busca | avançada
47547 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Quarta-feira, 8/5/2002
Comentários
Leitores

Mantendo os caninos
Ah, Valentim- não poderia concordar mais. Uma coluna para a Sue! Ela vai ser um dos poucos casos de escritora que se tornou escritora porque pediram pra ela...Mas me deixe discordar só dum ponto- a sua afirmação de que atacar alguém verbalmente "contraria a elegância de quem gostaria de usar bengala" (mensagem 26). Ser elegante não é, necessariamente, ser banguela - ser alguém incapaz de mostrar os dentes de vez em quando, just for the hell of it. Mas se for, prefiro ser deselegante de vez em quando, e conservar os caninos...Ah, a melhor literatura do mundo foi escrita na pele de umas poucas vítimas com os caninos de uns escritores malvados...Um abraço- Alexandre. E volte sempre!

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Alexandre Soares
8/5/2002 às
03h08

Oswald, pra que te quero?
Contesto a validade de um Oswald de Andrade nessa altura da história. Não entendo por que gastar latim e rios de tinta com ele. De qualquer modo, gostei do texto "existencialista" do giron. Parabéns ao Digestivo

[Sobre "Um homem sem profissão nem esperança"]

por Douglas Ribeiro
7/5/2002 às
20h36

Uma defesa da crítica da razão
É difícil pensar positivamente em torno do ofício dos críticos. Não consigo respeitar a maioria deles (e neles incluo muitos citados pelo Giron no texto acima). Mesmo assim, sou levado a dar um crédito de confiança no articulista. Quem sabe a crítica ainda possa nos surpreender? Duvideodó!

[Sobre "Dizem que a crítica acabou; só se foi quando o verão chegou"]

por Douglas Ribeiro
7/5/2002 às
19h37

Obrigado
Muito obrigado, Ana e Alice, pelas simpáticas observações. Bom saber que nem todas as mulheres se identificam com o modelo insistentemente divulgado pela televisão. Beijos,
Eduardo

[Sobre "Com a calcinha aparecendo"]

por Eduardo
7/5/2002 às
10h16

Valente Valentim
Caríssimo Valentim, é claro que eu concordo que existem pessoas que não lêem porque não podem, só não concordo com você quando implica que estas pessoas tenham sido criticadas pelo meu General. Ele tão fala delas. Os pedreiros, ele menciona como exemplo trágico da escravidão a que são submetidos aqueles que não lêem. Eu concordo plenamente. Afinal, só posso de bater verbalmente com 'adversário' de tal gabarito e galhardia porque você leu meu comentário, não é? Você não é pretensioso, é valente! Eu e Fabio somos realmente assustadores quando unimos nossas forças - o que nem sempre acontece - e ainda por cima o General mesmo respondeu seu comentário! Quanto à história do crime já ser castigo suficiente, eu até concordo, mas é obrigação de quem vê mais longe ao menos tentar iluminar os que insistem em caminhar olhando para o chão. O mundo é tão belo! Sei que joaninhas são simpáticas, mas experimente deixar algumas em seu jardim e veja o que acontece com as flores! Beijão da Sue! P.S.: Quer uma coluna minha no DC? Que maravilha! Estou totalmente tonta com o elogio... (escreve para o Júlio!!!hehehehehe)Beijos...

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Assunção Medeiros
7/5/2002 às
02h17

Eita! Programinha ruim!!
Assisti esse progama porque você, Eduardo, queria escrever sobre ele.Até aí, tudo bem. Afinal, eu não esperava que fosse ser tão ruim por comentários lidos e ouvidos de pessoas que, acho, não costumam ter mal gosto. Bom, passado algum tempo, não só eu, mas como todos que estavam na sala concordaram em desligar a tv. O progama ser ruim, até vai, afinal, é um programa de tv voltado para o público feminino. Eu sei, nem deveria estar comentando...;é que eu assisti,e sabia que ia ser ruim (pelo elenco, é claro),mas fui e assisti. Isso tudo para dizer que se tivesse esperado mais esse comentário, não ia estar pensando nessas besteiras. Valeu pelo seu comentário, e espero que, se algém ainda pensa em assistir "Saia Justa", o leia antes.

[Sobre "Com a calcinha aparecendo"]

por Maria Alice
7/5/2002 à
00h35

Perda de Tempo
Achei o programa chato e não consegui ficar até o final, talvez nestes últimos minutinhos que eu perdi elas podem ter conversado algo de interessante.Mas duvido, na maioria do tempo ficaram disputando espaços e moldando uma propraganda pessoal. Concordo com o que disse. Parabéns!

[Sobre "Com a calcinha aparecendo"]

por Ana
6/5/2002 às
23h36

Ler ou não ler, eis a questão.
Meu Caro e Entusiasmado Alexandre E quem é que disse que eu não gosto de tudo que você escreve ? E quem é que disse que eu só li uma vez a sua cacetada nos "iletrados" ? Quanto aos ataques a determinadas e nominadas pessoas que se supõe e se depreende que não lêem é que eu efetivamente não aprecio. Contraria a elegância de quem gostaria de usar bengala. Por outro lado, como atacar os que, podendo ler, não o fazem, se, ao não ler, eles já estão se autoflagelando, ainda que inconscientes do fato ? Não seria para lamentá-los ? Talvez até mais dos que não lêem porque não podem - apesar da Sue não concordar muito com a existencia deles. Por falar nela, eu penso que talvez ela até concorde, mas como sua fiel escudeira, ela não admite que alguém possa ousar pretender - realmente é pretensão - retocar algum pensamento de seu General. Se isso não fosse suficiente, e é, ainda tem você o Fabio a defender você pelo outro flanco. Então, com esse escudo impenetrável e atento, você nem precisa rebater minhas observações -não críticas, que eu a tanto não ousaria - pelo que me sinto muito honrado, por ser rebatido pelo próprio General em pessoa, como se não fosse mais que suficiente, alguém ter que enfrentar tão decididos e magníficos escudeiros. Entretanto, continuo achando que houve uma injustiça com as simpáticas joaninhas. Meus parabéns a você. Peço que os divida com seus amigos guardiães Sue e Fábio. Pena que a Sue não tenha (ainda) uma coluna própria no Digestivo. Seu apreciador, ocasionalmente discordante. VC

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Valentim Carval
6/5/2002 às
21h39

Concretesco
aba caxi só fá afaga ga linha caxias grotesco ovóide

[Sobre "a ópera mágica"]

por Rogério Macedo
6/5/2002 às
17h23

Muito bom!
Muito bom, Evandro, muito bom! É isso mesmo. E eu sempre quis escrever algumas das suas frases, colocando a culpa das bundudas nos hippies e dizendo que, enquanto as faculdades de Adm. nos ensinam a sermos empresários, as outras ensinam a odiá-los. Perfeito, e o resto também. Abraço,
Eduardo

[Sobre "Superficialidade e Reducionismo"]

por Eduardo Carvalho
6/5/2002 às
11h38

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
47547 visitas/dia
1,6 milhão/mês