busca | avançada
70522 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Quinta-feira, 22/8/2002
Delírio eleitoral gratuito
Julio Daio Borges

"'Política é a arte de administrar o circo a partir da jaula dos macacos.' (Henry Louis Mencken [1880-1956], jornalista americano)

"Um candidato à Presidência da República, cujo nome aqui é poupado, promete salário mínimo de R$ 1.500 a partir de 1. de maio. Em tempo, a Previdência acaba de informar que o salário médio do País, o do trabalho formal, com registro em carteira, virou o semestre em exatos R$ 769. O leque nacional vai de R$ 987 em São Paulo a R$ 489 na Paraíba.

"Se um presidenciável com Q.I. de minhoca aparece no delírio eleitoral gratuito, o do horário nobre da televisão, sustentando o maior disparate da picaretagem eleitoreira 'em nome da causa operária' - os demais candidatos, bem equipados e assistidos, fogem covardemente (ou astutamente?) da reforma previdenciária nos programas, nos debates, nas entrevistas e nos palanques.

"Qual é o problema? No delírio eleitoral gratuito, os candidatos botam a culpa no FMI e lavam as mãos feito Pilatos. Vestidos de Pinóquio. Que tal a gente apelar de baixo para cima para um Código de Proteção do Eleitor, na mesma linha do Código de Defesa do Consumidor? Dar-se-ia carona, nesse rompante da cidadania fraudada, a um Código de Proteção do Contribuinte. Já temos a Lei de Responsabilidade Fiscal, que prefiro chamar de Lei de Responsabilidade Moral (nos tratos das contas públicas). Com um Código de Proteção do Eleitor, haveria uma Lei de Responsabilidade Eleitoral. No delírio eleitoral gratuito, pela TV, dar-se-ia o flagrante ou o comprovante da mentira, do engodo e da fraude. Com cassação da candidatura em rito sumário."

fonte: www.joelmirbeting.com.br

O autor das mal-traçadas, acima, tem um dos melhores textos da imprensa brasileira hoje. O único legível em matéria de economia. Mas, por não ser de esquerda, e por aparecer na televisão, não dá Ibope, entre os bem-pensantes. Azar deles (dos bem-pensantes).

[Se não advinhou, então clica aqui.]

Julio Daio Borges
22/8/2002 às 10h17

 

busca | avançada
70522 visitas/dia
2,6 milhões/mês