Este Congresso nos representa? | Digestivo Cultural

busca | avançada
27984 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Alaíde Costa e Toninho Horta mostram CD em parceria na CAIXA Cultural São Paulo
>>> O Julgamento Secreto de Joana D'Arc com Silmara Deon estreia no Teatro Oficina
>>> Novo app conecta, de graça, clientes a profissionais e prestadores de serviço
>>> Inauguração da Spazeo com show do Circuladô de Fulô - 28/07
>>> CONFRARIA COMEDY SE APRESENTA EM OSASCO, NESTE SÁBADO, TRAZENDO DIVERSOS CONVIDADOS
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Entrevista com a tradutora Denise Bottmann
>>> O Brasil que eu quero
>>> O dia em que não conheci Chico Buarque
>>> Um Furto
>>> Mais outro cais
>>> A falta que Tom Wolfe fará
>>> O massacre da primavera
>>> Reflexões sobre a Liga Hanseática e a integração
>>> A Fera na Selva, filme de Paulo Betti
>>> Raio-X do imperialismo
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> Mão única
>>> A passos de peregrinos ll
>>> PRESSÁGIOS. E CHAVES IV
>>> Shomin-Geki, vidas comuns no cinema japonês
>>> Con(fusões)
>>> A passos de peregrinos l
>>> Ocaso
>>> PRESSÁGIOS. E CHAVES I
>>> Sob o mesmo teto
>>> O alívio das vias aéreas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Leis de incentivo e a publicação independente
>>> Amor e relacionamentos em tempos de transição
>>> O óbvio final de Belíssima
>>> Defesa dos Rótulos
>>> Reflexões sobre a Liga Hanseática e a integração
>>> 9º Búzios Jazz & Blues - I
>>> Sobre palavras mal ditas
>>> Animismo
>>> Detached
>>> Direita, volver!
Mais Recentes
>>> Uma breve história das guerras
>>> Uma breve história da ciência
>>> Uma breve história da riqueza
>>> Uma breve história do cristianismo
>>> Uma breve história do mundo - 3° edição
>>> Uma breve história do século XX - 2ª edição
>>> Uma saga na Toscana - Uma história de amor e conspiração
>>> Família é assim - Meu avô desparafusado
>>> Automação Brasileira de Tecnologia
>>> Time Riders 1
>>> Time Riders 2 - O dia do predador
>>> Time Riders 3 - O código do apocalipse
>>> Rangers - A origem 01 - O torneio de Gorlan
>>> Rangers - A origem 02 - A batalha de Hackham
>>> Meu Amicão - Uma policial de quatro patas
>>> Automação Aplicada - Descrição e Implementação de Sistemas Sequenciais com PLCs
>>> A política
>>> A Privataria Tucana
>>> Relações internacionais do Brasil - de Vagas a Lula
>>> As cidades e as Serras
>>> O diário de Anne Frank
>>> Memórias Póstumas de Brás Cubas
>>> Cândido ou o otimismo
>>> O Primo Basílio
>>> Vidas Secas
>>> Mímesis e modernidade: Formas das sombras ( 2ª ed.atualizada)
>>> Guia ilustrado da Guitarra - Manual de conhecimentos e reparos essenciais
>>> Como Desenhar em Perspectiva
>>> Quando a Onça Ganhou suas Pintas (Como Virou Onça Pintada)
>>> A Cidade Perdida
>>> Cultura da Terra
>>> Mar de Histórias: Antologia do Conto Mundial, 10: Após-Guerra
>>> Mar de Histórias: Antologia do Conto Mundial, 9: Tempo de Crise
>>> Mar de Histórias: Antologia do Conto Mundial, 8: no Limiar do Século XX
>>> O Peregrino: a História da Viagem de um Cristão à Cidade Celestial
>>> Dom Casmurro
>>> O Futuro da Liderança
>>> Lolita
>>> A Bolsa ou a Vida - a dívida externa do Terceiro Mundo: As finanças contra os povos
>>> A arte de produzir efeito sem causa
>>> O menino do pijama listrado
>>> O príncipe
>>> A miséria do mundo
>>> A República de Weimar (1919 - 1933)
>>> Las Venas Abiertas de America Latina
>>> O símbolo perdido
>>> Cuidando de quem cuida: capacitação dos profissionais da rede socioassistencial do Distrito Federal
>>> A hora da estrela
>>> Comércio internacional e desenvolvimento - do GATT à OMC: discurso e prática
>>> Mundo Perdido
BLOG >>> Posts

Quinta-feira, 4/12/2014
Este Congresso nos representa?

+ de 1300 Acessos

(Este Congresso não nos representa. Ou representa?)

Para quem nunca tinha assistido a uma sessão de votação do Congresso Nacional foi um trauma. Comecei a ouvir a transmissão pela manhã - depois de saber da confusão do dia anterior -, passei o dia trabalhando, com esse "som de fundo", e abandonei a programação da TV Câmara às duas horas da manhã (do dia seguinte), porque não aguentava mais. Consta que nossos congressistas ficaram 18 horas nessa votação. Ou seja: terminou às quatro horas da manhã.

Para mim - e acho que para, pelo menos, 51 milhões de brasileiros que não votaram neste governo -, foi deprimente, porque acordei e descobri que a oposição "perdeu". Depois de toda essa maratona...

Mas, passado algum tempo, eu percebi que não. Quer dizer, a ameaça de "rasgarem" a Lei de Responsabilidade Fiscal é cada vez mais concreta. Mas, mesmo depois de 18 horas, não conseguiram toda a aprovação de que precisavam. Digo, o governo e sua "base aliada".

A votação no Congresso, não sei se você já viu, parece uma feira livre. Quer dizer, a comparação com uma "feira livre" talvez seja injusta, porque acho que as feiras livres são mais organizadas...

Pelo que eu entendi, o presidente da sessão - que às vezes se confunde com o presidente do Congresso - passa a maior parte do tempo discutindo o "regimento interno".

Lógico: eu descobri que o objetivo da oposição era esse mesmo. Como é minoritária, se o Congresso passasse para a votação diretamente, a oposição iria perder em dois tempos. Logo, a única chance era "obstruir a matéria", como eles dizem.

A gente, que não acompanha muito, fica pensando que "a oposição" é o Aécio Neves. Mas acabamos descobrindo outros nomes no processo. O senador Aloysio Nunes, vice na chapa de Aécio, tem sido bastante atuante também. Mas quem tem se revelando um gigante, a meu ver, é o Ronaldo Caiado.

Lembro do Caiado na eleição para presidente de 1989. Eram tantos candidatos que eu não conseguia prestar muita atenção nele. Meu candidato era o Afif Domingos. Mas, na minha família em Minas, lembro que tinha gente que ia "caiar" (votar no Caiado). Ronaldo Caiado tinha boa fama no seu estado e nos vizinhos, também.

Hoje, acho que ele está fazendo oposição sem apelar (para extremismos de direita) mas, ao mesmo tempo, sem medo de falar tudo com todas as letras. Denunciou ligações do MST com a Venezuela, sob os auspícios do governo. Usa a palavra "bolivarianismo" no sentido correto do termo. E, nessa última maratona no Congresso, disse literalmente: "O PT assaltou as urnas e fraudou as eleições". Corajoso.

Perdi a conta de quantas vezes Caiado subiu na tribuna do Senado, para discursar. Umas três, pelo menos. E suas intervenções no microfone da Câmara devem ter sido, pelo menos, umas trinta.

Claro que, para cada Caiado, existem quatro "governistas" que votam "a favor" da Dilma e do PT...

Mas não podemos desistir. Me surpreendi, por exemplo, com os parlamentares do DEM, que eu mal conhecia. O Mendonça Filho, por exemplo, "estava com bateria Duracell", como disseram no Twitter. Incansável. Além do Caiado, claro. Do Onyx Lorenzoni, que me pareceu bom. E do Rodrigo Maia, que fala bem.

Óbvio que o grosso da oposição está no PSDB. O Antonio Imbassahy já conhecia de acompanhar sua página no Facebook. O Domingos Sávio, assim como o Mendonça Filho, lutou até o final...

Evidente que, para cada PSDB, DEM e até PSB, existem - além do PT - PMDB ("base alugada"), PCdoB, PSOL, PDT - que foram quase todos unânimes no apoio a essa votação bárbara. Fora PP (meio dividido), PTB (com duas exceções), PV (meio a meio), PROS (com uma única exceção). Fora outros que, francamente, eu nem sei quem são direito: PR, PRB, PSC, PSD, PTdoB e Solidariedade (desculpa, mas isso é partido?).

Queria ter sido poupado das "performances" de Lindberg Farias (felizmente massacrado por Aécio); Jandira Feghali (que, além das ideias erradas, não é nada bonita); Silvio Costa (repugnante em tudo); e Vicentinho (que, depois de velho, virou uma mistura de Clodovil com Lula). Fora todos os do PSOL (nenhum se salva). E fora outros de quem eu já me esqueci (para a minha sorte)... (Ah, tem o Henrique Fontana, que é um dos maiores caras de pau que eu já vi...)

Olhando assim, não sobra muita coisa. E não sobra mesmo. Nessa votação, apenas 20% "resistiu" ao governo. 80% votou "a favor".

Mas, apesar dos pesares, gostei de conhecer um pouco da oposição. E 2015, com a nova legislatura, haverá "mais" oposição.

Assim como não podemos desistir do Brasil, não podemos desistir do Congresso, também. Porque, se alguém acredita em "crime de responsabilidade", e em impeachment, é lá no Parlamento que as coisas vão ter de acontecer...

Desanima, eu sei. Mas heróis ainda existem. Creiam. Pouco a pouco, vão se revelando...


Postado por Julio Daio Borges
Em 4/12/2014 às 16h46


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Amour, o Big Brother France de Yuri Vieira
02. 22 de Abril #digestivo10anos de Julio Daio Borges
03. Caixa de entrada (?) de Vicente Escudero
04. A tal literatura independente de Julio Daio Borges
05. Lançamentos poéticos de Elisa Andrade Buzzo


Mais Julio Daio Borges no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




URINOTERAPIA (XIXI) - O MEIO DE SAÚDE MAIS EXTRAORDINÁRIO QUE EXISTE
DR CHRISTIAN TAL SCHALLER E OUTROS
MADRAS
(1999)
R$ 26,00



AGUAPÉS - CAPA DURA - 1ª EDIÇÃO
JHUMPA LAHIRI
FOLHA DE SÃO PAULO
(2017)
R$ 12,00



POESIA BRASILEIRA - ROMANTISMO
CASTRO ALVES / OUTROS
ÁTICA
(2006)
R$ 10,00



O GOLPE DO ANIVERSARIANTE
WALCYR CARRASCO
ÁTICA
(2011)
R$ 17,00



OS PADRES DA IGREJA - VOLUME 1 - SÉCULOS I-IV
JACQUES LIÉBAERT
LOYOLA
(2013)
R$ 24,40



ESPIRITUALIDADE UMA APLICAÇÃO PRÁTICA
LUCIA DE B BIDART
GRYPHUS
(2003)
R$ 12,00



EU EXISTO ASSIM
BANDEIRA DE MELLO
LG
(2009)
R$ 33,00



NO CORAÇÃO DA TEMPESTADE, VOL. 1
WILL EISNER
ABRIL JOVEM
(1996)
R$ 39,00



IMORTAL - HISTÓRIAS DE AMOR ETERNO
ORG: P. C. CAST
PLANETA
(2010)
R$ 12,00



O CLIENTE
JOHN GRISHAM
ROCCO
(1994)
R$ 8,90





busca | avançada
27984 visitas/dia
1,1 milhão/mês