Finanças pessoais: um problema cultural | Blog de Isaac Rincaweski

busca | avançada
44715 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
BLOGS >>> Posts

Sexta-feira, 15/5/2015
Finanças pessoais: um problema cultural
Isaac Rincaweski

+ de 900 Acessos


Quando se fala em finanças pessoais, noto que ainda existe um imenso abismo entre a teoria "ensinada" e a prática realmente utilizada pelas pessoas no controle de seus gastos mensais.

Infelizmente, esse abismo é ainda maior quando ultrapassa as paredes dos lares para adentrar nos domínios das pequenas empresas, para onde (na qualidade de administradores) carregamos todos os nossos conhecimentos e também a falta deles.

O que mais ouvimos quando o assunto é controle das finanças é que devemos utilizar aquelas benditas planilhas, que, aos ouvidos de muitos, soa como algo de outro mundo. É claro que não é isso, mas sou obrigado a concordar que nem todos precisam utilizar as tais planilhas como ferramentas de controle.

Conheço muitas pessoas que conseguem controlar as contas sem nenhum tipo de registro, por exemplo. Outras que controlam somente no "visual": as contas vão chegando e ficam guardadas em ordem mais ou menos cronológica, sendo quitadas nessa sequência. Em caso de extravio do boleto, corre-se o risco de não pagá-lo em dia e, depois, de ter que arcar com acréscimos legais.

Há pessoas que se utilizam da tecnologia e já vão agendando o pagamento das contas e também cadastrando aquelas passíveis de autorização no débito automático do banco.

Outra questão muito explorada pelos experts em finanças é a necessidade de se fazer uma reserva para investimentos e despesas extraordinárias. Nesse caso, também conheço pessoas que já destinam um percentual da sua renda para ser guardado antes mesmo de começarem a pagar as contas do mês. E outras que, ao contrário, guardam somente o que sobrou depois de pagar todas as contas. No segundo caso, existe a forte probabilidade de sobrar menos recursos para essa reserva, mas o ato de poupar também é válido.

Nos dois exemplos anteriores, não importa se você guarda antes ou depois, pois o que fará mesmo a diferença é a regularidade com que é feita essa reserva e também a disciplina em não resgatá-la para utilização em outros fins e, consequentemente, não fazer a devida reposição.

Ou seja, para muitas pessoas, a questão de gastar tudo o que se ganha ou de guardar uma parte para investimentos e outra parte para possíveis gastos extraordinários é uma coisa relativamente simples, natural até. Ou seja, gasta-se somente o que se recebe e ponto final.

A grande questão, e isso sim é que pode se transformar em tragédia, é quando se gasta muito além daquilo que se recebe.

O fato é que o problema da maioria das pessoas que se encontram nessa situação pode ser atribuído à dupla: "crédito abundante" e "juros altíssimos", pois isso ainda é muito recente (ao menos aqui no Brasil) e não foi devidamente assimilado pela maioria das pessoas, que não enxergam o absurdo de juros que são pagos numa compra a prazo, por exemplo, sendo que o único parâmetro para análise da compra, na maioria dos casos, ainda continua sendo o valor da prestação. Ou seja: "Se encaixa em meu orçamento, posso comprar, não importando se são 12 ou 72 parcelas", mesmo que o valor final seja equivalente a duas ou três vezes o valor do bem adquirido.

Um exemplo bem clássico é o financiamento de veículos. O carro, por si só já consome uma boa parte da renda familiar, pois além da desvalorização na hora da troca, existe o custo de manutenção, IPVA e seguro, que geralmente não são levados em conta.

Outra questão importante é que, por ser um objeto de desejo da maioria das pessoas, existe a grande probabilidade de se fazer uma compra na base do impulso, sem considerar o melhor "custo x benefício". Na hora da troca, na ânsia de fechar o negócio, acabam entregando o seu carro pelo valor oferecido pelo vendedor, que nunca é o valor que ele receberia se fizesse a venda direta (mais uma perda).

Por último, para fechar o pacote de perdas, financia-se o saldo devedor com juros altíssimos, elevando ainda mais o endividamento familiar. Muitas vezes, essa troca é feita antes mesmo de se fazer a quitação do veiculo "antigo", quando o valor para sua quitação ainda supera o seu valor de mercado, gerando um prejuízo ainda maior.

Os números não mentem e não existe milagre na hora de fechar as contas no final do mês, que pode até ser manipulado por determinado tempo, com a utilização de linhas de crédito e pagamento do valor mínimo da fatura de crédito, mas que, em algum momento futuro, cobrará caríssimo por isso.

Quando converso com clientes (empresários) que estão com problemas financeiros, e, nesse caso, fica bem evidente a inexistência de fronteiras entre as contas pessoais e as da empresa (principalmente das pequenas), fico com a estranha sensação de estar fazendo o papel daquele médico que fala com o paciente que ele deve parar de fumar e beber em excesso; de que precisa fazer exercícios e cuidar da alimentação para evitar o agravamento de vários problemas de saúde, que, nesse caso (quando as finanças vão mal), podem até se tornar o gatilho para que a doença realmente apareça.

Ou seja, a pessoa sabe que não está agindo corretamente, mas, por um impulso ou uma compulsão consumista, continua agindo de maneira totalmente irresponsável, agravando cada vez mais o problema.

Enfim, acredito que a origem desse problema (endividamento), que é nacional, está na falta de uma cultura de ensino da educação financeira, tanto em nossas casas, quanto na escola, com a falta da inclusão desse assunto (finanças) na grade curricular. E que não é a simples utilização de algumas planilhas que irá solucionar um problema que é de ordem cultural.


Postado por Isaac Rincaweski
Em 15/5/2015 às 17h04


Mais Blog de Isaac Rincaweski
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




SUPERMOTIVAÇÃO
DEAN. R SPITZER
FUTURA
(1997)
R$ 27,00



NOITES BRANCAS
FIÓDOR DOSTOIÉVSKI
34
(2005)
R$ 17,91



A ARTE DE CONSTRUIR RUÍNAS
ADRIANO GARIB
POLIGRAFIA
(2016)
R$ 25,00



MANUAL DE DIREITO PENAL VOLUME 3 - PARTE ESPECIAL
JÚLIO FABBRINI MIRABETE
ATLAS
(1998)
R$ 5,00



ATENAS : A HISTÓRIA DE UMA DEMOCRACIA
CLAUDE MOSSÉ
UNB
(1979)
R$ 50,00



PROTEU
MORRIS WEST
CÍRCULO DO LIVRO
(1979)
R$ 5,00



QUINQUENNIAL CUMULATIVE PERSONAL AUTHOR INDEX 1966 - 1970
UNITED STATES GOVERNMENT PUBLICATIONS
PIERIAN PRESS
(1972)
R$ 81,71



PRACTICAL REGIONAL ANALGESIA MONOGRAPHS IN ANAESTHEIOLOGY VOL 5
J. ALFRED LEE ROGER BRYCE-SMITH
AMERICAN ELSEVIER
(1976)
R$ 163,46



THE BOOK OF ART - GERMAN AND SPANISH ART
DR. HORST VEY AND XAVIER DE SALAS
GROLIER
(1967)
R$ 25,00



NAZISTAS ENTRE NÓS: A TRAJETÓRIA DOS OFICIAIS DE HITLER .. - 1ª EDIÇÃO
MARCOS GUTERMAN
CONTEXTO
(2016)
R$ 35,95





busca | avançada
44715 visitas/dia
1,3 milhão/mês