Filosofia Barata? | Rennata Airoldi | Digestivo Cultural

busca | avançada
35344 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> SÁBADO É DIA DE AULÃO GRATUITO DE GINÁSTICA DA SMART FIT NO GRAND PLAZA
>>> Curso de Formação de Agentes Culturais rola dias 8 e 9 de graça e online
>>> Ciclo de leitura online e gratuito debate renomados escritores
>>> Nano Art Market lança rede social de nicho, focada em arte e cultura
>>> Eric Martin, vocalista do Mr. Big, faz show em Porto Alegre dia 13 de abril
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Obra traz autores do século XIX como personagens
>>> As turbulentas memórias de Mark Lanegan
>>> Gatos mudos, dorminhocos ou bisbilhoteiros
>>> Guignard, retratos de Elias Layon
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Saudades, lembranças
>>> Promessa da terra
>>> Atos não necessários
>>> Alma nordestina, admirável gênio
>>> Estrada do tempo
>>> A culpa é dele
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Made in China
>>> Para ler o Pato Donald
>>> Prossiga
>>> Mozart 11 com Barenboim
>>> Para amar Agostinho
>>> Discos de MPB essenciais
>>> Conceitos musicais: blues, fusion, jazz, soul, R&B
>>> O Passado, de Hector Babenco
>>> Curtas e Grossas
>>> Caneando o blog
Mais Recentes
>>> O despertar dos magos de Louis Pauwels / Jacques Bergier pela Difusão europeia do livro (1972)
>>> A Ascensão do Romance de Ian Watt pela Companhia das Letras (2010)
>>> Mamãezinha querida de Christina Crawford pela Circulo do livro (1987)
>>> Práxis Cristã: Vol. III Opção Pela Justiça e Liberdade de R. Rincón Orduña pela Edições Paulinas (1988)
>>> Cem dias entre ceu e mar de Amyr Klink pela Circulo do livro (1991)
>>> Aperçus sur l'Initiation de René Guenon pela Editions Traditionnelles (1976)
>>> The Unfree French de Richard Vinen pela Penguin Books (2007)
>>> Eu fui Amélia Earhart de Jane Mendelsohn pela Rocco (1998)
>>> O corpo tem suas razões de Therese Bertherat pela Martins Fontes (1977)
>>> A Universidade Entre o Conhecimento e o Trabalho o Dilema das Ciências de Marcos del Roio pela Unesp Marília Publicações (2005)
>>> Apócrifos - os Proscritos da Bíblia de Maria Helena de Oliveira Tricca pela Mercuryo (2007)
>>> Manual de redação e estilo de Eduardo Martins pela Estado de São Paulo (1997)
>>> Monadologia e espaço relativo: o jovem Kant recepcionando Leibniz de Lúcio Lourenço Prado pela Educ (2000)
>>> Dared and Done: Marriage of Elizabeth Barrett and Robert Browning de Julia Markus pela Bloomsbury (1995)
>>> Arsene Lupin ladrão de casaca de Maurice Leblanc pela Atica (1998)
>>> Estudos Lingüisticos - Revista brasileira de Lingüistica Teórica e Aplicada de Vários Autores pela Centro de Lingüistica Aplicada do Instituto de Idiomas Yázigi (1968)
>>> Brzrkr Vol. 1 de 3 de Keanu Reeves pela Panini (2022)
>>> O Homem de Ferro 2020 3 Volumes de Slott Gage Woods pela Panini (2020)
>>> Zhukov Marechal da União Soviética História Ilustrada da 2ª Guerra Mundial de Otto Preston Chaney Jr pela Renes (1976)
>>> O Incêndio do Reichstag História da 2ª Guerra Mundial de R. John Pritchard pela Renes (1976)
>>> Göring História Ilustrada da 2ª Guerra Mundial de Roger Manvell pela Renes (1974)
>>> Montgomery História Ilustrada da 2ª Guerra Mundial de R. W. Thompson pela Renes (1976)
>>> Hitler História Ilustrada da 2ª Guerra Mundial de Alan Wykes pela Renes (1973)
>>> Cartas Entre Amigos Sobre Ganhar e Perder de Pe. Fábio de Melo Gabriel Chalita pela Principium (2010)
>>> Quem me Roubou de Mim? de Pe. Fábio de Melo pela Planeta (2015)
COLUNAS >>> Especial Internet

Quarta-feira, 31/7/2002
Filosofia Barata?
Rennata Airoldi
+ de 3000 Acessos
+ 1 Comentário(s)

A cada momento surgem novas perspectivas de comunicação e de contato entre os homens em qualquer parte do planeta. A internet, sem dúvida, é uma grande conquista nesse sentido. É um mundo ilimitado e quase infinito com informações, possibilidades e acessos. Proporcionou-nos um parque de diversões com atrações contínuas. São informações que se desdobram em mais informações, abrindo um leque diversificado e caminhos novos a serem desvendados. E isso sem qualquer forma de julgamento ou preconceito, pois as janelas não excluem assuntos. A partir do momento em que se tem um portal aberto, não há exclusão. Você pode pesquisar e divulgar tudo e qualquer coisa através desse veículo.

Por isso é que ela é tão importante e banal ao mesmo tempo. Tudo que é lixo está no mesmo pacote que inclui as coisas boas e agradáveis. Como está no dito popular: "é tudo farinha do mesmo saco!" De qualquer forma, cada indivíduo tem livre escolha a partir do momento em que aparece na tela do computador um sinal avisando: você está conectado! Daí, cada cabeça é uma sentença.

Para a arte em geral, é mais uma forma de pesquisa e de divulgação. Grupos de teatro criam sites, recebem e-mails e passam a ter um contato muito mais direto com seu público. Sites especializados como este, fornecem uma série de informações ao mesmo tempo: teatro, música, literatura, artes plásticas, cinema... E talvez o melhor da rede seja o "efeito dominó" que proporciona. A medida em que escrevo sobre um determinado assunto, muitas associações serão feitas e novas janelas abertas, com mais e mais informações.

Entretanto, pessoas falam de experiências virtuais, contatos, amizades. Não acredito na sinceridade através do teclado do computador. Viajar nos caminhos virtuais, ler, adquirir conhecimento é maravilhoso. Mas, substituir o encontro o olho no olho, o suor das mãos se tocando; não me convence. É o mesmo que escrever sobre algum espetáculo que eu não tenha visto. Ler uma resenha e copiar. Ler um resumo de um livro e falar sobre ele. Não acredito nas experiências que não transmitem um sentimento real. Eu posso ler um texto e me emocionar. Mas ler um resumo não vai trazer a total dimensão da obra.

Sei que há pessoas que adoram o sexo virtual, salas de bate papo, etc. Não julgo ninguém, pois cada um sabe o que é melhor para si. Agora: não consigo pensar que essas experiências substituam o real. O contato pele com pele, falas improvisadas e textos não premeditados. É fácil brincar de faz-de-conta através da internet. Assim, todas as pessoas podem imaginar ser o que não são. Eu posso fantasiar tudo e isso, sem dúvida, é muito bom, uma vez que eu sou a única pessoas que pode comandar a minha mente. Dessa forma, claro, a brincadeira é agradável. O problema é que nunca há o "elemento surpresa" que uma outra pessoa pode proporcionar.

Para o ator, a internet ajuda com conceitos, palavras, popularidade, mas não com arte. Não há como realizar uma peça através dela. Você pode ver um filme, mas não uma peça que não tenha sido registrada. Na verdade, teatro filmado não corresponde à aquilo que é efetivamente realizado. Tudo que o ator carrega para a cena transforma-se, com os diferentes espectadores, numa nova experiência que só acontecerá uma vez na vida! Assim, não haverão duas sessões iguais nunca. É como quando você conhece uma pessoa, se apaixona, divide muitos momentos especiais com ela e, depois, tudo acaba. Essa pessoa nunca será substituída por outra. Você pode se apaixonar novamente, amar, mas a experiência passada existirá, sempre, em alguma gavetinha dentro da sua memória. Não se pode julgar o que foi melhor, pior, etc.; o fato é que cada experiência é una.

Complicado? Um pouco. A vivência no teatro depende da presença física, da troca de olhares e sensações. Não é possível, por exemplo, ensaiar virtualmente uma peça. É preciso estar no palco, comparecer, suar a camisa. O teatro sempre vai exigir do ator uma espécie de celibato. Como um padre, o ator assume uma nova "religião" quando é tomado pelo vírus dos palcos! Na verdade, como comentava com uma outra atriz esta semana, nós somos agentes e reféns de nossa grande paixão. Se por um lado, trabalhamos apaixonadamente e com os aplausos ao término de um espetáculo, nos redimimos, por outro: nós nunca deixamos de pensar o mundo, a vida, enquanto atores. Somos atores o tempo todo, observando o mundo através de uma lente artística. As pessoas passam a significar muitas coisas diferentes, cada gesto, cada ação. Um espera num ponto de ônibus pode fornecer uma gama infinita de informações. É preciso conhecer o homem e seu mundo para falar com propriedade deles. Somos presos e libertos por nossos olhos famintos que tentam entender a vida de uma outra perspectiva!

É nisso que acredito. O que quero dizer? O teatro é arcaico, insubstituível por exigir a presença física de um ser humano, por ser uma arte efêmera. A internet é um novo mundo que está sendo desvendado e isso encanta as pessoas. Mas não deve substituir alguma coisa. Não existia uma "lacuna" por onde passa a rede agora. Existiam outras formas e mecanismos. Folheávamos uma enciclopédia, escrevíamos cartas, íamos ao cinema! O que mais odeio em relação às novas tecnologias é a teoria da "substituição". Nada deve ser excluído das nossas vidas. Devemos continuar folheando livros, pegando uma caneta e mandando cartões postais escritos a mão! Sair de casa, ir ao supermercado, ao cinema, ao teatro e nos conectarmos nas horas vagas... Maldita mania que temos de achar que as coisas não podem coexistir.

Então, a internet vêm somar. O homem assim como o ator se constrói a partir de experiências reais, e isso fica inviável se estiver sempre protegido por um teclado e uma tela. As pessoas amadurecem e aprendem na dificuldade e nas surpresas de nosso cotidiano. E a vida, sim, é um palco de acessos ilimitados e infinitos! Cada um que escolha o seu próprio fardo a ser carregado.

Boletim da Mostra
A "II Mostra de Teatro 'Cemitério de Automóveis'" continua, graças ao esforço dos atores, do diretor, dos técnicos e da presença do público, um sucesso. Quem ainda não assistiu nada pode se preparar para muitas estréias durante a semana. Aliás, hoje estréia às 21hrs. o premiado texto "Nossa vida não vale um Chevrolet", vencedor do Prêmio Shell 2000. Para quem não sabe: a cada dia, são duas peças diferentes em cena. A semana fica assim:

31/07
19hrs. "Diário das Crianças do Velho Quarteirão"
21hrs. "Nossa vida não vale um Chevrolet"

01/08
19hrs. "Vamos Sair da Chuva quando a bomba cair"
21hrs. "Ovelhas que voam e se perdem no céu"

02/08
19hrs. "Os anjos vão para o Céu"
21hrs. "Fucky you, Baby"

03/08
19hrs. "Dentes Guardados"
21hrs. "Tanto Faz"

04/08
18hrs. "O Herói Devolvido" (a 1 real)
20hrs. "E Éramos Todos Thunderbirds"

06/08
19hrs. "Postcards de Atacama" (a 1 real)
21hrs. "Faroestes" (a 1 real)


Rennata Airoldi
São Paulo, 31/7/2002

Mais Rennata Airoldi
Mais Acessadas de Rennata Airoldi em 2002
01. Saudosismo - 10/7/2002
02. Cartas que mudaram a História! - 10/4/2002
03. Do primeiro dia ao dia D - 13/3/2002
04. Enfim: Mário Bortolotto! - 25/9/2002
05. A Nova Hora, A Hora da Estrela! - 6/3/2002


Mais Especial Internet
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
13/8/2002
10h13min
Olá, O que diz neste texto é em parte uma grande verdade, a cada dia as pessoas estão se prendendo mais e mais a internet e muitos deixam de ler obras maravilhosas que poderiam preencher sua cultura. Um grande abraço Ozeas
[Leia outros Comentários de Ozeas]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Viabilidade Economico Financeiro
Ricardo Bordeaux
Fgv
(2006)



Gestão de Projeto
Luís César de Moura Menezes
Atlas
(2007)



O Azul da Virgem
Tracy Chevalier
Bertrand Brasil
(2007)



Longo Caminho de Volta
Ricardo Lucena Junior
Lucena
(2003)



The Odyssey the Story of Ulysses - Pocketbook
Homer
Mentor Book
(1960)



Chao de Estrelas (2000)
Amilcar del Chiaro Filho
Minas
(2000)



Viva Melhor. os Sete Clicks! Essenciais para uma Vida sem Estress
Mike George
Publifolha
(2005)



Roda Que Roda (2002)
Mick Manning; Brita Granström
Atica
(2002)



Por Que? os Rios, os Mares e os Oceanos
Celso Antunes
Scipione
(1995)



Livro - Inspector Akane Tsunemori - 6
Hikaru Miyoshi
Panini Comics





busca | avançada
35344 visitas/dia
1,6 milhão/mês