Guia Jetlag de Viagem: Molvânia | Ricardo de Mattos | Digestivo Cultural

busca | avançada
67475 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Segunda-feira, 8/6/2009
Guia Jetlag de Viagem: Molvânia
Ricardo de Mattos

+ de 4400 Acessos

"Wakuz Dro Brugka Spazibo!"
("Que Deus lhe dê um burro robusto", voto molvão de boa sorte).

Os guias de viagem Jetlag constituem uma interessante série dedicada a destinos pouco explorados do globo. Fez-se um levantamento em todos os mares e continentes, dos lugares em geral ignorados, apesar de pitorescos e atraentes, pelas seções de viagem dos jornais e pelas agências na elaboração de seus roteiros. Os guias, portanto, apresentam países e regiões que garantem o inesperado nas viagens de férias, como San Sombrero, na América Central; Mustachistão, no Oriente Médio; Bongoswana, na África; ou o Estreito de Syphollos, no Mediterrâneo. Escolhemos na coleção o volume dedicado à Molvânia, país incrustado no Leste Europeu. É o mais recente candidato à integração na União Européia, conforme noticiado pelo seu único canal transmitido no Brasil ― o de número 463 para quem for assinante da Sky. Rob Sitch, Tom Gleisner e Santo Celauro assumem a autoria deste trabalho traduzido por André Conti e Vanessa Barbara. Além do guia, Vanessa Barbara traduziu recentemente Três vidas, de Gertrude Stein, assina coluna quinzenal no caderno Cidades do jornal O Estado de São Paulo, é autora d'O livro amarelo do terminal e coautora d'O verão do Chibo.

Molvânia não deve ser confundida com Moldava, outra república também do leste europeu, mas portadora de duas crises. A primeira, de identidade, pois constantemente muda a ortografia de seu nome, revelando o desacordo das numerólogas consultadas. A segunda, de relacionamento, pois ora decide-se pela união com a Romênia, ora decide-se por dar um tempo, conhecer pessoas... respirar, enfim, à semelhança de um casal nosso conhecido. Na primeira, o idioma utilizado é o molvanês, derivado do siríaco e do dalmático, composto principalmente por verbos irregulares e pelo número recorde de letras mudas. A igreja dominante é a báltica ortodoxa, sendo o patrono São Fiódor (1507-1563), cujo martírio consistia em três angustiantes horas diárias de jejum e abstinência alcoólica. Composta por três etnias básicas ― bulgos, hungos e molvos ―, a Molvânia é dividida em quatro regiões geográficas bem definidas: a dos Alpes Molvãos, a das Estepes Orientais, a do Grande Vale Central e a do Planalto Ocidental. A capital nacional é a cidade de Lutenblag.

Os Alpes Molvãos foram abertos ao turismo logo após o cessar fogo com a Romênia. É a região das Grandes Planícies, cortada pelo rio Fiztula e cujo perímetro define-se no extremo leste pela Cordilheira Postenwaly. Foi visitada pelos romanos, que a qualificaram plana monotona desolata, qualificativo retomado milênios depois pela Unesco ao declarar o lugar como Patrimônio da Humanidade pela "significativa monotonia". Duas cidades destacam-se: Vajana e Svetrany. Esta formou-se no século XVI como importante posto mercantil e foi reconstruída passados duzentos anos, quando retomada dos turcos. É reconhecida pelo artesanato ― renda de juta ― e pela culinária típica na qual predominam, juntos, o repolho, a batata, a salsicha, nata e vísceras. O prato mais procurado do cantão é a guzpa sopa rala com páprica e banha de ganso.

As Estepes Orientais talvez sejam o lugar mais refratário ao turismo. Os moradores podem ser flagrados defendendo a planitude da Terra em discussões tensas e ignoram a abordagem por pessoas trajando roupas curtas ou que tenham demonstrado afeto em público. Os ritmos populares, únicos na história da música, caracterizam-se por sobrepor o volume à melodia, o que nos faz suspeitar da presença de imigrantes molvãos em várias partes do Brasil. Não obstante, os ventos gelados do Nordeste garantem um charmoso clima de aridez perpétua, permitindo às pessoas desfilarem nos seus elegantes trajes fabricados com estofamento reciclado de automóveis. Não é o cardápio que atrairá as pessoas visto limitar-se ao porco assado acompanhado de linhaça, a testículos de burro e ao queijo muczed, forte o suficiente para levar mulheres ao trabalho de parto, estejam ou não grávidas. Desenvolveram-se nas Estepes três principais cidades: Bardjov (pronuncia-se "Bardi-ce-zjoff"), Lublova e Dzrebo. Os molvãos acreditam que Shakespeare referia-se à primeira quando mencionou, num de seus sonetos, certo "antro amaldiçoado do tifo/ onde só há miséria e dor". A segunda cidade é campeã nacional no combate à poluição do ar, proibindo que fornalhas de carvão e geradores a diesel funcionem entre meia-noite e seis da manhã. Uma nota sobre a raça canina nativa, o mastim molvão, lançou novas luzes quanto à origem de nossa cachorra Bahiana, que julgávamos um exemplar perdido de cão de rinha do Cazaquistão.

A origem de toda Molvânia encontra-se no Grande Vale Central, caracterizado por suas amplas planícies de calcário. Duas são as cidades principais: Gyrorik e Jzerbo. Gyrorik é a que possui maior diversidade cultural, com poloneses, húngaros, eslovacos, estônios e ucranianos cumprindo pena no Centro de Detenção. A outra cidade, Jzerbo, é assinalada pelo grande número de conjuntos habitacionais datados da era soviética. É centro urbano de hábitos peculiares. O esporte tradicional é a caça à raposa, nos moldes ingleses e com igual oposição das organizações de defesa dos animais, empenhadas em afastar a prática ao menos das escolas. A tortura processual foi abolida em 1801, vigorando até quarenta anos atrás apenas como distração popular. O trânsito deixa a desejar, suspeitando as autoridades que nove anos não seja idade adequada para a habilitação legal. O investimento cultural também decaiu, de forma que os músicos da orquestra sinfônica precisaram aprender a conciliar o playback de alguns naipes ― como o de cordas ― com execuções ao vivo ― como a da percussão.

Encerrando a breve vista d'olhos sobre tão bravo quão inusitado país, resta falar sobre o Planalto Ocidental, onde localiza-se a maior reserva pantaneira do mundo, com cerca de dois mil quilômetros quadrados de lodo. Apesar da copiosa flora e fauna, a afluência turística é pequena. É também onde situa-se o lago artificial Vjaza, nascido em decorrência dum acidente nuclear soviético. Nas suas bucólicas margens, há o restaurante Lippa Daz, onde os clientes "podem escolher qualquer das criaturas mortas trazidas pela maré durante o dia". Na culinária regional, predomina o uso de picles e repara-se na presença histórica do bolo glebzeci, recheado com queijo de cabra, nozes, chantili, chocolate, manteiga, gergelim e ovos. As cidades mais importantes do Planalto são Sjrezo e Sasava. Outrora violenta, Sjerezo é agora sede da Euro-Leste Disney, e nela pode ser visitado o túmulo do insigne compositor Vicktor Chezpak, ainda vivo, para quem a população local sentiu certa ânsia em prestar a homenagem. No tocante ao passado rural do outro município, Sasava, restam-lhe apenas o abatedouro de cavalos e a fábrica de sebo. Não obstante o dialeto local seja um obstáculo até para os fluentes em molvanês, deve ser reservada uma semana para visitá-lo devido a sua importância histórica e política. Ali viveu Sterna Busjbusj, mãe do grande ditador Szlonko Busjbusj, cujo nome é presente nas praças e avenidas principais de todas cidades molvãs. Sasava abrigou o governo central durante certo período, na ocasião em que o presidente foi intimado a ficar mais tempo perto de sua mãe.

A leitura do guia Jetlag, com suas várias emendas e observações que aumentam a segurança de quem o consulta, despertou-nos a ideia de escrever aos editores sugerindo um próximo destino. Na cidade de Sjerezo citada acima, informou-se que o forte do comércio são os DVDs piratas, o que a torna cidade irmã de nossa Taubaté natal. Tanto que as autoridades municipais reservaram um local específico para isso, o glorioso "Shopping Alternativo Campos Sales". Obedecendo ao Código de Defesa do Consumidor, os DVDs têm garantia e prazo de troca. Além do vigoroso mercado, outros pontos folclóricos podem ser visitados, como as rotatórias dotadas de lombadas e os postes de luz no meio dos trechos de calçamento especial para deficientes visuais. O que atrapalha um pouco é o trânsito, pois por convenção local usa-se parar no sinal verde e avançar no vermelho. A cultura encontra valiosa guardiã na primeira-dama, que todo ano faz questão de montar um presépio com as figuras de "Maria, Jesus e o neném".

Nota do Autor
Recomendamos este clipe de Zlad, grande nome da música contemporânea molvã, interpretando "Elektronik Supersonik".

Para ir além






Ricardo de Mattos
Taubaté, 8/6/2009


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Nos braços de Tião e de Helena de Renato Alessandro dos Santos
02. Um parque de diversões na cabeça de Renato Alessandro dos Santos
03. Negrinha e os donos do sentido de Gian Danton
04. O senhor Zimmerman e eu de Luiz Rebinski Junior
05. Tiros, Pedras e Ocupação na USP de Duanne Ribeiro


Mais Ricardo de Mattos
Mais Acessadas de Ricardo de Mattos em 2009
01. O delfim, de José Cardoso Pires - 19/10/2009
02. Evolução e Adaptação da Imprensa Escrita - 23/3/2009
03. Charles Darwin (1809-2009) - 16/11/2009
04. Américas Antigas, de Nicholas Saunders - 27/4/2009
05. Sobre o Islã, de Ali Kamel - 23/2/2009


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




VAGAS LEMBRANÇAS
ANDRÉ SALLES COELHO
CARTE
(2008)
R$ 7,90



CAPITÃO CUECA E A SINA RIDÍCULA DO POVO DO PENICO ROXO VOL. 8
DAV PILKEY
COSAC & NAIFY
(2006)
R$ 19,00



GEORGE BRANDÃO, O BRINCALHÃO - IMÃ DE PROBLEMAS
NANCY KRULIK
FUNDAMENTO
(2011)
R$ 13,00



FERNANDO CAPETA URUBU
DURVAL AUGUSTO JR.
ALFSTUDIOS PRODUÇOES LTDA
(2011)
R$ 8,90



HISTÓRIAS EXTRAORDINÁRIAS
FERNANDO BONASSI
CONRAD
R$ 5,00



QUÍMICA - VOLUME ÚNICO
VERA NOVAIS
ATUAL
(1996)
R$ 44,91



GUIA PRATICO DE ORIENTAÇÃO TERAPÊUTICA EM ICC E HIPERTENSÃO
ANTÔNIO CARLOS PEREIRA BARETTO
BBS
(2004)
R$ 5,00



TUDO PODE SER ROUBADO
GIOVANA MADALOSSO
TODAVIA
(2018)
R$ 14,00



CERTAS PALAVRAS
CLAUDINEY FERREIRA/ JORGE VASCONCELLOS (ORGS.)
ESTAÇÃO LIBERDADE
(1990)
R$ 5,00



PERTO DO ZERO ABSOLUTO
D. K. C. MACDONALD
EDART
(1961)
R$ 5,00





busca | avançada
67475 visitas/dia
2,6 milhões/mês