Mulheres, homens e outros insetos | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
50039 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Sexta-feira, 19/9/2008
Mulheres, homens e outros insetos
Ana Elisa Ribeiro

+ de 2700 Acessos
+ 1 Comentário(s)

É questão de mercado. Oferta e demanda, talvez. Questão de nicho ou, como dizem alguns, segmento. Parcelas grandes de população em idade reprodutiva (e nem sempre produtiva) se contentam com pouco, não raro apenas com o exoesqueleto. Sendo assim, basta uma barata e é puro prazer.

Certa vez, minha bela e charmosa amiga, além de tudo bastante inteligente, voltou abalada da cidade onde fora morar. O problema não teria sido nem o clima, nem a comida, mas o casamento fracassado, dizia ela. Chorosa como uma viúva (que deveria estar feliz), minha linda amiga lastimava a tentativa frustrada de unir-se a um gaúcho bonito e bem-sucedido. Ela também era bem-sucedida, conheceram-se, inclusive, em reuniões de trabalho. Bons salários, belos rostos, bons corpos. Adivinharam que se queriam em um beijo intolerado. Namoraram e resolveram se mudar para dentro das vidas um do outro (mais um do que o outro, leia-se, como quase sempre é).

Cada um deles era de uma cidade diferente. Bem longes no mapa, dessas que demandam insuportáveis viagens de ônibus ou caríssimas milhas de avião. Sendo assim, o amor acaba corrompendo a compreensão de ambos e resolveram acelerar a decisão. Ela foi para lá, ele abriu espaço entre as gavetas e prateleiras.

Mês vai, mês vem, os e-mails dela começaram a ficar desanimados. O que antes era graça, agora era força de expressão. Depois de um mês de mudança, ela conseguira compreender a razão do choro soluçante logo no primeiro dia. Só porque esperava uma grande recepção e ele pedira uma pizza em domicílio? A vida é assim, querida. Era isso o que ele queria mostrar.

Sábado vai, sábado vem. A bela moça, cada vez mais linda, mais cuidada, mais poeta, passou a se cansar. Além dos assuntos contábeis do trabalho, vinha ele, todos os dias, lá pelas 18h, como se fosse uma Ave Maria, rezar o terço dos descontentamentos da repartição, do truco com os amigos, do churrascão no domingo e dos compromissos inadiáveis na casa de não se sabe que parceiro de bola. Ela introduzia um livro qualquer, a visita de uma nova amiga, um passeio pela rua, mas não tinha muita coragem para nada. Machão, não? Pensei que seria diferente. Já dizia minha mãe para não levar a Cinderela a sério.

Um dia, minha belíssima amiga se cansou. Admitiu que era tudo uma porcaria e voltou para casa. Sem o peso agudo de um filho, ficava tudo fácil. Consolava-se bem: ao menos não havia feito essa burrice duradoura que é a gravidez numa circunstância como esta. Assimilou umas coisas, rearranjou o guarda-roupas dele, pediu desculpas por qualquer incômodo e voltou. Aqui, ela teve coragem de se confessar umas tantas coisinhas, inclusive que achava que casamento fosse mais bacana. Algumas de nós até sugerimos que existem registros de boas experiências. É necessário só ter alguma paciência para procurar, tarefa que a geração internet não há de estranhar.

Mas minha amiga linda logo logo voltou para a noite da cidade. De vez em quando, encontrava-se conosco num chá mais cedo e logo dizia: deixe eu ir me montar no banheiro. Daqui a pouco vêm me buscar. E tocava para as boatezinhas onde a maior parcela da população em idade reprodutiva (nem sempre, quase nunca, produtiva) deveria estar.

Um dia, minha amiga me perguntou o que eu achava de ela sair para aqui ou para ali. Eu fingi que não escutei. Há perguntas que são retóricas, não é mesmo? Mas ela insistiu. E então eu expliquei: menina, é questão de lógica, análise combinatória, probabilidade. Para outros tantos analistas, é questão de segmento de mercado, nicho. Nesses lugares onde você tem ido, há imensas chances de você encontrar um belo rapaz que não lhe interessa, querida. Um macho padrão, sem qualquer desvio a seu favor. Ele provavelmente se encantará com seu corpinho lindo, seu sorriso escandalosamente bonito, mas não precisará de mais do que isso para compreender os dois ou três sentidos que tem a vida dele. Não é preciso ser muito inteligente para desejar comer uma mulher como você, convenhamos. Talvez seja disso que você precisa neste momento: alguém que a arrebate a alma tecendo elogios às coisas que você visivelmente é. Será preciso que alguém, a esta altura, ainda confirme que você é linda? Talvez. Mas o que você busca não está nesse show e nem nessa boate. Essa pessoa só pode estar em outro lugar. Você precisa se dar as chances que você quer. Certamente seu próximo namorado gostará dos seus seios, sorte a dele, que terá uma menina cheia de atributos. Existe gente com todos os gradientes de belezura (ou não). Mas bem que é gostoso conviver com gente que sabe conversar, não é, não? Para comer a carapaça, basta ser qualquer crustáceo. Se até os zumbis de filmes trash saem à procura de cérebros, deve haver uma mínima parte dos homens (e das mulheres) interessados em biscoito fino. Uma regalia lidar com gente inteligente.


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 19/9/2008


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2008
01. Uísque ruim, degustador incompetente - 8/8/2008
02. Trocar ponto por pinto pode ser um desastre - 3/10/2008
03. Substantivo impróprio - 25/4/2008
04. Minha coleção de relógios - 31/10/2008
05. Confissões de uma doadora de órgãos - 7/3/2008


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
19/9/2008
11h41min
Essa a questão. Encontrar pessoas que saibam conversar até que não é tão difícil. Mas, até quando uma boa conversa pode durar? Algumas se tornam intermináveis, e quando isso acontece, a união pode ser duradoura. Mas, só quando encontramos alguém que quer conversar conosco exatamente sobre aquilo de que gostamos de conversar, é que a união é para sempre. Sua amiga, Ana, não precisa sair por aí, procurando essa pessoa. Ela poderá surgir a qualquer momento, sem que se dê conta disso. Observação pode ser uma boa "dica", mas ela precisa "dizer" sobre o que mais gosta de conversar. Se for Literatura, ela pode passar a frequentar bibliotecas e/ou livrarias. Quem sabe, em uma dessas visitas, não surja o tal bom conversador dos anseios dela? Sei que isso é ficção, que essa sua amiga "não existe", mas como foi legal conhecê-la. Um abraço.
[Leia outros Comentários de Américo Leal Viana]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




TARDE DEMAIS PARA CHORAR... CEDO DEMAIS PARA MORRER
EDITH PENDLETON
CIRCULO DO LIVRO
R$ 4,70



JORNADA NAS ESTRELAS - OS GUARDIÃES DA PAZ
GENE DEWEESE
ALEPH
(1993)
R$ 20,00



A MEMÓRIA DA TERRA - 43 POEMAS
ANTONIO OZÓRIO LEME DE BARROS
TIKINET
(2012)
R$ 29,75
+ frete grátis



HACIA UNA VIDA PLENA DE SENTIDO
MENAJEM MENEL SCHNEERSON
LEOGRAF & COMPAÑÍA
(1995)
R$ 15,00



PINÓQUIO - CONTOS MÁGICOS - CAPA 3D
DISNEY
MELBOOKS
(2012)
R$ 26,00



THE KING'S TWO BODIES - A STUDY IN MEDIAEVAL POLITICAL THEOLOGY
ERNST H. KANTOROWICZ
PRINCETON PAPERBAKS
(1997)
R$ 19,90



OS LUSÍADAS
CAMÕES
NOVA CULTURAL
R$ 10,00



ELITE DA TROPA
LUIZ EDUARDO SOARES - ANDRÉ BATISTA - RODRIGO
OBJETIVA
(2006)
R$ 10,00



CAÇA SUBMARINA
CLAUDIO GUARDABASSI / WALDIR NACCARATO
MAR AZUL
(1996)
R$ 25,00



INTRODUÇÃO AO TAROT E CABALA
SAMAEL AUN WEOR
AEF
(2015)
R$ 15,00





busca | avançada
50039 visitas/dia
1,2 milhão/mês