Don Quixote Americano, de Richard Powell | Ricardo de Mattos | Digestivo Cultural

busca | avançada
44947 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quinta-feira, 11/12/2003
Don Quixote Americano, de Richard Powell
Ricardo de Mattos

+ de 6000 Acessos

"Por mais que a vida me doa
O Ai, vida minha,
O Ai, vida boa
Eu ando sempre à vontade
E nunca me canso
E assim continua
"
(A Vida Boa, de Pedro Ayres Magalhães)

São muitos os ramos da família Quijano espalhados pelo mundo. Até no Brasil pode-se apontar Lucas Procópio como um - mas não o único - dos descendentes directos do fidalgo manchego estabelecidos n'estas bandas. Do ramo russo brotou o triste príncipe Michkin e seu antípoda Tartarin de Tarascon viu a luz em solo francês. Cada leitor lembrará de mais dois ou três. Com a nova tradução de Don Quixote U.S.A. escrito por Richard Powell em 1.966, é por aqui reapresentada a figura de Arthur Peabody Goodpasture. Reapresentada, pois outra editora já havia editado este livro com o título Um Dom Quixote Moderno. Todas estas obras atestam o impulso despertado pelo romance de Cervantes em alguns escritores de criar um personagem similar. A inclusão de mais um galho na arvore genealógica cujo tronco é Don Alonso pode ser perigosa. Se ao escritor faltar talento, será ridicularizada sua pretensão em equiparar-se ao espanhol; se sobrar-lhe, será um desperdício destiná-lo a uma adaptação.

Apesar dos pontos de contacto, o desempenho do personagem principal de Don Quixote Americano lembrou-me mais o Cândido. Todavia há paralelos claros. Tanto Don Alonso Quijano quanto Arthur Peabody Goodpasture vivem com o corpo n'um lugar e com o espírito n'outro. A loucura (?) do fidalgo fê-lo acomodar-se no antigo mundo da cavalaria andante e viver uma síntese de tudo quanto leu. Creio que um estudioso dos enredos medievais não encontrará poucas referências a outras obras. De qualquer forma, nada mais era feito por Don Alonso, mas por Don Quixote. Já o agrónomo Arthur é o cidadão de um país civilizado (?) ingresso n'um Corpo de Paz e que viaja para a fictícia ilha caribenha de San Marco e n'ela mantém, do começo ao fim do livro, sua mentalidade de origem. Um democrata pregando a democracia no meio de um país no qual as ditaduras sucedem-se e o líder revoltoso de hoje é o ditador de amanhã. Um defensor do trabalho querendo disciplinar uma nação de indolentes. Nada impede encontrar aqui uma sátira à política norte-americana das décadas de cinqüenta e sessenta do século passado, nas suas relações descompassadas com os países centro e sul-americanos.

O humor presente no livro é equivalente ao encontrado nas comédias de Woody Allen. Inclusive seu filme Bananas (1.971) foi baseado n'ele. A base do humor é a completa alienação do personagem no tocante ao que se passa em torno de si. Escapa de todas as armadilhas não por descobri-las e planejar a saída adequada, porém por mero desenrolar dos factos. Quando tramavam seu seqüestro por oficiais russos, sua semelhança física com o guerrilheiro El Gavilán faz este ir embora no seu lugar. Quando imagina estar liderando um movimento de reforma agrária - pois é sua ideia tirar a força utilizada n'uma revolução para empregá-la no cultivo de banana nanica - os rebelados estão apenas organizando com maior eficiência o movimento libertário. Convencem-no de que uma ou outra medida é provisória e sem maiores conseqüências - "Não se faz a omelete sem quebrar os ovos" - e quando ele dá por si, é o novo ditador de San Marco. Por maiores que sejam as traições e atentados o personagem não perde seu optimismo. Daí porque entendo caber-lhe perfeitamente o trecho da música A Vida Boa, interpretada pelo Madredeus, citado na epígrafe. Don Quixote volta derrotado para casa, onde morre após a última batalha. Arthur Goodpasture obtém uma vitória sequer pretendida quando chegou à ilha.

Arthur encontra sua Dulcinéia Del Toboso na rústica Conchita, e nesta rusticidade encerra-se a semelhança entre elas. O menino Pepe foi criado para ser o escudeiro de Arthur, porém do glutão Sancho Pança conserva principalmente a malícia. Não se deixa de mostrar a mesma seqüência de sentimentos nos dois escudeiros: interesse, proteção interessada, afeição. Não foi prometido a Pepe nada além da gratificação em dinheiro por cada vez que salvasse a vida de Arthur. Os pontos de contacto entre as duas obras são vários, mas no fim o melhor é ler Don Quixote Americano sem esta preocupação.

Para ir além






Ricardo de Mattos
Taubaté, 11/12/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O Natal de Charles Dickens de Celso A. Uequed Pitol
02. Que tal fingir-se de céu? de Ana Elisa Ribeiro
03. Escola, literatura e sociedade: esquizofrenia de Ana Elisa Ribeiro
04. A vida exemplar de Eric Voegelin de Celso A. Uequed Pitol
05. Émile Zola, por Getúlio Vargas de Celso A. Uequed Pitol


Mais Ricardo de Mattos
Mais Acessadas de Ricardo de Mattos em 2003
01. Da Poesia Na Música de Vivaldi - 6/2/2003
02. Poesia, Crônica, Conto e Charge - 13/11/2003
03. Da Biografia de Lima Barreto - 26/6/2003
04. Estado de Sítio, de Albert Camus - 4/9/2003
05. A Euforia Perpétua, de Pascal Bruckner - 5/6/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CAÇADORA DE ESTRELAS - STARGAZER
CLAUDIA GRAY
PLANETA
(2011)
R$ 14,00



ATORES AUTORES (AUTOGRAFADO POR JOANA FOMM) - 647
DOC COMPARATO (ORGANISADOR)
CLUBE DO LIVRO
(1987)
R$ 15,00



ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS
LEWIS CARROLL
COMPANHIA NACIONAL
(2008)
R$ 10,00



COMO REPARAR AVARIAS NA ESTRADA SEM SER UM ESPECIALISTA
MIGUEL DE CASTRO
PLATANO
(1994)
R$ 77,00



AR LIVRE
MAURICIO SALLES VASCONCELOS
CÓRREGO
(2017)
R$ 50,00



GRANDE ENCICLOPÉDIA PORTUGUESA E BRASILEIRA VOL. 3 ENUM GUINE
DIVERSOS AUTORES
ZAIROL
(1998)
R$ 30,00



SENSO CRÍTICO
DAVID W. CARRAHER
PIONEIRA
(1999)
R$ 16,00



HISTÓRIA DA LITERATURA BRASILEIRA, VOLUME 1
SÍLVIO CASTRO
ALFA
(1999)
R$ 26,40



O ENSINO DE LINGUAS PARA A COMUNICAÇÃO
H. G. WIDDOWSON
PONTES
(1991)
R$ 20,00



ORGANIZAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA BRASILEIRA
DELGADO DE CARVALHO
RECORD
(1969)
R$ 12,00





busca | avançada
44947 visitas/dia
1,2 milhão/mês