busca | avançada
83745 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Sexta-feira, 9/5/2008
Comentários
Leitores

Mãe, você é baba-ovo da AnaE
Ana, eu sou uma dessas suas fãs que te acompanham e catam tudo que você escreve. Como diz a minha filha: "mãe você é baba ovo da Ana Elisa". Mas não tem jeito, pelo menos até hoje, gosto de tudo que você escreve. O dia que não gostar, eu digo. Fui no lançamento do seu livro para te abraçar e ganhar o autógrafo fresquinho. Não demorei e não dei nem uma espiadinha na fresta. Deixei para quando chegasse em casa, sozinha, sossegada, igual comer chocolate escondido, sem dividir com ninguém. Ainda estou desgustando-o. Delicioso! Daqui a pouco, sim, começo a mostrá-lo para os outros e comprar outros exemplares para presente. Não arrisco emprestar o meu. Parabéns!!! Um grande abraço!

[Sobre "Ao leitor, com estima e admiração"]

por Áurea Thomazi
9/5/2008 às
14h30

Mario AV Laub Luli Radfahrer
Eu gostei muito dos nomes que participaram dessse exercício no Palavra na Tela. Não sei se é algum defeito na transmissão do arquivo, mas só consegui ouvir os primeiros 20 minutos. Tentei três vezes e tive de ouvir sempre os mesmos primeiros 20 minutos. Fiquei com muita vontade de ouvir o restante. E de "reencontrar digitalmente" Mario AV, com quem tive a oportunidade de trabalhar. Espero que eu possa escutar o outro trecho. Abs. digitais, Mari-Jô Zilveti

[Sobre "PalavraNaTela2008, by MarioAV"]

por Mari-Jô Zilveti
9/5/2008 às
11h20

Madrastas, cuidem-se!!!
Sim, mais doente. A Sociedade está doente, e o maior sintoma disso é o aumento dos crimes com requintes de crueldade, praticados por pessoas aparentemente normais. Essas pessoas são "laranjas" do destino, e representam o reflexo do quanto nossa Sociedade (mundial) está emocionalmente perdida. Quando acontecem casos como o da Isabella, ou da Austria, todos nos chocamos, mas todos os dias crianças são assassinadas, todos os dias descobrem-se pessoas encarceradas e violentadas, todos os dias o transito mata tanto quanto numa guerra. É preciso que todos façamos alguma coisa. As mulheres estão também mais violentas, e isso é só a mais cruel constatação dessa doença social. Infelizmente agora, as mulheres começam a equiparar-se aos homens também no que temos de pior: a força bruta! Faz-se necessário uma reflexão, especialmente, no próximo domingo. Abraço e bom Dia da Mães, apesar de tudo!

[Sobre "Há algo especialmente podre..."]

por Guto Maia
9/5/2008 às
07h40

Senhor(a) do seu tempo
Você tem razão e já repetiu acima que não é novidade. Emprego praticamente já foi extinto. O que existe, na minha opinião, é a tal terceirização. Ganha-se mais? Não sei. Tenho minhas dúvidas. De qualquer forma, prefiro usar a máxima, segundo a qual você não tem emprego e trabala tanto quanto quando tinha, mas é senhor do seu tempo. Você tem de administrá-lo. Ponto. Abs digitais, Mari-Jô Zilveti

[Sobre "Emprego? Exercite o desapego"]

por Mari-Jô Zilveti
9/5/2008 à
01h39

A chave do cofre!
Muito boas dicas! Um pouco de sorte também ajuda. Mas, quem junta tudo o que possui de bagagem de conhecimento, habilidade e informação à coragem de arriscar, corre o risco de descobrir a melhor coisa do mundo: trabalhar com independência no que gosta! E ganhar muito dinheiro...

[Sobre "Emprego? Exercite o desapego"]

por Guto Maia
8/5/2008 às
18h48

Blog é Diálogo
Olha, creio que não entenderam nada sobre a lenga lenga da mídia em relação aos blogs. Um blog pode ser utilizado como veículo de notícias, qual o problema? O blog do PHA, do Azenha e de outros jornalistas por acaso não são críveis? Agora, observem que na realidade eles emitem suas opiniões. Como num editorial. Um blog nunca foi nem será um jornal on-line, é um espaço onde o moderador publica de tudo, inclusive contestações à mídia atual, mas é sobretudo um diálogo. Os blogs referidos na mídia são os que têm a função de contestá-la. Daí a propaganda negativa, a perseguição. A mídia não fala do "flog" da Paulinha, fala dos blogueiros que fazem parte do SIVUCA, uma organização que contesta os políticos, a atual maneira de se fazer jornalismo no Brasil... Abraços.

[Sobre "Blog precisa ser jornalismo?"]

por Carlinhos Medeiros
8/5/2008 às
15h48

Sobre-nomes
Imagine quantos nomes de xarope para "roquidão" já me receitaram, e o infeliz que faz a piadinha ainda acha que é o primeiro a fazer isso...

[Sobre "Substantivo impróprio"]

por Sílvio Rocco
8/5/2008 às
15h30

constatação popular verídica
Tenho sim, e diz respeito a uma constatação popular muito verídica: "Serração que baixa, Sol que racha!" [Cachoeirinha - RS]

[Sobre "Promoção Mario Quintana"]

por Daniela de Lima
7/5/2008 às
02h03

Vou usar hoje!
Muito bom, vou começar a usar hoje mesmo algumas dicas.

[Sobre "Dicas para você aparecer no Google"]

por Alisson
6/5/2008 às
19h22

Anatol vs. Zíbia
Não posso negar que o governo tem um toque de culpa em não dar mais acesso à cultura para todos, mas isso não é desculpa para quem quer ler coisas boas. Quantos casos já não vimos de pessoas que viveram a vida inteirinha em condições miseráveis e que agora são formados em direito. Raro? É sim, mas eles conseguiram porque não viram outra forma de "evoluir intelectualmente". Os livros estão aí, bibliotecas, sebos... Os sites estão aí. Vai de cada um escolher o que ler. Anatol Rosenfeld ou Zíbia Gaspareto? Teoria ou Auto-Ajuda? Difícil? Para mim, não...

[Sobre "Jovens blogueiros, envelheçam (extras)"]

por Paula Cabral Gomes
6/5/2008 às
17h31

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
83745 visitas/dia
2,4 milhões/mês