busca | avançada
45185 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Segunda-feira, 3/1/2011
Comentários
Leitores

Cresci com a Turma da Mônica
Eu adoro o "Porra, Maurício!". Ele me fez lembrar o quanto eu gostava da Turma da Mônica e como eu saí do público alvo das revistinhas. Comprei tanto o "MSP 50" quanto o "+50" e recomendo pra todos, já que é voltado pro público mais velho que cresceu com a Turma da Mônica.

[Sobre "Melhores de 2010"]

por Rafael Monteiro
3/1/2011 às
23h23

Mergulhei no texto
Nossa, adorei o texto! É do tipo que nos faz mergulhar, e talvez até traçar paralelos. Quando dei por mim, já fazia parte dele!

[Sobre "O menino mais bonito do mundo"]

por Larissa
3/1/2011 às
21h05

Ser humano tresmalhado
Um poema meu para você, Ronaldo. "Tresmalhado": "Atrás das gaivotas famintas/ Que partiram atrás de barcos/ com redes carregadas,/ vim viver nestas paragens/ de sons e cores diferenciadas./ Aqui aprendi o sentido/ do ser humano tresmalhado,/ das noites brancas de inverno/ de um parque cheio de neve/ que reflete a lua/ que é a mesma da minha pequena cidade,/ Das ruas desertas,/ cheia de gentes nos carros,/ atrás de tudo ou nada, das casas sem cercas/ dos jardins floridos sem grades./ As gaivotas encontraram a felicidade,/ nao correm mais atrás de pesqueiros/ só resta agora a saudade,/ neste peito tão brasileiro."

[Sobre "Para onde estão me levando?"]

por Maria Anna Machado
3/1/2011 às
20h10

Achei minha vocação na arte
Achei a terceira via. Quando pequena, lia exaustivamente as histórias de fadas, depois o Flash Gordon, o Fantasma, o Submarino, os gibis, o X-9 etc. Li "Os Miseráveis", "A dama das camélias", "Amor de perdição", "Amor de salvação", toda a coleção J. Cronin. Aí chegaram os filmes, "Perigos de Nioka" (seriado), "Tarzan", "Flash Gordon", "O Zorro", "Os três patetas", "Chaplin", "E o vento levou...". Conheci Miguel Ângelo, Rubens, Leonardo... e entao achei minha vocação. Sua lista fez tudo isso vir à tona. Obrigada.

[Sobre "Meu cinema em 2010 ― 1/2"]

por maria anna machado
3/1/2011 às
18h34

A arte nos consome
Artista pirado. Nossa, ontem em um "karaokê" familiar pensei: "onde estava que não lembro dessa musica?". Estava pintando. Quando falam de um escritor e de seu livro, fico pensando: "por que não li esse livro?". Estava pintando. Adorava filmes e não vejo mais nenhum, por quê? Estou pintando. Nossa, acho que estou pirando por causa da arte, e não sou doida porque faço arte. A arte consome nossas horas e pensamentos, nossa vida e sentimentos, talvez essa seja a loucura.

[Sobre "Artistas não são pirados"]

por Maria Anna Machado
3/1/2011 às
18h15

Tony Ramos é subaproveitado
Gostei muito da sua lista: quatro dos cinco filmes estariam na minha lista anual, se eu fosse fazê-la. Recomendo a todos assistirem "O homem que engarrafava nuvens", não só como filme propriamente dito, mas também para conhecer uma importante fase da música popular brasileira. "O segredo dos seus olhos" é imperdível, Darín está ótimo. Por outro lado, Tony Ramos é subaproveitado, basta ver sua atuação em "Tempos de Paz", no teatro e no cinema. "Guerra ao terror" foi um Oscar merecido. Aguardo, com espectativa, o restante da lista.

[Sobre "Meu cinema em 2010 ― 1/2"]

por José Frid
3/1/2011 às
17h36

Revisão curricular urgente
Parabéns pelo texto, principalmente por tocar no ensino de literatura em nosso país. O programa de literatura no ensino médio atual faz com que os alunos passem um bom tempo "estudando" a literatura portuguesa, quando o inverso não acontece (e nem acho que deveria), ou seja, os portugueses nem conhecem a literatura brasileira. Urgente é uma revisão no currículo e um ajuste no foco. As aulas de literatura devem ser um estímulo à formação de leitores ou apenas uma exposição dos estilos de época das lit. brasileira e portuguesa? Atualmente, as escolas e seus materiais didáticos inclinam-se à segunda opção. É assim que o aluno do ensino médio termina sua formação "aprendendo" modernismo brasileiro, como se nada houvesse sido produzido além disso. Além de desconhecer totalmente a lit. universal. A reversão desse processo fica a cargo da boa vontade do professor. Enquanto as listas de vestibular ditarem o ensino de lit. em nosso país, assim será.

[Sobre "O que mata o prazer de ler?"]

por Fabiula
3/1/2011 às
15h55

Músicas que não dizem nada
Concordo plenamente com o texto. As músicas de hoje em dia têm letras pobres, que não dizem nada. Mas se fazem sucesso é porque o público gosta e este, por sua vez, se contenta com barulho e clichês. A falta de senso crítico reina no pop.

[Sobre "As letras de música de hoje"]

por Paola Fajonni
2/1/2011 às
15h40

Também faço minhas listas
Gostei do texto! Legal, também faço minhas listas de filmes vistos, mas as minhas são escritas no computador. Fiquei impressionada com seus números de filmes que viu, pois esse ano anotei 101 filmes (apesar de não ter anotado todos) assistidos até o dia 31 de dezembro - e olha que pensava que estava assistindo filmes demais! Especialmente agora nas férias! Muito bom!

[Sobre "Meu cinema em 2010 ― 1/2"]

por Angélica
1/1/2011 às
19h21

Avaliemos a presidenta
Nossa! Ouvi comentários bem menos conservadores e preconceituosos dos "comentaristas imparciais" da Globo do que por aqui... Débora, sei que é difícil, nos tempos atuais do politicamente correto (muito chato às vezes), nos referirmos sem preconceito sobre qualquer profisssional, mas aqui em casa tenho uma "empregada doméstica" super respeitada, carteira assinada que soube alimentar uma relação profissional e pessoal de mão dupla. Nunca me referi a ela como secretária. No mais achei seu texto pertinente, que se avalie a presidenta e não o seu sexo.

[Sobre "Mulher no comando do país! E agora?"]

por Márcia Braga
1/1/2011 às
12h55

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
45185 visitas/dia
1,2 milhão/mês