Sim-me-drogo-sou-fútil-rica-e-escrevo-blogs | Marcelo Spalding | Digestivo Cultural

busca | avançada
65683 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Pauta: E-books de Suspense Grátis na Pandemia!
>>> Hugo França integra a mostra norte-americana “At The Noyes House”
>>> Sesc 24 de Maio apresenta programação de mágica para toda família
>>> Videoaulas On Demand abordam as relações do Homem com a natureza e a imagem
>>> Irene Ravache & Alma Despejada na programação online do Instituto Usiminas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
>>> Filmes de guerra, de outro jeito
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A convergência das mídias
>>> 4 de Setembro #digestivo10anos
>>> É Isto um Homem?, de Primo Levi
>>> Violões do Brasil
>>> Sou um de vocês
>>> A redescoberta da(s) leitura(s)
>>> A redescoberta da(s) leitura(s)
>>> 2 de Abril #digestivo10anos
>>> Eat the Rich
>>> El fin de la inocencia
Mais Recentes
>>> Espíritos entre nós de James Van Praagt pela Sextante (2010)
>>> Direito ambiental de Marcia Diegues Leuzinger e Sandra Cureau pela Elsevier (2008)
>>> O cortiço de Ivan Jaf pela Ática (2013)
>>> Improbidade Administrativa: Lei 8.429/1992 Teoria e Exercícios de Ivan Lucas de Souza Júnior pela Gran cursos (2011)
>>> Plástica. Quando? Por Quê? de Rolando Zani pela Manole (2001)
>>> Sexo tântrico : como prolongar o prazer e atingir o êxtase espiritual de Cassandra Lorius pela Ediouro (2000)
>>> Burocracia e ocupação no setor público brasileiro de José Celso Cardloso Jr pela Diálogos para o desenvolvimento (2011)
>>> O Mistério das Aranhas Verdes de Carlos Heitor Cony; Anna Lee pela Salamandra (2001)
>>> Bem do seu tamanho de Ana Maria Machado; Mariana Massarani pela Salamandra (2003)
>>> Ponte para Terabítia de Katherine Paterson pela Salamandra (2006)
>>> Slam Dunk de Takehiko Inoque pela Conrad (2006)
>>> Slam Dunk de Takehiko Inoque pela Conrad (2006)
>>> Neon Genesis Evangelion the Iron Maiden 6 de Funino Hayashi - GAINAX pela Conrad (2006)
>>> Neon Genesis Evangelion the Iron Maiden 5 de Funino Hayashi - GAINAX pela Conrad (2003)
>>> Minha vida de menina de Helena Morley pela Companhia das Letras (2020)
>>> Minha formação de Joaquim Nabuco pela 34 (2020)
>>> Mestre da Critica de Vários autores pela Topbooks (2020)
>>> Memórias para servir à História do Reino do Brasil de Luís Gonçalves dos Santos pela Senado (2020)
>>> Memórias de um Sargento de Milícias de Manuel Antônio de Almeida pela Abc (2020)
>>> A Unica Esperança de Alejandro Bullon pela Casa Publicadora Brasileira (2013)
>>> Memórias de Carlota Joaquina de Marsilio Cassotti pela Planeta (2020)
>>> Marquês de São Vicente de Eduardo Kugelmas pela 34 (2020)
>>> Machado de Assis & Joaquim Nabuco. Correspondência de Graça Aranha pela Topbooks (2020)
>>> Obra Completa de Luis De Camoes pela Nova (2020)
>>> Literatura e Sociedade de Antônio Candido pela Ouro sobre Azul (2020)
>>> O Tigre na Sombra de Lya Luft pela Record (2012)
>>> Juca Paranhos, o Barão do Rio Branco de Luís Cláudio Villafañe G. Santos pela Companhia das Letras (2020)
>>> Ingleses no Brasil de Gilberto Freyre pela UniverCidade (2020)
>>> Histórias da Gente Brasileira. República. Memórias. 1889-1950 - Volume 3 de Mary Del Priore pela Leya (2020)
>>> Histórias da gente brasileira - Império - Vol. 2 de Mary Del Priore pela Leya (2020)
>>> Histórias da gente brasileira - Colônia - Vol. 1 de Mary Del Priore pela Leya (2020)
>>> Tensoes Mundiais Volume 4 Numero 5 de Manoel Domingos Neto e Monica Dias Martins pela Observatorio das Nacionalidades (2008)
>>> História econômica do Brasil de Roberto C. Simonsen pela Senado (2020)
>>> História dos Fundadores do Império do Brasil - 7 volumes - coleção completa de Otávio Tarquínio de Sousa pela Senado (2020)
>>> História do Brasil: Uma interpretação de Mota, Carlos Guilherme and Lopez, Adriana pela 34 (2020)
>>> História do Brasil de Boris Fausto pela Edusp (2020)
>>> Historia da Vida Privada Em Portugal: Volume 1 Idade Média de Direção de José Mattoso pela Abc (2020)
>>> Historia da Vida Privada Em Portugal: OS Nossos Dias de Direção de José Mattoso pela Abc (2020)
>>> História da saúde no Brasil de Luiz Antonio Teixeira (Compilador), Tânia Salgado Pimenta (Compilador), Gilberto Hochman (Compilador) pela Hucitec (2020)
>>> História da Arte no Brasil: Textos de Síntese de Myriam Andrade Ribeiro de Oliveira, Angela Ancora da Luz, Sonia Gomes Pereira pela Ufrj (2020)
>>> Temas de Direito Constitucional Volume 1 de Luís Roberto Barroso pela Renovar (2002)
>>> História Da América Portuguesa de Sebastião Da Rocha Pita pela Senado (2020)
>>> História da Alimentação no Brasil de Luís da Câmara Cascudo pela Global (2020)
>>> No caminho de Swann. de Marcel Proust pela Globo (2003)
>>> Hipólito José da Costa de Sergio Goes de Paula pela 34 (2020)
>>> Serious Candida Infections: Risk Factors, Treatment and Prevention de John H. Rex e Françoise Meunier Editores pela Pfizer (1995)
>>> Grande Reforma Urbana Do Rio De Janeiro, A: Pereira Passos, Rodrigues Alves E As Ideias De Civilização E Progresso de Andre Nunes De Azevedo pela PUC Rio (2020)
>>> Natural Racional Social - Razão Médica e Racionalidade Científica Moderna. de Madel T. Luz pela Campus (1988)
>>> Getúlio 3 (1945-1954) de Lira Neto pela Companhia das Letras (2020)
>>> Getulio 1930-1945: Do Governo Provisorio Ao Estado Novo de Lira Neto pela Companhia das Letras (2020)
COLUNAS

Terça-feira, 21/8/2007
Sim-me-drogo-sou-fútil-rica-e-escrevo-blogs
Marcelo Spalding

+ de 10100 Acessos
+ 3 Comentário(s)

Quando cai na sua mão um romance de uma menina de 20 anos, lançado por uma das mais respeitadas editoras do país, logo surgem os velhos preconceitos: deve ser filha de alguém importante, a história deve ser puro sexo e drogas, tipo diário de adolescente. Fugalaça (Record, 2007, 288 págs.) é realmente tudo isso, mas surpreendentemente mais.

Mayra Dias Gomes nasceu em 1987 e é filha do grande dramaturgo e autor de telenovelas Dias Gomes, falecido em um acidente de carro em 1999 (quando Mayra tinha 11 anos). Por causa da perda do pai, a Mayra foi negada a transposição gradual da infância para a adolescência, tendo sido expulsa da vidinha de conto de fadas de menina rica e jogada numa vida de disputas, invejas, auto-afirmação, drogas, culminando nos undergrounds paulista e carioca. Fugalaça é, como diz a própria autora, uma espécie de "vômito literário", vômito dessas experiências intensas e destrutivas, uma tentativa desesperada de compreender-se pelo resgate da memória, de ser aceita pela exposição, de reparar conflitos e dilemas insuperáveis pela aparente lógica proporcionada pelo papel.

"Escrever se tornou meu refúgio - minha mutilação saudável. Meu melhor amigo - o único capaz de entender meu sofrimento sem recriminação. O único capaz de silêncio absoluto aos meus desabafos febris - um tolerante ao meu narcisismo. O único capaz de passar adiante a dor para quem quisesse compreender, para quem estivesse disposto a conceber o fato de que tudo não passava de drama e que o drama em si estava dentro de mim - sim, como um câncer. Eu tentava achar na escrita a minha essência - sim, o meu reflexo."

Não que a iniciativa de Mayra seja original: todo adolescente que gosta de escrever tenta gravar em palavras seus primeiros amores, suas primeiras decepções, seus medos inconfessáveis e desejos reprimidos (basta ver a quantidade de blogs de adolescentes para percebermos que se algo mudou de um tempo pra cá é que hoje essa exposição se dá em tempo real, e não mais no silêncio dos diários). Mas é preciso saudar em Mayra pelo menos duas coisas: primeiro, o bom texto, fluído, maduro sem perder a autenticidade, mesmo nas mesclas de português e inglês típicas da sua idade e classe social; segundo, e mais importante, a coragem, coragem de se expor dessa forma, expor desde a humilhante primeira transa até o desabafo da irmã menor dizendo que melhor seria se ela se matasse logo e não fizesse a mãe sofrer tanto.

Há poucos dias eu mesmo resenhei um livro também memorialista, Tempos heróicos, que conta também em primeira pessoa uma adolescência repleta de sexo, drogas e rock'n'roll, como Fugalaça. Mas o livro era escrito por um adulto casado e pai de dois filhos, um felizardo que soube aproveitar intensamente a juventude e ainda assim vencer na vida, superando conflitos, escapando de doenças, o que não acontece com Satine (a personagem, suposto alterego de Mayra), ainda uma menina, aparentemente ainda com as cicatrizes no corpo e na alma e incapaz, enquanto narradora, de terminar seu livro (na verdade interrompe-o, pois os conflitos, ao que tudo indica, irão permanecer).

Fernanda Young, na orelha do livro, diz que leu "um grande romance, diferente dos outros, escritos em semelhante tom confessional - todos um sim-me-drogo-sou-fútil-rica-e-escrevo-blogs, descrevendo as agruras da juventude desregrada. Fugalaça se destaca. Mayra, tenho certeza, terá mais coisas a contar do que a sua juventude acredita ser incrível. Há dor, há confronto, conflito, cinismo, humor e coragem neste livro. Há talento".

Mas ainda que tenha sido precisa ao afirmar que há talento, Fernanda foi generosa - como todas as orelhas de livros o são - ao dizer que trata-se de um grande romance, pois Fugalaça é um rico testemunho de um tipo de adolescente de uma classe social específica, testemunho sincero e denso, mas a história por vezes parece como a história daquela nossa colega de colégio que encosta a classe do nosso lado e começa a contar sobre seu grande e mal sucedido amor, uma seqüência de lamúrias e indiferenças que se resolveriam com uma só palavra, palavra que você repete insistentemente, "esquece", mas sua colega não consegue esquecer e continua a se humilhar, a se iludir e a contar tudo para você. Mescla de insegurança, mimo e egocentrismo. Nada indica que essa colega saberá narrar com tanta emoção e tanto estilo uma história em que não foi protagonista, uma história realmente incrível ou com um estilo incrível.

Mas voltemos ao que há de melhor no livro, a exposição de uma chaga social que todos fingem não perceber, que as novelas não mostram e os jornais evitam: a falta de sentido para a vida que assola os adolescentes, fazendo-os procurar nas sensações físicas - drogas, bebida, sexo - o vazio de respostas para seus mais singelos e angustiantes questionamentos. Não é só Satine quem sai de um apartamento de luxo toda vestida de preto e desfila suas roupas de marca pelas boates undergrounds, que compra drogas com a mesada da mamãe e quando ela vai viajar promove festinhas em sua casa e transa com o carinha da noite na cama de solteiro com lençol da Hello Kitty. Não é só a amiga de Satine que se suicida depois de descobrir-se soropositiva (suicida-se com o saco plástico que usava para cheirar desodorante). Essa realidade está aí sob os olhares despreparados dos adultos - que resumem tudo a "coisas da idade" - e leva, ano a ano, dia a dia, milhares de jovens em acidentes, overdoses, brigas. Revelar de dentro essa chaga explosiva é mérito de Mayra, ainda que ignore a parcialidade de seu lugar social.

Esta crítica, aliás, Mayra certamente sofrerá ou deve ter sofrido: a de ser rica. A própria autora chega, num certo momento do livro, a falar sobre isso, e de fato não há como fugir à constatação de que Mayra é, sim, produto de uma elite que depois de atingir todos os seus sonhos de modernidade e consumo não sabe mais o que fazer, o que almejar. Tal qual os jovens ricos da Paris de 68, os filhos de pais ricos de Woodstock, Mayra e muitas de suas amigas do underground paulista e carioca perdem-se no oceano da liberdade, afundam numa possibilidade infinita de gozos e ausência de responsabilidades. Não há fome, não há miséria, não há violência por causa do consumo de drogas, não há horizonte social nas palavras de Mayra, mas isso não é sua culpa: assim ela e sua geração foram criadas, protegidas por motoristas, vidros escuros, condomínios de luxo, televisões a cabo repletas de canais norte-americanos.

Curioso é todos nós acordarmos cedo, trabalharmos, estudarmos, passarmos as noites lendo um livro e um domingo escrevendo resenha, deixarmos os filhos em casa para terminar um Mestrado, todos nós batalharmos dia-a-dia para acumular certa riqueza, e quanto mais próximo da riqueza chegamos, mais percebermos sua insuficiência e mais temermos a tragédia que essa acumulação pode representar para nossos filhos. Porque Fugalaça pode não contar nada muito novo, mas confirma com gravidade muita coisa que desde os Livros do Mal aqui de Porto Alegre, desde Christiane F. tem-se revelado: a angústia e o vazio produzidos pela nossa sociedade materialista nas sedentas e despreparadas mentes juvenis. No fundo, no fundo, terminado o livro, a vontade que fica é pegar na mão de Mayra e dar-lhe um sincero e comovido abraço.

Para ir além






Marcelo Spalding
Porto Alegre, 21/8/2007


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O pai tá on: um ano de paternidade de Luís Fernando Amâncio
02. A desgraça de ser escritor de Luís Fernando Amâncio
03. Domingão, domingueira de Ana Elisa Ribeiro
04. Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1 de Renato Alessandro dos Santos
05. Nos braços de Tião e de Helena de Renato Alessandro dos Santos


Mais Marcelo Spalding
Mais Acessadas de Marcelo Spalding em 2007
01. Sexo, drogas e rock’n’roll - 27/3/2007
02. O dinossauro de Augusto Monterroso - 10/4/2007
03. Vestibular, Dois Irmãos e Milton Hatoum - 31/7/2007
04. Com a palavra, as gordas, feias e mal amadas - 30/1/2007
05. Estrangeirismos, empréstimos ou neocolonialismo? - 1/5/2007


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
21/8/2007
10h22min
Achei tão parecido com Hell, de Lolita Pille...Parecido até demais.
[Leia outros Comentários de eugenia zerbini]
26/8/2007
16h50min
Olá Marcelo Spalding! Volto a lhe enviar uma mensagem, já que não tenho certeza que a outra tenha chegado, como lhe disse antes adoro seus textos, seu jeito espontãneo de escrever, acho que li um comentario seu a respeito de argentinos, apreciando o cinema atual daquele país, se for seu o texto em questão, podia por favor, me dizer com qual título foi publicado para poder acessá-lo novamente? Agradeço, abraços! Marcela.
[Leia outros Comentários de Marcela Baigorria]
7/12/2008
03h34min
Vou ler o livro só por causa de sua resenha, porque me parece "mais do mesmo", esse livro.
[Leia outros Comentários de Eriberto Junior Beto]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




POR UM SENTIDO NA VIDA
AMY PURDY
AGIR
(2015)
R$ 14,90



DIE GANZHEITLICHE METHODE DORN: DIE SPRACHE DES KÖRPERS VERSTEHEN
DIETER DORN
INTEGRAL
(2007)
R$ 19,28



BEIJOS. COISAS QUE TODO MUNDO QUER SABER
NICK FISCHER
MELHORAMENTOS
(2001)
R$ 6,90



DIREITO ADMINISTRATIVO DIDÁTICO
REINALDO MOREIRA BRUNO
DELREY
(2008)
R$ 8,90



ICARLY: EU SOU FAMOSA
LAURIE MCELROY
FUNDAMENTO
(2010)
R$ 5,00



O MEIO AMBIENTE EM DEBATE
SAMUEL MURGEL BRANCO
MODERNA
(1988)
R$ 11,00



JUAN MIRÓ 1893 - 1983
JANIS MINK
TASCHEN
(2015)
R$ 30,00



O BOOM NA EDUCAÇAO
VICTOR MIRSHAWKA
DVS
(2002)
R$ 6,90



A MENINA DA ÁRVORE
TATI BERNARDI
MODERNA
(2015)
R$ 30,00



O ENGENHOSO FIDALGO DOM QUIXOTE DE LA MANCHA
MIGUEL CERVANTES SAAVEDRA
MARTINS FONTES
(2005)
R$ 19,00





busca | avançada
65683 visitas/dia
2,2 milhões/mês