Transformação de Lúcifer, obra de Egas Francisco | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
68983 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Chamada Vale recebe cadastro de cerca de 3 mil projetos
>>> Lançamento do Mini Doc Tempo dell'Anima
>>> Cinema in Concert com João Carlos Martins une o cinema à música sinfônica em espetáculo audiovisual
>>> Editora Unesp lança 20 livros para download gratuito
>>> Bruno Zolotar ensina como fortalecer a marca e ampliar vendas no mundo editorial
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
>>> Eddie Van Halen (1955-2020)
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
Colunistas
Últimos Posts
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
>>> Van Halen no Rock 'n' Roll Hall of Fame
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
Últimos Posts
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
>>> Perplexo!
>>> Orgulho da minha terra
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A soberba de Beauvoir
>>> Somos todos consumidores
>>> Genealogia da Moral, de Nietzsche
>>> Virtual cai na real
>>> Literatura universal do Sul
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> André Bazin e a crítica como militância
>>> Em Cena: Um Casal Admirável
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> O elogio da narrativa
Mais Recentes
>>> Dicionario biografico de ruas de atibaia--volume 1. de Pea pela Pea
>>> As viagens da nuvem mixirica de Angella lemos pela St5
>>> Na Rota do Perigo de Marcos Rey pela Ática (1991)
>>> Salada russa--salada tropical e mais 100 receitas de saladas de Ediouro pela Ediouro
>>> Ética e Cidadania de Carla Rodrigues e Herbert de Souza pela Moderna (1994)
>>> Pode Servir o Vinho de Cynthia Freeman pela Record (1980)
>>> Céu, inferno e além: o pós-morte na história das religiões de Deuzair José da Silva e Eduardo Gusmão de Quadros pela Brazil Publishing (2020)
>>> Pompa e circunstância de Gerson Donato pela Brazil Publishing (2020)
>>> A ressignificação do Direito a partir da pandemia do novo Coronavírus de Denilson Mascarenhas Gusmão, Luciano Souto Dias, Mírian Célia Gonçalves de Almeida e Teodolina Batista da Silva Cândido Vitório pela Brazil Publishing (2020)
>>> Testes de raciocinio de Horacio de paula pela Discubra (1971)
>>> Planejamento Participativo nas aulas de Educação Física Escolar: significados existentes nesta proposta de Peterson Amaro da Silva e Neide de Aquino Noffs pela Brazil Publishing (2020)
>>> Os segredos da boa culinaria rural de Senar pela Senar
>>> O polvo & outras historias de Varios pela Ases
>>> Menino de engenho de Jose lins do rego pela Jose olympio (1993)
>>> Nintendo world--25--2 anos--fomos ao japao e trouxemos todas as informaçoes sobre os dois novos consoles de Conrad pela Conrad
>>> Nintendo world--12--shadow man de Conrad pela Conrad
>>> Xbox--87--xbox one de Europa pela Europa
>>> Xbox--113--call of duty de Europa pela Europa
>>> Xbox--103--the witcher rild hunt 3 de Europa pela Europa
>>> Xbox--109--74 jogos matadores de Europa pela Europa
>>> Xbox--104--tomb raider de Europa pela Europa
>>> Xbox--107--star wars--battlefront de Europa pela Europa
>>> Xbox 360--80--assassins creed iv:black flag de Europa pela Europa
>>> Xbox 360--76--devil may cry de Europa pela Europa
>>> Xbox--96--battlefield hardline de Europa pela Europa
>>> Xbox 360--82--titanfall de Europa pela Europa
>>> Playstation--21--tudo sobre a loirinha sensual de Europa pela Europa
>>> Playstation--194--assassi creed:unity de Europa pela Europa (2014)
>>> Xbox--106--mortal kombat x de Europa pela Europa
>>> Xbox--111--quantum break de Europa pela Europa
>>> A quinta raça de Trigueirinho pela Pensamento
>>> A sabedoria interior de Irving oyle/susan jean pela Cultrix/pensamento
>>> Os sonhos de Quevedo pela Escala
>>> Tempo de retiro e tempo de vigilia de Trigueirinho pela Pensamento
>>> Erich von daniken em julgamento--polemica e discussao em todo o mundo--os deuses habtitaram a terra? de Melhoramentos pela Melhoramentos
>>> Projeçoes da consciencia de Waldo vieira pela Ak (1981)
>>> Ide e evangelizai os batizados de Jose h. prado flores pela Loyola
>>> Voce e aquilo que pensa de Jose sometti pela Cidade nova
>>> Guia pratico do zodiaco chines de Melanie claire pela Pensamento
>>> Em busca da vitoria de Darwin junior pela Ab
>>> O fogo criador de J. j. van der leeuw pela Pensamento
>>> Isaac Newton e sua Maçã de Kjartan Poskitt pela Cia das Letras (2011)
>>> Hei de vencer de Arthur riedel pela Pensamento
>>> Tráfico de Anjos de Luiz Puntel pela Ática (2010)
>>> Sou uma adolescente de Nuria roca pela Arxjovem
>>> O Grande Desafio de Pedro Bandeira pela Ática (2008)
>>> Bernardo o higgins de Gabriel passeti pela Nao consta
>>> Cadernos do beiral de Euclides sandoval pela Camara clara
>>> Papai Não é Perfeito de Sonia Salerno Forjas pela FTD (2007)
>>> Quatro num fusca de Esdras do nascimento pela Ediçoes de ouro
COLUNAS

Terça-feira, 7/6/2016
Transformação de Lúcifer, obra de Egas Francisco
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 3000 Acessos




“Havia sempre em meu espírito algo a tirar de si um grande oposto.” (Byron)

O pintor paulista Egas Francisco criou, em 1988, uma de suas mais fascinantes e perturbadoras pinturas. Trata-se da obra denominada "Transformação de Lúcifer".

Na tela aparecem duas figuras envoltas e sustentadas por uma densa e ricamente movimentada massa pictural. Em termos de contrastes de cores, a tela divide-se em duas partes: de um lado, à esquerda, predomina a cor branca, através do qual o personagem infantil é criado e sobre o qual é amparado; do outro lado, à direita, um grande fluxo de cores (que vão do roxo ao amarelo, laranja e vermelho) aparece através de densas pinceladas que modelam e reforçam a escuridão na parte de cima da tela. Essa escuridão parece querer sugar para dentro de si tudo o que está dentro da tela.

Nas telas de Egas, de uma forma geral, a energia que brota do uso das cores e da movimentação das pinceladas nunca é tranquila, ao contrário, constitui-se como um grupo de forças que se opõem num enfrentamento que revela/desvela a natureza dos conteúdos de suas obras.

É o caso de Transformação de Lúcifer. Aqui, uma criança que é representada através de um amplo uso da cor branca, com traços e constituição suave, encontra-se acomodada sobre uma pastosa massa de tinta também branca. Pequenos sombreamentos da cor permitem perceber seus traços. Ao seu lado, de forma contrastante com a primeira figura, surge um ser desfigurado, numa insurgente aparição fantasmagórica. Ao contrário das pinceladas mais delicadas que constituem a primeira figura, esta se apresenta de forma mais desfigurada, através de uma movimentação mais inquieta e frenética das cores e das formas.

Há uma concentração de cores escuras que estão na tela sugando e fazendo esvair-se a força que poderia constituir o personagem infantil. Se observarmos a mutação das cores, partindo do menino em branco até o alto, no lado oposto da tela, percebemos que há ali uma espécie de instância sugadora que é formada por esta concentração movimentada de formas e cores mais escuras que criam uma espécie de zona tenebrosa: o destino?

Essa mudança das cores mais claras para as mais escuras é que nos transmite essa dimensão da mutação da criança em adulto. Nosso olho caminha pela tela partindo do branco da criança, depois passando pelas partes claras do corpo de Lúcifer, que vai ganhando mais cores na cabeça, até a densa matéria escura que surge atrás dele. É esse caminhar visual que nos proporciona a sensação das zonas obscuras do espírito da personagem central da tela. Egas, nesse sentido, é um grande mestre na arte de produzir efeitos subjetivos através dos deslocamentos de massas e cores dentro de suas telas.

A pureza do universo infantil pode ser percebida no uso da cor branca, símbolo da leveza e ausência de mácula, perceptível na lívida palidez de sua face, e pela inocente sensualidade do corpo despojado de tensões. A abjeção é, por sua vez, representada pela tensão pastosa da pincelada que cria a figura que está ao lado, com uma face de aspecto fero que insinua um traço perverso ou espectral, como um ser dotado de força maléfica.

As duas figuras se olham. A criança vê materializar-se o terrível destino que a aguarda; Lúcifer se põe diante do universo de sua perda inevitável. Não podemos saber ao certo o quanto há de terror no encontro desses olhos. Parafraseando Baudelaire, os olhos de Lúcifer observam a criança como um animal feroz que a vítima vigia, após havê-la antes marcado com os dentes. Pressentimos que no fundo deste embate há qualquer coisa de ardente e triste. Isso é provocado no quadro pelo amplo uso do roxo que domina parte da tela. E a partir desta percepção sabemos que o demônio celerado da idade adulta precipitará a inocência no mais profundo abismo da danação.

Na tela aparece tanto o lado luminoso como o lado tenebroso da condição humana. E a confrontação desses universos encontra a sua expressão na oposição das cores, que modelam os personagens, e na forma com a qual as pinceladas atingem a tela, com extrema violência.

Há uma tensão dramática nesta obra que provém de seu tema-limite: a inevitável perversão do Ser que ocorre durante a transformação da criança em adulto. Aqui as duas figuras são uma só, uma como devir da outra. A criança e seu espelho futuro: a perda da inocência e o mergulho no seu destino que é tornar-se um adulto abjeto.

Se essa perda da inocência fosse tratada pelo artista como um tema de natureza bíblica poderia encontrar dentro da tela sua redenção em algum simbolismo religioso. No entanto, a obra de Egas afasta a possibilidade dessa saída. Este outro que surge à frente da criança é uma espécie com seu destino selado por uma condição ontológica: tornar-se adulto significa, também, tornar-se abjeto, demoníaco, ou simbolicamente falando, através da figura do próprio Lúcifer, tornar-se fonte do Mal.

Lúcifer não é tratado por Egas como a mão esquerda de Deus ou sua outra face. Não se trata, portanto, de uma reflexão sobre o lado demoníaco da divindade, o Demon est deus inversus.

A tela trata, certamente, do Mal, encarnado na figura de Lúcifer. Não dentro da concepção agostiniana do mal, que existe como ausência do bem, mas como uma corrupção e destruição inescrutável do Ser. Esta é a condição inelutável ao qual se condena o homem ao sair da infância. Trata-se, portanto, de uma reflexão sobre o próprio destino humano. Não há o signo de uma esperança por vir.

Egas nos coloca frente a um fato consumado, sem possibilidade de redenção. Essa realidade que se cristaliza num destino, na qual a força religiosa não pode interferir, torna sua tela a reflexão de um ateu. Já que o mal não está inserido numa problemática da liberdade, da escolha de um caminho a seguir, ou na busca de sua superação através dos códigos religiosos, mas está inscrito no coração de uma realidade insuperável, essa condição enclausura o Ser dentro de uma fatalidade.

Como uma espécie de canto do mal para duas vozes, o que a tela apresenta é o mal que não se opõe ao bem, que não representa a outra face, sombria e bela, do divino. A figura de Lúcifer já nasce como condição do Ser do menino. As figuras se correspondem uma à outra, não se opõem, não se combatem, ao contrário, mantém, uma relação íntima que define a condição de devir do tema da tela. Não interessa saber se Deus é todo poderoso, se Deus é absolutamente bom. O chamado de Deus não tem sentido aqui, pois o mal não é cometido nem sofrido. Não se trata de pecado ou sofrimento. O mal acontece de uma vez por todas e é a própria condição na qual o homem é chamado a existir ao tornar-se adulto. Isto faz do quadro de Egas uma obra extremamente perturbadora.

DADOS SOBRE A OBRA: Título: Transformação de Lúcifer Data: 1998 Técnica: Óleo sobre tela Medida: 88 X 116 cm


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 7/6/2016


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Gerald Thomas: cidadão do mundo (parte final) de Jardel Dias Cavalcanti
02. O lilás da avenida sou eu de Elisa Andrade Buzzo
03. As manifestações sobre o transporte público em SP de André Simões
04. 50 anos a mil, a vida de Lobão de Jorge Wagner
05. Magia além do Photoshop de Isabel Furini


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2016
01. Os dinossauros resistem, poesia de André L Pinto - 9/8/2016
02. O titânico Anselm Kiefer no Centre Pompidou - 5/4/2016
03. Tempos de Olivia, romance de Patricia Maês - 5/7/2016
04. A literatura de Marcelo Mirisola não tem cura - 21/6/2016
05. Poesia e Guerra: mundo sitiado (parte II) - 1/11/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




BEYOND THE SUMMIT
TODD SKINNER
PORTFOLIO
(2003)
R$ 12,90



REVISTA PAULISTA DE MEDICINA VOL 36 N. 3
ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE MEDICINA
ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE MEDI
(1950)
R$ 11,33



AVALIAÇÕES E PERÍCIAS EM IMÓVEIS URBANOS --DEDICATÓRIA DO AUTOR C/TABE
JOSE FIKER
PINI
(2001)
R$ 75,00



LA CONFRATERNIDAD ARGENTINO BRASILEÑA ES INVIOLABLE - 2040
DAVID SPERONI
IMPRENTA CONGRESO NACIONAL
(1945)
R$ 100,00



O AMANTE DE LADY CHATTERLEY
D. H. LAWRENCE
EDIOURO
(1998)
R$ 8,90



VELVET KISS VOL. 1
CHIHIRO HARUMI
NEWPOP
(2018)
R$ 99,00



PATOLOGIA GENERALE
EMILIO VERATTI
FRANCESCO VALLARDI
(1930)
R$ 53,30



ANTHOLOGIA DE POETAS SERGIPANOS COM DEDICATÓRIA DO AUTOR 10038
SERAFIM VIEIRA DE ALMEIDA
SÃO PAULO
(1939)
R$ 45,00



SÉRIE CONCURSOS - ICMS DO DISTRITO FEDERAL QUESTÕES
VILSON CORTEZ
FERREIRA
(2011)
R$ 6,00



NOSSOS 20 ANOS
CLARA MALRAUX
MARCO ZERO
(1988)
R$ 22,28





busca | avançada
68983 visitas/dia
2,1 milhões/mês