busca | avançada
74501 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Terça-feira, 17/6/2008
Comentários
Leitores

Alguém é dono de alguém?
É tão triste ver a maneira como nossa sociedade trata as mulheres, faz com que a gente se sinta um pedaço de carne comprado na feira. No meu trabalho vejo casos, inúmeros, de filhas que são estupradas por pais e padrastos, e ainda são achincalhadas pelas propias mães, também mulheres, por terem "seduzido" o "seu homem". Somos vítimas e autoras desse machismo, pois somos nós que ensinamos que certas coisas não são coisas de homem... E eles também são vítimas de uma sociedade que brutaliza sentimentos, coisifica pessoas fazendo você pensar que pode ser dono de um corpo, de uma vida, de uma mulher. Essa imagem descrita por ti, Daniel, há de rodar muito na minha cabeça.

[Sobre "Cenas de um país machista"]

por Gerusa
17/6/2008 às
11h13

pode ser possí­vel
Se em vez da expressão "ao mesmo tempo", usarmos algo mais fluido, com intervalos para o desamor e a infelicidade como momentos de passagem que impulsionam a busca para felicidade, então, sim, pode ser possí­vel. Acho que o que pode ser constante é a crença no amor e a busca da felicidade como ideais. Como não li o livro, a autora poderá me convencer do contrário. Vou aguardar. [Recife - PE]

[Sobre "Promoção Nada te Turbe"]

por maria da conceição
17/6/2008 às
11h10

sou extremamente feliz
Não só acredito, como sou extremamente feliz, mesmo amando em meio a algumas infelicidades que nos torneiam... [Uberlândia - MG]

[Sobre "Promoção Nada te Turbe"]

por Carolina Costa
17/6/2008 às
11h09

consigo superar e ser feliz
Acredito, pois isso acontece comigo. Tenho 27 anos de casada, amo meu esposo, e apesar dos contratempos, dos problemas que a vida nos joga em cima... consigo superar e ser feliz, amando meu marido, filhas, netas, trabalho e a vida... Adoro viver e não abro mão desse presente divino que nos é apresentado todos os dias... [Venda Nova do Imigrante - ES]

[Sobre "Promoção Nada te Turbe"]

por Eliete Vaszzoler
17/6/2008 às
11h08

a tal da honra
Bom texto, boa resenha! Seja neste século ou em séculos passados, a tal da honra ainda é vista da maneira mais sórdida possível. E isso aos nossos olhos, debaixo de nossos narizes! O livro parece interessante. Abraço.

[Sobre "Cenas de um país machista"]

por Adriana Godoy
17/6/2008 às
10h12

Os Amigos do Barbão
Olha, Rafael: Não fosse eu, também, um velho amigo do Barbão, não tivesse eu lido o livro, como o fiz, e viajado com ele (o livro) pelas "calles porteñas", esteja certo de que teria um bom motivo pra fazê-lo, ao ler sua resenha... Sermos amigos do Barbão, e ler o escritor Barbão, nos faz privilegiados! Parabéns pelo texto!

[Sobre "Acaricia meu sonho, de Marcelo Barbão"]

por Nabil Onaissi
17/6/2008 às
09h47

um trabalho danado
Possí­vel até deve ser. Mas só por algum tempo e dá um trabalho danado, não acham, não?

[Sobre "Promoção Nada te Turbe"]

por Anaelena P. Lima
17/6/2008 às
09h24

A felicidade é momentânea
A felicidade é momentânea, o importante é guardar o momento na lembrança e desfrutá-la quando a infelicidade bater na nossa porta. O amor é a energia que faz com que a nossa vida valha a pena. O amor faz com que a felicidade dure um pouco mais. Então se amor e felicidade forem realmente isso, sim, é possí­vel amar e ser feliz... [Rio de Janeiro - RJ]

[Sobre "Promoção Nada te Turbe"]

por Gerson Farias Netto
17/6/2008 às
09h24

um amor sincero
Sim. Acredito que a felicidade é algo que vem junto com o amor, e é uma busca tão antiga e ainda assim tão importante quanto a busca de si mesmo. Amar é ter a certeza de que sempre teremos um motivo para continuar vivendo. Não necessariamente o amor romântico, tão idealizado que na maioria das vezes se torna decepcionante. Há o amor por uma causa, uma profissão, por amigos, por um ideal... O importante mesmo é ser um amor sincero, e com certeza fará feliz quem o expressa. [Palmas - TO]

[Sobre "Promoção Nada te Turbe"]

por Fausto Anttonyo Nilo
17/6/2008 às
09h23

Dia sim, dia não
Dia sim, dia não. Mais do que isso é auto-engano. [São Paulo - SP]

[Sobre "Promoção Nada te Turbe"]

por Fabiola Chammas
17/6/2008 às
09h22

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
74501 visitas/dia
2,0 milhão/mês