Guia Jetlag de Viagem: Molvânia | Ricardo de Mattos | Digestivo Cultural

busca | avançada
70327 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Designer e arquiteto brasileiro, Giovanni Vannucchi participa da VIIBienal Ibero-americana de Design
>>> Risorama anuncia retorno aos palcos com grandes nomes do humor nacional em São Paulo
>>> Inspirado nas Living Dolls, espetáculo de Dan Nakagawa tem Helena Ignez como atriz convidada
>>> As Caracutás apresentam temporada online de Tecendo Diálogos com bate-papo e oficina
>>> Obra de referência em nutrição de plantas ganha segunda edição revista e ampliada
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
Colunistas
Últimos Posts
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Busca ao Santo Graal
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> A Arte de Odiar
>>> Três Irmãs
>>> Sempre procurei a harmonia
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> O ensaísta Machado de Assis
>>> Entrevista com Claudio Willer
>>> Os narradores de Eliane Caffé
>>> 7 de Setembro
Mais Recentes
>>> Ansiedade – O Que é, os Principais Transtornos e Como Tratar de Daniel Freeman & Jason Freeman pela L&PM Pocket (2015)
>>> Sensibilidade Além dos Olhos de Daiana Espíndula Bertolin & Aline Mendes Sankari pela Anna Blume (2006)
>>> O Temor e a Felicidade de Sergio Peña y Lillo pela Beca (1999)
>>> Ciúme – O Medo da Perda de Eduardo Ferreria-Santos pela Claridade (2003)
>>> Mito de Thelksis – Distúrbios do Sono de Fátima Deitos, João Francisco Pollo Gaspary & Colaboradores pela Kaza do Zé (1999)
>>> Tiques, Cacoetes, Síndrome de Tourette de Ana Gabriela Hounie & Eurípedes Constantino Miguel (Orgs.) pela Artmed (2012)
>>> O Falecido Mattia Pascal / Seis Personagens à Procura de Um Amor de Pirandello pela Nova Cultural (2003)
>>> Histórias na minha História de Padre Samuel Ferreira do Carmo pela Teixeira Gráfica (2013)
>>> National Geographic Brasil Nº 217 - Edição Especial de Diversos Autores pela National Geographic (2018)
>>> 1889 de Laurentino Gomes pela Globo Livros (2013)
>>> Qualidade de Vida de Dr. Wanderley Ribeiro Pires pela Cartgraf (1996)
>>> Sócrates - Os Pensadores de Platão, Xenofonte pela Nova Cultural (2004)
>>> Gestão da Qualidade de Vida de Carla Lubisco pela Age (2010)
>>> National Geographic Brasil Nº 216 de Diversos Autores pela National Geographic (2018)
>>> Desenvolvimento e Personalidade da Criança de Mussen; Conger; Kagan pela Harper & Row do Brasil (1977)
>>> Razão e Sensibilidade de Jane Austen pela Nova Cultural (2002)
>>> Harry Potter e a Criança Amaldiçoada - Parte um e dois (Ed. Especial) de J. K. Rowling pela Rocco (2016)
>>> A Formação do Cidadão Produtivo de Gaudêncio Frigotto pela Inep (2006)
>>> Pedagogia da Fábrica - As relações de produção e a Ed. do trabalhador de Acácia Z. Kuenzer pela Cortez (1995)
>>> Recriando o Caminho com a consciência de Regina Almeida pela Ser (2009)
>>> Princípios de Marketing de Philip Kotler pela Afiliada (1995)
>>> A Arte de Desfrutar o melhor da Vida - Rico sem Dinheiro de Alexander Von Shonburg pela Gente (2007)
>>> Administrando o Stress de Maria Amélia Vallim de Oliveira pela Gente (1996)
>>> O Mal-Estar da pós-Modenidade de Zygmunt Bauman pela Jorge Zahar (1997)
>>> A Morte da Porta Estandarte e Tati, A Garota e Outras Histórias de Aníbal Machado pela José Olympio (1977)
>>> Ilustração de Moda Masculina de Chidy Waine pela Paisagem (2011)
>>> Deus no pasto de Hermilio Borba Filho pela Civilização Brasileira (1972)
>>> Brasil - O romance (2 volumes) de Erroll Lincoln Uys pela Best Seller (1986)
>>> A metamorfose de Franz Kafka pela Nova Época (1989)
>>> Diário Intimo de Franz Kafka pela Livraria exposição do livro (1964)
>>> Chapeuzinho Amarelo de Chico Buarque pela José Olympio (2011)
>>> Paula de Isabel Allende pela Bertrand Brasil (1997)
>>> História de lince de Claude Lavi-Strauss pela Companhia das letras (1993)
>>> Vida, universo e sabe lá o que mais de Douglas Adams pela Brasiliense (1988)
>>> Nuvens de pássaros brancos de Yasunari Kawabata pela Nova Fronteira (1993)
>>> História de Mayta de Mario Vargas Llosa pela Francisco Alves (1984)
>>> O processo de Franz Kafka pela Círculo do livro (1963)
>>> Ilustrando o Cerrado de Geni ALexandria pela IPHAN (2002)
>>> Cartas aos meus amigos de Franz Kafka pela Nova Época (1978)
>>> Josefina, a cantora de Franz Kafka pela Clube do livro (1977)
>>> As idéias de Freud de Richard Wollheim pela Círculo do livro (1971)
>>> Estudos sobre teatro de Bertold Brecht pela Nova Fronteira (1978)
>>> A ilha de Aldous Huxley pela Civilização Brasileira (1965)
>>> Também o cisne morre de Aldous Huxley pela Livros do Brasil
>>> A situação humana de Aldous Huxley pela Globo (1982)
>>> O grande problema de Aldous Huxley pela Livros do Brasil (1989)
>>> As portas da percepção - O céu e o inferno de Aldous Huxley pela Civilização Brasileira (1971)
>>> Noite sobre as águas de Ken Follett pela Siciliano (1992)
>>> Na toca do leão de Ken Follett pela Record (1986)
>>> A colonia penal de Franz Kafka pela Nova Época
COLUNAS

Segunda-feira, 8/6/2009
Guia Jetlag de Viagem: Molvânia
Ricardo de Mattos

+ de 4400 Acessos

"Wakuz Dro Brugka Spazibo!"
("Que Deus lhe dê um burro robusto", voto molvão de boa sorte).

Os guias de viagem Jetlag constituem uma interessante série dedicada a destinos pouco explorados do globo. Fez-se um levantamento em todos os mares e continentes, dos lugares em geral ignorados, apesar de pitorescos e atraentes, pelas seções de viagem dos jornais e pelas agências na elaboração de seus roteiros. Os guias, portanto, apresentam países e regiões que garantem o inesperado nas viagens de férias, como San Sombrero, na América Central; Mustachistão, no Oriente Médio; Bongoswana, na África; ou o Estreito de Syphollos, no Mediterrâneo. Escolhemos na coleção o volume dedicado à Molvânia, país incrustado no Leste Europeu. É o mais recente candidato à integração na União Européia, conforme noticiado pelo seu único canal transmitido no Brasil ― o de número 463 para quem for assinante da Sky. Rob Sitch, Tom Gleisner e Santo Celauro assumem a autoria deste trabalho traduzido por André Conti e Vanessa Barbara. Além do guia, Vanessa Barbara traduziu recentemente Três vidas, de Gertrude Stein, assina coluna quinzenal no caderno Cidades do jornal O Estado de São Paulo, é autora d'O livro amarelo do terminal e coautora d'O verão do Chibo.

Molvânia não deve ser confundida com Moldava, outra república também do leste europeu, mas portadora de duas crises. A primeira, de identidade, pois constantemente muda a ortografia de seu nome, revelando o desacordo das numerólogas consultadas. A segunda, de relacionamento, pois ora decide-se pela união com a Romênia, ora decide-se por dar um tempo, conhecer pessoas... respirar, enfim, à semelhança de um casal nosso conhecido. Na primeira, o idioma utilizado é o molvanês, derivado do siríaco e do dalmático, composto principalmente por verbos irregulares e pelo número recorde de letras mudas. A igreja dominante é a báltica ortodoxa, sendo o patrono São Fiódor (1507-1563), cujo martírio consistia em três angustiantes horas diárias de jejum e abstinência alcoólica. Composta por três etnias básicas ― bulgos, hungos e molvos ―, a Molvânia é dividida em quatro regiões geográficas bem definidas: a dos Alpes Molvãos, a das Estepes Orientais, a do Grande Vale Central e a do Planalto Ocidental. A capital nacional é a cidade de Lutenblag.

Os Alpes Molvãos foram abertos ao turismo logo após o cessar fogo com a Romênia. É a região das Grandes Planícies, cortada pelo rio Fiztula e cujo perímetro define-se no extremo leste pela Cordilheira Postenwaly. Foi visitada pelos romanos, que a qualificaram plana monotona desolata, qualificativo retomado milênios depois pela Unesco ao declarar o lugar como Patrimônio da Humanidade pela "significativa monotonia". Duas cidades destacam-se: Vajana e Svetrany. Esta formou-se no século XVI como importante posto mercantil e foi reconstruída passados duzentos anos, quando retomada dos turcos. É reconhecida pelo artesanato ― renda de juta ― e pela culinária típica na qual predominam, juntos, o repolho, a batata, a salsicha, nata e vísceras. O prato mais procurado do cantão é a guzpa sopa rala com páprica e banha de ganso.

As Estepes Orientais talvez sejam o lugar mais refratário ao turismo. Os moradores podem ser flagrados defendendo a planitude da Terra em discussões tensas e ignoram a abordagem por pessoas trajando roupas curtas ou que tenham demonstrado afeto em público. Os ritmos populares, únicos na história da música, caracterizam-se por sobrepor o volume à melodia, o que nos faz suspeitar da presença de imigrantes molvãos em várias partes do Brasil. Não obstante, os ventos gelados do Nordeste garantem um charmoso clima de aridez perpétua, permitindo às pessoas desfilarem nos seus elegantes trajes fabricados com estofamento reciclado de automóveis. Não é o cardápio que atrairá as pessoas visto limitar-se ao porco assado acompanhado de linhaça, a testículos de burro e ao queijo muczed, forte o suficiente para levar mulheres ao trabalho de parto, estejam ou não grávidas. Desenvolveram-se nas Estepes três principais cidades: Bardjov (pronuncia-se "Bardi-ce-zjoff"), Lublova e Dzrebo. Os molvãos acreditam que Shakespeare referia-se à primeira quando mencionou, num de seus sonetos, certo "antro amaldiçoado do tifo/ onde só há miséria e dor". A segunda cidade é campeã nacional no combate à poluição do ar, proibindo que fornalhas de carvão e geradores a diesel funcionem entre meia-noite e seis da manhã. Uma nota sobre a raça canina nativa, o mastim molvão, lançou novas luzes quanto à origem de nossa cachorra Bahiana, que julgávamos um exemplar perdido de cão de rinha do Cazaquistão.

A origem de toda Molvânia encontra-se no Grande Vale Central, caracterizado por suas amplas planícies de calcário. Duas são as cidades principais: Gyrorik e Jzerbo. Gyrorik é a que possui maior diversidade cultural, com poloneses, húngaros, eslovacos, estônios e ucranianos cumprindo pena no Centro de Detenção. A outra cidade, Jzerbo, é assinalada pelo grande número de conjuntos habitacionais datados da era soviética. É centro urbano de hábitos peculiares. O esporte tradicional é a caça à raposa, nos moldes ingleses e com igual oposição das organizações de defesa dos animais, empenhadas em afastar a prática ao menos das escolas. A tortura processual foi abolida em 1801, vigorando até quarenta anos atrás apenas como distração popular. O trânsito deixa a desejar, suspeitando as autoridades que nove anos não seja idade adequada para a habilitação legal. O investimento cultural também decaiu, de forma que os músicos da orquestra sinfônica precisaram aprender a conciliar o playback de alguns naipes ― como o de cordas ― com execuções ao vivo ― como a da percussão.

Encerrando a breve vista d'olhos sobre tão bravo quão inusitado país, resta falar sobre o Planalto Ocidental, onde localiza-se a maior reserva pantaneira do mundo, com cerca de dois mil quilômetros quadrados de lodo. Apesar da copiosa flora e fauna, a afluência turística é pequena. É também onde situa-se o lago artificial Vjaza, nascido em decorrência dum acidente nuclear soviético. Nas suas bucólicas margens, há o restaurante Lippa Daz, onde os clientes "podem escolher qualquer das criaturas mortas trazidas pela maré durante o dia". Na culinária regional, predomina o uso de picles e repara-se na presença histórica do bolo glebzeci, recheado com queijo de cabra, nozes, chantili, chocolate, manteiga, gergelim e ovos. As cidades mais importantes do Planalto são Sjrezo e Sasava. Outrora violenta, Sjerezo é agora sede da Euro-Leste Disney, e nela pode ser visitado o túmulo do insigne compositor Vicktor Chezpak, ainda vivo, para quem a população local sentiu certa ânsia em prestar a homenagem. No tocante ao passado rural do outro município, Sasava, restam-lhe apenas o abatedouro de cavalos e a fábrica de sebo. Não obstante o dialeto local seja um obstáculo até para os fluentes em molvanês, deve ser reservada uma semana para visitá-lo devido a sua importância histórica e política. Ali viveu Sterna Busjbusj, mãe do grande ditador Szlonko Busjbusj, cujo nome é presente nas praças e avenidas principais de todas cidades molvãs. Sasava abrigou o governo central durante certo período, na ocasião em que o presidente foi intimado a ficar mais tempo perto de sua mãe.

A leitura do guia Jetlag, com suas várias emendas e observações que aumentam a segurança de quem o consulta, despertou-nos a ideia de escrever aos editores sugerindo um próximo destino. Na cidade de Sjerezo citada acima, informou-se que o forte do comércio são os DVDs piratas, o que a torna cidade irmã de nossa Taubaté natal. Tanto que as autoridades municipais reservaram um local específico para isso, o glorioso "Shopping Alternativo Campos Sales". Obedecendo ao Código de Defesa do Consumidor, os DVDs têm garantia e prazo de troca. Além do vigoroso mercado, outros pontos folclóricos podem ser visitados, como as rotatórias dotadas de lombadas e os postes de luz no meio dos trechos de calçamento especial para deficientes visuais. O que atrapalha um pouco é o trânsito, pois por convenção local usa-se parar no sinal verde e avançar no vermelho. A cultura encontra valiosa guardiã na primeira-dama, que todo ano faz questão de montar um presépio com as figuras de "Maria, Jesus e o neném".

Nota do Autor
Recomendamos este clipe de Zlad, grande nome da música contemporânea molvã, interpretando "Elektronik Supersonik".

Para ir além






Ricardo de Mattos
Taubaté, 8/6/2009


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Souza Dantas, Almoço e Chocolate de Daniel Bushatsky
02. No tempo da ficha telefônica de Elisa Andrade Buzzo
03. O roteirista profissional: televisão e cinema de Gian Danton
04. Desenhando desde criança de Diogo Salles
05. Tritone: 10 anos de um marco da guitarra rock de Rafael Fernandes


Mais Ricardo de Mattos
Mais Acessadas de Ricardo de Mattos em 2009
01. O delfim, de José Cardoso Pires - 19/10/2009
02. Charles Darwin (1809-2009) - 16/11/2009
03. Evolução e Adaptação da Imprensa Escrita - 23/3/2009
04. Américas Antigas, de Nicholas Saunders - 27/4/2009
05. Sobre o Islã, de Ali Kamel - 23/2/2009


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




GUIA DE BOLSO DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS
GUIA DE SAUDE
FUNASA
(2000)
R$ 19,87



SERVIÇO SOCIAL E SOCIEDADE 9/ ANO III AGOSTO DE 1982
CORTEZ
CORTEZ
(1982)
R$ 6,90



FISIOLOGÍA MÉDICA
GEORGE A. TANNER; RODNEY RHOADES
MASSON
(1997)
R$ 85,00



MODELOS EM PLANEJAMENTO URBANO, REGIONAL E DE TRANSPORTE
ANTONIO GALVÃO NOVAES
EDGARD BLUCHER LTDA
(1982)
R$ 130,00



SUITE TOQUIO - LITERATURA
GIOVANA MADALOSSO
TODAVIA
(2020)
R$ 45,00



HOW TO PLAY THE ENVIRONMENT GAME
THEO CROSBY
PENGUIN BOOKS
(1973)
R$ 42,28



1932: A GUERRA QUE ESQUECEMOS
REVISTA HISTÓRIA DA BIBLIOTECA NACIONAL Nº 82
SABIN; FBN
(2012)
R$ 25,28



ROBIN DOS BOSQUES - AS AVENTURAS QUE EU GOSTO DE LER
ULISSEIA INFANTIL
ULISSEIA INFANTIL
(1995)
R$ 20,95



OS PRIMEIROS 5 MINUTOS
NORMAN KING
NOBEL
(1991)
R$ 12,90



ARTE E PSICANÁLISE
TANIA RIVERA
ZAHAR
(2002)
R$ 15,00





busca | avançada
70327 visitas/dia
2,0 milhões/mês