busca | avançada
61479 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Quinta-feira, 28/11/2013
Cotas, cocotas e sem cotas
Yuri Vieira

- O senhor é negro; é anão...

- Sim.

- É cadeirante.

- Isso.

- É gay?

- Sim. E mulher.

- Como?

- Mudança de sexo.

- Ah, ok. Interessante isso.

- Pois é.

- Bom, pelo acúmulo de cotas... já é juiz federal! Nem precisa prestar o concurso.

- Que ótimo! Obrigado. Digo, obrigada.

- É só assinar aqui.

- Ih.

- O que foi?

- Também sou analfabeta. Não sei nem ler, nem escrever.

- Ah, que sorte!

- Por quê?

- Nem precisa fazer carreira. Há uma nova lei de cotas para isso: você já vai direto para o STF. E olha que um ministro acaba de se aposentar.

- Ai, que felicidade! É tão bom viver num país que nos dá condições de melhorar de vida!

Neste momento, as paredes são derrubadas e uma horda de estranhos seres invade o recinto e come todos os presentes. O sistema estava tão lento e tão cheio de falhas que alguém resolveu formatar o disco. Ninguém sobreviveu.

Cai o pano. Fim.

(Ninguém aplaude.)

Yuri Vieira
28/11/2013 às 10h55

 

busca | avançada
61479 visitas/dia
2,0 milhão/mês