busca | avançada
87759 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Quinta-feira, 7/5/2020
Entrevista com P. I. Andrade Livros Novos e Usados
Julio Daio Borges



Em parceria com o Portal dos Livreiros, lançamos esta série de entrevistas com os Livreiros do Portal. Sempre foi o nosso desejo - desde que o Portal começou -, revelar esse profissional que faz a oxigenação do mercado, recuperando e fazendo circular obras que, de outra forma, seriam descartadas (muitas delas fora de catálogo).

Esperamos que você aproveite esta Entrevista e prestigie o Livreiro P. I. Andrade, neste momento tão delicado do mercado e do livro, no Brasil e no mundo.


1. Conte um pouco da história sua loja e/ou do seu acervo. Como começou, há quanto tempo, qual era a motivação inicial etc.
Na verdade, eu não fazia idéia de que entraria neste mercado de livros. Tudo comecou quando eu saí da livraria em que trabalhava. Já tem uns 5 anos que trabalho com a venda de livros. A minha motivação é a disseminação da cultura e da leitura no país.

2. Conte um pouco da sua história pessoal. Qual sua formação, seu histórico profissional. Como chegou até o mercado livreiro?
Depois de completar o Ensino Médio, eu não sabia em que área eu iria trabalhar, e tinha muitas dúvidas em relação a isso.

Mas um livreiro me deu a oportunidade de trabalhar em sua livraria, quando se abriram as portas do conhecimento para mim. Aprendi muito com ele.

Eu trabalhei na Livraria Liberdade e, depois, na Livraria Leitura, aqui em Juiz de Fora, Minas Gerais.

3. Qual é a sua relação com o livro? Sempre leu, ou lê pouco, lia mais, pretende ler ainda bastante? Poderia citar autores de sua predileção?
Na infância, minha relação com o livro era bem distante. Aquiri o hábito da leitura quando comecei a trabalhar em livraria. Hoje, tenho muitos livros. E pretendo ler ainda mais.

Autores de minha predileção: Gabriel García Márquez, Lima Barreto, Guimarães Rosa, Manoel de Barros, Carlos Drummond de Andrade, William C. Gordon e George Orwell.

4. Como é seu histórico de vendas online? Tem site? Trabalha com mídias sociais? Participou (ou participa) de marketplaces (como o Portal dos Livreiros)? Se participa de mais de um, como avalia cada um deles?
Meu histórico de vendas ainda é pequeno. Site, eu não tenho, só possuo vínculo com o Portal dos Livreiros.

Tenho que investir mais nas mídias sociais e também no meu acervo. Possuo uma página no Facebook em construção, estou adicionando os livros que tenho para divulgação.

Confesso que a melhor experiência que já tive foi com o Portal dos Livreiros mesmo.

5. Como vê as transformações do mercado livreiro (desde os antigos sebos até o e-commerce)? Se passou por mudanças, quais foram e como se adaptou a elas?
Ocorreu uma transformação muito rápida, que pegou os sebos e as livrarias de surpresa. Os sebos, por exemplo, tiveram que começar a trabalhar com livros novos. Já as livrarias tiveram que buscar alternativas para se manter no mercado - e uma forma de fazer isso é vender em marketplaces.



6. E o leitor? Acha que ele mudou muito? Ou não mudou tanto? No seu comércio, você trabalha com um perfil de consumidor específico (ou acha isso bobagem)? Como imagina o leitor do futuro?
Mudou, sim! Porque a nova geração mudou bastante e, com isso, o hábito da leitura também. No comércio, tem todo o tipo de leitor, e eu acho importante atender todo esse público sem distinção. Para mim, o leitor do futuro será aquele que vai ler só livro digital.

7. E a leitura? Mudou muito? E o livro eletrônico? E a leitura no celular e em outros aparelhos? Acha que é uma ameaça ao livro de papel? Isso te preocupa (ou acha besteira essa preocupação)?
A leitura mudou bastante com a chegado do livro eletrônico e com a facilidade de se comprar pela internet. As livrarias e sebos sentiram uma grande transformação e, consequentemente, uma queda maior nas vendas.

Eu mesmo senti esta mudança de perto, pois a livraria em que trabalhei era muito conceituada e tinha uma acervo muito diversificado. Infelizmente, teve que fechar as portas por conta do que eu disse no início.

8. Do que você tem na sua loja e/ou no seu acervo, o que você indica para quem está nos lendo? Alguma coisa em especial? Alguma edição rara? Algum livro difícil de encontrar?
Eu possuo livros de História, Biografias, Poesia, Literatura e livros técnicos.

Possuo uma edição rara de Os Primórdios da Congregação da Missão no Brasil e a Companhia das Filhas da Caridade (1819 -1849), do Pe. Eugênio Pasquier.

9. Como você faz a aquisição de obras para o seu acervo (ou sua loja)? São livros de família? Adquire de pessoas físicas? Compra de editoras ou distribuidores? (Ou nenhuma das anteriores?)
Eu faço pesquisas em sebos, compro livros de pessoas que querem se desfazer e também recebo doações.

10. Qual mensagem você deixaria para quem está nos lendo? Qual é a importância dos livros e da leitura num momento como este? E do comércio de livros? Enfim, qual é a importância do trabalho do livreiro hoje?
A leitura é importante em todos os momentos da nossa vida. A leitura nos mostra uma forma nova de pensar.

Acredito que, neste momento, pode ajudar bastante para não ficarmos pensando 24 horas por dia na pandemia.

As livrarias físicas vão sentir um grande impacto nas vendas com as portas fechadas. Mas vamos passar por esta situação e nos reinventar.

O livreiro tem um papel importante, com sua experiência, seu conhecimento dos títulos e a oportunidade de formar novos leitores, mesmo no meio da quarentena.

Para ir além
Acesse a Loja ou a Newsletter de P. I. Andrade Livros Novos e Usados no Portal dos Livreiros.

Julio Daio Borges
7/5/2020 às 16h22

 

busca | avançada
87759 visitas/dia
2,4 milhões/mês