busca | avançada
62861 visitas/dia
1,9 milhão/mês
Sábado, 25/8/2007
Comentários
Leitores

Uma grande história
Li ontem uma breve biografia da Sra. Aracy, durante um vôo, numa dessas revistas que são disponibilizadas em avião. Bem, foi uma IMENSA e FELIZ surpresa conhecer (ainda que muito pouco) a grandeza e importância dessa mulher. Espero que essa tão relevante história seja intensamente levada a todos...!! Não sou feminista, judia ou ligada a qualquer tipo de movimento ou manifestação. Mas entendo que uma história de vida como a da Sra. Aracy, conduzida de forma tão corajosa, valorosa e honrada, merece ser apresentada ao mundo, mostranto e ensinando o que é caráter, humanidade e amor! Encontrei aqui um pouco mais de informações a respeito desse tema que muito me surpreendeu. Parabéns pelo regsitro!

[Sobre "Aracy Guimaraes Rosa"]

por Lucila
25/8/2007 às
20h42

O texto é bom
Eu desde o inicio gostei de Harry Potter. Achei que era um texto à altura de Monteiro Lobato, e muito melhor que Machado de Asis e outros.

[Sobre "Não, não gosto de Harry Potter"]

por je
25/8/2007 às
19h49

Vi um jovem ruivo
Um dia eu vi um jovem ruivo que usava aparelho. De dentes. Ele estava perdido na rua, ou parecia perdido, não sei. Talvez estivesse tentando ir para a Espanha. Tudo é possível. Mas o que eu queria comentar mesmo é que o texto está muito legal. É isso aí, Escudero.

[Sobre "A imprensa dos ruivos que usam aparelho"]

por Guga Schultze
25/8/2007 às
17h48

Cuando tendremos tu libro?
Es un placer encontrar entre tus palabras el alma que guia tus analisis. Me es sumamente grato leer tus comentarios que denotan la agudeza de tu criterio, y me recuerdan las conversaciones sostenidas bajo la luz del cielo lyones, donde buscabas una razon de ser del individuo, y una justificacion a la vida. Pilarita, tu fino sentido de la critica, tu certero uso de la palabra escrita y tu don de plasmar en palabras lo que tu ingenio crea, te hacen una escritora que tiene la obligacion de compartir con el mundo, lo que tu alma siente, lo que tu mente piensa, y lo que tu corazon te dicta.....Los temas los tienes, la aptitud te desborda....para cuando nos daras la alegria de ver plasmados en papel tus conceptos e ideales? Allez! depeche toi mon chere amie!

[Sobre "Auto-ajuda e auto-engano"]

por Lyonnais
25/8/2007 às
17h24

O fim da 89
Procurei muito a rádio rock original e achei estranho ouvir axé music. Uma pena o fim da 89 FM.

[Sobre "89 FM, o fim da rádio rock"]

por cicero batista
25/8/2007 às
15h27

Imprensa, para quem?
Tenho acompanhado com legítimo interesse as observações a respeito do impacto da internet sobre a imprensa impressa. Noto uma preocupação em estabelecer comparações com países onde esta relação já ocorre. Acredito que haja algum valor nesta relação, no entanto vejo na singularidade de cada país, da formação de sua conjuntura social e mais ainda, na credibilidade da instituição imprensa; seja como parte da vida política de um país e cumprindo um papel importante de fiscalizar e articular com a sociedade, ou mesmo como ente jurídico da comunidade de negócios. Nossa imprensa sempre oscilou muito, seja na sua definição ideológica, seja na busca de uma representação social mais ativa. Alterna críticas ao óbvio com posturas servis e prostituídas, típicas nas sociedades em que o espectro democrático ainda não está sedimentado. A crise Internet é só mais um reflexo da crise de identidade, de uma imprensa opinativa, que cria heróis em detrimento de fatos. Qualquer comparação deprime.

[Sobre "A imprensa dos ruivos que usam aparelho"]

por Carlos E. F. Oliveir
25/8/2007 às
14h05

Bom Pensar
Parabéns, Paula! Há muito não lia um texto tão esclarecedor como este. Continue a escrever. Adelson

[Sobre "O valor da arte contemporânea"]

por Adelson Mendes
25/8/2007 às
10h00

Pioneiros da LPB
Legal a entrevista com o Albarus. Mostra o caminho diferente que ele achou para publicar seu livro, um caminho difícil para quem não tem essa determinação que o Albarus demonstra. Acredito que A Fome de Íbus veio pra ficar. É uma aventura muito bem costurada e cumpre folgadamente os requisitos de um bom livro de aventuras. Ou da literatura de entretenimento, se quiserem. Não temos essa tradição em nossas letras e o Albarus (junto com o LEM) é um dos pioneiros, me parece. E está começando muito bem. Literariamente, quero dizer. Abraços e sucesso na saga.

[Sobre "Bate-papo com Albarus Andreos"]

por Guga Schultze
24/8/2007 às
22h37

Textos do Marcelo
Olá, Marcelo! Gosto muito dos seus textos, recebo o Digestivo há mais de um ano e acredito que logo no começo, quando ainda não guardava o nome dos colaboradores, li um texto seu ao respeito de argentinos, no qual elogiava o cinema daquele país. Se o texto for seu, por favor gostaria de saber qual é título, para que eu o encontre no Digestivo. Muito obrigada, Marcela.

[Sobre "10 sugestões de leitura para as férias"]

por Marcela Baigoria
24/8/2007 às
21h18

O livro nos revela
Marcava encontros nos livros, em europas passadas e epopéias distantes, e soltava as amarras das mentes amarradas em qualquer lucidez demente misturada com realidades delirantes. Assim esta extensão da realidade matava sem cadáveres inúmeras vezes. Quanto mais lia mais as páginas amareleciam; e menos temente dos meus medos seguia amadurecendo; vendo, vivendo e experimentando outros angulos dos fatos, outros extratos do mundo, dialogando com a emoção alheia sendo adotado pelas mães fictícias, adorando mitos e afogado em metáforas. O objeto livro é inanimado, mas bastam olhos e fascínio para que revele almas rebeldes e alheias, faça suscitar todos os heróis e demônios que cada um carrega em si. Máquina do tempo, luneta mágica, microscópio e tudo que revela tempo e espaço, força e intensidade, as vezes fé e desolação. Talvez paradoxalmente inanimado, seja o livro que em nossas leituras revele a alma com que escrevemos e contraste com a alma de quem lê. Sempre um belo texto, Ana. Valeu.

[Sobre "Livro policial baleia leitora"]

por Carlos E. F. Oliveir
24/8/2007 às
18h17

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
62861 visitas/dia
1,9 milhão/mês