraças muito grandes, daquelas que nos partem ao meio e parece que não vamos poder suportar, é que quem as sofre crê, ou quase exige, que com elas se acabe o mundo, e no entanto o mundo não dá importância e segue em frente, e além do mais arrasta quem sofreu a desgraça, quero dizer que não lhe permite sair dele como quem sai de um teatro, a não ser que o desgraçado se mate.

Díaz-Varela, em Os Enamoramentos

Julio Daio Borges
19/4/2013 às 12h37

 

busca | avançada
44715 visitas/dia
1,3 milhão/mês