Meu Oscar vai para... | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
30036 visitas/dia
773 mil/mês
Mais Recentes
>>> Segundas de julho têm sessões extras do espetáculo À Espera
>>> Circo dos Sonhos, do ator Marcos Frota, desembarca no Shopping Metrô Itaquera
>>> Startup brasileira levará pessoas de baixa renda para intercâmbio gratuito fora do país
>>> Filho de suicida, padre lança livro sobre o tema
>>> LANÇAMENTO DO LIVRO "DIALÓGOS DE UM RABINO REFLEXÕES PARA UM MUNDO DE MONÓLOGOS" DE MICHEL SCHLESI
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O dia em que não conheci Chico Buarque
>>> Um Furto
>>> Mais outro cais
>>> A falta que Tom Wolfe fará
>>> O massacre da primavera
>>> Reflexões sobre a Liga Hanseática e a integração
>>> A Fera na Selva, filme de Paulo Betti
>>> Raio-X do imperialismo
>>> Cães, a fúria da pintura de Egas Francisco
>>> O Vendedor de Passados
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> Sob o mesmo teto
>>> O alívio das vias aéreas
>>> PRESSÁGIOS. E CHAVES II
>>> Honra ao mérito
>>> Em edição 'familiar', João Rock chega à 17ª edição
>>> PATÉTICA
>>> Presságios. E chaves III
>>> Minha história com Philip Roth
>>> Lars Von Trier não foi feito para Cannes
>>> O brasileiro e a controvérsia
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Sartre e a idade da razão
>>> Passarinho do Twitter
>>> Letra de música é poesia?
>>> A arapuca da poesia de Ana Marques
>>> A Erva do Diabo, de Carlos Castaneda
>>> Recordações da casa dos mortos
>>> Viral Loop, de Adam Penenberg
>>> Lauro Machado Coelho
>>> Voltar com ex e café requentado
>>> O Agressor, de Rosário Fusco
Mais Recentes
>>> Excel Avançado - 1ª Edição 6ª Reimpressão
>>> Vencendo a Crise - Como o Bom Senso Empresarial Pode Superá-la - 4ª Ed.
>>> Poetas de Dores do Aterrado - 1ª Edição
>>> O Ladrão que Estudava Espinosa - 1ª Edição
>>> Assassinos Sem Rosto - 1ª Edição
>>> Jardim Noturno - Poemas Inéditos - 2ª Edição
>>> Presente do Mar - 13ª Edição
>>> Romãs Maduras - Contos - 1ª Edição
>>> Os 20 Melhores Livros de Seleções - 1ª Edição
>>> O Perfume - Best Bolso - 5ª Edição
>>> O Fim da Modernidade
>>> Apontamentos para a História da Revolução Rio-grandense de 1893
>>> Einstein Apaixonado + Um romance científico
>>> Leonardo, o primeiro cientista
>>> Envie Meu Dicionário + Cartas e Alguma Crítica
>>> O Segredo de Guilherme Storitz
>>> A selva do dinheiro + Histórias clássicas do inferno econômico
>>> Oscarito Nosso Oscar de Ouro
>>> A Nudez da Verdade
>>> Emoções em Prosa e Verso
>>> A Telessaúde no Brasil e a Inovação Tcnológica na Atenção ...
>>> O Pagador de Promessas
>>> O Caçador das Bolachas Perdidas
>>> Juizado Especial: Criação Instalação, Funcionamento e a ...
>>> Meu Querido Canibal
>>> Anjo de Quatro Patas
>>> Vencendo Aflições, Alcançando Milagres
>>> Eles Pedem em Casamento, Elas Pedem o Divórcio
>>> Procurando Firme
>>> Ensino Holístico da Medicina
>>> Depressão e Autoconhecimento: Como Extrair Preciosas Lições ...
>>> Utopia?
>>> Resistência: a História de uma Mulher Que Desafiou Hitler
>>> Uma Herença Preciosa
>>> Prazer uma Abordagem Criativa da Vida
>>> O Retorno Financeiro de Programas de Promoção da Segurança, ...
>>> Confissão de uma Harpista
>>> Os Mestres de Gurdjieff
>>> Proposta para uma Graduação Médica Contemporânea
>>> O Tao da Física
>>> O Santeiro do Mangue e Outros Poemas
>>> Português para Concursos
>>> Bola na Rede: a Batalha do Bi
>>> Paulo Francis Polemista Profissional
>>> Fisiologia e Fisiopatologia do Hormônio de Crescimento
>>> Ser Médico no Brasil - o Presente no Passado
>>> Padre Severino da Pessoa ao Instituto
>>> Micropoderes Macroviolencias
>>> Educação e Tecnologias no Brasil
>>> Cultura e Tecnologias no Brasil
COLUNAS >>> Especial Melhores de 2009

Sexta-feira, 1/1/2010
Meu Oscar vai para...
Ana Elisa Ribeiro

+ de 4100 Acessos

O título aí é difícil de completar. Fosse o Grammy, fosse a Jules Rimet, fosse a medalha olímpica ou o Jabuti, eu teria tantas dificuldades quanto tenho para falar de bons filmes em 2009. Filmes? Mas nem é essa minha especialidade! Acho que foi apenas uma questão anafórica, coesiva, co-referencial, do tipo conceptual, anfan (enfim, como diz um amigo nosso). Música boa foi o CD do Lenine, Labiata, que nem sei mais se comprei este ano ou no ano passado. Sei é que ele tocou no meu carro quase todos os meses do ano. Alternou com a Amy Winehouse e com a Norah Jones, música de engarrafamento, mas manteve a dianteira quase o ano todo. Mas como a Globo resolveu colocar Lenine em todas as trilhas de novelas e minisséries, comecei a ficar meio enjoada de alguns riffs, mas nada que não possa ser tratado com intervalos de Cassandra Wilson.

Li muito. Li muito mesmo. Mas é difícil listar aqui algo que não seja muito específico. Acho que cheguei a resenhar o A extinção dos tecnossauros, da Unicamp, mas é preciso estar interessado nas tecnologias que não deram certo. A arqueologia da mídia talvez tenha sido o livro mais bizarro da lista. Os relatos do autor russo sobre as experiências do Tesla ou do Thomas Edison com o próprio corpo beiram o climão de filmes como Laranja mecânica ou coisa que o valha. Acho que, naqueles tempos, nem se pensava nesses conselhos de ética tumorosos que temos hoje.

Quase não vi filme. Dudu me levou ao cinema para ver A era do gelo 3 em 3D e eu bem que me diverti com aqueles óculos esquisitos. Mas o filme não é bacana, não. Os outros são melhores, assim como aconteceu a Madagascar. De resto, tentei me animar a ir ao cinema ver outras coisas, inclusive esse filme badalado do fim do mundo, mas não rolou. Meu mundo caiu antes.

Voltando aos livros, a lista foi longa, mas como fazer apologia de coisas tão... indispensáveis a meia dúzia de pessoas? Comprei livros feito louca. São já sete estantes na sala onde temos o escritório. Tudo isso é uma certeza de nova reforma na casa, para o futuro próximo. Já avisaram: suba os quartos para o segundo andar, não suba o escritório. É peso demais. Cabeçuda. Você lê isto tudo? Não, claro que não. É um de cada vez. Quem não tem livros não entende. Faço um cálculo: uma fortuna investida em papel. E não vale nada. Pode entrar ladrão que ele não rouba. Duro é se puser fogo na casa, só para atazanar. Meu infortúnio maior seria isso. De resto, tem ali uma TV comum, dois aparelhos de som velhos e o carro pé duro. Livros e mais livros são nosso espólio, nossa herança, nossos fundos de renda fixa... commodities, como dizem meus colegas da Administração.

Não li sequer um livro de poemas. Há alguns dias experimentei aquela alegria profunda quando recebi o novo livro da Elisa Andrade Buzzo (Noticias de ninguna parte) pelos Correios. Chovia forte. A caixa de cartas é de ferro, grande, mas o envelope ficou com charmosas manchinhas de pingos e tinta de caneta. Uma delícia. Um quadro. Daí que abri sabendo já que era minha xará que ressurgia por via postal. Ela não se esquece. E abri a edição bilíngue já com água na boca. Mal folheei a brochura de capa cinza e meus olhos acharam o poema que eu havia guardado de quando ela o publicou no Suplemento Literário. Alegria de criança. Brinquedo novo. Ninguém pode pegar. Pus o livro em cima da mesa do escritório, pra não sumir entre os outros, e ando guardando um bom momento para lê-lo com os olhos descansados.

Li muitos desses livros acadêmicos organizados (que deveriam ter sido revistas). É uma espécie de praga acadêmica, especialmente na área de Humanas, em que isso vinga como capim. Mas não tem jeito. Tem de organizar, publicar e tocar adiante, para não perecer. Não é isso? Os números não mentem sobre as universidades. Avante. Fiquei com um livro do Jacques Fontanille na cabeceira um tempão, mas deixei o último capítulo para um dia. Um livro de copydesk (em inglês mesmo) mofou no criado-mudo. Por cima deles, os livros que leio para o Dudu na hora de dormir. Li muitos livros para avaliações oficiais. Li muitos livros para escrever logo em seguida. Li milhares de PDFs para compor mosaicos. E muitos livros sobre como as crianças aprendem a escrever, outros tantos sobre adultos analfabetos, meia dúzia sobre design, dezenas sobre novas tecnologias. Mas meu HD não guardou tudo. Preciso de férias e de um aplicativo mais eficiente.

Ano atravessado no caminho. Se 2008 foi de resolver uma série de coisas, 2009 foi assim meio de ladinho, cheio de realizações, mas lotado de desgastes e pequenas frustrações acumuladas. Quanto custa alugar uma caçamba dessas que ficam estacionadas no meio-fio? Uma ou duas dessas devem resolver meu problema de retirar entulho de cima de 2009. Leve logo, moço. Leve logo esta tranqueira. 2010 vem aí e quero estar ajeitadinha pra ver se consigo seduzi-lo.


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 1/1/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A falta que Tom Wolfe fará de Rafael Lima
02. Dos sentidos secretos de cada coisa de Ana Elisa Ribeiro
03. O pai da menina morta, romance de Tiago Ferro de Jardel Dias Cavalcanti
04. Sebastião Rodrigues Maia, ou Maia, Tim Maia de Renato Alessandro dos Santos
05. Minha plantinha de estimação de Elisa Andrade Buzzo


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2010
01. O menino mais bonito do mundo - 29/1/2010
02. Por que a Geração Y vai mal no ENEM? - 30/7/2010
03. Palavrão também é gente - 26/2/2010
04. Meu querido Magiclick - 12/2/2010
05. Caçar em campo alheio ou como escrever crônicas - 11/6/2010


Mais Especial Melhores de 2009
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A HISTÓRIA DA ÍNDIA DIACUÍ (SEU CASAMENTO E SUA MORTE)
AYRES CÂMARA CUNHA
CLUBE DO LIVRO
(1976)
R$ 8,00



A ESTRADA DA NOITE
JOE HILL
SEXTANTE
(2007)
R$ 25,00



SONHANDO COM OS DEUSES
SCOTT CUNNINGHAN
GAIA
(2002)
R$ 24,75



NOVO TESTAMENTO LETRA GRANDE
ALMEIDA REVISTA E ATUALIZADA
SBB
R$ 3,30



MANGÁ VARIANTE REQUIEM FOR THE WORLD Nº 3
IQURA SUGIMOTO
SAMPA ARTE / LAZER
(2004)
R$ 11,90



A MARCHA DO TEMPO - ENCONTROS COM O DESTINO
STEFAN ZWEIG
LIVRARIA CIVILIZAÇÃO
(1945)
R$ 8,99



MARTIM CERERÊ
CASSIANO RICARDO
LIVRARIA JOSÉ OLYMPIO
(1981)
R$ 18,00



COMO VIVER A MACROTRANSIÇÃO
ERVIN LASZLO
AXIS MUNDI
(2002)
R$ 12,50



OSCAR WILDE E OS ASSASSINATOS À LUZ DE VELAS
GYLES BRANDRETH
EDIOURO
(2009)
R$ 8,99



HISTORIA DE LA LITERATURA CUBANA - TOMO II (1899/1958) - EM ESPANHOL
CIRA ROMERO (COORD.)
LETRAS CUBANAS
(2003)
R$ 50,00





busca | avançada
30036 visitas/dia
773 mil/mês